Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A surpresa | Orgias | Acervo de Contos

A surpresa

Meu nome? Renata, descrição? morena, razoavelmente alta: 1,74 bunda grande, seios? Médios vai, (enche a mão), cabelos claro até o ombro, e de charme olhos cor de mel esverdeados, lábios carnudos (até demais;) sem nenhuma modéstia Bem Bonita... E mesmo sendo nova, tenho curiosidades e vontades insaciáveis, sempre foi assim... dês do primeiro namoradinho, namoradinha... Sempre procurando um jeito de fazer o bom ficar ÓTIMO. O sexo trivial nunca me atraiu. Mas também não sou nada sado, não tenho fantasias absurdas nem nada do tipo, sou até carinhosa e romântica (quando me convém) O caso é que eu adoro escrever esses contos. Confesso! É quase uma terapia, lembrar dos detalhes, me tocar, e principalmente te fazer imaginar... Como hoje, são 03h20 da madrugada e não consigo dormir. A imagem da melhor transa da minha vida fica voltando, e quando dou por mim to toda molhada, me masturbando, e sonhando com cena... Bom, preciso me expressar de alguma forma e só de imaginar que alguém esta lendo,vivendo um pouco que eu vivi já me excita. No ultimo conto que escrevi (Eu minha amiga pervertida e seu namorado) eu contei uma noite deliciosamente inesquecível que aconteceu há algum tempo, há uns 7,8 meses atrás, o começo de várias noites de três amigos, que simplesmente adoravam se dar prazer, se encontrar pra brincar de triangulo amoroso. E o que começou com um casal querendo realizar uma fantasia virou um relacionamento que durou uns dois meses mais ou menos... foram duas viagens, baladas, encontros, até chegamos a ir há uma casa de swing... Sinto falta, tanto sinto que decidi repetir de uma forma diferente. Há seis meses voltei com meu ex-namorado, quase noivo, o amor da minha vida, o Daniel, que sempre foi meu amigo e é meu ?namoradinho? dês dos meus 15 anos, a gente namorou por 3anos e meio, e ficamos um ano separados. O que é difícil de entender, nos damos bem em todos os sentidos, e nos amamos muito, mas tem coisas que não podemos evitar, tipo quando a relação cai na rotina... ele sempre foi ótimo no sexo, ele é muito atraente de fato, ele é aquela mistura de raças que deu certo, moreno, caboclo dos cabelos bem pretos e lisos, traços fortes, e um olhar marcante (Ahh os olhos são lindos, Deixa qualquer um sem graça, levemente puxados. Claros como os meus, mas bem mais bonitos com um tom de mel mas quando você olha bem se confunde entre verde e mel, são lindos) um sorriso gracioso com covinhas, ele é bem alto, tipo atlético nada exagerado, uma boca deliciosa, grande, bem desenhada, (sou suspeita pra dizer, mas ele é lindo, o homem mais lindo que conheço) e o melhor de tudo se ver na intimidade... resumindo É ENORME (tenho que me gabar um pouco né!?). o Dani faz o tipo que mete inveja, mas sempre foi um pouco certinho demais, até previsível certas vezes, o tipo que você tem certeza que nunca vai te trair, que você sempre sabe onde está, que conta cada passo que dá, te deixa falando sozinha mais não briga NUNCA, sempre me bajulando, muito carinhoso de fato, fazia tudo por mim, TUDO!...  