Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Putaria na praia | Heterosexuais | Acervo de Contos

Putaria na praia

Sou carioca e, como estamos no verão, não consigo deixar de ir à praia pelo menos uma vez por semana. Ontem foi um desses dias. Mas, não é o calor do sol ou a brisa do mar que me fazem gostar do estilo praiano. São as pessoas. Como sou um pouco tarada, fico olhando pra elas e imaginando o que cada uma está pensando ao observar tanta gente semi-nua, por assim dizer. Gostosa?! Gostoso?! Delícia?! Hum...que corpo?! Podem ser essas as interjeições, mas, uma coisa é verdadeira: a praia exala sensualidade! Por pensar nisso, percebi que a parte de baixo do meu bikini estava ficando bastante molhada - e não era da água salgada do mar. Era um melado, doce e de consistencia que deixa qualquer homem babando. Não me sinto constrangida por estar assim num lugar público (afinal, tesão a gente não controla!) mas, por estar acompanhada de um grupo - que incluía crianças - resolvi ir ao banheiro para "recompor-me". Sim! É isso mesmo o que você acabou de pensar! Fui ao banheiro para me tocar até aquele melado sair todo de mim. Quando cheguei, percebi que não havia fila tanto na entrada do banheiro feminino quanto na do banheiro masculino. Aí...eu resolvi fazer uma loucura! Resolvi entrar no banheiro masculino para me masturbar - isso ia me deixar ainda mais cheia de tesão!! Porém, quando entrei, deparei-me com o salva-vidas daquele posto! Nossa!! Ambos nos olhamos assustados. Parece que um minuto havia se passado naquele olhar, mas não. Quando ele percebeu que olhei, mordiscando os lábios, com uma cara bem safada para aquele corpo todo musculoso, ele percebeu que eu estava a fim de algo mais. Empurrou-me para dentro de um dos reservados, e perguntou baixinho o que eu pretendia estando ali. Eu fui verdadeira e direta na resposta: "_Quero você dentro de mim! Agora!". Hummm...Ele imediatamente colocou suas mãos entre minhas pernas e sentiu que estava molhada ao ponto de molhar todo aquele volume que sua sunga denunciava. "_Você está toda melada, sua vadia! Vou meter tão forte que você vai pedir pra eu parar na mesma hora!". Virei meu rosto pro lado, tentando encara-lo por trás de mim e respondi: "_Estou aqui! Pode meter forte! Mas mete bem gostoso, ao ponto de eu te pedir mais...sem parar nenhum segundo sequer!". Ele percebeu que eu estava realmente louca pra dar e que, se não fosse com ele, seria com qualquer outro que entrasse naquele banheiro. Talvez pela sua profissão, percebi que seus movimentos eram cuidadosos. Passou as mãos em minhas costas, desamarrou o sutiã do bikini e lambeu um pouco a minha pele salgada pelo mar. Encostou sua boca em meu ouvido e disse umas putarias que vieram a me deixar mais louca do que estava. Enquanto isso, sentia seu pau roçar na minha bunda por causa da punheta que ele estava batendo. Ele tirou bastante sarro de mim - e eu adoro isso! Sentir aquela cabeça inchando bem perto do meu bumbum me fazia imaginar como era sentí-la dentro dele... Foi quando ele abriu minha perna e bateu forte com o pau na minha buceta e perguntou: "_Você acha que ele já está duro o suficiente pra te comer, cachorra?". Naquela altura, mandei ele meter logo, pois, já não aguentava mais de tanta vontade de dar qualquer coisa que aquela tora gostosa quisesse!!! Creio que dizer isso aumentou o ego do rapaz, pois, ele insistiu em me deixar mais excitada com uma lambida molhada na minha xota e, depois, cheio de vontade, molhou ela ainda mais com as cusparadas que dava (parecia realmente que ele queria apagar um incêndio - embora, sabia que estava causando um). Aquilo de curspir na minha buceta foi depravado! E DELICIOSO! Pois, me senti ainda mais molhada e puta! Após se deliciar nela,foi subindo minhas costas com sua língua, parou em minha nuca, pegou meus cabelos e puxou de lado. Foi quando eu senti um caralho bem grosso e duro me penetrando. Nossa! Que delícia! Hummm...Que gostoso sentir aquilo tudo me fodendo!!! Era um vai e vem que só aumentava o tesão de estar sendo controlada pelos cabelos e com uma única mão na cintura. Não sei se ele era comprometido ou se estava há dias sem transar, só sei que qauele homem era um verdadeiro comedor. Era muita carne, veia e leite num cacete só! Deixou a gozada escapar e molhar a minha perna toda!! Fui sentindo aquele leite escorrendo entre as minhas pernas. O safado gozou sem me fazer gozar! Que cretino! Todo gostoso mas todo apressado! Aff! Ainda tive que acreditar no que ele me disse ao pé do ouvido: "_Desculpa, mas você é uma loira tão gostosa que não pude me segurar ao sentir essa bunda grande toda encostando no meu pau.". Droga! Continuei cheia de tesão naquela pica deliciosa. Mas ele disse que não podia mais ficar ali e repetir tudo de novo porque o colega de turno tinha que sair e ele ia desfalcar o grupo. Fiquei realmente irritada! Toda molhada, excitada, louca pra dar novamente e ele me deixou alí!!! Para a minha sorte, assim que ele abriu a porta do reservado, um rapaz estava lavando as mãos e viu meu reflexo no espelho...

 

Gostou? Vote no Conto:

44412 visitas