Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
ninfetas gostosas porno sexo anal flagras sexo

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Ganhei uma siririca no metrô | Acervo de Contos

Ganhei uma siririca no metrô

Vou usar o nome ficticio de Daniela (sou loirinha, 1,60m, 50Kg, cabelos longos e lisos, faço tipo menininha... tenho 25 anos), moro e trabalho em São Paulo. Quando vim do interior (Araraquara, minha cidade natal), havia concluido o curso de Fisioterapeuta e arrumei um emprego num hospital da zona sul, sendo que aluguei um apartamento em Santana/ zona norte de São Paulo. Para tanto meu itinerario de trabalho, passei a ser uma usuária do Metrô, em diferentes horários.
Num dia ao sair do trabalho ás 18:30h peguei o Metrô completamente lotado e fui empurrada para dentro do vagão pela multidão; me ajeitando com uma mão segurando livros e na outra no suporte de aço do carro do metrô para não cair. Derrepente um moreno alto e bonito se colocou atrás de mim e começou a me encochar... senti seu pau duro encostando em minha bundinha e fiquei toda molhadinha (afinal estava na seca alguns dias, e ninguem é de ferro). A cada estação o Metrô ficava mais cheio e o gato apertava mais meu corpo, sendo que num determinado momento ele falou baixinho no meu ouvido: - Tá gostando?... vou te dar muito praze nesta viagem... nesse momento sem que eu falasse qualquer palavra, ele enfiou a mão pela frente da minha calça (estava com calça de sarja branca... visto dempre branco no trabalho), afastou minha calcinha para o lado e começou a dedilhar minha xoxotinha. Seu dedo passeava no meu grelinho me levando a um total delírio... ele não se importava do as pessoas nos olhado... eu estava super vermelho de vergonha e um casal de idosos sentados no banco em nossa frente assistia tudo sem espoçar qualquer crítica. Com o andar do Metrô o gato acelerava a siririca e quando via que eu estava muito ofegante diminuia o ritmo, prolongando o máximo meu tesão. Ele pergundou onde eu ia descer e falei : - Estação Santana... ele acelerou os movimento e me fez gozar deliciosamente... senti as pernas molhadas por dentro da calça com o escorrer de meu gozo. Sem dizer mais nada ele se afastou e desceu na Estação Tietê, olhando para mim de fora com trem do metrô lambendo o dedo que antes estava na minha buceta. Foi uma experiência maravilhosa.

 

Gostou? Vote no Conto:

14/08/2009 | 170539 visitas

 
 
 
amadoras bundas filmes porno