Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Um Verão muito molhado (verídico) | Lésbicas | Acervo de Contos

Um Verão muito molhado (verídico)

Numa tarde de verão quente, faz um ano precisamente hoje, Carolina minha melhor amiga faz anos me convidou para mais um lanche em casa dela. Eu e Carolina nunca nos envolvemos, sempre nos consideramos heteros, nem nunca nos ocorreu que tal pudesse acontecer. A única coisa que rolou entre nós foram uns beijinhos na balada. Bom... Comecemos pelo início... Quatro da tarde em ponto tocava eu na porta da Carol. Carol surgiu só de toalha em volta do seu corpo curvilíneo, peituda, bumbum médio.. "Oi querida! Muito calor hoje! Estava pensando sugerir um banho as duas que tal?"... Senti um calor percorrer o meu corpo. "Porque não?!" disse eu "Óptimo! Assim sempre podemos esfregar as costas uma da outra hahaha" Carol estava muito eloquente! 

No banheiro as duas já nuas Carol disse "Seu corpo está cada vez melhor... adorava ter um peito tão riginho como o seu! E nossa! Que bumbum gostoso que você tem!", "Você está muito safadinha hoje!" exclamei eu meio sem jeito. Carol colocou água quente correndo na sua enorme banheira (sempre adorei todo aquele banheiro que mais parecia um spa) colocou incesos e velas "vamos criar um ambiente relaxante ahahah" disse. Entrámos na banheira nos apoiando uma na outra e conversámos um pouco já na água translucida sem bolhinhas de espuma, apenas uns sais de jasmim...

Eu senti uma enorme vontade de tocar naquele peito grande de carol mas não cedi dada a minha timidez incurável. Carol me olhava nos olhos... Pensei que nos fossemos beijar logo ali mas nada aconteceu... "vamos deitar um pouco no meu quarto? Estou tão relaxada..." falou ela, aí sem pensar eu falei "posso beijar você como naquela noite?", antes de responder o que quer que fosse Carol se aproximou e me beijou sem língua mas profundamente, aí eu coloquei a língua na boca deliciosa dela, nos lambuzamos uns cinco minutos, minhas mãos que perderam finalmente a timidez nesta fase escorregaram para seus peitos, estava agora amaciando e amassando alternadamente os seus biquinhos durinhos saídos mas carol continuava dando festinhas nas minhas costas. "Nossa que gostoso meu amor" falou ela... "estou sentindo minha xana latejando de prazer" continou, "eu também..." disse eu. Carol me colocou sentada na beira da banheira, olhando para cima encarando meu olhos novamente "posso verificar?", "uhum..." gaguejei eu... Nossa... que língua, que boca, que chupadelas fortes que ela me deu, houve um momento em que Carol mordiscou ligeramente meu clitóris, aí eu não aguentei mais... Saímos da banheira e no caminho para o quarto nos beijamos loucamente, perdidamente entesuadas, ali fora da água senti a coninha dela com a minha mão tão enxarcadinha que estava... e não era dao banho tomado, era um liquidosinho gorduroso muito bem cheiroso e saboroso que eu dei a  provar a Carol e eu encostando Carol na parede em frente ao quarto abri suas pernas e chupei muito, coloquei minha cara toda dentro daquela xana molhada, a cona mais linda que alguma vez eu podia imaginar em noites que me masturbei pensando nela, anos nisto, e agora finalmente eu observava seus lábios grande rosados de tanta tesão e um líquidosinho branco espreitando no seu orifício pronto para eu colocar minha língua em acção mais uma vez... Coloquei minha língua dentro daquele oríficio e fodi aquela buceta bem forte com ela.. "Ai Deus que gostoso!!!" gemia Carol. Chegando finalmente ao quarto deitei carol na cama toda abertinha para eu continuar o meu trabalho... cerca de meia hora se passou e eu continuava chafurdando no meio da sua linda vagina... nem dedos eu quis usar, só queria minha boca ali saboreando, lambendo, chupando... de vez em quando eu subia até seus peitos e chupava seus bicos vorazmente e voltava novamente para sua cona deliciosa, voltava aos seus bicos beijava a boca dela "gosta do seu sabor minha putinha linda?".."hummmmmm" Carol só sabia gemer. Aí Carol gozou muito, eu conseguia perceber pelos seus gritos e pelo molho que eu sorvia vorazmente com a minha boca. "Tive uma ideia" falou ela, já colocando suas pernas entrelaçadas com as minhas, colocou nossas bucetinhas de frente uma para outra... "nossa! que visão do paraíso!" exclamei. Fiosinhos de suco branco se viam fazer quando nossas conas se juntavam e separavam alternadamente. Aí Carol tomou o comando novamente, colocando meu bumbum em cima do seu nariz, chupando tudo o que tinha para chupar e lamber, lambeu meu cuzinho todo, eu de cara com sua cona novamente chupava seu clitóris como ela merecia "Safada!" pensei "eu mortinha que isso acontecesse um dia e agora sei que você também"... que lindo sessenta e nove que ali acontecia... Aí ouvimos uma chave abrindo a porta da entrada... "É Sofia!" exclamou Carol procurando algo para se cobrir, mas nem deu tempo, a ruiva Sofia entrava na casa chamando por Carol. Sofia é a companheira de casa de Carol, uma moça dos seus vinte e dois anos que eu e Carol conhecemos na faculdade, e desde aí se tornou também muito nossa amiga. Sofia sempre teve um corpo invejável, peitos médios redondinhos, biquinhos espetadinhos, pele branca, cabelos ruivos e uns olhos lindos castanhos claros como o mel. 

