Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Café da manha com a sobrinha 2- o dia D | Incesto | Acervo de Contos

Café da manha com a sobrinha 2- o dia D

Quem leu "Café da manha com a sobrinha- As surpresas" , viu que presente maravilhoso ganhei da minha sobrinha sandra, no dia que fui acordado com um delicioso café da manhã, seguido do nosso gozo, um na boca do outro. Para minha surpresa, apesar de safada, minha ninfeta ainda era virgem e essa ocasião respeitei sua vontade de ainda não estar pronta para perder a virgindade.



Quase um ano depois, recebemos uma nova visita da minha sobrinha para passar um final de semana conosco com suas duas irmãs. Como minha esposa é enfermeira, neste final de semana ela estava trabalhando a noite e fiquei responsavel de cuidar das meninas.

Eu estava lembrando cada detalhe do dia que recebi o café da manhã, mas estava também ciente de que com as outras sobrinhas em casa dificilmente conseguirir pelo menos um beijinho.





Lá pelas 22hs as meninas estavam na sala comendo pipoca e assistindo filme, mas como eu estava muito cansado fui dormir e apenas recomendei para as meninas não dormirem muito tarde.



Durante a madrugada, eu nao tinha idéia que horas eram, sinto uma mao delicada deslisando no meu peito, por baixo do lençol, e abri os olhos e pude ver o sorriso carismático de Sandra, e uma carinha de menina safada.



Perguntei das irmãs e ela disse que ja estavam dormindo a horas e perguntou se podia deitar ali comigo um pouquinho...



Abracei minha sobrinha e de repente nossos labios se tocaram, num beijo delicioso, molhado fazendo Sandra jogar o corpo por cima do meu, sendo que como durmo sempre sem roupa, a unica coisa que nos separavam era um fino lençol e nao precisa dizer que meu pau ja estava latejando de tesão.



Minha sobrinha estava com uma pele cheirosa, sua boca molhada deslisando nos meus labios, minha lingua deslisando na lingua dela e minhas maos acariciando aquele corpo gostoso da minha ninfetinha que a quase um ano havia me dado um presente maravilhoso.



Deitei Sandra de bruços na cama e com meu corpo sobre o de sandra beijei seu pescoço e baixinho perguntei sussurrando no ouvido de Sandra....



_Ta com saudade dos labios do tio pelo seu corpo amorzinho?.....ela gemeu baixinho

_simmm tiooo



Fui beijando as costas de Sandra, abaixando sua roupa de deslisando meus labios pela sua pele cheirosa, gostosa, com gostinho de tesao

Fui deslisando os labios pela pele da minha sobrinha ate chegar na sua bunda, beijando e deslisando a lingua entre suas coxas fazendo com que ela va abrindo as pernas e deixando a bucetinha ja molhada e cheirosa prontinha para ser chupada.



Afasto a calcinha de sandra e com ela de brucos começo a deslisar a pontinha da lingua nas coxas da minha sobrinha bem pertinho da bucetinha deixando ela doida de vontade de sentir minha lingua, gemendo e empinando a bundinha para tras tentando encaixar minha lingua na sua bucetinha.



Dou uma lambida gostosa, sentindo aquele gostinho de sexo e aquele cheiro gostoso na minha boca, arrancando um gritinho de Sandra.



Depois de lamber bastante a buceta de Sandra que ja estava praticamente de 4, coloco ela virada de barriga pra cima e observo aquele corpo lindo de menina, com carinha safada de mulher.



Vou ate os labios da minha sobrinha e dou um beijo gostoso, com uma das maos no seu rosto, acariciando seus cabelos e fazendo ela se sentir desejada.



Vou descendo ate seus seios, que sao por sinal os mais lindos e perfeitos que ja via, iniciando com a ponta da lingua ao redor dos seios, lambendo, com a pontinha da lingua passeando ao redor da pele deliciosa dos seios, dos biquinhos, lambendo e deixando os dois molhados .



depois de lamber bastante , comeco a chupar, enfiando aquele seio durinho todinho na minha boca, sugando e massageando o biquinho com a pontinha da lingua.Sandra geme e arranha minhas costas me agarrando com força.



Desço devagarinho beijando aquela pele macia e geirosa ate chegar naquela bucetinha cheirosa, com pelos macios e gosto de quero mais..





Abro a bucetinha da minha sobrinha com as duas mãos e a pontinha da lingua desliso bem devagarinho, massageando seu grelinho, fazendo ela gemer alto e se estremecer de tesao, ate qdo Sandra Goza deliciosamente na minha boca, apertando minha cara contra sua bucetinha, com força gemendo bem alto, e baixinho chamando titioooo



Depois de lamber cada gotinha daquele mel maravilhoso, abraço Sandra e fico alguns minutos bem agarradinho com aquele corpo cheiroso, aquele cheiro de sexo no ar, e meu pau latejando encaixado nos meios das coxas de Sandra.



_Tio, coloca seu pau em mim? Sandra pede com uma voizinha de dengo

_Vc ainda é virgem meu amor? Pergunto a Sandra, que com um balanço de afirmativo confirma que sim,

_É isso mesmo que vc quer querida?..pergunto esperando claro um sim como resposta, mas também queria ter certeza



_Tio, me faz ser mulher de verdade?. vem?....



Dou um beijo gostoso na minha sobrinha e com a boca grudada nos seus labios com meu corpo por cima dela encaixo a cabecinha do pau na entada daquela grutinha virgem que esta encharcada de tesao.

Sem descolar meus labios dos delas, num beijo molhado, minha lingua deslisando na dela, vou devagarinho forçando meu pau naquela bucetinha, que mesmo com certa resistencia, vai milimetro por milimetro deslisando para dentro daquela bucetinha, ate que de repente, entra de uma vez apos romper sua virgindade..



Ainda beijando aqueles labios, ela me aperta forte quase enfiando as unhas na minhas costas fico ali um poutinho parado com os labios colados no dela.



Com meu pau todinho la dentro, coloco meus labios no seu ouvido e pergunto



_esta doendo querida?



_nao tio, ta gostosooooo



Entao começo a entrar e sair bem devagar, Sandra gemendo, beijando sua boca, chupando sua lingua e acelerando cada vez mais ate que sandra me arranha toda e com um gemido delicioso goza mais uma vez.



Fico abraçadinho com Sandra, com meu pau latejando, ainda sem gozar e pulsando dentro da minha sobrinha que estava molinha com o gozo.





Coloco Sandra de 4, e meu pau na portinha da bucetinha dela comeco a come-la agora com mais força, entrando e saindo mais rapido com meu saco batendo naquela bundinha linda até que não aguento mais aquela visão da minha ninfetinha de 4, gemendo e rebolando no meu pau, que gozo, rapidamente tirando o pau daquela butinha e dando um banho de leite na bundinha e nas costas da minha menina.



Apos isso ficamos ali abracadinho por mais de uma hora, apenas se acariciando, com aquele cheiro de sexo maravilhoso que exalava no ambiente, cheiro da pele da minha sobrinha, ate lembramos suas irmas estava no outro quarto, por isso Sandra achou melhor retornar e tomar banho no seu quarto.



Ainda fiquei ali me deliciando com aquele cheiro de sexo que estava no ambiente, lembrando de cada detalhe co corpinho da minha sobrinha, antes de tomar meu banho e voltar a dormir.





Espero que gostem, se quiser comentar



blackoutt31@gmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

71216 visitas