Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

TRANSEI COM A MINHA CUNHADA | Heterosexuais | Acervo de Contos

TRANSEI COM A MINHA CUNHADA

Essa historia que vou relatar aqui realmente aconteceu comigo há mais ou menos um ano.Meu nome é Fabiano(fictício),tenho 29 anos,sou casado há onze anos,tenho dois filhos,um casamento bom.Tudo aconteceu no ano de 2014,quando recebemos a visita da irmã da minha esposa e o marido dela.O nome da minha cunhada é Letícia(fictício)e vieram de outro Estado para morar no Interior de SP,e como não tinham onde ficar,hospedamos eles em casa.Conheci o marido da minha cunhada na época em que vieram pro Interior,e não demorou muito o casal já estavam trabalhando,cada um em uma profissão diferente.

Como eu trabalhava de Vigilante a noite,eu trabalhava na escala 12x36.Trabalhava uma noite e descansava outra,e eu estava em casa o dia todo.Eu saía do trabalho de manhã,era por volta das 06:00hs.Chegando em casa eu levava as crianças para a escola,a esposa,cunhada e cunhado cada um pra um canto e eu voltava pra casa pra descansar.Como a minha cunhada trabalhava só no período da manhã,passávamos a tarde juntos,mais sempre com respeito.Num certo dia,fiz o que eu fazia sempre.Levei as crianças para a escola,a esposa e o cunhado para o trabalho,e neste dia Letícia não foi trabalhar,disse que não estava bem.Ficamos em casa a manhã toda juntos,sentamos no sofá e começamos a conversar,falávamos sobre tudo e até começar um papo mais íntimo como por exemplo,traição,sexo etc...Eu sempre admirei a Letícia com 19 anos,1,65 de altura +ou- e 60k,pernas bonitas,seios firmes,bumbum empinadinho,uma mulher comum,mais muito bonita e atraente.No nosso papo eu olhava discretamente para as pernas dela sem ela perceber,como ela vestia uma mini-saia era impossível não olhar.E como nosso papo começou a esquentar,meu pau que já estava duro de só olhar para as pernas dela,ela num breve olhar percebeu a minha ereção,e sem pensar muito pediu para eu fazer um favor,ela pediu que eu pegasse um copo de água para ela.Eu no mesmo instante fiquei sem jeito com o pedido,pois na mesma hora que ela me pediu meu pau já estava duro,e eu sem jeito disse a ela para ela ficar a vontade e pegar,mais ela insistiu.E ao mesmo tempo que eu me levantei para ir até a cozinha,ficou aparente o volume que se formou dentro do calção que eu vestia,e ela disse logo em seguida que a irmã era uma mulher de sorte por ter tudo aquilo.

Entreguei o copo de água a ela,um pouco sem jeito com o que ela havia me falado,e logo em seguida mudamos de assunto.Depois disso me deitei pra descansar e ela ficou vendo TV na sala,e eu deitado fiquei a tarde toda pensando no papo que tivemos.

E quando estava dando o horário perguntei a Letícia se ela queria ir comigo até a escola e ela disse que preferia ficar em casa,fui então até a escola,peguei as crianças e passei no trabalho e busquei minha esposa e fomos para casa.Tomamos banho,jantamos,nós todos assistimos a um filme(pois esta noite eu estava de folga)e depois deitamos para dormir.Demorou um pouco pra eu consegui pegar no sono,pois não saía da cabeça o papo que tive com Letícia,e nisso eu já comecei a imaginar coisas.Comecei a pensar nas suas pernas,no seu bumbum até que por volta das 00:00h eu ouvi uma leve discussão entre a minha cunhada Letícia e o marido dela,e depois disso consegui dormir.

Na manhã seguinte a rotina toda se repetia,crianças para a escola,esposa,cunhada e cunhado pro trabalho,e eu sozinho em casa novamente.Saí para ir ao mercado,voltei e por volta 11:30h comecei a preparar o almoço e almocei.Letícia assim que chegou em casa já foi almoçar,isso era + ou - 13:20h.

