Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Orgia na praia deserta | Orgias | Acervo de Contos

Orgia na praia deserta

Boa noite pessoal, a história que vou relatar aqui é extremamente verdadeira e de pura orgia. Meu nome de ficção é Carol, sou loira, olhos azuis, com cabelos lisos até a cintura, com 1.70 de altura, 58kg, com um bumbum e peitos enormes de dar inveja em muita mulher e meu marido, um cara moreno, 1.80 de altura, olhos castanhos, forte, sempre deixou minhas vizinhas de boca aberta. Bom, tudo aconteceu no final do ano de 2011, quando eu e meu marido resolvemos acampar em uma praia deserta com alguns amigos, mas infelizmente, dos cinco casais que iriam, apenas um deles confirmaram. Então já que queriamos muito conhecer o lugar, fomos assim mesmo, eu e meu marido, Nina e seu marido Rodrigo. Sempre tive muito tesão pelo Rodrigo, pois é um rapaz muito bonito, de olhos verdes, pele clara, estilo bombadão e muitas vezes chegava na nossa casa todo suado, sem camisa, com aquele olhar de safado, e eu muitas vezes acabava retribuindo, pois acabava ficando molhadinha só de ve-lô. Como iriamos sair pela manhã para ir acampar, convidamos Nina e Rodrigo para dormir na nossa casa, como já havia notado as olhadas de Rodrigo, resolvi provocar um pouco mais, coloquei um camisola super decotada, justa, que modelou minhas curvas, quando cheguei na sala, pude perceber o pau do Rodrigo pulsando, estava enorme, chegou a arrumar ele no calção de tão grande que ficou. Então acordamos e fomos em busca de nossa praia deserta, sol, mar, calor, roupas mínusculas, tanto a minha quanto a da Nina, aliás, Nina tinha um belo corpo, com 21 anos, era uma morena de 1,65 de altura, magra, cabelos negros e lisos, com um bumbum lindo também, e peitos médios, mas o que mais chavama a atenção era seu rosto, pois tinha uma boca carnuna e olhos verdes. Chegamos lá após o almoço, arrumamos as barracas e já fomos para o mar. Eu e Nina estavamos com um biquini fio dental, mal cobria os seios, quando entramos na água com nossos marido nos olharam com tanto tesão, que começaram a nos agarrar ali mesmo na água, aqueles pau vibrando doido pra atolar na nossa xota, logo mais já foi ficando friozinho e escurecendo, com algumas nuvens e quase chovendo, saímos da água, tomando banho no trailer e fomos preparam nossa comida. Jantamos e bebemos um monte, estavamos leteralmente os quatro bebados e cada um foi deitar na sua barraca, eles cheios de tesão já começaram a se beijar e se pegar do lado de fora como a gente estava fazendo também, mas não demorou começou a chover, nossa barraca como já estava velinha, começou a chover dentro, e tivemos que pedir a eles se teria lugar para dormir junto na barraca deles, e eles não pensaram duas vezes e aceitaram, nossa percebi a felicidade deles em ter a gente ali na mesma barraca, Rodrigo ficou me olhando sério, deu uma olhada para minha bucetinha que eu já vi que começou a ficar toda molhada de tesão por aqueles braços grandes, enquanto percebi que meu marido olhou para Nina de uma forma diferente, olhou para aquele rabo com um biquini minusculo e vi seu pau ficar firme como uma rocha, estavamos as duas só de biquini e eles de sunga. Deitamos e como a barraca era pequena para nós quatro, tivemos que nos encostar bem perto um do outro, mas niguém ali queria dormir, queriamos era sacanagem, pegação, sexo, putaria, eu estava doida para chupar um pica bem grande, doida pra ser enrabada, logo já comecei a beijar meu marido, e ele a passar a mão na minha xota, comecei a gemer bem gostoso, foi quando derepente eles começaram a se esfregar e a Nina a chupar o pau do Rodrigo, derepente senti uma mão diferente, com dedos grandes, alisando minha xota e não era meu marido,era o Rodrigo, minha xota enxarcada de tesão por ele e doida para ele me penetrar com aquela pica grande ,meu marido deixou e ficou olhando aquela cena maravilhosa, derepente a Nina levantou e começou chupar meu marido, via que meu marido estava alucinado de tesão, Rodrigo ligeiramente me puxou e me deitou, começou a me chupar de um jeito maravilhoso, que nunca tinha experimentado, eu estava doidinha de tesão, quanto mais fundo me chupava mais eu gemia para ele, já meu marido não aguentava mais de tesão pela rabuda, pediu para o Rodrigo se podia enfiar no cuzinho dela, e Rodrigo apenas disse: Enfia com carinha brother, meu marido em seguida disse: Pode deixar cuida do meu cuzinho ai que eu cuido do seu aqui, meu marido em seguida deixou Nina de quatro e começo a enfiar, e Rodrigo não fez diferente, de frente uma para outra, eu e Nina começamos a nos beijar e se acariciar enquanto eles enfiavam aquelas picas enormes em nossos rabos, estavsmos cheias de tesão quanto eles. Logo em seguida Rodrigo pediu para comer minha xota, disse que queria experimentar para ver se era tão boa quanto meu cuzinho, ele foi enfiando aquela pica grossa e cada vez eu com mais tesão, gemia alto demais, derepente comecei a gozar e ele também, encheu minha buceta de gozo, fiquei melada demais, mas satisfeita. Nina chupou mais um pouco meu marido e ele pediu se podia gozar na cara dela, ela cheia de tesão abocanhou aquela pica e engolindo tudo, gemia de tanto tesão, e meu marido com a mão na xota dela, fez ela gozar e dizer: Uau, que transa foi essa... Como a chuva já havia parado, saímos todos nús e fomos tomar banho de mar, e no dia seguinte tudo estava normal como antes. Voltando para casa, Nina me chamou e pediu se eu gostaria de repetir, e com um sorriso malicioso no rosto disse que sim....

Galera esse foi meu conto erótico, espero que tenham curtido bastante. Beijos.

 

Gostou? Vote no Conto:

74338 visitas