Mas muito serio, não se arriscava, não se entregava. Isso era o que mais me incomodava. Talvez fosse pela diferença de idade de 6anos, ele era o maduro e eu a infantil impulsiva. Todo mundo diz que sou louca por reclamar dessas coisas, e é o que toda mulher quer, mas não é bem assim, principalmente quando você é o contrário. Eu quero viver tudo ao máximo, quanto mais, melhor, entende? Mas a gente tinha lá nossos momentos, transamos na praia uma noite, no banheiro de um barzinho, no carro... eu sempre gostei de fazer as vontades dele, ele estar excitado me excita, [falando de modo bem sacana, adoro engolir a porra dele, me lambuzar deixando ele gozar nos meus peitos, tudo que ele quer eu faço], mas as vezes preciso ser insistente pra convencer ele de fazer certas ?loucuras?, de realizar minhas fantasias.Ao que parece ele acha desnecessário transar loucamente em cima da mesa do escritório dele, já que temos nossa aconchegante cama... Disso eu entendo, mas queria que ele entendesse que é normal querer sair da rotina. Eu sou uma pessoa que consegue tudo que quer, e ele é o único capaz de me conter, e por ele minha principal fantasia, não iria acontecer. Uma vez estávamos naquele clima gostoso de que se chegar perto pega fogo, ia fazer um ano que a gente já transava, e já tinha intimidade pra conversar sobre relações passadas e essas coisas, eu contei pra ele sobre a minha preferência por meninas. Ele quase caiu pra trás, reação totalmente contraria do que eu esperava. (Qual é? Se eu fosse homem ia adorar ver minha mulher com outra, tudo em dobro). Seios se tocando, pernas se enroscando, a pele e a boca macia roçando uma na outra. Se você sabe do que eu to falando da pra imaginar minha surpresa quando ele fez cara de nojo quando eu contei que no passado tinha ficado com uma ex peguete dele. A Letícia. Foi logo no começo, ela era minha amiga, (e ainda é ?muito amiga?, mora no apartamento de baixo) a gente se ?divertia? juntas, se pegava quando tava bêbada. Foi uma época que eu achei que ficaria só com meninas, e que o Dani era só meu amigo, depois ela começou a ficar com ele e eu dei o maior apoio. () Enfim eu contei, ele não gostou como eu esperava, eu passei meses insistindo em uma brincadeira a três. Desisti! Ele dizia que não era uma boa idéia que ia atrapalhar a nossa boa relação na cama. [JAMAIS! Só ia melhorar!] Mas tudo bem não quis contrariar, talvez tivesse medo de eu trocar ele por uma menina, talvez ele tivesse certo, mas eu sempre imaginava como seria... até que Andreza e o Douglas aquele casal de amigos do outro conto me incluíram na vida sexual deles como brinquedinho favorito. () Graças a essa experiência com eles, hoje posso dizer que sou mais madura, mais segura dos meus desejos, e decidi que ia convencê-lo. Nem que fosse uma surpresa. Com a Deza e o Douglas era ótimo eu gostava de transar com eles, e como gostava... mas o casal era eles. Com o Dani seria diferente um presente pra mim e pra ele... Só tinha que pensar em um jeito. () Minha relação com a Letícia é ótima, somos ótimas amigas, até já trabalhamos juntas. Nunca senti ciúmes dos dois, que também são amigos.() No sábado passado meu namorado ia trabalhar, e sem outras intenções chamei a Letícia pra uma ?tarde de meninas?, e pelo jeito foi na melhor hora ela tinha terminado com o ficante, tava naquela depre convencional, então passamos a tarde juntas assistindo filmes debaixo das cobertas, até começar a lembrar do nosso passado (hummm...) ela ali deitada no meu colo, abatida, carente fiquei acariciando seus cabelos seu rosto, ela passava a mão nas minhas costas, brincando com a alça do meu sutiã... bom, eu a conheço bem, e da pra perceber quando ta rolando um clima, quando me dei conta já estávamos nos beijando, pedi desculpa, foi um impulso meu [faço muito isso, as vezes confundo carência e saudade com desejo] mas ela nem deu atenção, retribuiu o beijo e mais... colocou a mão por dentro da minha blusa, alisando meus seios, quando ia abrir minha calça eu segurei seu braço e sussurrei no seu ouvido  -Tem um jeito melhor de continuar isso (reuni a coragem com a vontade de anos de ter os dois na cama e propus) ?Eu sou louca por você Le, desde sempre... ?E eu por você [a gente se dava bem por ser tão impulsivas, antes que eu pudesse terminar de falar ela arrancou minha calça suspendeu minha blusa e começou a me beijar a barriga]... como um banho de água fria afastei ela de mim, ela num entendeu, mas meu namorado tava pra chegar não podia correr o risco dele nos pegar. (apesar de querer muito) deitei em cima dela e tive que falar de uma vez _Amor, se eu te chamasse pra ir no motel você iria? ?Claro Re, bom acho que sim, mas por que? A gente já ta aqui... ou é fantasia? rsrs ?É... mas a fantasia é mais complexa eu você...(quase não saia) e o Dani, o que me diz?.. (diz que sim, diz que sim) ela parou por um tempo, olhou pra mim sem graça... ? Depende... de quem é a ideia sua ou dele? ?Bom sou eu que quero, mas seria um presente pra ele... Ela me olhou deu um sorrisinho e balançou a cabeça, como um sim. Fiquei tão animada, comecei a pensar em infinitas maneiras... uns 10 minutos depois meu namorado chegou lá em casa, pegou a gente no maior clima, tava com uma cara de desconfiado ¬¬ ele não gostava muito de nos ver juntas, achava que a gente se juntava ou pra falar mal dele ou pra se pegar (homens... :/ mas dessa vez ele tava certo) da até pra entender, ele ficava muito sem graça por ela ser a ex eu a atual e nos darmos bem (muitoooooooo bem alias), não entendo essa cabeça masculina mas da pra imaginar a frustração... rsrs a relação deles foi bem curta no passado, coisa de semanas, pelo o que eles dizem nem chegaram a transar (tai mais um motivo pra tudo ser ótimo)... Eu e a Le nos divertíamos com a cara de bobo que ele fazia, ele aparentemente sem graça nem olhava pra cara dela direito. ?O que vocês estavam fazendo?  ele olhou pra cama bagunçada e fez aquela carinha de mau que só ele sabe fazer. ?Ah amor a gente tava... tava... (tava o que mesmo? sou péssima para mentir) A Letícia interrompeu  ?Eu tava comendo ela, claro...e você chegou bem na hora que ia começar a pegar fogo [Ela adorava provocar ele] lambeu os dedos insinuando ?algo? (o que será que ela quis dizer) apertou minha bunda me deu um selinho, beijou ele no rosto e foi embora -Tchau Re, agora eu to sobrando, te ligo amanha. [fiquei tão sem graça, mas a Letícia tem esse gênio terrível, bom e ruim, não leva nada a serio, levei ela na porta quase sem coragem pra voltar e encarar ele me olhando com aquela cara de bravo] ?Amor é brincadeira dela a gente só tava assistindo um filme. Ele parou um tempo me olhou dos pés a cabeça ?Tudo bem, esquece ta?! (Eu conheço meu homem, sei quando ele ta excitado e não era só saudade de mim, não tinha como negar que a palhaça da Letícia nos deixou numa situação constrangedora e excitante) Ele me abraçou me deitou na cama e arrancou minha roupa, como há tempos não fazia, ele tava animado não podia mais esconder que tinha ficado excitado, com a cena ?suspeita?... tava bom ali ele me pegava com força, pressionava seu corpo contra o meu, começou a bombar na minha buceta que facilmente fica molhada com a pegada daquele homem, pegava com mais força, violento, metia forte, muito forte nem a cama cedendo o fez parar, falava em um tom bravo, sacana como nunca ?O que você quer sua cachorra? Quer que eu te traia? Quer me ver comendo outra vadia, chupando outra fazer tudo o que eu faço com você? (eu adorei a idéia, logo eu, tão ciumenta, com ele falando assim descobri que tinha mais vontade do que imaginava...) eu adorei ver ele insinuando que ?comeria outra buceta?, que ia ceder minhas vontades, queria