Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
sexo filmes porno sexo anal porno porno gostosas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha norinha carente | Acervo de Contos

Minha norinha carente

Olá! sou José Carlos e escrevo pois adoro sexo de todos os jeitos... tenho 55 anos, bem conservado, cabelos grilalhos e mentenho a forma com minhas caminhadas... fiquei viuvo o ano passado e após 6 meses sozinho em meu apartamento em Campinas SP, fui convidado por meu filho para passar um mês em sua casa em Curitiba PR. Na verdade ele não estava preocupado com minha solidão, mas como iria ficar um período na Alemanha à trabalho, não queria deixar sua esposa Thais sozinha (eles não tem filhos). Passamos os a primeira semana juntos com grande harmonia na casa, meu filho saía cedo para o trabalho e voltava as 20h, eu e Thais começamos uma amizade por conta das caminhadas juntos e fui incluido nos seus afazeres (supermercado, shoping, aulas de pintura, etc). Comecei a observar melhor Tahis (30 anos, branquinha de cabelos pretos lisos e curtos, olhas verdes, +/- 1,65m, uns 55Kg, seios pequenos e pontudos e uma bundinha firme sempre marcada por suas roupas justinhas)... homenageei a mesma com minhas punhetas no banho um 5 vezes, até a viagem de meu filho (Octavio)... o levamos ao aeroporto para o embarque, sabendo que ficaria 2 semanas fora... voltamos para casa (eu e minha nora), ela foi preparar algo para jantarmos e eu fui com meu notebook para sala (ler contos eroticos e sites de putaria)... derrepente fui surpreendido por ela, sem tempo para tirar da tela uma cena de uma gostosa levando no rabinho por um macho que tinha uma pica enorme. Fiquei sem jeito... mas Thais quebrou o gelo falando: - Nossa como isso deve ser bom!... meio sem palavras, perguntei: - Você e meu filho nunca transaram anal?...
foi a conta para ver Thais, esboçar um choro. Seu Zé Carlos, o primeiro e único homem em minha vida foi seu filho, quando namoravamos (dos 18 aos 22 anos) ele sempre conservador, guardava minha virgindade para o casamento, apos isso já fiquei decepcionada na lua-de-mel... eu subindo pelas paredes de tesão em 7 dias transamos somente 2... logo no 1º dia ele alegou estar cansado da cerimonia e da viagem, indo dormir sem maiores desculpas... na noite seguinte eu quase forcei ele a me comer... ele meteu tirou meu cabaço e gozou...sem preliminares e sem esperar meu orgasmo. Nesses 8 anos de casamentos já fiquei até 10 meses sem sexo...Perguntei ele é bicha???.... Não seu Zé Carlos...acho que ele não gosta de sexo... Minha filha isso não pode ficar assim; é contra o perfil da família...eu, meus irmão, os primos de Octavio, até minha falecida éramos todos tarados em sexo. Nisso Thais também se revelou...Eu adoro sacanagens...me masturbo todos os dias. Sei que pode parecer loucura mas se você me permitir vou lhe proporcionar a melhor noite de sexo de sua vida... Sai da sala, fui até meu quarto tomei um comprimido azul, tomei um banho e fui até o quarto do casal... lá chegando Thais estava numa camisolinha curta deixando à mostra um par de coxas deliciosas... meu pau deu sinal de vida e parti para cima de minha norinha... em segundo estávamos num 69 ...ela com minha pica (18cm e bem grossa) na boca e eu me deliciando com seu clitóris rosinha e saliente entre um belo chumasso de pelos escuros... a experiência de minha idade me ensinou a não ter pressa e sem eu gozar me dediquei a dar prazer e sentir Thais liberando seu sumo molhado acompanhado de um orgasmo com direito a gemidos e gritos de satisfação. Neste momento a coloquei na posição de papai-mamãe e fui enfiando minha rola em sua buceta bem lubrificada... colocando sua pernas sobre meus ombros, enquanto imprimia um vai-de-vem pousado, com uma mão acariciava seu clitóris e com a outra apertava o bico de sua teta... mais uma vez controlei meu tesão para não gozar e fiz Thais ter mais um orgasmo. Sabendo que já não tenho tanto vigor, aproveitei meu estado de excitação e a rigidez de meu caralho, pedindo para minha norinha ficar de 4 numa poltrona do quarto...nessa posição lambi demoradamente seu cuzinho rosadinho, vendo sua pregas abrirem e se contraírem de tesão...enfiei um dedo para liberar o caminho e fazer ela relaxar... afinal ele era virgem naquele buraquinho... anunciei que estaria metendo meu pau em seu cu e ela com um sorriso nos lábios, falou: - Vem meu sogro, me dá essa porra no rabo. Foi a deixa para meter sem dó...aos poucos estava socando com força e meu saco já batia em sua bunda... num total êxtase berrei ao soltar todo meu leitinho naquele cuzinho apertado, me desfazendo num gozo incrível. Tomamos banho juntos e após um longo período de descanso consegui uma nova ereção, sendo premiado com uma cavalgada de Thais sobre minha rola, até eu gozar em sua xoxota. Durante todo o período que estivemos sozinhos mantivemos relações (tive que fazer um pequeno estoque dos comprimidos azuis), e agora sempre que posso passo alguns dias na casa de meu filho...principalmente pelo fato de Thais estar grávida (só não sabemos quem é o pai....eu ou Octavio????).

 

Gostou? Vote no Conto:

29/08/2009 | 202819 visitas

 
 
 
flagras safadas filmes porno