Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Sexo na sapataria | No Emprego | Acervo de Contos

Sexo na sapataria

 Meu nome é João Carlos e trabalho como vendedor, basicamente a minha tarefa é ficar abordando na porta da loja cordialmente todos os clientes na tentativa de lhes oferecer uma possível venda. Com o tempo, só de olhar para um cliente conseguimos identificar o seu gosto e rapidamente lhes mostrar na vitrine algo que possivelmente eles iram levar. Apesar de toda técnica de persistência e persuasão é comum perdemos um precioso tempo com um determinado cliente que experimenta vários pares sem levar nada mas por outro lado, isso pode ser muito prazeroso como o fato que eu vou lhes narrar.

Eu havia abordado uma jovem que recusou a minha ajuda, dizendo que só estava olhando, rapidamente eu a examinei e corri ate o estoque voltando com três modelos de sandálias. Seus olhos brilharam quando eu abri uma das caixas para lhe mostrar o conteúdo e na mesma hora a convenci experimentar, ela sentou-se e eu apoiei o seu pezinho na minha perna e carinhosamente fiz a troca, ela levantou radiante e ficou se admirando no espelho. Venda concluída voltei a apoiar o seu pezinho na minha perna para fazer a troca e quando acariciei o seu pezinho antes de recolocar a sua sandália antiga notei que ela estava toda arrepiada.

Algumas horas depois neste mesmo dia ela retornou acompanhada de uma amiga e novamente enquanto elas olhavam a vitrine eu corri ate o estoque trazendo duas plataformas de cristal e repeti todo processo com a amiga dela, que também saiu toda satisfeita com a sua compra. 

Elas ficaram perambulando de um lado para o outro sempre passando na frente da loja, claro que cordialmente nos trocávamos alguns olhares e sorrisinhos ate que novamente elas entraram na loja e a primeira jovem que eu atendi me pediu para experimentar outra sandália, não vi problema algum e prontamente fui buscar e para a minha surpresa quando eu fui fazer a troca, vi que a jovem não estava usando calcinha. Com o seu pezinho apoiado na minha perna me dava uma nítida visão da sua bucetinha raspada e quando ela se levantou para se admirar no espelho eu continuei cheio de tesão olhando por baixo da sua saia o reflexo da sua bucetinha no espelho. 

Elas continuaram a experimentar vários modelos e toda hora eu subia ate o estoque para buscar outra caixa e a segunda jovem acabou sugerindo que seria melhor eu levar a sua amiga lá para o estoque se não eu ia ficar cansado de tanto subir e descer escadas. Procurei com os olhos rapidamente a onde estava o gerente e mandei que elas me aguardassem próximo da escada, recolhi a pilha de caixas que eu havia descido e avisei que subiria para arrumar.

Não houve uma conversa ou preliminar, era puro tesão e assim que eu larguei as caixas nos atracamos num caloroso beijo enquanto a sua amiga abria o meu cinto e descia a minha calça para chupar o meu cacete, nossas roupas iam caindo reviradas pelo chão e quando eu me dei conta já estava com a primeira jovem no meu colo, a sua saia enrolada na cintura e a sua amiga guiando o meu cacete duro para entrada da sua bucetinha. Era um sexo selvagem, socadas fortes e rápidas que tremulavam todo seu corpo enquanto a sua amiga nos assistia agitando os seus dedinhos na sua bucetinha e apertando o próprio peito, me sentei na escadinha do estoque e ela veio por cima, sua amiga se aproximou e eu comecei a lhe chupar o peito enquanto as duas se beijavam. A primeira cedeu o meu cacete para segunda que ficou de costa para mim com as mãos nos joelhos fazendo o sobe e desce e quando ela levantou, ficou de pé no degrau em que eu estava sentado me puxando pelos cabelos, enfiando a minha cara na sua bucetinha, eu a chupei ate as suas pernas começaram a tremer e depois que ela gozou na minha língua, ficou deitada no chão do estoque curtindo o seu êxtase. Quando viu que a sua amiga estava de quatro com as mãos apoiada na escadinha, levando no rabo ela se encaixou por baixo e começou a chupar a bucetinha da sua amiga que me pedia para gozar rápido e assim eu fiz, mais algumas socadas naquele buraquinho apertado eu tirei o meu cacete gozando no rostinho lindo da minha primeira cliente.

Outro vendedor que já tinha nos visto no estoque gritou da escada para que eu leva-se um escarpam preto 37 para ele, nos recompomos rapidamente e descemos a escada apresados, elas foram embora e só me resta aguardar a próxima venda ou foda com elas.

 

Gostou? Vote no Conto:

24510 visitas