Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Sem querer....foi uma delícia! | Lésbicas | Acervo de Contos

Sem querer....foi uma delícia!

Sou bem casada , 2 filhos.....2 filhos e marido que tem muitos afazeres. Os meninos cada um já tem suas coisas, meu marido trabalha muito e estávamos em pleno mês de janeiro.

Convidei uma amiga para passarmos uma semana em nosso apartamento no Guarujá. Eu precisava organizar algumas ações de manutenção e aproveitaríamos para tomar um sol e descansar um pouco. Essa minha amiga , Claudia, tinha passado por uma separação dolorosa , estava a um ano sozinha.

Saimos de minha casa, carro lotado , pegamos um pouco de transito. Durante o trajeto comentei que andava me sentindo frustrada, reclamando que estava sendo deixada para segundo plano , meu marido realmente estava numa fase de trabalho muito intenso. Ela por sua vez estava carente ao estremo dizendo que não conhecia ninguém interessante a muito tempo , que os homens não queriam nada que durasse mais de um mês, e sempre se aproximavam de maneira direta sem muito carinho . Perguntei se ela restringia essa busca apenas aos homens .....

_ porque tenho ouvido tanta historia de mulheres que depois de experimentarem relações com outras mulheres não querem mais largar.....

Ela ficou um pouco espantada e eu continuei:

_ Eu mesma, de tanto ouvir o meu marido dizer que adoraria me ver com outra mulher, nunca tinha pensado nisso mas ando ficando curiosa. Mas nunca tive coragem de nada e nem sei como faria para isso acontecer.

Ela ficou mais espantada ainda, mas logo mudamos o assunto, naturalmente.

O assunto morreu mas serviu para deixar um clima no ar. Chegamos , descarregamos tudo , e assim que começamos a arrumar nossas coisas a Claudia notou que havia esperado roupa de cama e banho. Toalha de banho eu tinha para emprestar , mas lençóis não , não gosto de deixa-los la por causa do mofo que as vezes deixa cheiro .Combinamos então que podíamos dormir as duas na minha cama , é grande não teria problemas. Ela a principio disse que não precisava , mas acabou concordando.

Notei que aquela conversa do carro excitou a nós duas e apesar de nenhuma de nós assumir isso , como disse o clima ficou no ar. Senti que nos esbarrávamos mais, nossas mãos as vezes se roçavam sem querer. Na cozinha, quando preparávamos alguma coisa rápida para comer, ficávamos próximas....eu sentia o calor do corpo dela perto de mim e me excitava....comecei a sentir vontade de estar colada a ela e me sentia molhada o tempo todo....percebia que ela oscilava entre a mesma vontade e o escândalo dessa possibilidade. Fomos caminhar um pouco na praia e mais uma vez nossas mãos se roçavam durante a caminhada muito mais que seria o normal, e alegria entre nós era crescente. E assim foi. Mais tarde , assistimos TV no sofá sentadas muito perto uma da outra e a percepção de algo podia acontecer naqueles dias me deixava com muito tesão. estava com sono e fui deitar , ela ainda ficou assistindo TV, mas logo foi para a cama. Percebi que ela não conseguia dormir, se virava muito , respirava profundamente mas estava acordada. No dia seguinte , levantamos praticamente juntas, tomamos café, sempre se esbarrando cada vez trocando mais energia, uma verdadeira corrente percorria meu corpo e eu chegava a ficar arrepiada e ela percebia isso com certeza.

Colocamos nossos biquínis uma ajudando a outra na hora de amarrar os lacinhos e passando o protetor....já estava evidente que nos queríamos mas essa delonga era muito excitante, e eu sempre molhadinha, estava me sentindo uma delicia! Durante o dia ficamos nisso , caminhamos bastante, voltamos tarde para o apartamento....enquanto ela tomou um banho preparei uns queijos, frios e abri um vinho frizante. Em seguida eu tomei banho e quando sai do banheiro e fui pra sala toda fresquinha, de vestidinho solto e perfumada e ai pra minha satisfação ouvi:

_Nossa! Que cheirosa....( ela disse isso sem pensar, meio tímida)

