Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
amadoras porno sexo videos porno amadoras safadas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Novinha gostosa | Acervo de Contos

Novinha gostosa

Olá pessoal aqui vou me chamar Monica, esse conto é totalmente verdadeiro e por isso quero preservar a minha imagem e de minha ?amiga? que aqui vou chamá-la de Ana.
Sou viciada em sexo, desde nova descobri que adorava chupar uma buceta gostosa. Tenho 30 anos tenho nível superior, meu trabalho, minha casa, enfim não dependo de ninguém. Minha família mora no interior do Acre e desde 16 anos moro em São Paulo. Logo quando cheguei aqui conheci Ana, uma garota linda 10 anos mais nova que eu, mas que mudou minha vida. Ana se fazia presente nas horas mais difíceis da minha vida, me apoiou me ajudou e meu amor e carinho por ela apenas crescia ao passar do tempo.
Ana é linda tem um corpo que muitas mulheres pediram a Deus, um rosto delicado, lábios carnudos sedutores... Na véspera da sua formatura de conclusão de ensino médio ela veio até mim para entregar-me o convite da festa. Me abraçou forte e convidei-a a entrar pois estava muito frio nesse dia, ela disse:
_ Entro só se fizer chocolate quente para mim...
_ Eufórica respondi que faria o que quisesse.
Minhas pernas tremiam, ela estava linda com seu short jeans curto e sua regada verde contornando seu corpo, eu estava maravilhada com aquilo, queria muito tela comigo, mas sabia que qualquer aproximação comprometia a nossa amizade, definitivamente não queria aquilo. Ela logo ligou a TV passava um filme como de costume no meio da tarde, fui para cozinha preparar o chocolate quente, menos de 15 minutos voltei para a sala com duas xícaras e uma vasilha com biscoito.
Ela disse:
_ Por isso que te amo, minha gostosa.
Eu apenas sorri, sabia que não havia malicia naquelas palavras, olhava-a intensamente, aqueles olhos transmitia paz, passava-me segurança, excitação estava ficando louca, imagens eróticas não saia da minha mente, aquela menina mulher no meu sofá, me provocava sensações nunca sentidas antes. Com a voz meia roca disse:
_ Vamos comer e assistir no meu quarto, aqui está muito frio.
_ Você que manda. ? Disse Ana.
Fomos direto para meu quarto, disse que iria tomar um banho, pois ainda não tinha o feito e estava muito cansada do trabalho. Já passava das 18 horas. Demorei o Maximo que pude no banheiro, queria ela a noite comigo. Sai numa grande toalha, vesti uma calcinha estilo Box e uma grande blusa. Estava absolutamente cheirosa. Ana estava maravilhosa em minha cama, super a vontade. sentei ao seu lado e começamos a comer, liguei a TV e coloquei num canal de filmes, conversamos, rimos, tomamos nosso chocolate, que a essa altura não estava quente (risos). Ela me perguntou se não tinha alguma bebida quente para tomarmos eu disse para ela caçar um filme na TV ou na gaveta e colocar no DVD, enquanto eu buscava o vinho. Quando cheguei no quarto ela estava deitada de barriga para o coxão assistindo atentamente a um filme erótico de lesbicas.
Disse:
_ Garota está maluca? Tira isso daí. ? Fiquei envergonhada mas estava gostando da situação.
_ Cadê o vinho? Quero uma taça estou feliz, quero comemorar com minha melhor amiga. Alias Monica tenho muita sorte em ter você na minha vida, você é muito mais que uma amiga, meu desde o dia que te vi sabia que nós daríamos certo. Você é espetacular uma mulher invejável, linda, independente, delicada, forte, amorosa, bem sucedida financeiramente e acredito que também emocionalmente.
Fui surpreendida com aquelas palavras, entreguei a taça com o vinho e encarei-a intensamente, não sabia o que dizer, não sabia se ela estava sentindo carinho, amor uma forte amizade, ou se me queria como mulher assim como eu queria ela. Mil coisas passaram por minha mente, definitivamente queria aquela mulher nos meus braços.
_ Obrigada Ana, você também é incrível. ? Disse apenas.
_ Senta aqui e vem assistir comigo? Ah e me da mais vinho.
_ Chega de vinho, meu amor... Se sua mãe te pega bêbada o que vai achar de mim? ? Disse sorrindo.