fazer ele imaginar, o desafiei, virei outra pessoa, revelei sem indiretas tudo que eu tava sentindo -Eu ia adorar amor, ia adorar te ver fudendo outra. Fazendo tudo que você faz comigo, vai confessa, você também quer, imagina minha xana molhadinha roçando com a dela, você fudendo duas ao mesmo tempo, você quer, todo homem quer, um dia você vai comer eu e outra, ou vou procurar outra pica, é o que não falta... (ele enlouqueceu) me colocou numa posição que eu não podia mexer os braços tapou minha boca e meteu com força, muita força... Acho que despertei o que ele tem de melhor. Me colocoucontra a parede, metia o dedo no meu cu e bombava  na minha buceta que deslisava de tão molhada...[ Que deliciaaaaaaa ] e mesmo assim eu tava com a cabeça longe só conseguia imaginar nós três... só pensava na Letícia, ele enfiando a pica nela e olhando pra mim,  tudo passava na minha cabeça... e como eu ia fazer pra surpreender ele. () Naquela noite eu não dormi tive tantas fantasias, passei a madrugada assistindo o multishow rsrs. Não gosto muito de assistir pornô sozinha, mas tinha um programa de uma hora só de cenas lésbica que chamou minha atenção, no domingo o Dani ia jogar bola aproveitei pra ir na casa da Letícia, ela tava muito animada e em compensação eu já tava mais nervosa um pouco insegura, tinha medo da gente esta combinando muito e ficar uma coisa forçada, não tem nada pior e já não sabia se ia ter tanta coragem, mais era agora ou (talvez) nunca... e depois daquela transa espetacular da noite passada tinha certeza que ele ia mudar de idéia Ai eu lembrei que no próximo fim de semana 18 de junho era nosso aniversário de namoro, (da primeira vez que a gente tinha começado a namorar, uns 4 anos atrás) a gente nem comemorava mais, afinal já tinha ido e voltado tantas vezes... Era perfeito, eu ia fazer A SUPRESA pra ele. Eu e a Le começamos a nos planejar, quando me lembrei de uma coisa que ele me disse uma vez que a gente tava assistindo um filme, (um romance erótico que a mulher todo dia fazia uma surpresa pro marido, colocava umas fantasias, dessas com chicotes, cheio de laços, luvas e espartilho)... Ele me disse que eu nunca usei uma lingerie pra ele. (NOSSA!) Eu nunca usei uma lingerie pra ele?  Primeiro achei um absurdo, já usei tantos conjuntinhos lindos, mas acho que ele queria dizer esses, igual as do filme. Bom eu me sinto sensual, sou segura com meu corpo, mas com ele eu meio que travo, to sempre achando que não fará tanto efeito com ele, sei lá praticamente foi ele que me tirou a virgindade, sem querer eu tinha certo receio. Mas afinal eu já tive um namorado de poucas semanas, que me soltei mais, já cheguei a dançar, fazer stripetease, fazer brincadeiras como de amarrar as mãos, passar chocolate, leite condensado no corpo, ele adorava essas coisas, e depois daquela época com a Deza e o Douglas, timidez não tinha que ser desculpa... Era um absurdo eu e o Dani nunca ter brincado assim, já usamos óleos com cheiros e sabores, fizemos amor em lugares meio inusitados, mas nada extremo. Eu tava decidida ia fazer a brincadeira em grande estilo, eu e a Le começamos a imaginar fantasias ela tinha uma gaveta de calcinhas de tamanhos duvidosos e sutiãs lindos.. mas ainda não era aquilo... Fomos até uma sex shop que tem aqui na rua, alias ótima, tem tanta coisa... vimos umas fantasias típicas de enfermeira, de salva vidas, faxineira, outras de couro, umas mais romântica (mais a minha cara) umas meio assustadoras com uns ferros, mordaças estilo Lady Gaga sabe?!, ficamos mais de uma hora lá, parecia criança em loja de doce, também tanta coisa pra ver, tanta novidade foi tipo uma descoberta...  