Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Entre dois amores | Orgias | Acervo de Contos

Entre dois amores

Meu nome é Flavio e esse fato que eu vou lhes narrar é verídico, eu era o namorado da Juliana e o Dario era o namorado da Letícia, mas por obra do destino os casais foram trocados e agora que nos reencontramos formamos um belo quarteto.

A gente cresce, casa, se muda e depois de alguns anos quando retornamos ao antigo bairro para visitar alguns parentes e amigos, ficamos bestificados com as muitas novidades que aconteceram na nossa ausência. Uma delas foi reencontramos um casal onde os parceiros tinham sido o ex namorado dela com uma ex namorada minha, o Dario tinha sido o primeiro homem da minha esposa, o cara que rançou o cabaçinho da Letícia e depois a abandonou e a Juliana a minha paixão mal resolvida, aquela mulher gostosa que a gente quase comeu, mas que por um mal entendido ao me ver consolando a minha futura esposa que havia sido abandonada pelo Dario, rompeu relações sem concluir o lance, me deixando na maior vontade. Iniciamos uma conversa ali na rua que parecia não ter fim ate que o tema começou a se tornar intimo demais com lembranças do passado, tentamos nos despedir educadamente, mas antes de sairmos fomos convidados pelo casal para passar um final de semana na casa de praia deles. Gentilmente agradecemos ao convite que não tínhamos a menor intenção de aceitar, porque a minha esposa morria de ciúmes da Juliana por saber que ela foi a grande causadora da nossa separação e porque também ainda era ressentida com o Dario pelo fato dele ter lhe seduzido só para conseguir tirar a sua virgindade.

Semanas se passaram e acabamos nos vendo sem desculpas para continuarmos fugindo do convite e da insistência deste casal, combinamos o encontro e seguimos juntos ate a casa de praia. A casa se encontrava em fase de ampliação e acabamos ajudando um pouco na limpeza e organização sendo que o Dario sempre solicitava a ajuda da minha esposa me deixando a sós com a Juliana como da mesma forma a Juliana pedia a minha ajuda para deixar o Dario com a minha esposa. Na parte da tarde enquanto eu e a minha esposa caminhávamos pela areia, conversávamos sobre a crise de ciúmes que o casal vinha instalando na gente, depois de nos entendermos retornamos para casa e novamente o casal continuou como se quisesse nos separar, a noite chegou e como a casa se encontrava em obra fomos dormir todos no mesmo quarto, na madrugada acordei com os sussurros da Juliana e pela movimentação dos lençóis eles estavam transando. Eu e a minha esposa levantamos bem cedinho e saímos para comprar pão, novamente discutimos sobre o comportamento dos nossos anfitriões e decidimos ir embora quando retornássemos da padaria, mas quando entramos na casa mal tivemos tempo de nos pronunciar e novamente o casal insistia em nos separar, o Dario levou a minha esposa para fora perguntando se ela conhecia um tipo de folhagem que ele achava ser medicinal enquanto a Juliana me arrastou para cozinha se insinuado sedutoramente. Quando o Dario e a minha esposa retornaram embora eu me mantive-se fiel a cena armada parecia de um adultério, minha esposa saiu furiosa achando que eu não tinha resistido aos encantos da Juliana e eu corri atrás dela tentando explicar que o que ela viu não era o que parecia ser mais tentar me justificar foi em vão e no meio do bate-boca ela decidiu voltar a casa dizendo que iria dar para o Dario ainda acreditando que eu tivesse tido relações com a Juliana. Quando entramos na casa o casal nos pediu desculpa pela armação e a Juliana confirmou tudo o que eu havia dito para a minha esposa em seguida também explicou que recentemente eles tinham se tornado adeptos a pratica do swing e que buscavam parceiros com o quem eles sentissem maior afinidade, que entenderiam se nos quiséssemos ir embora, mas insistiam para que ficássemos e lhes perdoa-se pelo mal entendido. 

Ficamos ouvindo algumas das experiências vividas pelo casal, os detalhes eram excitantes e o desejo logo veio a tona, eu e a minha esposa nos entreolhávamos como se um pedi-se permissão para o outro antes de prosseguir, sabíamos das nossas frustrações e desejo ainda mas depois da briguinha que tivemos onde ela confessou a sua vontade de se entregar para o Dario e eu também não escondi dela a minha de ter possuído a Juliana na sua cozinha. Ouvimos atentamente as explicações sobre amor e cumplicidade, mas achamos melhor primeiro cada um de nos resolvermos as nossas diferenças antes de continuarmos e eles concordaram, o Dario conduzi a minha esposa para o quarto me deixando um pouco apreensivo na sala com a Juliana, eu ainda estava um pouco tenso apesar das caricias que ela me fazia mas quando comecei a ouvir os gemidos de prazer da minha esposa ecoando daquele quarto, eu me transformei em fúria e desejo e literalmente violentei a Juliana deixando-a completamente extasiada de prazer. Foi difícil olharmos nos olhos quando nos reunimos mais tarde e a expressão de felicidade do Dario e da Juliana conflitava com a nossa timidez, eles se beijavam como se não tive-se acontecido nada de intimo entre a gente, era como se o adultério fortalece-se o casamento deles, quando o dia acabou e novamente nos recolhemos para dormir no mesmo quarto, eles voltaram a se amar só que desta vez eles não se ocultaram embaixo dos lençóis e timidamente nos fomos sendo contagiados pela aquela excitação ate que em determinado momento nos quatro éramos apenas um só corpo se amando onde cada um sabia o seu lugar e o que fazer para dar prazer ao seu parceiro.     

 

Gostou? Vote no Conto:

3440 visitas