Sofia entrava agora no quarto de Carol tão subitamente que nem deu tempo de nos cobrirmos com o que quer que fosse "Ai Desculpem!" disse Sofia. "Sem problema" falei eu mas Sofia sorria ruborizada "que estavam vocês duas aprontando?", Carol sempre meia translocada disse "Estávamos provando algo nunca antes provado..." Silêncio.... "hum... estou vendo..." pensei que Sofia ia armar uma cena quando do nada pergunta "posso me juntar?"... Eu não queria acreditar! Meu sonho se tornando realidade, antes que eu ou Carol pudessemos responder Sofia se aproximava da minha boca beijando loucamente e apertando meus peitos como se desejasse aquele momento tanto como eu. Carol se juntou. Despimos as roupas de Sofia, sua camisa aos quadrados e os calções de ganga, sua calcinha fio dental, tudo no chão...Começamos nos lambuzando as três num louco beijo quase interminável, coloquei meu dedos na xaninha de Sofia.. Nossa que delícia de cona... aí Sofia disse "Esperem! Tenho uma surpresa para vocês! Aguardem um pouco vou só ali no meu quarto buscar!", "Oh meu Deus!" exclamou Carol quando olhava para o enorme strap-on negro que Sofia trazia agora na sua cintura. "vinte centimetros de puro prazer..." falou Sofia.. Sofia me colocou de quatro e disse "Vou fazer com muito carinho, relaxa..." Carol se deitou por baixo de mim me beijando sem parar, aí senti Sofia colocar a cabecinha do seu caralho de borracha na minha buceta. Gemi e ainda nem tinha o caralho todo colocado dentro. "Apertadinha que você é Raquel..se prepara, vou socar com força agora!" Sofia agarrava minhas ancas e me derrubava por completo. Carol me beijava toda "Agora é sua vez Carol", Sofia alternou seu caralho entre minha xana e a xaninha de Carol, Carol gemia loucamente mas me beijava logo em seguida... Gozámos muito agora com a boca de Sofia ora na minha xana ora na coninha de Carol... Carol retirou o strap-on da cintura Sofia e falou para ela "Agora é sua vez!", "mas primeiro..." disse eu "deixa eu preparar bem essa bucetinha linda ", Carol consentiu, e eu mergulhei agora em Sofia deitada na cama king size de Carol, começamos por beijar Sofia, Carol nos peitos dela, eu na boca dela descendo para a bucetinha que latejava já de prazer infinito, seus lábios grandes rosados de tesão tal como os de Carol antes no corredor, seu sabor agri-doce me deixou ainda mais louca de tusa por aquelas duas safadas... Aí coloquei o pau todo até a minha cintura de uma socada só... Sofia gritava e Carol mamava nos seus biquinhos. Quando Sofia gozou plenamente nos livrámos do strap-on e nos deliciamos agora no chão por cima da carpete de Carol em rodinha... Eu mamava a coninha de Carol, Carol chupava a xaninha de Sofia e Sofia sorvia meu líquido vorazmente... Foram horas e horas nessa brincadeira que eu amei demais!









Repetimos e disfrutamos várias vezes lá em casa...









Espero que vocês também! (:

 

Gostou? Vote no Conto:

4331 visitas