Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
porno porno filmes porno filmes porno sexo gostosas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Transei com uma Paciente | Acervo de Contos

Transei com uma Paciente

Eu me chamo Julio,sou enfermeiro,tenho 25 anos,olhos e cabelos castanhos.
Tudo começou quando fui chamado para trabalhar em uma clínica de repouso,como sou muito educado e gentil com os pacientes,cresceu rápido um clima de amizade. Nunca agi com segundas intensões,até que eu a conheci,seu nome era Neide uma garota franzina que ao auge de seus 18 anos enfrentava uma batalha contra a bulimia e anorexia,ela sempre me tratou como amigo,até que uma noite eu bati na porta de seu quarto com a sua medicação e ela pediu que eu entrasse,ela teve uma crise de chôro repentina e disse que precisava conversar com um "AMIGO",estranhei logo de cara por que ela tinha feito muitas amigas na ala feminina,mas ela insistia em querer o meu auxílio,conversamos e ela se acalmou,mais tarde enquanto todas as pacientes dormiam eu tive a impressão de ver algum vulto passando pelo corredor,minha companheira de trabalho estava cochilando e eu fiquei com pena de chamá-la,fui então eu mesmo verificar o que estava havendo. Quando cheguei perto do vulto era ela e tentou me beijar a força,recuei com força dizendo que isso não podia acontecer,ela disse que não conseguia dormir após o sonho que tivera a uns minutos atrás,sonho no qual nós transamos loucamente, quando escutei isso minha pica se levantou feito uma "cobra pronta para dar um bote". Recuei e disse que tudo foi somente um sonho e que não poderia acontecer,ela então numa atitude impulsiva abaixou a blusa e me mostrou seus peitinhos ainda em fase de crescimento,meu coraçaõ disparou e meu tesão explodiu,recuei e quando virei as costas ela abaixou a calcinha e me mostrou a sua pequenina buceta toda raspadinha e disse que eu a inauguraria,agarrou meu pau e apertou,o que me fez quase ejacular de tanto tesão,disse a ela que não e voltei ao meu setor de trabalho. Ela foi se deitar meio desolada, mas eu não podia deixar de pensar na cena que presenciei,dois projetos de peitinhos ainda minúsculos somados a uma linda bucetinha raspada e uma bundinha de criança,pois, devido a seu quadro de saúde,o seu desenvolvimento foi retardado e seu corpo era de quase uma menina de 10 amos de idade. Num ato de descontrole,deixei meus princípios de lado e deixei a cabeça-do-meu-pau comandar meu corpo. Fui em direção ao quarto de Neide com o coração aos pulos,quando encostei em sua porta para bater,notei que a porta estava aberta,entrei em seu quarto,ela estava deitada de bruços com um shortinho de lycra bem apertado o qual deixava à mostra o rachado de sua buceta de tamanho infantil,fechei a porta de maneira furtiva,cheguei perto de Neide e notei que seus mamilos estavam denunciando o quanto ela me desejava,me senti feito um menino bobo,o desejo foi tão forte que não pensei duas vezes e comecei a bolinar minha paciente,mas quando enfiei meus dedos em sua buceta,percebi que estava completamente ensopada,foi então que Neide se virou e disse com a maior cara de puta que "eu tinha certeza que você viria aqui",a putinha já tinha esquematizado tudo e eu caí feito uma mosca na teia de aranha. Eu,um enfermeiro com experiência no ramo caí nas garras de uma ninfeta e me envolvi por inteiro em seu jogo de sedução,mediante às palavras de Neide comecei a abraçá-la com a ternura de um amante completamente apaixonado,minhas mãos corriam a silhueta delgada de seu tesudo corpo de menina,comecei a beijar sua nuca enquanto minhas mãos apertavam suua tetinhas como que para tirar leite,beijei Neide num misto de desejo,ternura,tesão e até com paixão,senti seu corpo deslizar de minhas mãos,então comecei a brincar com a sua bundinha e sua bucetinha enfiava os dedos feito um louco,meu caralho já pulsava,foi quando eu apoiei Neide sobre a cama e abaixei seu shortinho preto juntamente com sua calcinha,a visão que tive foi a mais bela que já tinha me ocorrido,uma bundinha delicada e com pele aveludada,fui afastanto suas nádegas e tive acesso a seu cú,um orifício amarronzado e que piscava feito louco,nesse momento me esqueci completamente de sua buceta,só pensava naquele cú pequenino e piscante,não aguentei e tirei o meu caralho parafora,cuspi na cabeçorra dele,tapei a boca de Neide e com uma só estocada arrombei seu cú,foi um momento de Êxtase,pois o rabo de Neide piscava feito louco,o que me dava um tesão enlouquecedor,quanto mais ela piscava o cú eu estocava mais forte. Ela que até então mordia meus dedos,começou a chupá-los com muita doçura,fodi seu cú por volta de enlouquecedores e maravilhosos 20 minutos,rebentei quase todas as pregas do cú de Neide,de vez em quando eu tirava a minha rola para ver o estrago que ela estava fazendo,nossa que buracão,cabia meus quatro dedos sem nenhum esforço,seu cú que tinha uma cor marrom já se encontrava todo rosado de tanto que minha pica entrou e saiu,foi quando eu senti uns jatos quentes molharem minhas coxas que eu percebi que Neide tinha gozado feito uma Putona e seu gozo jorrava de sua gruta virgem,meu tesão foi ao limite,não consegui me conter,dei uma estocada profunda e senti o cú de minha paciente se inundar com o meu líquido viril,nossa que sensação maravilhosa,ela gemendo e eu ofegante devido ao tratamento que dei à minha paciente,quando tirei minha jeba do cú de Neide,a minha porra veio como um jato caiu em minha calça branca,só então me dei conta do ocorrido e do tempo em que eu passei fora do meu setor,corri para o banheiro,limpei minha calça e voltei todo sorridente para o posto de enfermagem da Clínica,desde então nunca consegui esquecer de Neide,nem quando estou transando com minha noiva,essa ninfetinha mexeu de vez com as minhas cabeças.

 

Gostou? Vote no Conto:

26/07/2009 | 83662 visitas

 
 
 
amadoras gostosas amadoras