Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Café com leite, pão e manteiga. | Orgias | Acervo de Contos

Café com leite, pão e manteiga.

Sábado a noite, sai do trabalho ás 22:30 com a certeza de que o que me restava era banho e cama, pois não tinha armado nada com ninguém.

Gosto muito de café com leite pão e manteiga, não querendo jantar parei em uma padaria em meu caminho, uma a qual nunca havia parado. Entrei e pedi ?Um pingado e uma canoa na graxa? ao pedir percebi que duas garotas acharão graça do meu pedido. Elas também estavam no balcão tomando cerveja, pois o horário estava pra isso e não café com leite, pão e manteiga.

Elas deram mole sorrindo eu me aproximei e perguntei qual era a graça? Elas falaram exatamente que eu estava atrasado ou adiantado para o café da manhã. Se eu não preferiria acompanhá-las com cerveja, eu disse que após meu pingado tudo era possível.

Três horas após muitas cervejas eu estava com as duas Beti e Sandra em um club swing, pois elas eram muito curiosas a respeito, pois escutarão muitas estórias em seu trabalho de cabeleireiras no salão o qual acabavam de deixar tal qual eu sem pensar em balada para aquela noite.

Começamos andando pelos corredores do labirinto sentindo o cheiro de sexo no ar que estava por toda parte, quem já foi sabe, mãos acariciando tudo de todos, dentro das cabines os gritinhos e sussurros, tudo isto foi deixando as duas com muito mais tesão, pois so o fato do desconhecido do novo do proibido somado as varias cervejas que tomáramos antes desinibiram bem elas para uma primeira vez no swing.

Eu também agarrava com muita liberdade, com as duas mãos por baixo das blusas dentro das calcas, beijos de língua, ate que entramos em uma cabine, foi quando já a muito com a rola a mostra elas revezavam na chupeta sendo que por vezes escapava um beijo com minha pica no meio das bocas molhadas, babadas de saliva e aquele oleozinho que sai da pica tesa.

Enquanto me chupavam eu arrancava-lhes as blusas, abria as calcas, todos tiravam seus calcados, méis, cueca e calcinhas voando furiosamente, ficamos todos nus, eu dava dedada em todos os buraquinhos, nos secos e nos molhadinhos, quatro tetas para chupar, morder, beliscar.

Nem lembro que fodi com a rola primeiro, se foi a Beti ou a Sandra, porque a esta altura do tesão enquanto enfiava o pinto em uma eram os dedos na outra, pura putaria.

Pouco tempo depois, que pareceu uma eternidade, saímos do reservado para o bar beber, pois estávamos secos por dentro, porque por fora estávamos melados de saliva, suor, porra, sêmen das vaginas que babavam o tempo todo.

Após saciar a sede com mais cerveja fomos para as duchas e nos trocar colocar roupões, a partir deste momento as duas já pareciam freqüentadoras habitue da sacanagem, dando tapa na bunda uma da outra, pegando nas tetas e me sacaneando a todo o momento com punhetas, beijos, lambidas, e chupadas, mantendo minha rola ate dolorida por permanecer tanto tempo duríssima.

Já estávamos a beira de chapar, extasiados e relaxados pela trepada e depois banho e mais cerveja, foi quando pensamos em só assistir no quarto da grande suruba, com uma cama enorme onde três ou quatro casais se devoravam e outros tantos como nos malhavam, se chupavam, fodiam participando e assistindo a sacanagem.

As duas daí começaram a entrar no clima totalmente loucas e liberadas eu nen sei a ordem das coisas mas todo mundo já era de todo mundo. Comecei a fuder pela primeira vez na noite um cuzinho, que este eu lembro era o da Sandra que dava como uma puta veterana isto enquanto chupava um não sei quem que sua companheira seduzia a Beti com beijo, chupadas e acariciando com tesão a buceta das duas e falava para seu parceiro que eu estava comendo o cu de quem o chupava, isto aos meus ouvidos era mais que Viagra.

Em determinado momento vi a Beti deitada na cama com as pernas encolhidas e bem abertas, com os braços para cima da cabeça e deixando um atrás do outro irem fudendo, eu contei quatro quando achei que ela já havia perdido o controle e falei ao seu ouvido para descemos para o bar tomar uma água e achei que já era hora de parar, pois a iniciação das meninas fora demasiadamente bem aproveitada.

Gente isto aconteceu de verdade por isso nem sei todos os detalhes, sei que nesta noite comi dois cuzinhos, três bucetas, chupei oito tetas e fui chupado mais ou menos por duas horas e gastei R$ 280,00, mas feliz, para quem ia só tomar um café com leite, pão e manteiga a noite de sábado fora melhor do que se eu planejasse.

 

Gostou? Vote no Conto:

21351 visitas