Até recebemos propostas indecentes de um casal, mas não podíamos sair do foco. (RSRS) Era tanta coisa, e a gente não chegava numa decisão entre fantasias cheia de detalhes ou algo só sexy, se a loja não fosse fechar a gente não levaria nada, no final levamos coisas que nem sabíamos pra que servia, foi divertido, tinha uma venda com cheiro de morango, algemas, infinitos óleos, camisinha e calcinha comestível, um vibrador enorme neon que a Letícia insistiu pra mim levar,( parecia uma espada do Star Wars) uma espécie de ?strap on? com duas pontas foi o que a vendedora explicou aquele pênis de borracha, com uma cinta que da pra vestir (sinceramente a ideia me deixou muito excitada, sempre quis usar, ter a sensação de fuder alguém) e duas lindas lingeries. Metade do meu salário foi embora, mas tudo bem, sempre quis comprar esses brinquedinhos pra usar com ele e também me divertir muito... Depois a duvida era onde seria...UM MOTEL! Seria ótimo! Um do lado do trabalho do Dani, eu ligaria pra ele me encontrar lá e quando ele chegasse nós estaríamos lá esperando ele. (ótima surpresa não acha?) Só de pensar me excitava, a Letícia então, tava incontrolável... Geralmente durmo na casa dele pelo menos uns três dias por semana, um dia sem sexo já deixa a gente mal, mas dessa vez não fui nem um dia, dei uma desculpa de que tinha provas na faculdade, queria deixar ele com saudade, mas o problema sou eu, não agüento muito tempo... liguei pra ele na madrugada de quinta, subindo pelas paredes, louca de tesão, olhei pra sacola do sex shop debaixo da cama, (foi até engraçado o brinquedinho da Letícia lá brilhando, parecia até que tava me chamando..rsrs) comecei a me masturbar e narrar tudo pra ele, cada toque, liguei o vibrador que massageava de leve meu clitóris, gozei loucamente, enquanto ele do outro lado batia uma pra mim, gemi pelo telefone, ele adora me ouvir gemendo, pedindo a pica dele... Deixei ele louco, tanto que no dia seguinte ele foi me levar no trabalho... parou o carro no estacionamento e queria que fosse ali mesmo... nunca o vi daquele jeito, passou a mão por debaixo da minha saia, rasgou minha meia calça, tava incontrolável,  os dedos brincando escorregadios de tão molhada que ficou minha buceta (parecia que ele também tinha mudado, e nem precisou muito) quando eu ia sentar no colo dele, sentir o que ele tem de melhor parou um carro no nosso lado. Que banho de água fria!... Aaaaaaaah passei o dia com o maior tesão, odeio começar e não terminar uma transa fico meio louca, mas sempre podia contar com minha ?vizinha gostosa? e insaciável (ah se ela ver isso rsrs) chamei a Le pra ?dormir? comigo... e quando contei que tinha brincado com o vibrador com ele no telefone ela ficou toda acesa, (aquilo tudo tava mexendo mesmo com a gente, até com ele que não sabia) faltava um dia e eu só pensava nisso, o tempo todo. Acabou que a gente só dormiu aquela noite, (bom, é mentira, mas nada comparado com que a gente ia fazer)... (O grande dia) No sábado mandei uma msg no horário que ele sai pra trabalhar, ?vou te esperar no motel que a gente adora, tenho uma surpresa, e hoje sou eu que mando? fiquei imaginando como ele reagiu. Mais tarde mandei outra com o numero do quarto... Eu e a Letícia fomos pro motel como combinado, lá tinhas uns quartos temas, escolhemos um simples, com uma cama redonda que girava, tudo vermelho, velas incensos, bem romântico com espelhos por todo lado, e uma banheira de hidro... deixei avisado que ele chegaria, e ainda tive que explicar pra moça não contar que era nós duas  estava no quarto.  