Deitei do seu lado na cama e comecei a assistir ao filme com ela. Ela estava arrepiada, sua pela estava fria, peguei o cobertor e partilhamos do mesmo. Me virei para abraçá-la, sua bunda ficou encostadinha na minha buceta, aquilo estava me pirando a cabeça. Os gemido das atrizes do filme minha respiração em seu pescoço. Não agüentava mais. Comecei a acariciar seus braços, mãos, desci pelas costelas e voltei para o braço. Estava totalmente molhada. Comecei a acariciar sua barriga sua coxa linda e definida, queria mais, porém tinha que agir com cautela para não assusta-lá. Acariciai entre suas coxas, bem de leve, ela gemeu. Aquilo foi como um sinal verde, onde eu poderia ir adiante. Ela virou-se e nada disse, desabotoei seu short e coloquei minha mão dentro de sua mini calcinha, estava totalmente molhada, meus dedos deslizaram facilmente, comecei a tocar seu grelho calmamente, ela geme de novo. Aquilo estava me matando de tesão. Tirei minha mão de sua buceta e coloco dentro de sua boca, ela chupa um por um... Tiro meus dedos e a beijo longamente bem de leve, o beijo vai perdendo o controle penetro minha língua em sua boca e permito que a sua também entre na minha, chupo seus lábios, sua língua. Ficamos por muito tempo degustando do sabor uma da outra. Tirei minha boca da sua e beijando o pescoço, orelha murmuro em seu ouvido:
_ Te quero, te desejo a muito tempo, te quero mais que uma amiga, sinto tesão por você, na verdade estou apaixonada. Quero que você me pertença. Deixa eu te amar?
_ Deixo, estou esperando esse momento desde que te conheci.
Tirei sua blusa beijei a pele que ficou a mostra, tirei o sutiã beijei seus seios, que peitinho maravilhosos, nossa cai de boca como uma criança faminta, chupei suguei como se quisesse tirar leite daqueles peitos, ela se segurava nos lençóis e gemia gostoso, chamava meu nome, até que segurou minha cabeça como se pedisse que chupasse mais forte. Eu estava louca, com a perna entre as pernas de Ana eu mexia para cima e para baixo sentindo seu leitinho no meu joelho, ela gemia em meu ou ouvido pedido para não parar. Ela chupou meus peitos enquanto beijava seu pescoço, ela estava sob mim, com a mão na minha calcinha tentando me tocar, tirei-a rapidamente e deixei-a brincar com minha buceta. Com um lenço amarrei suas mãos na cama e comecei a chupar de leve seus seios, ela começou me xingar pedindo para come-la de uma vez, beijei sua barriga, passei a língua do pescoço até sua buceta bem de leve ela gritou, implorando para parar a tortura. Desci e comecei a beijar o interior de suas coxas, beijando, lambendo, chupando com muito cuidado, mordi sua virilha, ela gritou de prazer pedindo mais. Abri sua buceta e comecei a lamber o grande lábio mordendo de vagar e lambendo, até chegar no seu grelho que estava duro e totalmente para fora, comecei a lamber e logo cai de boca. Chupei, com força colocando e tirando meu dedo de sua buceta, ela gemia alto pedia mais, gritava implorava para fazê-la gozar. Peguei uma cadeira tirei minhas roupas e me toquei na sua frente, chupava meus peitos enfiava com vontade os dedos na minha buceta, queria vê-la louca ela gritava e gemia como uma gata no cio. Soltei seus braços chupei sua buceta até sentir as contrações e vê seu caldinho escorrendo pelas pernas. Ela tinha gozado. Continuei chupando ela media que parasse, pedia para deixá-la respirar, mas não conseguia continuei chupando-a, mas dessa vez chupava mais forte ela grita e goza novamente em minha boca. Coloquei Ana de quatro comecei a chupar aquele cu maravilhoso, beijei coloquei saliva e comecei a masturbá-la por trás com a outra mão coloco no seu cu forçando a entrada. Melo meu dedo com seu melzinho e coloco novamente em seu cu, dessa vez entra facilmente. Ela gemia muito alto, dei um tapa em sua bunda que a fez gritar de dor e excitação. E jorrar todo seu leite em mim.
Cai exausta na cama e ela começou a me chupar, fui mostrando os melhores caminhos para ela que logo mostrava muita pratica no que fazia, eu simplesmente queria mais, apertava sua cabeça na minha buceta, ela penetrou 2 dedos e me chupou gostoso... Lambeu disse que iria gozar ela retirou seus dedos e colocou sua língua chupando todo meu prazer. Ela vira-se colocando aquela bundão na minha cara, queria um 69 coloquei logo 2 dedos no seu cu e 2 dedos na sua buceta enquanto chupava aquela gruta vermelha e úmida, quente... Ela me chupava e enfiava 3 dedos na minha buceta, não demorou muito gozamos juntas derramando muito prazer pelo corpo.
PESSOAL POR HOJE É SO, ESPERO QUE TENHAM GOSTADO... SE SIM COMENTEM, NÃO SOMENTE O MEU, MAS TAMBÉM DE MEUS COLEGAS ESCRITORES. OS COMENTÁRIOS ESTIMULAM QUEM ESTÁ ESCREVENDO.
BEIJO

 

Gostou? Vote no Conto:

08/07/2011 | 52988 visitas

 
 
 
amadoras ninfetas gostosas