Notei que Letícia estava sem assunto,até certo ponto triste,e depois do almoço ela foi tomar um banho.Ela terminou o banho,foi pro quarto,se vestiu e quando saiu do quarto estava vestida em um top e um short curto,com as coxas a mostra.Eu perguntei se havia acontecido algo,por ela estar pra baixo,e ela disse que havia discutido com o marido a noite anterior.Eu disse a Letícia que discussão é normal entre casais,e logo logo já estarão bem e por ai vai.Eu com a experiência que eu tenho há mais de onze anos de casado,já passei por isso,e as vezes briguinhas são coisas bobas...ela então olhou nos meus olhos e me disse o seguinte "sexo é coisa boba"?Eu disse a ela como assim?E ela disse que foi esse o motivo,ela estava com vontade de fazer sexo,e já fazia mais três dias que ele não a procurava e dizia que estava cansado,e por isso acabaram discutindo.Ela me perguntou se isso já aconteceu comigo,e eu disse que aconteceu sim,e aconteceu várias vezes,mais quem não queria era a minha esposa.Ela me perguntou o que eu faço quando isso ocorre,e eu disse que me irrito sim,mais não tenho muito o que fazer então durmo sem sexo mesmo.Nisso ela disse que nem um oral ele gosta de fazer,e perguntou se eu fazia na irmã dela.Eu levei até um susto com a pergunta,e ao mesmo tempo já estava todo excitado,mais eu querendo ver até onde ela iria com o papo,eu disse que adorava fazer um sexo oral,eu não fazia muito pq minha mulher não ligava tanto pra isso.E ela então disse que me admirava e queria que seu marido fosse igual a mim.E nisso eu disse que não combinava com ela ficar chateada com o que ocorreu e disse que ela fica tão bem quando sorri.No mesmo instante ela sorriu pra mim,me deu um abraço apertado e disse assim "só você mesmo pra me fazer sorrir".Eu disse a ela que além de um cunhado ela tinha um grande amigo,e podia contar comigo e se abrir a qualquer momento,fazer perguntas...e ela disse que estava com uma dúvida,e eu disse a ela qual era a dúvida,e ela me perguntou:"Pq você estava de pau duro ontem de manhã quando conversamos"???Nessa hora eu gelei.Ela disse que havia notado a hora em que eu me levantei pra buscar água,e que eu estava com um volume enorme dentro do calção...já nesse ponto eu não estava aguentando de tesão,eu falei que fiquei assim pelo papo que tivemos,e por ver as belas pernas que ela tem.Ela no mesmo instante perguntou se poderia ver aquele volume dentro do calção que a deixou com tesão.Eu com uma vontade de abraça-la ali mesmo,tocar seu corpo,meter meu pau naquela buceta,tentei me controlar e disse que era melhor não.Ela insistiu,disse que estava curiosa para ver e no mesmo instante pôs a mão em minha coxa.Eu estava com muita vontade de entregar meu pau aos cuidados da Letícia,pois eu sabia que ela cuidaria bem dele,mais disse que ela é minha cunhada,irmã da minha mulher,e disse que ela também é casada,mais ela disse que não tinha nada de mais,e afinal eu disse que seria um grande amigo pra ela,no qual ela me lembrou.E eu com uma vontade enorme que eu estava,falei que a deixaria ver meu pau sim,mais ficaria entre nós.Ela concordou.E bem devagar foi colocando a mão sobre o meu calção,foi baixando aos poucos,e nisso ela viu a cabeça do meu pau que já estava enorme,e por fim baixou o calção e o segurou firme com a mão.Ela não desgrudava os olhos do meu pau,e a cada leve movimento que ela fazia para cima e para baixo,olhava atento para ele sem piscar.Nesse momento eu já não aguentava mais,e fiquei observando o movimento que ela fazia.Ela disse que havia gostado do que estava vendo e do tamanho(tamanho de 19cm que pra mim é normal)e contou que o do marido era bem menor,disse que chegava a uns 15cm duro.

O clima já estava quente,e pra não fazer bobeira com a minha cunhadinha,tentei me segurar(o que já era uma missão quase impossível)e eu disse que eu iria pro banho,pois tinha que ir até a escola,no trabalho da minha mulher e que iria trabalhar na mesma noite.Com cuidado me levantei do sofá,guardei o meu pau que ela pegava com gosto e fui pro banho.

Eu já não aguentava mais a situação,e no banho comecei a me masturbar pensando nela,e por fim depois do banho que durou pouco mais de meia hora,gozei e consegui me acalmar.

Antes de sair de casa eu perguntei a Letícia se ela estava a fim de ir até a escola comigo buscar as crianças,e ela disse que queria ficar porque ia limpar a casa.Eu disse tudo bem,e quando eu estava saindo,voltei pra casa e eu a chamei pelo nome,e falei para ela o quanto ela é especial.Fui dar um abraço e ela veio ao meu encontro,e nos abraçamos muito forte.Ela sorriu novamente,e olhando em meus olhos disse que já fazia algum tempo que ela não ouvia um elogio do marido e coisas do tipo,e que eu sabia como faze-la ela sorrir...de verdade mesmo,eu emocionei com suas palavras.

Fui então até a escola,e depois até o trabalho da minha esposa.Assim que minha esposa saiu do trabalho voltamos pra casa,e eu imediatamente fui me arrumar pro trabalho.

A partir dali eu já não consegui mais tirar Letícia do pensamento.Enquanto meu corpo todo desejava ela,eu tentava me conter por ser irmã da minha esposa.Quando amanheceu,no relógio marcava novamente 06:00h,horário em que voltei pra casa depois da noite toda no trabalho,e a mesma rotina outra vez se repetia,escola,trabalho e depois casa.