Ficamos tão ansiosas que fui pra lá 4hrs e ele só saia do trabalho as 7... mas foi ótimo, melhor ainda. Começamos a explorar o quarto... tava começando a ficar divertido deitei ela na cama e comecei a tirar sua roupa, que não foi nada difícil tava de vestido e sem calcinha, com uma depilação de seta (é a cara dela) ela também arrancou a minha roupa, levamos tudo que compramos no sex shop e três garrafas de vinho, espalhamos tudo sobre a cama e abrimos uma garrafa pra ficar mais soltas ela tava meio tensa, a criatividade começou a aparecer fomos experimentar a banheira, essa hora foi um pouco estranho (um estranho gostoso) ela se endireitou atrás de mim, me abraçando e eu que sou toda ansiosa e meio macho quando to com alguma mulher fiquei nervosa, um pouco tremula... Ela pegou o sabonete e foi passando nas minhas costas com tanto carinho, as mãos frias me tocavam devagar e eu estremecia, começou a sussurrar no meu ouvido, fiquei com as pernas bambas, me provocava, descia com a mão até minha barriga, voltava, alisava entre minhas coxas entre meus peitos, me deixou sem reação, veio me beijando o pescoço as costas, parecia que tinha entrado na minha cabeça... (nunca uma mulher me arrancou tantos gemidos, com tão pouco... que delicia que tava ali) entrei no joguinho dela, virei colocando ela na beira da banheira abrindo suas pernas, e comecei a te chupar, mas que nem ela fez comigo, bem devagarzinho, [e pelo menos é como gosto] não tem nada melhor, quando você vai chupar uma buceta tão gostosa como a da Le, dedicar sua língua pra cada lugar, dar leves beijos, aquelas sugadinhas, (huuummmm...) depois fizemos um 69 ali mesmo do lado da banheira, cheguei à conclusão que mulheres são especialistas em sexo oral... é como uma conexão ela chupava e eu retribuía no mesmo lugar, chupando, lambendo, dando aqueles beijinhos estralados... Quando nos demos conta já ia dar 6hrs... o nervosismo voltou, a gente foi colocar as lingeries, começar o teatrinho. Eu sinceramente já tava bêbada depois de começar a segunda garrafa de vinho, mas ao menos tava mais segura do que queria fazer. A minha lingerie era preta com detalhes vermelhos, luvas, cinta liga com uma abertura na frente e um lindo sutiã transparente, coloquei um salto enorme e a maquiagem bem pesada. A dela era vermelha a calcinha fio dental um detalhe curioso, tava escrito ?me coma? em metal na bunda, e um sutiã que abria na frente, era mais simples que o meu (afinal eu já achava ela tão mais gostosa.) Eu até admito que acho a Letícia mais gostosa, Ela tem um cabelo lindo, comprido preto, seios enormes, bem desenhados, mamilos rosados  uma cintura de pilão, e que bunda... Fala serio não é todo homem que a namorada tem a fantasia de vê-lo comer a amiga gostosa... Ele chegaria a qualquer momento, e ela ficaria no banheiro esperando a hora certa de aparecer, planejamos tudo. () Ouvi o barulho do cartão na porta, quando ele entrou tava com um ar de nervosismo, olhou bem pra mim, sem nenhuma reação, do jeito que eu queria.. eu estava parada em frente a cama, decidida que aquela noite seria outra pessoa... ou melhor, seria eu mesma fazendo tudo que sempre quis sem nenhuma inibição  (no começo tive de me conter, fazer a durona, mas era difícil, que delicia que ele fica de terno e gravata) Deixei que ele olhasse bem pra mim, me aproximei devagar ?Hoje você só vai obedecer... (mostrei as algemas pra ele) ou eu vou ter que te amarrar? Rapidinho ele entrou no meu jogo, só balançou a cabeça e foi deitando na cama, subi em cima dele tirei devagar sua roupa, mas sem deixar ele tira a minha (ele chega tava tonto com a situação) gaguejava e repetia as mesmas coisas -Amor você ta tão linda... tão gostosa... que delicia, nunca te vi assim...