Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
bundas flagras bundas ninfetas filmes porno safadas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Catarina, minha nova sobrinha | Acervo de Contos

Catarina, minha nova sobrinha

Há pouco tempo publiquei um conto sobre o caso que tive com Flavinha, amiga de minha sobrinha. Foi um momento maravilhoso que vivi, mas o que eu não sabia é a sua publicação me renderia outro momento ainda mais fantástico.
Após um dia estafante de trabalho, já no final da tarde, resolvi abrir o MSN e nele havia um pedido para adicionar ?CatarinaCarioca?. Como o nome era feminino, adicionei de imediato,e, não sei porque, fiquei curioso em saber quem era ? CatarinaCarioca?. Todos os dias entrava no MSN e nada dela estar online, mas após uma semana de espera, resolveu aparecer.
Meu Deus, que sorriso lindo. Lembrava uma grande paixão que tive (Mônica). Conversamos um pouco, mas o suficiente para perceber que além ter o sorriso lindo, era inteligente e divertida. Na conversa me disse que havia lido o conto da Flavinha e gostado muito, disse também que era carioca mas morava em São Paulo, tinha 29 anos etc .. Os dias foram passando e eu não tirava Catarina da cabeça, cheguei a sonhar com ela, mas a ?danada? raramente entrava no MSN. Quando finalmente entrou e conversamos por mais tempo, ela me passou seu Orkut e pude ver algumas fotos e depoimentos de amigos, o que aumentou ainda mais meu desejo, minha vontade de conhecê-la , de comê-la, de chupar, beijar, morder, lamber, a dona daquele sorriso maravilhoso que havia me enfeitiçado.
Após algumas conversas pelo MSN, inventei uma desculpa em casa e fui até a cidade do Interior Paulista onde Catarina mora. Cheguei por volta das 17 hs e fui para o hotel ,tomei um banho me segurando para não bater mais uma punheta em homenagem à Catarina. Após o banho liguei e disse para vir até o hotel, mas ela não concordou e marcou de encontrarmos em um barzinho da cidade. Peguei um Taxi e fui cheio de ansiedade e fantasias, não parecia mais aquele homem seguro, de 43 anos, mas um adolescente apaixonado que combinara a primeira transa com a namoradinha virgem. Chegando no barzinho, rapidamente avistei Catarina sentada com 2 amigas. Me aproximei, e pude ver que aquele sorriso era ainda muito mais maravilhoso que na foto do MSN.
O que mais chamava a atenção em Catarina era que ela não tinha uma beleza perfeita, estonteante.,Seria uma mulher normal, se não fosse pelo fascínio que exalava por todos seus poros,e isso parecia que todos que a conhecem concordavam comigo. A conversa fluiu rápida e descontraída, tanto com Catarina, como com suas Amigas, Meire e Cléo. Toda aquela ansiedade havia passado e agora me sentia o dono do pedaço. Depois de algumas cervejas resolvemos ir para casa de Meire com mais alguns amigos, na verdade fomos em 3 casais para lá. Meire, Cléo e seus parceiros foram em um carro e eu e Catarina fomos no carro dela. Como Catarina foi dirigindo, comecei a lhe fazer umas carícias de leve, beijinhos no pescoço, na orelha, e quando passei minhas mãos nas suas coxas, pude perceber o calor de sua buceta, que já estava fervendo.
Quando chegamos na casa, Meire já entrou direto para o quarto com seu parceiro, e ficamos os outros dois casais papeando e se agarrando na sala, foi qdo perguntei:
- Nessa casa não tem cerveja não!
- Tem sim vamos para cozinha pegar.
Ao entra na cozinha, comecei a agarrar Catarina, dei um longo e gostoso beijo molhado em sua boca, e comecei a apalpar seus peitos. Catarina vestia uma blusa preta decotada e uma calça jeans bem apertada, que valorizava suas curvas. As carícias foram esquentando, comecei a descer minha boca e beijar o seu colo. Catarina tirou sua blusa de uma vez e fiquei louco, adoro ver uma mulher só de sutiã , calça jeans e salto alto . Catarina pegou minha mão e me levou para outro quarto da casa, fechou a porta e começou a me beijar com gana e vontade. Agora era ela quem comandava a situação. Começou a tirar minha blusa e me beijar, chupar meus peitos, foi descendo sua boca e passando a língua por todo meu corpo, desabotoando e tirando minha calça. Eu gemia de tezão e acariciava seus cabelos, ela encostou seus lábios, bem de leve na cabeça do meu pinto que estava mais duro que aço, e começou a fazer um delicioso boquete e quando percebeu que eu estava quase gozando, parou e voltou subindo com a boca pelo meu corpo. Me deu um longo beijo na boca, se virou e começou a rebolar, esfregando sua bunda no meu pau. Desabotoei e tirei sua calça. Catarina gemia e rebolava bem devagarzinho, colocando sua bunda bem de leve na cabeça do meu pau e remexia, gemia, eu beijava sua nuca, pescoço, e quando enfiei meus dedos na sua buceta, senti o quanto estava encharcada, Ela não agüentou e me jogou na cama, me masturbou da maneira mais deliciosa que já vi em toda minha vida, ela enchia suas duas mãos de saliva e esfregava meu pau de um jeito único, maravilhoso, alternando as mãos com a boca , fui ao delírio e não consegui segurar, enchi a boca da Catarina de porra, que não se fez de rogada e engoliu tudo.
Agora era minha vez de retribuir. Coloquei Catarina de costas e lambi todo seu corpo, começando pela planta dos pés, e enfiando a língua entre os dedos e chupando um a um. Fui subindo bem devagar, alternando lambidas, chupadas , beijos e mordidas. Passei pela bunda e fui até a nuca. Voltei na bunda e com as mãos, abri suas nádegas e comecei a lamber seu cuzinho e sua buceta ao mesmo tempo, ora brincava com o nariz no cuzinho e com a língua na buceta e depois invertia. Brincava também com os dedos e isso foi nos deixando loucos, de uma só vez eu virei Catarina e coloquei suas pernas sobre meus ombros e comecei a brincar com a cabeça do meu pau na sua buceta, derepente enfiei de uma só vez e dei umas três estocadas fortes e parei. Comecei um vai e vem bem devagar e para minha surpresa, Catarina deu um tapa forte no meu rosto e disse:
-Fode, filho da puta, fode forte, fode, gostoso .

Não precisava mandar outra vez. Comecei a foder forte, a segurá-la pelos cabelos, morder seus lábios, seus ombros, até que gozamos os dois. Depois do gozo ficamos conversando e rimos muito. Catarina é sem dúvida uma mulher especial, inteligente, divertida, sexy, e muito, muito gostosa. Já to com saudades, não vejo a hora de voltar à Piracicaba.

Catarina, beijos, saudades

 

Gostou? Vote no Conto:

29/03/2010 | 61356 visitas

 
 
 
sexo anal videos porno amadoras