Tomamos nosso vinhozinho, ficamos na varanda até uma certa hora e de novo fui deitar antes, mas não conseguia dormir. A certa altura percebi que ela se deitou também, nós duas de camisolinhas leves.Geralmente eu estaria sem calcinha, mas por uma questão de rspeito , nesse dia estava com uma calcinha, mínima mas estava.. Eu fingi que dormia , estava deitada de lado de costas para ela. Logo percebi um carinho nos meus cabelos, e no meu rosto, bem de leve...fiquei quietinha e deixei ela continuar...começou descer seus dedos leves pelo meu braço , passava pela curva da mnha cintura, ia e vinha passando a Mao pelo meu corpo,,,me arrepiei claro, mas continuei quita só me ajeitando , me aproximando do corpo dela.Com isso ela desceu as mãos percorrendo meus braços passando pela minha bunda , nessa hora eu coloquei minha Mao no quadril dela e fui deslizando pela bunda lisa e grande dela,,que firsson. Ai falou baixinho muito próximo do meu ouvido.....

_Fiquei pensando naquela nossa conversa , e estou muito curiosa e com vontade de experimentar uma mulher e você que eu quero, se você quiser , estou aqui!

Nessa hora, me virei , olhando bem nos seus olhos por alguns segundos e com um imã nos colamos num beijo que começou suave , doce e foi ficando intenso , delicioso que parecia não ter fim....duas mulheres cheirosas , gostosas se amando ....eu estava melada. Durante o beijo delicioso nos pernas se enroscavam nossas mãos afoitas percorriam tudo que conseguiam .Depois de muito tempo nos separamos para nos olhar sem verginha nenhuma, estavamos ajoelhadas na cama, uma de frente pra outra, se olhando e de leve se tocando...uma de minhas maos fazia um carinho de leve nos seios dela tocando-o todo ao redor e chegando nos biquinhos que estavam durinhos, outra Mao passava de leve pelo pescoço , e foi descendo passando pelo umbigo, e depois pelo meio das pernas dela, ela de olhos fechados, só curtindo aquela sensação . Nessa hora tudo estava lento e delicioso, minhas mãos agora passeavam pelas pernas e bunda dela, e em seguida ela começou a mesma vistoria intima em mim, suas mãos leves no meu corpo me arrepiavam ...aguentamos ficar nesses carinhos por uma meia hora até que não agüentei mais e puxei para um novo beijo quente daquele , nos grudamos por imteiro e como uma necessidade me posicionei com a boca no meio das suas pernas e senti com a língua toda sua geografia intima, que delicia ....lambi toda aquela boceta , levei ?a a loucura e fui junto, Ela muito rápida se virou e e grudou na minha fazendo a mesma coisa comigo, tinha vontade de chorar de tanto prazer.....muiiito bom....enquanto nos lambíamos e chupávamos nossas mãos não soltavam uma do corpo da outra , não queria parar aquela maravilha e não queríamos nos soltar Gozamos assim uma e depois a outra, mas ainda não estávamos saciadas. Num determinado momento encostamos nossas xanas uma na outra, meladas e deliciosas .....não imaginava como isso era delicioso, ficamos nos esfregamos e gozamos novamente . Aii que delírio de prazer , descansamos por uns minutos e logo comecei a masturba-la com meus dedos ela se contorcia e tentava fazer o mesmo comigo......precisava dela , de seu sabor e não conseguia ficar longe da sua boca que delicia seus beijos.....

Dormimos de cansadas ali mesmo. Grudadas. Logo cedo levantamos e fomos para o chuveiro....imagina que não íamos experimentar um banho juntas .....a esta altura eu estava me sentindo apaixonada , ensaboamo-nos por inteiro e nos abraçamos muito , novos gozos deliciosos... voltamos pra cama e sentemos de frente uma para a outra , de novo com as xanas coladas, ela rebolava em cima de mim e nos beijávamos deliciosamente........

Um dia inteiro passamos nos amando loucamente. Os outros dias que se passaram foram deliciosos e isso se prolongou quando voltamos apesar de aque era muito mais difícil nossos encontros . Um ano depois ela mudou-se de São Paulo. Estamos programando uma viagem para este próximo ano. O desejo é cada vez maior.....

 

Gostou? Vote no Conto:

62567 visitas