Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Desejos de uma grávida | Acervo de Contos

Desejos de uma grávida

Edson é um grande amigo da minha infância, brincamos, estudamos e crescemos juntos, mias quando começamos a namorar tomamos rumos diferentes. Me casei e fui morar em outro bairro ele se casou e ficou morando no mesmo bairro, só que na casa dos sogros. Eventualmente nos encontrávamos quando eu ia visitar meus pais ou em alguma festinha da localidade, passávamos horas tomando cerveja e relembrando as nossas travessuras.
Quando a Michelle ficou grávida o Edson todo contente me convidou para ser o padrinho do seu primeiro filho, mais o útero da sua esposa não estava segurando a gestação e em três anos de casamento foram uns cinco abortos. No final do segundo ano ela havia procurado ajuda medica e a sua quinta gestação durou um pouquinho mais de quatro meses, mais infelizmente não vingou.
Eu estava com problemas no meu casamento e estava dando um tempo na casa dos meus pais, cheguei do serviço e parei no bar com o Edson e começamos a afogar nossas magoas, saímos de lá tortos e nem sei dizer quem levou quem para casa. No dia seguinte, acordei com uma ressaca daquelas e só de cueca no sofá da casa do Edson, me vesti rapidamente e quando terminei a Michelle entrou na sala, fiquei completamente sem graça e a primeira coisa que eu perguntei foi pelo seu marido e ela disse que o Edson já tinha ido trabalhar. Ela me ofereceu um café, mais não aceitei e sai de lá quase correndo cheio de vergonha, mais tarde quando ele chegou do serviço fui me desculpar pela noite passada mais ele disse que estava tudo bem e que a Michelle não havia ido na sala porque ele tinha dito para ela que havia me deixado bem a vontade. Nunca havia tomado um porre tão brabo como esse de não me lembrar como eu tinha ido parar em casa e o que mais me intrigava era que eu estava lembrando vagamente de um sonho erótico que eu tive com a Michelle, mulher do meu melhor amigo.
Reconciliei com a minha esposa e voltei para casa, tudo parecia estar voltando ao normal, depois de uns quatro meses soube que a Michelle estava grávida novamente e fui parabenizar o meu amigo Edson pela sexta vez, torcendo para que ela não perdesse a criança. Só que desta vez ele não demonstrava muita alegria com a gestação e disse que estava com problemas no seu casamento por causa dos desejos dela, perguntei que desejos seriam esses e ele começou a contar lentamente:
- Lembra daquele porre que nos tomamos... e você... dormiu lá em casa... bem... a mulher levantou de madrugada... para ir ao banheiro é claro... e... viu você dormindo só de cueca... disse que... não consegue apagar essa imagem da cabeça... Eu estava mudo e atento a tudo o que ele dizia, ele hesitou um pouco mais continuou a falar:
- Ela ficou muito excitada... e o desejo dela... é... meter com você... ela acha que não vai conseguir segurar a gravidez sem realizar o seu desejo. Fiquei completamente sem ação, eu já havia escutado muitas loucuras sobre desejos, mais nunca imaginei que uma mulher pudesse ter um desejo desses, eu não sabia como aconselhar e nem o que fazer e comecei a me perguntar se as minhas lembranças com a Michelle eram sonhos ou realidade porque embora ela fosse uma mulher bonita, até em tão eu nunca havia lhe faltado com o respeito.
Meu telefone tocou às duas da manhã minha esposa atendeu e me repassou, o Edson disse que a Michelle tinha sido levada para uma clinica, ela estava tendo hemorragias no seu sétimo mês de gravidez. Quando cheguei na clinica ela já havia sido medicada e liberada, quando cheguei na casa do Edson ela já estava repousando, ele me recebeu emocionado pedindo para que eu o ajudasse, para que eu não deixasse ela perder o seu filho. Diante de tanta emoção me vi obrigado a ajudar o meu melhor amigo e depois do sonho erótico que eu tive com a Michelle não seria trabalho algum meter o meu pau no rabo daquela grávida gostosa, minha esposa solidaria confirmava que eu iria ajudar no que fosse preciso, embora ela não soubesse para qual ajuda o Edson estava me solicitando. Me despedi e voltei para casa mandando ele dizer para a Michelle que eu viria a noite realizar o seu desejo. Eu estava acabado depois de uma noite mal dormida e um dia duro de trabalho que cheguei a pensar em desistir, fiquei bebendo uma cerveja no bar enquanto aguardava o Edson chegar do trabalho, fomos para sua casa, assistimos um pouco de televisão enquanto aguardávamos o jantar, estávamos sem assunto para conversar e as horas não passavam o relógio parecia estar amarrado, comecei a ficar nervoso imaginando como é que iria rolar essa situação, Michelle deu boa noite e se recolheu e o Edson mandou que eu fosse me deitar com ela fazendo gestos maliciosos para que eu tivesse uma boa noite com a sua esposa. Nunca tive problemas para sair com uma mulher casada, mais também nunca havia saído com uma que tivesse sido liberada pelo seu marido, que ele fosse meu amigo e que ainda estivesse com aquele barrigão de grávida. Fiquei indeciso