Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Suruba inesperada | Orgias | Acervo de Contos

Suruba inesperada

Ontem estava intediada o dia todo e resolvi sair de casa de ultima hora para me distrair um pouco. Combinei com uma amiga, um amigo e com um casal de amigos meus apenas para jantarmos em algum lugar e voltar cedo pra casa, pois estava muito cansada após um dia exaustivo de trabalho e um pouco estressada com a falta de dinheiro logo na véspera do reveillon. Acabamos escolhendo um local em que estava tocando chorinho e samba e o jantar era servido a preço popular. No começo achei tudo um sacoooo, comi e logo veio o sono e a vontade de ir embora. Quando já tinha decidido que a noite para mim estava um fracaso, eu cansada e com o desanimo total me dominando eis que chegam uma grande amiga minha que eu não via a um bom tempo, acompanhada de uma "linda amiga" e 3 amigos. Por ironia do destino resolvi ficar mais um pouquinho conversando com o pessoal. Logo juntamo-nos todos em uma só mesa e lá se foram mais vários baldes de cervejas a la vonte para a galera. No inicio não entendi muito bem, pensei que fosse coisa da minha cabeça mais logo percebi uma simpatia mais aflorada dessa "linda amiga" com a minha pessoa. Brincadeiras vão, assuntos vem, olhares penetrantes rolando na mesa, e derrepente me vem a pergunta: Você está acompanhada? Respondi: Não, não estou sozinha. Era um dos amigos da minha amiga tentando puxar assunto comigo. Porém após muitos anos de terapia e vendo aquela movimentação toda pensei sozinha: "ixi hoje vai dar merda rs"... Na hora nem me interessei no rapaz que se aproximou de mim, o que mais me interessou nesse instante foi a "linda amiga da minha amiga que vamos chamar de Tati" que fixou o olhar e aguçou o ouvido na minha conversa com o "Léo". Eu finji não perceber, mais claro que eu estava super antenada afinal existia lá no fundinho do meu eu uma vontade de conhecer o sexo entre duas mulheres e quem sabe ali seria a minha oportunidade. Aproveitei uma das pausas na conversa e desci para ir ao banheiro, quando percebo que "Tati" está trás de mim e na porta do banheiro ela joga a deixa: "Meu amigo quer vc, e meu namorado tb quer vc, eai como ficamos?", confesso que não estou acostumada com essa situação e fiquei um pouco surpresa, mais resolvi entrar na brincadeira e falei: "e eu quero vc"... ela começou a rir e numa resposta baixa e rápida me disse: demorou!!! Quando susbi de volta pra mesa percebi que o esquema já tinha sido armado, fiquei um pouco sem graça mais deixei rolar, afinal queria ver até onde a corda iria... Logo pagaram a conta e com uma certa descrição deixamos o local nos 4: eu; o Léo; a Tati e o seu namorado Diego. Fomos direto pro motel e claro que na ansia total pegamos a maior e melhor suíte. Como era a minha primeira vez me sentei no sofá e fiquei na espera, enquanto a Tati e o Diego foram direto para cama e começaram os trabalhos. Acredito eu ao observar que o sexo entre os dois não esteja mais 100%, pois bem, eu sentadinha ali e o Léo veio me acariciar. Permiti ir em frente e fiquei como uma menininha de 18 anos a observar o casal na cama. O Léu é um gordinho meio desingonçado e depois de tudo fui saber que estava se recuperando de um acidente de moto por isso não poderia fazer muito esforço fisico, mais eu não tinha culpa, naquela altura do campeonato minha buceta estava fervendo, meu corpo incendiando e meus olhos brilhando pedindo um super orgasmo naquela noite. Tentei ficar com o Léo um pouquinho até que soa uma voz: Ei, vem pra cá!!! Vem ver de mais pertinho!!! Quando não pensei duas vezes e sentei na beira da cama onde se deliciava o casal. Derrepente me vem o inesperado: "Quero te ver com ele!" - isso mesmo, era a Tati me pedindo pra ficar com o Diego na frente dela, meio que quis fugir mais pensei tá no inferno minha querida abraça o capeta! E lá fui eu nada converncional ficar de 4 e deixar ele me penetrar enquanto ela acaricia meus imensos seios e o Léo se masturba ao olha aquela cena. Comecei a gostar da coisa e creio que ele tb! Ele me penetrava gostoso de 4 e eu gemia como se fosse a primeira vez, e a Tati ria, me lambia, me acaricia até que rolou o primeiro beijo lesbico da minha vida. Permitiiii afinal já estava ali e ela era linda! Começamos a nos pegar até que o Diego gozou gostoso ao nos ver tocar... Pedi pro Léo deitar na cama e sentei um pouco por cima, enquanto Tati o beijava, como não estava fluindo, passei a chupa-ló gostoso e fiquei esperando para ver a reação dela, quando ela deita por baixo de mim e começa a me chupar! Pensei: Nossa senhora, pensei que o sexo com mulher fosse bom mais não sabia que seria tãooooooooo bom!!! Comecei a gostar da coisa. Se passaram alguns minutos e resolvi me dedicar um pouquinho mais a ela afinal isso faria a satisfação dos rapazes tb. Começamos a nos pegar como duas menininhas precoce e desesperadas. Meu coração pulsava! Minha bucetinha latejava! Meus seios ficaram rigidos! Minha pele arrepiada! E nos duas na posição de 69 como ela entendia como ninguém. Nesse meio tempo os rapazes tentaram entrar novamente na brincadeira, mais eu já havia me entregado a minha vontade que estava aguardada a 7 chaves por muitos anos e não caberia mais eles pelo menos nesse dia da suruba. Terminamos com as duas gozando quase que ao mesmo tempo e ela dizendo para eu pegar o telefone dela pois gostaria de me encontrar mas vezes!!! Peguei o telefone dela e mais do que rápido ao acordar já a procurei no facebook para a conhecer um pouquinho melhor. Só ai me deixou mais tranquila a situação pois conversamos de tudo mais não colocamos nossas vidas pessoais no jogo. Aquilo era apenas um bacanau e eu iria embora sem nem se quer trocar um e-mail afinal era essa a minha intenção. Pelo facebook descobri que a Tati é uma professorinha de português e redação em um colégio renomado da cidade, tem 38 anos, apesar de não parecer, tem uma filha de 11 anos que não é filha do Diego, adora malhar e pelos post recente está muito satisfeita com a sua relação com o Diego. O Diego é um psicologo filinho de papai, com influencia na cidade, tem uma empresa em sociedade com um irmão, também tem uma filha de 6 anos, sempre foi solteiro, e depila o corpo inteiro com cera no salão. Mais confesso que é um gostosoooooo!!!! O Léo é um empresário de 33 anos, que não é gordo! Está inchado depois do acidente! Sofreu um acidente de moto a um ano e 4 meses, onde ficou 9 meses sem andar por ter fraturado as duas pernas, bacia, costela etc... e quase ter morrido, e é um cara muito amado pelos amigos! Porém deve ter sido puteiro a vida inteira pelas brincadeiras dos amigos! E eu, bem eu sou apenas uma mulher que me libertei de uma vontade que guardava a muitos anos e me descobri muito mais bem resolvida do que eu imaginava! E que com certeza hora que a pueira abaixar e a oportunidade retornar irá permitir terminar com a bela Tati o que ousou começar...

 

Gostou? Vote no Conto:

81088 visitas