(tudo que eu queria ouvir) comecei a beijar sua boca, descer pelo seu corpo, ele na cama agora nu, com um pal duro pronto pra meter, e eu tomando todo o cuidado pra não me render tanto, comecei sem deixar que ele me tocasse, depois conduzia sua mão devagar pelo meu corpo, a intenção era deixar ele com vontade, mas não precisava tanto, eu esfregava minha buceta molhada de tesão na cabeça daquela pica deliciosa, tava louca pra sentir ele por dentro. Ele me olhava de um jeito, querendo me devorar viva, já bravo com tanta provocação, mas adorando tudo. Decidi apelar, ele estava num estado que deixava tudo, tão curioso -To louco pra ver o que você vai fazer... (era tudo que eu precisava ouvir) o saco com os brinquedinhos tava do lado da cama, peguei a venda, tapei seus olhos (ele adorou a ideia) e já tinha entendido. Era tudo do meu jeito! fui buscar a Letícia, e pela a cara dela já tava louca pra se juntar a nós, foi a melhor parte a expectativa da reação dele, coloquei ela entre nos dois -Agora você pode me tocar amor.. [essa parte a gente já tinha combinado] peguei suas mãos e coloquei na cintura dela, ele foi percorrendo todo seu corpo eu tava esperando ele perceber a diferença, mais nada... tanto não percebeu que começou a esquentar, ela ficou roçando em cima dele beijando seu pescoço, eu mal podia esperar pra ele descobrir, se passaram uns 15min, quando ela começou a chupar sua pica, eu já tava explodindo de ansiedade, ele soltava uns gemidos, não parava quieto.. tava quase tirando a venda, quando eu vi a oportunidade perfeita de mostrar minha surpresa, ela tava ali chupando sua pica com tanto gosto, fiz sinal pra ela parar, eu cheguei perto dele, peguei as algemas (que nem sabia como usar e amarrei suas mãos na cabeceira da cama) -Ta gostando? Ele respondeu num suspiro -Adorando amor o que mais você tem pra mim?... (ele que pediu) eu mais do que nunca num clima de dominadora, segura de tudo que tava acontecendo pedi pra que a Letícia continuasse ?É agora que vai começar a brincadeira... ele não se continha de tanta curiosidade... tava tão vulnerável,?indefeso? descobri que era minha maior fantasia, poder fazer tudo com ele, que nem um brinquedinho, por um tempo parei pra observar os dois, tava mesmo acontecendo?, (é estava) o meu homem ali com a pica toda lambuzada pela boca de outra. Em cada momento naquela cama, sentindo o calor dos corpos nus, descobria minha capacidade de seduzir, de dominar, foi quando eu o beijei, (pra mim não tinha forma melhor dele descobrir) até porque a reação dele foi tudo que eu queria... Dava até uma dó de ver ele tão desorientado. De fato a diversão só tava começando, devagar tirei a venda e as algemas dele, cheguei a Letícia pra perto de mim... -Presente pra você meu amor, hoje você não escapa... ele parou um tempo, balançava a cabeça sem acreditar.. Coloquei a Letícia de novo entre nos dois, tirei devagar a venda (não trocaria isso por nada) a cara de surpreso dele, como quem não acredita no que vê, ele só repetia -Você não fez isso, não acredito... ele não olhava pra ela, mas deu aquele sorrisinho típico dele -Ótimo presente não acha (coloquei suas mãos nos peitos dela, ele parecia que ainda tava amarrado mal se mexia) A Letícia já estava à vontade há um tempo, e o Dani me olhava esperando que eu sentisse ciúmes, ela se aproximou, toda sensual (toda sensual e bêbada pra variar) -Hummm Dani que saudade dessa boca... Olhei eles se beijando, a Le me puxou (eu mal lembrava quando dei um