completamente sem ação, o celular do Edson tocou e ele disse que já estava indo, ele comentou que precisava sair porque havia marcado um carteado com uns amigos do serviço e que eu poderia ficar bem a vontade, talvez fosse mais fácil para ele lidar com aquela situação constrangedora, depois que ele saiu eu abri vagarosamente a porta do seu quarto, Michelle estava deitada de costa para porta e resmungou para apagar a luz, usava calcinha, sutiã e uma camisola curta e transparente e que estava um pouco levantada revelando a sua bunda larga e parte do seu barrigão, entrei, apaguei a luz e tirei a minha roupa me deitando só de cueca do lado dela, Michelle começou a esfregar a sua bunda no meu pau e aos pouco ele foi ganhado volume, ela se virou e começou a me punhetar e a chupar meus peito logo foi descendo com beijinhos pela minha barriga e quando meu pau já estava bem duro ela o abocanhou e me chupou ate escutar os meus primeiros gemidos, depois ela engatinhou sobre o meu corpo e me ofereceu o bico do seu volumoso peito para chupar e que estava cheio de leite, continuou a subir e ficou ajoelhada segurando na cabeceira da cama sentou na minha cara e ficou esfregando a sua xaninha, primeiro eu pus a sua calcinha para o lado mais como ela continuou atrapalhando eu a rasguei no seu corpo e pude saborear com maior prazer o melzinho que escorria da sua xaninha. Michelle ficou de quatro na cama e começou a xingar palavrões estava ensandecida me pedia para lhe possuir com força, para lhe dar palmadas e para que eu a fizesse de minha puta só que ela me chamava de Edinho, o quarto estava escuro e eu comecei a me perguntar se ela sabia com quem ela estava, se tudo aquilo não passava de uma encenação ou se ela não percebia as diferenças entre o meu corpo e o corpo do seu marido. A transa se tornou um pouco mecânica por ter desviado o pensamento da nossa relação, eu não conseguia gozar e ficava socando para frente e para traz impiedosamente enquanto ela me pedia para que eu a fizesse gozar e lhe enchesse de porra. Mesmo com a Michelle me chamado de Edinho eu comecei a ficar com tesão porque a sua xaninha estava encharcada e a cada socada fazia barulho escorregando gostoso depois de tanto gozar, Michelle voltou a ficar histérica e forçava seu corpo descompassado contra o meu, xingava e pedia para que eu gozasse para ela, de vez enquanto meu pau escapulia e eu pincelava no escuro para encaixar de novo, depois da terceira ou quarta escapulida ela segurou no meu pau e disse ta bom Edinho mais vai com carinho, Michelle encaixou meu pau no seu cuzinho e eu fui pressionando devagarzinho depois que a cabeça passou ela forçou seu corpo para trás e engoliu meu pau inteiro, apesar de estar escorregando gostoso seu cuzinho era muito apertado e estava deixando meu pau em brasa, dei mais algumas socadas e já tirei meu pau esguichando do seu cuzinho lhe dando aquele banho de porra, Michelle arriou o peso do seu corpo na cama e me puxou para cima dela dizendo me abraça amor. Ficamos abraçados quietinhos nesta posição e Michelle adormeceu, levantei, catei minhas roupas e sai devagarzinho, foi difícil encarar o meu amigo Edson que estava sentado na sala, nos sempre trocávamos confidencias das nossas aventuras mais agora eu não sabia nem o que falar porque eu tinha saído com a sua esposa e ele sabia o que eu costumava fazer com as mulheres com quem eu saia, Edson logo tratou de contornar a situação dizendo:
- O medico disse, pai sexo na gestação é muito importante para a mulher, pelo menos duas vezes por semana só procure posições que seja confortável para ela e não force muito para não machucar a criança e já que você é o paidrinho espero que possa me ajudar com essa tarefa.
Lhe perguntei se não era só um desejo e pronto acabou, ele disse que era e que ela ainda estava grávida, confirmei que por mim estava tudo bem e que eu poderia voltar sempre que ela quisesse, com isso passei quase dois meses metendo gostoso no rabo da Michelle que confirmou que naquela noite em que eu cheguei bêbado ela havia me masturbado, me chupado e quando meu pau começou a latejar na sua boca ela sentou e rebolou ate que eu esporasse no seu útero. Só paramos de meter quando o nosso filho nasceu, porque não havia necessidade de fazer o DNA o menino era a minha cara. Com isso a Michelle conseguiu provar para o Edson que não quis fazer o tratamento de que o problema dela nunca ter conseguido segurar a gestação era dele e que agora ele teria que decidir se faria o tratamento ou me chamaria de novo daqui a um ano por que ela tinha lhe dado um filho e agora queria tentar fazer a sua menininha. Aguardo ansioso a nova oportunidade de meter com a Michelle porque ela sabe que eu a desejo e fica me provocando quando não tem ninguém olhado, meu amigo Edson ainda não procurou um tratamento e falta seis meses para nosso filho fazer um ano, digo nosso porque o Edson registrou e o ama como se fosse seu, agora será que daqui a seis meses vamos dar inicio a uma irmãzinha ou a um irmãozinho para o nosso filho.

