Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
safadas ninfetas videos de sexo safadas safadas sexo anal

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Ana Clara e a Dupla Penetração | Acervo de Contos

Ana Clara e a Dupla Penetração

Olá Galera. Sou o Carlos Augusto Realto. Esse é mais um conto que escrevo. Porém esse relato esta sendo feito a pedido de uma amiga minha, a Ana Clara. Os nomes são fictícios para preservar os envolvidos, principalmente a minha amiga. Ela pediu que eu a procure pessoalmente quando estiver em sua cidade, pois que me fazer provar do melhor do ?Veneno Dela?.
Ela é casada e trabalha na área de educação. Mora no nordeste do Brasil. Morena, estatura mediana, seios médios com bicos salientes, boceta volumosa e uma bunda bem apetitosa. Aos meus olhos ela é bonita e desejável. Essa minha amiga adora, ama fazer sexo anal. 
Ana sempre gostou muito de sexo. Na época que fazia faculdade fez algumas amizades a ponto de transar com um dos colegas de lá. Esse amigo se chama Claudio e, assim como a Ana, também é moreno. Quando essa transa aconteceu ela já era uma mulher casada. O Claudio armou uma surpresa pra Ela. Marcou com ela para transarem, pois estava muito a fim dela novamente. Eles já haviam terminado o curso na faculdade, por isso quase não se viam mais. Essa transa seria pela manhã, no apartamento de um amigo do Claudio. Esse amigo do Claudio se chama Roberto. Um cara também moreno. Ana achou que a transa seria só entre ela e o Claudio, mas ficou desconfiada, pois o Claudio já havia falado algo sobre Dupla Penetração nela. Se encontraram e foram, de moto, para o AP do Roberto. Chegando lá não havia ninguém e logo começaram a transar. Se beijaram. Claudio logo ficou nu e deu o pênis para ela brincar. Ana gosta muito de chupar um bom cacete. E o cacete do Claudio tem 21 cm. Não demorou muito e Ele estava quase a gozar na boca da Ana. Ele a beijou novamente, na boca, e seguiu beijando em direção os peitos morenos dela. Beijou, chupou e foi em direção a boceta dela. Ele caiu, literalmente de boca lá. Enfiou toda língua. Depois ficou lambendo e chupando o clitóris até a Ana gozar. Nem deixou ela se recuperar e logo começou a esfregar seu cacete na boceta dela e, em seguida enfiou tudinho. Ana gemeu e pediu mais. Claudio, simplesmente, começou a movimentar seu cacete dentro dela. Num vai e vem frenético. Mas Ana queria ainda mais intenso. Pediu para ele come-la de quatro. Claudio imediatamente passou a comê-la assim. Bombava fortemente nela assim quando...    Nesse momento eis que aparece Roberto (o dono do apartamento, tudo já estava combinado entre os 2 amigos) e diz que também quer participar da ?festinha?. Ana nem teve tempo de reagir. Roberto foi logo colocando o seu pênis em sua boca. Ana mostrou para o Roberto a sua habilidade em chupar um cacete. Fez isso tão bem e dedicadamente que Roberto não resistiu a gozou em sua boca. Ao sentir que Roberto estava gozando parou de chupá-lo. Apesar de gostar de porra ela praticamente não conhecia o Roberto e preferiu dar vazão a razão e, por segurança, deixou ele gozar em seus seios. Ao ver o amigo gozar Claudio não conseguiu mais se segurar e gozou dentro da Ana. Ana foi tomar banho e se limpar. Os dois ficaram no quarto conversando e combinando como pegariam ela de jeito. Ana voltou e Claudio foi ao banheiro. Roberto se aproximou e disse que os dois iriam pegar ela ao mesmo tempo. Ana tremeu, mas, de certa forma já esperava por isso. Roberto se aproximou de Ana e começou a beijar o seu pescoço. A medida que a beijava e tocava Ana foi se entregando e, cada vez mais se excitando. Roberto deu um trato nos seus seios e depois em sua boceta. Com a boceta molhada e excitada Ana pediu, quase que mandando: - ?Me come?. Roberto não perdeu tempo. Deu o Cacete para Ana Beijar e Lamber e logo enfiou tudo nela. Estava confortavelmente na posição papai-e-mamãe. Nisto Claudio veio da cozinha e ficou olhando. Olhava e se excitava. Ana disse que Claudio falou: - ?Morena, fica de quatro e fode assim com o Roberto. Pois também quero brincar junto com vocês?. Ana tomada pelo desejo de experimentar algo novo e desafiador pediu para Roberto deitar de barriga pra cima, pois queria sentar em sua pica. Roberto deitou e logo ela estava cavalgando em seu cacete. Não apenas sentou, mas cavalgou e rebolou do jeitinho que ela tanto gosta. Claudio vendo isso falou: - Morena você sabe que eu não consigo ficar sem meter no teu cuzinho. Vou comer ele agora, assim, juntinho com o Roberto?. Se aproximou da bunda dela. Deu um tapa. Abriu mais e Caiu de boca no reguinho. Beijou, lambeu, chupou. Lubrificou o cuzinho dela e começo a pincelar o cacete no reguinho e na entrada do cuzinho da Ana. Pincelou, pincelou. Ana ficou arrepiada e rebolando cada vez mais na pica do Roberto. Claudio já sabia como ela gosta de dar o cuzinho, pois já havia comido algumas vezes, enfiou de a cabeça bem lentamente. Fez ela sentir que estava sendo sodomizada, além de ter um outro cacete na boceta. Colocou quase tudo dentro dela e os dois sincronizaram a penetração. ANA não resistiu muito tempo e gozou com os dois cacetes dentro dela. Claudio e Roberto não pararam. Continuaram a meter nela no mesmo ritmo. Claudio gozou e o Roberto também. Resumindo. Passaram a manhã toda assim até a hora do almoço. Eles se revezaram na DP na Ana. 
Quando Claudio a levou de volta até onde estava o carro da Ana perguntou para ela o que havia achado da surpresinha, Ana respondeu de maneira direta e objetiva: - ?Foda, foi foda tudo que rolou?!.
A foda é da minha amiga Ana, mas o relato quem escreveu (a pedido dela) fui eu. 
Posso escrever o relato de outras amigas. Basta que me peçam.

 

Gostou? Vote no Conto:

29/02/2012 | 44899 visitas

 
 
 
safadas flagras flagras