beijo triplo a ultima vez, digam o que quiserem mais eu adoro)... Além da sacanagem que já é ótimo, línguas se enroscando, corpos se tocando, aquela cama era puro desejo, enquanto bocas e línguas se confundiam, mãos exploravam corpos, um momento senti minha mão e a do Dani alisando entre as pernas da Letícia, ele mesmo forçava minhas mãos um pouco tremulas, finalmente estava gostando como eu queria que gostasse.. Virei pra ela e começamos a nos tocar -Ta gostando amor (ele só balançava a cabeça, mas não tinha mais vergonha) -O que você quer que a gente faça?... (ele falou só pra mim, no meu ouvido) -Faz o que vocês fazem quando eu não to olhando.. (Hmmmm..) Deitei ela tirei sua calcinha com a boca enquanto olhava pra ele, lambi de leve sua buceta, começamos a nos empolgar, peguei o vibrador que massageava seu clitóris, minha vontade era pegar o strap on mas não queria assustar ele, depois de tantos carinhos  (não gosto de assumir meu lado lésbica, mas adoro aquela posição que da pra roçar minha buceta na dela, senti o calor das suas pernas) gozei tão gostoso. Logo ele se juntou a nós duas... sentei na pica do meu amor (que não troco por nada) ela sentou com a buceta pertinho da boca dele, ele chupava ela enquanto metia em mim, foi assim a noite inteira, rolou o maior clima, e a criatividade aflorou entre nós, experimentamos posições que não sei se vou conseguir repetir. Tive tantos orgasmos... Mas o auge da noite foi um momento que ela sussurrou no ouvido dele e depois ficou de quatro olhando pra mim, ele começou bombar no cu dela, foi a única vez que senti um pouco de ciúmes, foi mais uma invejinha, eu dei meu cu pra ele umas duas vezes e depois não consegui mais ela parecia gostar tanto, parecia ser tão fácil, ele metia com força e não tirava os olhos de mim... Ela pediu pra que eu pegasse o strap on, eu já tava louca pra usar, de primeira o Dani se espantou quando vesti aquele enorme pênis de borracha (imagino que não é uma cena muito agradável) mas logo ele começou a gostar, devagar coloquei na sua buceta  enquanto meu namorado comia seu cu, a sensação é ótima, e ela queria aproveitar ao Maximo... Estávamos enroscados de tal maneira que até dava pra confundir, nunca pensei que um dia faria nada parecido, literalmente comer alguém, o Dani segurava ela pela cintura bombando  no seu cu agora mais forte, depois de um tempo ele soltou ela que caiu em cima de mim, pude ver seu pal todo lambuzado ele me olhou com um ar de satisfação e pediu pra que eu continuasse metendo que ele tava adorando ver, ela começou a pular no meu colo, gemia alto parecia esta adorando de repente ela ficou toda mole... fiz ela gozar, a sensação ficou melhor ainda... a noite se estendeu a conversas e o resto do vinho, confessei de como tinha planejado. E dava pra ver que tinha dado certo e ele adorado tudo.. Conversa vai, conversa vem a Le teve uma ótima ideia, a gente tinha comprado vários óleos de massagem, e pra fechar com chave de ouro nos lambuzamos com um óleo com sabor de morango, ele começou a passar em mim e nela aproveitando pra nos tocar, na nuca nos seios, na barriga entre as pernas, logo despertamos o clima do começo, e foi o tempo pro meu namorado ter outra ereção... Terminamos a noite que virara madrugada na banheira e da pra imaginar que nós já íntimos terminamos bem a noite..

Adoreeeeeeeeeiii ter compartilhado essa curta parte da minha vida com vocês , espero que você tenha se excitado como eu quando escrevi e relembrei essa noite deliciosa...Obrigada por ler até aqui..Beijos em lugares inimagináveis, Re.       

 

Gostou? Vote no Conto:

26128 visitas