Chegando em casa,tomei um belo banho,tranquei a porta e me deitei na cama pra relaxar.Como eu estava sozinho em casa,a única peça de roupa que coloquei só uma camiseta no corpo e nada mais.Não demorei muito,e comecei a pensar na cunhada,e assim comecei a me masturbar bem devagar pensando nela e nos movimentos que ela havia feito quando agarrou o meu pau.Estava uma delícia!Não quis gozar,e como estava cansado acabei dormindo.

Comecei a dormir era por volta das 07:30 da manhã + ou -Acontece que a Letícia,minha cunhada voltou pra casa bem antes do horário.Ela não estava bem,e o pessoal da empresa acabou a liberando para ir ao médico e depois pra casa.

Ela como também tem a cópia da chave da casa,abriu a porta e entrou.

Eu quando estou dormindo,não acordo fácil,e quando de repente fui acordando,Letícia estava ao meu lado só de calcinha e camiseta chupando bem gostoso o meu cacete.Eu fingi que continuava dormindo,e eu vi o jeito como ela segurava no meu pau com todo o cuidado.Suas mãos começavam a fazer leves movimentos para cima e para baixo,e ao mesmo tempo ela colocava todinho dentro da boca e o chupava com gosto.Eu já estava delirando com as chupadas que ela dava,estava uma delícia e eu não queria estragar a surpresa,por isso continuei fingindo que dormia para ver até onde ela chegaria.

Num certo momento ela disse bem baixinho que sempre imaginou meu pau todinho só pra ela,e nesse instante eu abri os olhos e disse para Letícia que se ela quisesse seria todinho dela.

Ela se assustou e perguntou se eu não estava dormindo,e eu disse que estava sim,mais acabei acordando pouco tempo depois.E eu perguntei a ela:"não é hora de você estar no trabalho"?Ela respondeu que sim,mais disse que o gerente da empresa a liberou para ir ao médico porque não se sentia bem.Letícia disse que ao chegar em casa,na hora em que ia para o seu quarto me viu dormindo:"fiquei parada olhando para você,seu pau que estava a mostra,não pensei duas vezes e fui direto tomar um banho,me vesti e vim te fazer companhia"...e eu perguntei se ela estava gostando,e ela olhando nos meus olhos balançou a cabeça dizendo que sim.Então no mesmo instante eu a deitei na cama,e comecei a beijá-la.Foram longos beijos.

Comecei a beijá-la,e fui descendo.Levantei a camiseta da Letícia e comecei a acariciar seus lindos e firmes seios e não deu nem tempo,comecei a mamar bem gostoso neles.Ela estava adorando!

Eu disse a ela naquele momento eu era todinho dela ela e ela todinha minha.E desci com a língua por aquele corpo gostoso,pele macia e cheirosa.Passei a língua em volta do umbigo e desci um pouco mais para baixo.Eu já não estava aguentando de vontade de ver de perto a xoxota da Letícia.

Quando de repente tirei a sua calcinha,quase enlouqueci.Era de mais!Sensacional!Era peludinha,mais sem exageros.Estava toda molhadinha,e eu comecei a dar leve beijos na buceta da Letícia,e comecei a penetrar a língua bem devagar e ela começou a fazer movimentos com o quadril,de uma forma que a minha língua foi penetrando cada vez mais.Ela já estava gemendo de prazer,e eu então nem se fala.Eu estava adorando aquele momento.

Por fim,olhando novamente nos olhos dela,comecei a beija-la no mesmo instante meu pau que já estava quase explodindo de tesão começou a penetra-la.

Quando entrou apenas a cabeça,ela deu um gemido e pediu para enfiar devagar,bem devagar,pois ela queria sentir aquela sensação sem pressa.Fui colocando bem devagar,e a cada centímetro que meu pau a penetrava,era um gemido diferente.

Por fim,enfiei meu cacete todinho na buceta de Letícia e enquanto eu fazia movimentos de vaivém,eu beijava seus lábios,seus seios.Acariciava seu corpo todinho,sem pressa de terminar.

Num certo momento ela pediu que eu comesse sua buceta de quatro,pois ela adorava muito.Não pensei duas vezes,e já fui ajeitando seu corpo para fode-la.Comecei então a comê-la de quatro,e não demorou muito para ela gozar.

Fizemos sexo no quarto,na sala e na cozinha.Ela gozou três vezes,e por fim me pergunto como eu queria gozar.Eu disse com um leve sorriso no rosto que adoraria gozar se fosse em seu rabinho,e ela me disse que estava ótimo.

Ela então se deitou de lado,e bem devagar fui enfiando meu pau no cuzinho da Letícia.

Ao mesmo tempo que eu enfiava,ela dava um gostoso gemido,e eu a apertava em meus braços.Foi de mais!Acabei gozando como há muito tempo não gozava.

Depois disso fomos nos lavar,estava calor e ficamos em baixo do chuveiro por quase meia hora.O banho terminou,nos vestimos e deitamos na cama,mais agora para curtir e conversar.

 

Gostou? Vote no Conto:

7495 visitas