Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Tia dormiu na Pica | Incesto | Acervo de Contos

Tia dormiu na Pica

Eu morei um tempo de favor na casa da minha tia.

Todo dia a mesma coisa, ela saía pra trabalhar e eu ficava em casa estudando pro vestibular.

Certo dia, ela ligou pra casa dizendo que iria tomar um chopp depois do serviço.

Como eu tava sozinho em casa aproveitei pra ligar pra algumas "amigas"pra saber se elas queriam ir lá, falei que estaria sozinho quase a noite toda, mas nenhuma quis ir nesse dia.

O jeito foi pegar umas revistinhas de mulher nua (playboy) que eu tinha em casa e olhar pra tocar uma punheta, pra dormir tranquilo (nesse tempo não tínhamos a facilidade da internet).

Só que nesse dia ela nem chegou a trabalhar, pois os ônibus estavam em greve na cidade e por isso ela foi direto pro chopp.

Quando eu tava olhando as revistas e me preparando pra tocar meu "instrumento" ela chegou, cheia do mel, sorria demais, cantava umas musicas doidas e foi direto pra uma lavanderia no quintal ontem normalmente eu tocava minhas punhetas, quando eu ia banhar (não tinha chuveiro na casa).

Ela banhou com roupa e tudo, lá mesmo ela tirou a roupa e veio nua deitar numa rede que ficava na cozinha.

Quando eu vi aquela bunda linda e a buceta dela na minha frente quase fico louco.

Ela é morena, e com um corpo muito excitante (falsa magra).

Fiquei pensando em enfiar meu cacete nela, mas ao mesmo tempo fiquei com medo dela acordar e contar pro meus pais.

Pensem numa dúvida cruel!

Fiquei como um louco pela casa (comer ou não comer aquela buceta deliciosa?)

Toquei uma senhora punheta, mas não adiantou, meu pau continuava duro, queria mesmo comer aquela buceta e a aquela bunda que sempre foi meu sonho de consumo.

Não deu outra. Deitei na rede com ela devagarzinho pra ela não acordar, mas nem precisava ela tava muito bebada.

Passei a mão na buceta dela e vi que tava bem molhadinha ainda do sabão que ela não tinha tirado direito.

Fui metendo meu cacete tinindo naquela buceta gostosa, entrou macio, e comecei e socar ela com força, e minha tia nem se mexia.

Tava tão doido de tesão olhando aquela bunda que tirei meu pau da buceta dela e passei a chupar ela todinha, principalmente o cuzinho.

Quando mais eu chupava aquela bunda mais meu pau pulsava.

Resolvi comer o rabo dela, coloquei mais um pouco de cuspi no meu pau e fui metendo devagar (ouvi ela dizer uma vez que nunca daria o cuzinho pra ninguem), acho que isso que me fez ter mais desejo por aquele rabo delicioso.

Logo que fui metendo ela acordou, meio atordoada apenas gemia, me deu ainda mais tesão.

Ela tentou levantar, mas não conseguia porque eu estava logo nas suas costas.

Fiquei com um pouco de medo e saí.

Meio cambaleando ela levantou e como eu vi que ela não tava sabendo de nada veio uma ideia.

Levei ela lá pra lavanderia onde banhávamos.

Apoiei ela na parte de azulejo e soquei o rabo dela até eu gozar.

Foi fascinante... Eu gozava feito um porco, parecia que não iria parar de gozar.

Essas coisas a gente levar pra vida toda!

 

Gostou? Vote no Conto:

53640 visitas