Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Dia dos namorados | Orgias | Acervo de Contos

Dia dos namorados

Meu primeiro swing. Começamos a namorar no carnaval do ano passado e logo eu estava freqüentando a sua casa. A sua irmã que era mais velha uns dois anos, vivia lhe contando como era gosto freqüentar motéis, minha namorada que andava muito excitada por conta das suas historias me cobrava constantemente para que eu a leve-se. Só que as duas vezes que eu tentei leva ? lá, deram problemas, na primeira ela não estava com um comprovante de identidade e nos fomos barrados na recepção por causa do seu rostinho angelical e na segunda não acreditaram que o documento fosse dela e queriam que ela fornecesse um telefone de contato para que a pessoa do outro lado da linha pudesse confirmar para a atendente que ela já tinha mais de dezoito aninhos.O tempo foi passando e nos continuávamos só dando aquela rapidinha dentro do carro, estava se aproximando doze de junho, dia dos namorados e ela me mostrou uma linda peça intima que ela havia comprado para vestir na ocasião e afirmou que era uma pena ter que estragar a surpresa, pois seria melhor que eu a vise vestida.Decidi tentar novamente e me programei para leva - lá no dia dos namorados, havíamos marcado de nos encontrar em um shopping e depois de assistir um cineminha nos iríamos. Quando cheguei, ela estava aguardando junto com a sua irmã que também esperava pelo namorado, ficamos horas lhe fazendo Campânia na praça de alimentação e enquanto ele não chegava, levamos um papo bem descontraído e sacana, falando que o namorado dela estaria comemorando primeiro com a outra. Ele chegou com três horas de atraso e as mãos sujas de graxa dizendo que teve problemas com o carro e pedindo se eu não poderia lhes dar uma carona ate um motel, como já havíamos perdido a sessão de cinema disse que não teria problema por que nos também estávamos indo para um. Começou uma verdadeira maratona devido à data, pois todos os motéis próximos não só estavam lotados como tinham filas de espera e reserva de horário, nos deslocamos para outros bairros e por fim fomos parar em uma rodovia a onde nos encontramos um único quarto vago em toda cidade e a recepcionista logo afirmou que não era permitido a entrada de dois casais no apartamento. Se iniciou então aquela troca de gentileza na portaria do motel, fica vocês que eu procuro outro, não fica vocês, não é justo você ficar rodando e não aproveitar e enquanto isso já se iniciava uma fila atrás do nosso carro. A recepcionista advertiu, ou se decidia logo ou ela colocaria outro casal. Paguei o quarto e pedi que deixasse reservado, pois levaria o outro casal ate um ponto de ônibus e retornaria, enquanto manobrava conversávamos rapidamente sobre a distância e qual condução eles poderiam pegar para chegarem em casa a partir daquele ponto quando a minha cunhadinha deu a brilhante idéia deles ficarem abaixadinhos no banco traseiro e todos entrarem juntos e depois que eles namorassem, eles esperariam no carro e nos iríamos para cama. Não havíamos chegado a uma conclusão, mas precisávamos retornar logo ao motel, o namorado dela entrou na mala do carro, ela se sentou no assoalho atrás do meu banco e cobriu suas pernas com uma toalha de praia que eu costumo forrar no banco do carro, passei desapercebido na portaria e quando fechei a porta da garage os liberei. Minha namorada estava um pouco nervosa e parecia deslumbrada, com o simples quarto do motel, ela e a irmã se trancaram no banheiro para vestir suas peças intimas, enquanto eu discutia com o namorado dela que não mostrava mas aquela gentileza na hora de ser o primeiro a usar a cama, o impasse estava criado porque ninguém queria deitar no lençol babado pelo outro. As duas saíram do banheiro enroladas em toalhas, a discussão parou e nos quatro nos entre olhávamos, minha cunhadinha sentou em uma ponta da cama e puxou seu namorado que ficou em pé entre as suas pernas, mandou que a irmã me chamasse para sentar na outra ponta, as duas deitaram com os braços abertos e minha cunhadinha disse que a cama do motel era bem espaçosa e que ninguém precisaria ficar esperando e assim deu-se o inicio ao meu primeiro swing.Começamos a nos beijar e logo na primeira rolada vimos que a cama não era tão grande assim como elas pensavam, nos recolhemos ao nosso espaço que logo foi invadido por eles. No inicio parecia uma competição de orgulhos, eu e o namoradinho da minha cunhada parecíamos querer provar quem era o melhor de cama, mas logo tivemos que nos submeter a elas que mudaram o ritmo da brincadeira a tornando mas prazerosa. Simplesmente as duas começaram a se beijar enquanto nos à possuíamos, trocamos de posição para manter-las afastadas e as duas se contorciam para se tocarem, mas o ponto forte desta brincadeira se deu quando a minha namorada estava cavalgando gostoso, ela começou a gozar e relaxou um pouquinho deitando seu corpo sobre o meu, eu continuei tentando empurrar e entre uma e outra socada o minha pica escapuliu e recebeu uma gostosa chupada da minha cunhadinha antes dela conduzir novamente para a bucetinha da sua irmã. Mesmo sem visão eu me desdobrei para poder olhar, ela estava