Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
bundas gostosas ninfetas videos de sexo gostosas filmes porno

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

O foguete do vovô | Acervo de Contos

O foguete do vovô

Meu nome é Carina, sou loirinha, 1,60m, 58Kg, sou bem sexy.... nasci e fui criada no bairro da Lapa em São Paulo, como minha casa fica numa vila (uma rua sem saída com 12 casas) os moradores muito antigos, todos nos conhecemos; os de mesma idade estudaram juntos, brincávamos a rua, fazíamos festa junina com todos os moradores. Foi nesse cenário que vivi uma aventura marcante.... Ricardo é um colega de mesma idade, e nos conhecemos desde criança; ele mora com a mãe e seu avô senhor Rubens (moreno alto, 58 anos, magro, cabelos grisalhos, muito simpático). Certo dia Ricardo veio a minha casa dizendo que faria uma viagem com a mãe para o sul do país e que seu avô ficaria sozinho, me pedindo para diariamente passar na casa dele e ver se estava tudo bem com o avô (somente uma demonstração de preocupação e carinho), fiquei com uma cópia da chave da casa dele e o senhor Rubens foi avisado.
Ricardo e mãe viajaram no sábado e na 2ª feira à noite fui fazer a primeira visita ao senhor Rubens; abri a porta, entrei chamando por ele... sem respostas... continuei chamando e percorrendo a casa... subi as escadas, chegando onde ficam os quartos da casa e no último cômodo ouvi uma série de gemidos e sussurro, tinha uma luz acesa, ao empurrar a porta vi o sr. Rubens totalmente pelado na cama, assistindo a um dvd pornô.... ele tomou um susto e não tinha como esconder seu estado de excitação... confesso que nunca tinha visto uma pica como a do sr. Rubens, estava bem dura, devia ter uns 25cm ou mais, era bem grossa, com veias salientes, engraçado é que a cabeça afinava dando aparência de um foguete... demorei alguns instantes apreciando aquele caralho até virar de costas e sair do quarto.... foi então que sr. Rubens enrolado num lençol correu atrás de mim.... ele gritava: - Espere menina, espere Carina... deixe eu explicar. Quando segurou meu braço e me voltei para ele, tive uma reação inesperada, dei um beijo na boca do sr. Rubens... isso fez ele soltar o lençol e sua pica retomar a ereção (não imaginava que um homem com quase 60 anos pudesse ter uma ereção tão firme). Ele me pegou pela mão e disse: - Vem garota (me levando para seu quarto)... deixa eu mostrar um pouco de minha experiência e me de um pouco de alegria. Ele tirou peça por peça de minha roupa sem que eu esboçasse qualquer resistência.... nos abraçamos e sua pica se encaixou entre minhas coxas, ele falou em meu ouvido: - Eu te vi menina e agora vou te comer, sua safadinha, tesuda, gostosa.... muito excitada, nos deitamos e partimos para um 69, ele elogiou minha xoxotinha rosada totalmente depilada, passou a língua na entrada da minha vagina, enfiou o dedo lá dentro, deu esticadas com a língua no meu clitóris e chupou meu grelo... foi tão habilidoso, que me fez gozar rapidamente... eu me deliciava com aquela rola enorme, mal cabia metade na minha boquinha, mas eu forçava até a garganta e tirava quando o ar faltava, mordiscava a cabecinha do foguete, chupava as bolas do saco.... mas com muito controle ele não ejaculou. Deitado com a pica apontando para cima, sr. Rubens me posicionou sobre ele puxando meu corpo para baixo e introduzindo todo seu caralho na minha xana apertadinha.... eu gemia e sentia a dor daquela enorme rola me penetrando mas a satisfação e tesão superavam....dei inicio a uma cavalgada feroz, subia o corpo e via o mastro lustroso de sr. Rubens exposto, descia e engolia o caralho com vontade..... gozei duas vezes quase desmaindo sobre o vovô. Mais uma vez com muito controle ele não gozou e manteve a pica dura, anunciando que queria meu cuzinho. Fiquei com medo pois apesar de já ter perdido o cabaço do rabinho nunca recebi 25cm de pica.... mas não teve jeito, ele me colocou de 4 na beira da capa, se posicionou em pé atrás de mim e começou a lamber meu cuzinho, salivou bastante, enfiou um dedo, depois dois, depois três, foi laceando as pregas e derrepente senti o foquetinho entrando, a cabeça fina passou com facilidade, mas depois o tarugo foi me rasgando, até que senti o saco batendo em minha bunda, anunciando que eu estava com o caralho por completo no rabo.... sr. Rubens começou uma vai-e-vem, lento , se curvou sobre mim, apalpando meu seios, beliscando meus mamilos, ora acelerava, ora me dava palmada dizendo: - Rebola minha menina, safada merece umas palmadas.... meu tesão era intenso.... e quando ele começou com estocadas mais fortes e firmes, vi que iria despejar sua porra no meu cu.... ouve seu grunhido de satisfação e êxtase, sentindo a esperma invadir meu rabo... sr. Rubens tirou a pica já amolecendo de meu cu, pingando porra.... sem menor pudor mamei sua rola, engolindo parte da porra babada e para minha surpresa promovendo nova ereção no vovô.... deitada de lado recebi sr. Rubens por cima, enfiando a rola na minha buceta e com o dedão esfregando meu clitóris.... acredito ter tido meu primeiro orgasmo múltiplo pois na hora da ejaculação do sr. Rubens agora na minha xoxota eu perdi os sentidos, desmaiando por alguns minutos.... acordei com ele mamando minhas tetas e enfiando o dedo no meu cu. Refeitos tomamos banho juntos e ele me relatou que a vitalidade tinha ajuda de um medicamento para ereção... falei que viria diariamente ver se estava tudo bem com ele e repetir a experiência maravilhosa... resultado dessa semana de muito sexo com o vovô é que hoje sou tarada em homens na faixa de 50 a 60 anos.

 

Gostou? Vote no Conto:

12/11/2009 | 126208 visitas

 
 
 
flagras amadoras filmes porno