 

Gostou? Vote no Conto:

17/10/2010 | 70782 visitas

 

Comentários

  • ctenrdjhpaGAIe postou em 03/08/2012

    A abordagem da relae7e3o copy+paste na sala de aula foi f3tima! Na minha e9poca de cole9gio tive um prsoefsor de histf3ria que permitia consulta nas provas.No inedcio, os alunos ficaram em polvorosa, ne3o estudaram nada, acharam que ia ser moleza, afinal, tudo estava no livro ledo engano! As provas eram difedceis, exigiam interpretae7e3o, ane1lise e opinie3o o livro era mais um instrumento de ajuda para clarificar as ideias, relembrar datas, nomes etc.Os prsoefsores de hoje team que se ligar e botar a cuca para trabalhar de forma criativa.

  • JheyJhey postou em 22/06/2012

    Adorei o conto!! E se eu fosse homem e ela minha mulher eu deixaria numa boa... E sinseramente pq esses otarios q deixam comentarios defamando os contos??? Sejam simples e direto! Naum leiam porra... Aprende logo.
    Bjkas ateh +

  • carol postou em 23/04/2012

    ñ gostou rafael,pra que leu?

  • Ronaldo Cruz postou em 13/10/2011

    Sou moreno claro, do Rio de Janeiro, 42 anos... Cabelo estilo militar, uso bigode e cavanhaque; peitoral largo; pernas e coxas grossas e sou um pouco gordinho, porém sem exagero. Gostaria de encontrar homens para uma boa sacanagem... Curto EM SER TOTALMENTE SUBMISSO... CURTO EM SER ESCRAVIZADO... CURTO EM SER FISTADO - (21) 7194-0472.- ronaldoqualidadetotal@ig.com.br

  • Kayra postou em 08/10/2011

    quando eu estava grávida pela primeira vez, eu senti desejo desse tipo. Mais meu marido nunca me comeu era dificilmente acontecer algo enquanto estive gravida então acabei o traindo! 

  • Alguem postou em 29/08/2011

    ...

  • Alguem postou em 29/08/2011

    ...

  • Alguem postou em 29/08/2011

    ...

  • Alguem postou em 29/08/2011

    ...

  • richie postou em 14/07/2011

    affz muita mentira para um conto só 

    nem deu pra acreditar 

  • anjolindo postou em 06/06/2011

    nuss muito bom fiquei toda molhadinha com uma vontade louca de meter..
    adoroo uma rola no meu cú..

  • aninha postou em 28/05/2011

    Gostei muito, apesar de ser uma coisa muito louca, mais foi simples e direto, e bem quente!!!!

  • Rafael postou em 25/02/2011

    mais q cara otario deixa a muler da para outro si fosse eu lhe dava um tiro na cara filho da puta



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

  confirmacao * Todos os campos são obrigatórios
 
 
Faça Sexo Pelo Telefone Selecionamos as mulheres brasileiras mais gatas, gostosas e safadas estão esperando para ter sexo no telefone. www.sexopelotelefone.com
Disque Sexo Gatas deliciosas prontas para muita putaria no telefone, é só ligar: 091 17 7878-0270 www.sexopelotelefone.com
Sexo por telefone Mulheres procurando por sexo, ligue já para: 091 17 7878-0270 e encontre sexo em poucos minutos! www.sexopelotelefone.com
Disk sexo - Tele Sexo Mulheres dispostas a realizar os seus desejos, basta ligar e pedir que a sua fantasia será realizada. www.sexopelotelefone.com
Quer fazer sexo? Ligue já para: 091 17 7878-0270 e veja perfis com vídeos de mulheres gostosas buscando um homem safado! www.sexopelotelefone.com