Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A Praça | Lésbicas | Acervo de Contos

A Praça

Olá, meu Nome é Sophia, mais conhecida como Sophi! Vou contar o que aconteceu comigo na semana passada.Uma amiga minha chamada Carol,  me chamou para ir em uma praça perto da casa dela, uma praça grande que ia varias pessoas de varios estilos diferentes.Carol logo que chegou fez questão de me apresentar para toda galera do seu grupo na praça, inclusive pra Fernanda a menina que ela era apaixonadinha, fiquei surpresa com Fernanda, ela era linda, baixinha , bem branquinha, dos olhos negros, com um sorriso lindo e com o cabelo jogado pro lado, ela era linda, mas até então eu só tinha ficado com homens e achava que não tinha atração por mulheres.Carol que continuava me apresentando a galera , nem percebeu que eu ficava olhando pra Fernanda freneticamente, foi quando eu tirei os olhos de Fernanda e olhei para Raquel, uma amiga de Carol que estava de shorts , uma mini blusa branca e maravilhosa, o que mais me deixou confusa é que eu só reparava nas meninas que estavam alí, não nos homens, então decidi experimentar, perguntei para Carol se  ela poderia falar com Raquel, "agitar" talvez uma simples ficada, Carol logo ficou toda animada e falou com Raquel , enquanto isso Fernanda ficava me olhando , como se tivesse curiosidade sobre mim, e eu também não tirava os olhos dela.Um dos meninos veio com algumas bebidas e eu logo peguei a minha, e fernanda sorrindo pra mim ,perguntou se podia beber comigo, eu com muita vergonha disse que sim.Sentamos uma do lado da outra e começamos a beber, Carol que já estava mais animada do que o normal me chamou de canto, eu fui as pressas achando que ela tinha percebido o que estava acontecendo comigo e com a Fernanda,ela toda feliz olha pra mim e diz:- So, a Raquel falou que quer ficar com você - eu completamente nervosa disse - Ela quer mesmo? mas aonde vamos ficar? eu não quero que todos vejam - Carol ainda animada coloca a mão na minha cintura e diz:- Deixa comigo Sophi!Então depois disso ela me puxou e puxou Raquel, Fernanda sem entender foi junto.Chegando atrás de uma barraca fechada atrás da praça, Carol olhou para nós duas e deu um sorriso meio safado e saiu, Fernanda que estava vindo atrás de nós ficou no meio do caminho ao perceber o 'lance' , Raquel olhou pra mim e disse:- oi linda,você nunca ficou com meninas? eu assustada respondi :- não, só com você que tive vontade Depois disso ela começo a me beijar colocando as suas mãos nas minhas costas, eu correspondendo seu beijo ,coloquei as mão sua nuca, alisando um pouco seus cabelos, Raquel que já tinha colocado as suas pernas entre as minhas subiu a minha camiseta e falou :- você é gostosa sabia? se estivessemos em casa ..Eu com o coração batendo mais forte, coloquei as mãos em seis seios, e comecei a apertar bem suave, Raquel, parou de me beijar e começou a chupar a minha nuca, nesse meio tempo eu comecei a subir a camiseta dela, e por fim , ela a tirou , fiquei surpresa dela não estar com medo de ninguém ver , apesar de que o lugar era muito escondido.Depois que tirei a blusa dela, foi mais facil pra eu tentar chupar seus peitos, que eram lindos!Então Raquel apoiou todo seu corpo em mim fazendo movimentos de vai e vem, eu comecei a chupar seus peitos, dando algumas mordidas de leve e depois fortes, isso a fez gemer um pouco,e fez com que ela abrisse o ziper da minha calça, consegui abaixar as calças até os joelhos, e ela começou a passar a mão na minha buceta, ela colocava os dedos nela e fazia movimentos que davam a entender que ela queria colocar a mão toda lá dentro , eu comecei a chupar seu pescoço, e seu peito e chupava tão gostoso que ela começou a sussurrar no meu ouvido, e a minha buceta começou a ficar muito molhada, e ela não parava de passar a mão e me lamber o rosto e o pescoço, foi quando eu abaixei a calcinha  e olhei nos olhos de Raquel, ela atendendo o recado se ajoelhou e começou a chupar a minha buceta , parecia que ela estava beijando a minha buceta , como estava momentos antes a minha boca, ela passava a lingua tão levemente que achei que iria gozar na cara dela, fiquei com medo , mas ainda sim ficava passando a minha buceta na cara dela, e ela por sua vez chupava até colocar a lingua no buraco, aí eu não aguentei e gozei, e gemia " ah, Raquel, não para , faz mais um pouco" ela assim fez e chupou o meu gozo que escorria nas minha pernas, ela então deitou - se no chão do lado da barraca e me chamou para cima dela , tirei a calça e a calcinha que estavam e meus joelhos e subi em cima dela fazendo movimentos de vai e vem, eu ia e a minha buceta se encaixava na dela,até que eu deci na buceta dela e comecei a beija-la , e chupava muito , e aquilo começo a me viciar, e eu comecei a passar a lingua bem rapido entre os labios da buceta de Raquel e ela gemia, e puxava meu cabelo e passava a mão na buceta, subi até seus peitos e os chupei , depois de alguns minutos assim, levantamos e começamos a nos beijar, vesti a minha calcinha e a minha calça e ela também colocou a roupa, na hora que estavamos terminando nosso beijo , avistei Fernanda subindo a rua, e logo parei de beija-la, Raquel, que estava ainda querendo me chupar olhou Fernanda e perguntou :- Fe, amor, o que está fazendo sozinha subindo essa rua? Fernanda com um olhar distraído disse:- Nada Raquel, vim comprar mais bebida pro pessoal, mas não sei aonde é o lugar, pode vir comigo vocês duas, ou estão ocupadas demais?Eu logo soltei Raquel e disse:- Eu vou com você! Raquel deu um sorriso , mas preferiu descer a rua para a praça, sabia que ela não tinha ficado satisfeita e que certamente iria procurar alguém melhor, mais experiente.. eu não me importava com ela, eu só queria a fernanda agora! Olhei para ela, e ela caminhou até a mim,puxei ela para trás da barraca e disse:- Será que a Carol vai ver a gente?Ela confusa disse:- Ver a gente como? você acha que eu vou ficar com você?Eu confiante comecei a passar a mão na bunda dela , apertando e a encostando na parede, Fernanda que não fez nenhum esforço pra me impedir, começou a me beijar, ela puxava meus labios para frente, e os mordia, muito forte, até que eu comecei a chupar o pescoço dela e a lamber , eu chupava e mordia seu pescoço com tanto força que ela gritou "me faça gozar delicia" e eu assim comecei a levantar a sua saia e a enfiar o meu dedo na sua buceta, driblava a calcinha com movimentos leves, enquanto isso a beijava ferozmente, ela se soltava do beijo e começava a gemer alto " eu quero sentir mais, empurra , eu quero sentir mais " e eu coloquei os dois dedos rasgando as paredes da buceta dela , foi quando senti um liquido quente descer as minha mãos, levantei a mão e vi que era seu gozo,chupei e depois a beijei, ela colocou uma das suas pernas na minha cintura e começou a roçar a sua coxa gostosa em mim, eu comecei a chupar o seu peito por cima do seu sutiã, ela enlouquecida me propos :- sabe sophi, quero você na minha cama, você é muito melhor que a Carol , tenho certeza.Eu supresa com aquilo perguntei: - Mas como vamos sem ninguém perceber? Ela com o seu jeito doce, olhou pra mim e me puxou para duas ruas a cima da barraca perto da pracinha, entramos em uma casa, desconhecida pra mim ,e assim eu disse: - aonde estamos?ela com um sorriso maldoso me respondeu - estamos na casa da minha tia, vamos entrar pela cozinha e ficar no quarto da minha prima- Eu que já estava molhada comecei a ficar com mais tesão ainda,e ela sorria pra mim com uma inocencia tão grande que eu ficava com mais vontade de chupa- la ainda.Chegamos no quarto da prima dela, que estava com cheiro de naftalina pensei comigo que alí não dormia mais ninguém , ela então me fez sentar na cama e começou a tirar a minha roupa, percebeu que eu estava molhada e gozada, e me deu um sorriso, e começou a lamber a minha buceta e a enfiar o dedo , comecei a delirar pensando em varias coisas e momentos, assim ela pegou e colocou outro dedo, e eu alí não me via gemendo e sim gritando , ela não me pediu silencio ela só me fazia sentir prazer,e eu me coloca pra frente e para trás, até que fiz ela tirar a roupa e subir em cima de mim, eu não senti falta nenhuma de um pau, não sei porque mas senti algo diferente alí, nós duas gozamos muito aquela noite e acabamos dormindo juntas.No dia seguinte, acordo com ela passando a mão entre as minhas pernas e chupando a minha orelha.Foi uma noite inesquecivel, até hoje quase ninguém sabe que eu transei com duas meninas no mesmo dia.Enquato a Carol? ela estava muito ocupada com as coisas que ela consumiu no dia, nem se lembrava que eu e a Fernanda tinhamos saido da praça.

 

Gostou? Vote no Conto:

31392 visitas