Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
gostosas bundas flagras gostosas safadas bundas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Festejando no sexo com o papai | Acervo de Contos

Festejando no sexo com o papai

Me olhava no espelho vestindo aquela lingirie que eu havia acabado de comprar.Ainda me lembrava da vergonha que havia passado quando entrei naquela loja e fui procurar uma lingirie mais ousada.
Era a minha compra daquele tipo e eu podia sentir o meu rosto corado e queimando,ainda bem que a vendedora havia sido gentil comigo.
Agora eu me encontrava ali,na frente daquele espelho, vestida com uma lingirie de rende nas cores vermelha e preta. Realmente era uma peça bem ousada e excitante. Nunca havia me visto daquele jeito,e agora começava a reparar que eu não era apenas uma garotinha e que meu corpo já tinha formas de uma mulher.
?Amanha será o grande dia?, pensava eu em minha cabeça enquanto olhava para o meu corpo de pele branca.Os meus seios não muito grandes mas eram o suficiente para encher aqueles sutiãs.As minhas coxas grossas e os meus cabelos vermelhos destacavam ainda mais os meus olhos verdes.
Meu aniversario seria no dia seguinte,uma festa já estava pronta mas a maior das festas ia acontecer no meu quarto.havia prometido ao meu namorado que eu iria transar com ele, mas eu me encontrava um pouco insegura,afinal seria a primeira vez e eu tinha a idéia de que a primeira vez deveria ser ?especial?.
Peguei a minha maquina fotográfica e voltei para a frente do espelho.Ia fazendo algumas caras de bocas, e algumas poses mais ousadas enquanto ia tirando algumas fotos.Me divertia com aquela sessão de fotos e ia reparando no quanto eu poderia ser uma mulher sensual se eu quisesse.
Sem que eu percebesse meu pai ia me observando enquanto eu tirava as minhas fotos e tomei um susto quando o mesmo entrou sem avisar em meu quarto. Rapidamente corei e tentei cobrir o meu corpo mas não fui rápido o suficiente.Logo as mãos firmes de meu pai iam me apertando a cintura.Meu corpo,de costas para o dele, iam se encostando no corpo musculoso de meu pai.Os lábios molhados e macios tocaram a pele fina de meu pescoço o que fez um arrepio percorrer a minha espinha.Podia sentir o volume de seu pau duro pressionado contra a minha bunda
Fui lentamente fechando os meus olhos e relaxando.Ia movendo o meu quadril e fazendo com que a minha bunda fosse esfregada naquele pau encostado em minha bunda.As mãos deles foram abrindo o meu sutiã e o tirando de forma lenta e delicada e logo elas se encontravam sobre os meus seios,os apertando.Um breve gemido escapou de meus lábios,as mãos dele eram o encaixe perfeito de meus seios,ele ia os tocando e eu podia sentir o meus seios ficando a cada momento mais duros,os bicos deles iam saltando e os dedos dele brincando com os meus mamilos.
Podia sentir uma grande excitação tomando conta de meu corpo e em nenhum momento eu parei para pensar que aquele home era meu pau.Queria apenas que ele continuasse.Uma das mãos de meu pai invadiu a minha calcinha e sentir os dedos dele tocando a minha buceta.Soltei um gemido mais alto sem conseguir me conter.Ia rebolando com mais vontade ,sentiu o pau duro dele roçando em minha bunda e os dedos dele que iam tocando a minha buceta que se encontrava toda molhada.
Logo ele foi me deitando em minha cama e tirou a minha calcinha a jogando para longe dali.Eu fui tirando a sua camisa e passei as minhas mãos delicadas naquele peitoral bem definido que ele tinha.Podia sentir em meus dedo o desenho de cada músculo dele.Mordi meu lábio inferior o desejando.Meus braços envolveram o pescoço dele e os meus lábios foram de encontro aos de meu pai. O beijei com vontade,como nunca havia beijado ninguém.Sua língua ia invadindo a minha boca e eu ia dando chupadinhas nela.Minhas unhas arranhando a nuca dele e em seguida descendo para as costas do meu,deixando algumas marcas vermelhas em sua pele.
A boca dele logo se encontrava em meus seios,suas mãos iam apertando eles enquanto a sua língua úmida ia me lambendo e deixando os meus seios melados com a sua saliva.A minha respiração ia ficando cada vez mais ofegante e eu sentia o meu corpo se aquecendo por dentro.As minhas pernas iam passando pelo seu corpo para tentar lhe provocar. E as minhas mãos logo foram abrindo a calça dele e tentar tirar.Ele me ajudou a tirar sua calça e abaixou junto com ela a sua cueca,fazendo com que o seu pau duro ficasse a mostra.
Olhei para os olhos dele e sorrio de um jeito malicioso,ele afastou as minhas pernas e foi passando a cabeça daquele pau grosso bem na entrada da minha buceta,ia pincelando ela e me deixando mais excitada.Gemidos iam escapando pelos meus lábios e eu podia sentir um tesão maior tomando conta de mim. Soltei um grito,primeiro de dor e depois de prazer,quando senti que ele ia me penetrando.Aquele pau grosso entrando em minha buceta virgem,ia abrindo ela e logo as bolas dele iam tocando o meu corpo.Suas mãos seguravam as minhas coxas e as apertavam enquanto ele ia puxando o meu corpo mais para o seu e movendo o seu pau duro,fazendo com que ele fosse entrando e saindo da minha buceta.
Minha respiração estava mais ofegante e o meu peito arfava,minhas pele começava a sua e eu ia rebolando no pau do meu pai,sentindo cada pedaço dele me consumindo e adorando tudo aquilo.Ia rebolando com vontade e podia sentir o corpo dele se chocando contra o meu.Minhas mãos iam apertando os meus seios e ia mordendo os meus próprios lábios tentando abafar os meus gemidos.Logo ele me puxou para seu colo e eu fique de frente para ele,com as pernas abertas e o seu caralho socado em mim.Ia segurando em minha cintura e me guindo.Com os braços em volta do pescoço de meu pai,eu ia subindo e descendo em seu pau,gemendo mais alto e roçando a minha pele suada na pele dele.podia sentir o cheio de macho que vinha de seu corpo e ia dando gritos mais alto conforme ele ia dando tapas em minha bunda,podia sentir ela arder e ia ficando com algumas marcas vermelhas em minha pele branca.
Ia cavalgando rápido no pau de meu pai,minha buceta melada ia deixando o pau dele e suas bolas molhados,meu corpo ardendo de tesão e eu sentindo a minha buceta se contraindo.Ia dando gemidos mais alto e mordi o ombro dele quando não agüentei mais e senti uma sensação gostosa tomando conta de meu corpo,o meu gozo escorrendo pela minha buceta e o meu corpo ficando mole nos braços fortes de meu pai.
Ele sentindo que eu havia gozado me deito na cama,sentia o meu corpo mole mas estava com uma sensação gostosa em mim e sorrio de um jeito malicioso e estava feliz.Via ele se masturbando em minha frente e logo senti a porra quente dele caindo sobre o meu rosto.Passei a minha língua em volta de meus lábios e senti um pouco da porra dele em minha boca,o gosto de macho de meu pai e sorri para ele.
Em seguida ele pegou suas roupas e saiu de meu quarto do mesmo jeito que havia entrado,sem falar nada.
Apenas fiquei ali deitada na cama sentindo o meu coração batendo forte e a minha respiração se acalmando.Com o meu rosto todo melado do gozo de meu pai.

 

Gostou? Vote no Conto:

08/03/2010 | 166679 visitas

 
 
 
sexo gostosas ninfetas