Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Arregaçada pelo primo roludo | Incesto | Acervo de Contos

Arregaçada pelo primo roludo

Eu me chamo Manuela, 1,70 de altura, pele branca, cabelo castanho escuro, cintura fina, seios fartos, bumbum grande e coxas grossas, vou relatar minha primeira vez, foi no dia 15/01/2012. Eu fui passar o final de semana na casa dos meus tios, meu primo, sempre teve uma quedinha por mim, mas eu não sabia que era só uma quedinha, quando eu cheguei lá, eu vi meu primo e, uau, que gato, quem diria que aquele moleque magrelo ficaria tão gostoso, o nome dele é Guilherme, 1,95 de altura, pele bem branca, cabelo bem preto, bumbum grande, olhos azul turquesa, e corpo escultural, bem definido, enfim, eles me receberam bem, nós passamos a tarde toda assistindos filmes, quando chegou a noite meus tios foram dormir, eu e Guilherme desligamos a televisão e ficamos conversando, aí surgiu o assunto do sexo, ele parecia um técnico, sabia tudo, e eu ficava só no "hum", "unhum", mas não disse que era virgem, aí ele perguntou qual era a minha fantasia, eu disse que não tinha, aí ele disse que todo mundo tem e que a dele era me levar pra cama, eu fiquei vermelha na hora, com muita vergonha e abaixei a cabeça, ela se aproximou de mim, segurou meu queixo com delicadeza e disse: "Fica calma, essa é a minha fantasia, mas só vai acontecer se vc quiser tá bom", eu disse: "Tá bom", aí ele falou assim: "Eu vou te fazer uma pergunta, vc está em um barco com seu cachorro que se chama nabunda, o barco afunda, vc leva nabunda ou deixa nabunda?", eu fiquei muito envergonhada, abaixei a cabeça de novo e disse: "Ai que feio vc falando isso pra mim", aí ele disse: "Eu quero minha resposta", eu disse: "Aí tadinho do cachorro, eu levo", ele disse: "Que bom saber que vc leva nabunda", eu ia saindo da sala pq fiquei muito envergonhada, ele segurou no meu braço e disse: "Tá na cara que vc é virgem, deixa eu tefazer mulher", naquele momento eu me senti envolvida por ele e sedi, fomos pro quarto dele, ele tirou a minha roupa e a roupa dele, aí sentou na beira da cama e disse: " Me chupa", aí eu comecei a chupá-lo, ele comessou a dar tapas no meu rosto, mas eru nãofalei nada, achei que era normal, aí ele enfiou tudo, até me sufocou e gozou, eu toci, aí ele falou que é normal na primeira vez, e disse: "Eu quero sentir sua bucetinha", aí eu disse: "Eu não sei se aguento tudo, é muito grande, quantos cm tem?", ele respondeu: "26cm de comprimento e 8cm de expessura, mas não se preocupa, eu vou sentar e vc senta em cima, assim vc pode controlar a penetração, eu concordei, quando me posicionei, com a cabecinhha do pau dele na portinha, ele me puxou com força pra baixo, senti uma dor imensa, minha vista escureceu, ele me olhou rindo e disse: "Só entrou a cabecinha, ... já passou a dor?", e eu respondi: "Já passou sim", aí ele me puxou com força de novo pra baixo, quase desmaiei de dor e abracei ele, porque perd minhas forças, eu disse: " Eu não aguento mais que isso", aí ele disse: " Não entrou nem a metade, vc aguenta muito mais", eu disse: " Mas deixa que eu controlo a penetração", ele disse: " Oq vc disse?", e me puxou com toda força pra baixo, atolando até o talo, escorreu uma lágrima dos meus olhos, e eu puxei o cabelo dele, eu disse que não tinha força pra continuar, e ele disse que cotinuava, me botou de quatro e começou a bombar com muita força, eu comecei a sentir prazer e a rebolar pra ele, até que gozamos juntos, aí ele falou: "Vou comer seu cú", aí eu disse: "Não, no cú não, vai doer muito", aí ele falou: "Hoje vc me disse que leva nabunda", aí eu disse: "Pára, é sério não vai acontecer", aí ele disse: "Se vc me der seu cú, eu vou ser o homem mais feliz do mundo, se vc ama o seu priminho, dá o cú pra ele, deixa ele te comer todinha, e eu sei que vc se amarrou na minha pica, deixa eu ser o primeiro a invadir o seu cuzinho", aí eu disse: "Eu deixo priminho, me come", aí ele me deu uma meia pra morder, lubrificou bem meu cuzinho e a pica dele, e foi enfiando, cada vez que eu sentia doer eu mordia mais forte a meia, quando estava todo dentro ele parou e deixou eu me acostumar, e depois começou a bombar, e foi aumentando a força e a velocidade cada vez mais, e eu comecei a rebolar pra ele e a me masturbar, aí eu gozei, passou uns 20 minutos ele encheu meu cuzinho de porra quente, aí fomos tomar banho, lá ele mandou eu chupá-lo novamente, oq fiz com prazer, depois ele me apoiou na parede e atolou a rola na minha buceta de novo, e bombou muito forte, eu gozei umas três vezes só ali, aí ele gozou e continuou bombando, eu estava me sentindo arregaçada, e ele bombando cada vez mais forte, aí gozou pela segunda vez e tirou da minha buceta, aí ele falou: "Calma que nossa noite ainda não acabou", me mandou deitar na cama com as pernas bem abertas, aí pegou um espelho, apontou pra minha buceta e disse: "Olha como vc está agora", quando eu olhei eu disse: "Nossa, está bem diferente", aí ele disse: "Diferente como?", eu disse: "Vc sabe, muito mais aberta", ele disse: "Eu até acho que ela está fechadinha", eu disse: "Oq quer dizer com isso?", ele disse: "Dá pra abrir mais", aí eu disse: "Eu estou toda arregaçada, mas eu deixo vc me abrir mais um pouquinho, vem priminho", ele veio com tudo, enfiou a vara na minha buceta num delicioso papai mamãe, bombou com muita força e me deu tapas fortes na cara, bombou com toda a força, eu sentia ele no meu últero, eu gozei umas duas vezes e depois ele gozou e tirou o pau de dentro de mim, aí ele disse: "Tem um lugar que ainda está fechadinho, e que eu teria o prazer de arrombar", eu entendi perfeitamente e me virei de quatro, e disse: "Sempre que quiser priminho, vc pode me comer por inteiro a hora que quiser", ele veio e enfiou o piru no meu cuzinho e começou a bombar, me comendo com força, e eu rebolando pra ele, ele metendo forte até o talo e tirando tudo, só deixando a cabecinha, passou uns 15 minutos e ele gozou e continuou bombando com força, depois de 30 minutos gozou mais uma vez, bombou mais forte e mais rápido, continuou me comendo, eu já estava sangrando, mas deixei ele continuar me comendo, passou uns 10 minutos, aí eu perguntei: "Vc não vai gozar?", e ele respondeu: "Vai demorar um pouco, vc disse que eu podia a hora que quisesse, e esse seu cú é muito gostoso, irresistível", aí eu continuei rebolando, e ele continuou bombando, passou uns 30 mintos e ele gozou, aí tirou opiru e disse: "Agora sim, eu deixei o seu cuzinho largo", nos beijamos e eu fui pro meu quarto, pq já eram quase 5h da manhã e meus tios podiam acordar.

 

Gostou? Vote no Conto:

140759 visitas