de quatro sendo socada pelo seu namorado enquanto aguardava ansiosamente para me chupar a cada escapulida, minha namorada desmontou e ficou deitada ao meu lado enquanto assistia a sua irmã ser socada por um ao mesmo tempo em que chupava outra pica, sem falar nada e de pica em punho o namorado da minha cunhada já foi logo invadindo a bucetinha da minha namorada que o recebeu de pernas e braços abertos. Rolou um sentimento revolto, eu não sabia se eu me sentia corno ou cúmplice desta situação, mas é claro que a minha cunhadinha logo tratou de dominar a minha atenção sentando com a sua bucetinha na minha boca. Depois de algumas linguadas ela se deitou com as pernas abertas e mandou que eu metesse com força que ela também queria gozar, simplesmente eu não me reconheci, parecia estar possuído, me deitei sobre a minha cunhadinha e impiedosamente comecei a socar violentamente a sua bucetinha enquanto ela histérica anunciava o seu gozo, retirei minha pica em brasas daquela bucetinha expelido minha porra sobre o seu ventre e a safada da minha namoradinha ficou de quatro lambendo o ventre da irmã enquanto levava pica no rabo. Como eu desejava comer aquele rabinho, quatro meses de namoro e ela sempre fugindo e agora estava ali na minha frente dando aquele rabinho gostoso para o cunhadinho dela, mas para a minha sorte a minha cunhadinha também estava lá e eu não desperdicei a oportunidade, coloquei minha cunhadinha de lado e fiquei ajoelhado entre as suas pernas, pincelava a minha pica da sua bucetinha ate o seu rabo, sempre dando aquela pressãozinha quando a pica apontava no seu cuzinho e ela toda manhosa dizia que não, mas correspondia empurrando o seu rabinho de encontro a minha pica que após algumas pinceladas invadiu o seu rabinho, começamos com um vai e vem suave aproveitando a lubrificação do seu prazer e quando o ritmo aumentou ela rodou na cama ficando por cima e de costa para mim, abriu bem as suas pernas e recebeu o seu namorado na bucetinha, não conseguia me mexer direito suportando o peso do casal, não tinha a mínima experiência em uma dupla penetração e literalmente fiquei parado com a pica dura no seu rabo, ele gozou na bucetinha dela e saiu aliviando o peso, ela elevou o seu corpo e começou a cavalgar com o seu rabinho enquanto minha namorada me sufocava com o seu prazer sentando com a sua bucetinha na minha cara a sua irmã desmontou e foi se deitar junto ao seu namoradinho que se refazia numa punhetinha enquanto nos assistia, coloquei minha namorada deitada com as pernas para cima e posicionei a minha pica no seu cuzinho e fiquei imaginando será que ela vai me negar esse prazer depois de ter dado o rabo para cunhado dela, claro que não, a safadinha começou a rebolar aquele quadril e a minha pica foi praticamente tragada pelo seu rabinho que estava aberto e lubrificado com o gozo do seu cunhado, enterrei minha pica naquele cuzinho ate o meu saco encostar no seu rabo e depois de algumas socadas minha pica começou a latejar forte inundando o seu cuzinho com a minha porra. Exausto, agora era a minha vez de descansar enquanto assistia a minha namorada transando com a sua irmã e o namorado dela e desta vez eu não me sentia um corno e sim um cúmplice do amor e da luxuria que invadiu os nossos corpos. À hora voa quando estamos nos divertindo e faltava pouco para acabar o nosso período, nos enfiamos os quatro embaixo do chuveiro para aliviar o cheiro de sexo que envolvia os nossos corpos, mas acho que o cheiro estava muito entranhado porque a água fria ao invés de abaixar o fogo nos revigorou e nos continuamos à sacanagem lá no banheiro, primeiro as irmãs abaixaram para uma deliciosa chupada alternando as suas bocas entre a minha pica e a outra e logo depois eu já estava metendo com a minha cunhadinha em cima da pia do banheiro enquanto minha namorada estava quicando no colo do seu cunhado sobre a privada enquanto lhe beijava na boca, minha cunhadinha pediu para trocar de parceiro dizendo que queria dar sua ultima gozado com o seu namorado, ele a colocou curvada segurando na privada e a socou freneticamente por trás enquanto ela histérica anunciava o seu gozo, eu havia deitado no chão do banheiro e já podia sentir meu gozo se anunciando a cada galopada que a minha namorada dava e de repente ela parou, mas parou para receber a pica do seu cunhadinho no seu rabo e desta vez a dupla penetração foi muito mais gostosa porque o balanço que ele fazia no seu rabo também a movimentava para que eu continuasse a meter na sua bucetinha e sem conseguir me segurar, acabei explodindo de prazer dentro da sua bucetinha ao mesmo tempo em que ouvia eles anunciarem que também estavam gozando.Este foi o meu primeiro swing a primeira experiência em grupo e a única certeza de que não vou mais conseguir ter sexo convencional porque não existe palavra para descrever este sentimento de prazer e isso só sabe quem já viveu algo parecido. Procurei não citar nomes para preservar a identidade e se pulei alguma cena, me desculpem, pois não dá para lembrar-se de todos os detalhes quando se esta dividindo uma mulher ou se esta muito ocupado com duas, só sei dizer que é uma delicia.     

 

Gostou? Vote no Conto:

26697 visitas