Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Primeira aventura sexual | Acervo de Contos

Primeira aventura sexual

Me chamo Julia: sou branca, de cabelos escuros cacheados, seios pequenos, bundinha empinada e alta para minha idade na época. Morava com minha mãe e seu ?namorido?, em um Ap pequeno de dois quartos. Prefiro não revelar a minha idade na época que aconteceu minha primeira relação sexual, era novinha e meio bobinha. Já estava com seis meses namorando Juan, e além de estar muito apaixonada estava morrendo de vontade de fazer sexo. Virgem eu não via a hora de transar e já tinha escolhido Juan como meu primeiro. Em meus pensamentos imaginava mil possibilidades de como seria minha primeira vez. Tudo muito romantico como é de costume de toda garota apaixonada.Certo final de semana fui fazer uma visitinha para meu namorado. Seus pais tinham viajado e ele estava sozinho em casa. Resolvida de perde a virgindade coloquei minha menor saia, com um tomará que caia sem sutiã. Ficamos vendo TV na sala e namorando, deitados coladinhos no sofá. Ele me fazia um cafuné na nuca que me deixava molinha em suas mãos. Me abraçando por trás me deixava sentir seu pênis duro dentro da sua roupa. Mordia os labios com aquelas sensações eroticas, esperando meu namorado ir em diante.Ficamos quase a tarde toda ali sem acontecer nada, por ser inexperiente não sabia o que fazer. E deixava tudo por conta de Juan. Sentir sua mão em meu ventre me provocou arrepios, queria sentir mais só não sabia como pedir. Juan passou a me beijar me deixando cheia de vontade, e se colocando sobre meu corpo passou a beijar meu pescoço. Quando já estava certa que iria ?rolar?, ela parou repentinamente me deixando desapontada. Juan me oferecendo um refrigerante foi até a cozinha para buscar. Pouco tempo depois alguns amigos seus chegaram fazendo a maior augazarra.Chateada por ter sido deixada de lado fui para casa. Chegando em minha rua encontrei Luana, uma das minha melhores amigas. Ela era mais velha e experiente, sabia de toda minha historia e quando ficou sabendo o que tinha acabado de acontecer me disse que eu deveria tomar alguma iniciativa. E me convidou para ir até a casa de um amigo seu. Acabei aceitando seu convite e fomos juntas para o apartamento de Ricardo. Que nus esperava em companhia de um outro amigo seu, que se chamava Carlos. Os dois eram bem mais velho que agente, já estavam faculdade enquanto que nós no colegial. Ficamos conversando e ouvindo musica, bebendo ?coca? com Rum. Com poucas dozes já estavam bem tontinha e ?alegre?.Luana mexendo nas coisas do Ricardo acabou encontrando um DVD de filme pôrno. Ela pedindo para ver pulou no colo do Carlos. Ricardo colocou o filme e sentou ao meu lado no sofá. Ficamos assistindo o filme todos calados, e Luana quebrando o silencio disse: ?que pica grande esse cara tem...?. Todos caímos na gargalhada, e Ricardo ainda em tom de brincadeira falou : ?o meu é maior...?. Luana na hora disse que só acreditava vendo, e os dois ficaram naquele jogo de cão e gato. Ricardo acabou fazendo o que estava falando para minha surpressa. Era a primeira vez que via um pênis ?ao vivo?, e fiquei cheia de vontade de tocar aquela parte do seu corpo. Meus olhos miravam fixos aquela parte, cheia de curiosidade. Luana com um cara de sacana falou para Carlos: ?aposto que o seu é menor...?. E ele querendo saber o que apostaria disse que ela iria perder. Luana em tom desafiador falou: ?te faço um boquete se for maior...?. Carlos não pensou duas vezes, abaixando seu short deixou seu pênis livre. E para o azar ou sorte de minha amiga era maior que o de seu amigo. Os dois ficaram com o pau na mão, e Luana pagando sua aposta segurou o pênis do Carlos e começou a chupar. Ela sem pudor algum ficou fazendo sexo oral em Carlos na minha frente. E Ricardo me olhando pediu para fazer o mesmo com uma carinha de carente, e segurando minha mão foi logo me fazendo segurar seu pênis. Era a primeira vez que estava fazendo aquilo, e tive uma sensação indescritivel. Minha mão subia e descia por seu longo membro roliço e quando foi a vez de por a boca relutei um pouco. Por não saber como fazer aquilo, olhando Luana fazer fiquei com a boca cheia de água.E com um pouco de insistencia  fui convencida. Colocando aquele pau duro na boca passei a chupar meio desajeitada. Logo peguei o jeito e o gosto na coisa, e chupando seu cacete com muito prazer senti minha calcinha ficar molhadinha. Nesse momento a energia de todo o predio se foi deixando tudo as escuras. Ricardo segurando minha cabeça me impedia de tirar seu cacete da boca. E naquela escuridão me senti mais avontade para continuar naquele boquete. Senti a mão de Ricardo procurar meus seios, e descendo meu top passou a acariciar meus mamilos. Os deixando bem durinhos ele me fez ficar de pé e passou a chupar meus seios.Era uma loucura deliciosa tudo aquilo, Ricardo chupava meus seios tocando minha vagina de uma maneira que nunca toquei. Nem nas minhas mais freneticas siriricas. E tirando minha sainha ficou de pé na minha frente. Ricardo beijou minha boca com muito tesão acariciando meus seios, seu pênis duro roçava na minha vagina molhada por cima da calcinha. Quando as luzes se acenderam vi Luana apenas de calcinha no colo do Carlos, que chupava os peitões dela dando mordiscadas em seus mamilos. E a fazendo deitar no sofá se colocou entre suas pernas, chupando sua buceta todinha. Luana deu um gritinho quando de uma só fez ele enfiou o cacete em sua xotinha.Ricardo me fazendo sentar na mesinha de centro abriu minhas pernas afastando minha calcinha e abaixando passou a chupar meu grelinho que já estava bem durinho, lambendo minha xotinha. Ele entre minhas pernas passou a esfregar sua glande na minha xaninha, que escorria prazer. E devagar foi me penetrando, quando senti seu pênis esbarrar em meu hímem dei um gritinho. E o tarado afastando mais minhas pernas penetrou com força, rompendo meu selinho. Nesse momento senti um misto de dor e prazer, e lhe agarrei pela cintura. Não sabia se continha seus movimentos ou se o deixava proceguir. Ricardo decidiu por mim e não parou de meter. Sentia seu membro grosso indo e vindo dentro de mim, abrindo minha bucetinha. Respirava fundo gemendo alto, e Ricardo metendo cada vez com mais força na minha xotinha melada chupava meus seios os deixando vermelhos.


Luana gemendo alto feito uma puta se colocou de quatro no chão ao lado da mesinha. Carlos lhe agarrando pelas ancas socou com força na sua bucetinha, fazendo ela dar um gritinho. Ele passou a foder ela como uma cachorrinha no ciu, enquanto Ricardo abria minha bucetinha com sua rola. Cheia de tesão gemia alto deitada na mesinha, com uma perna apoiada no ombro do Ricardo e a outra roçando na coxa peluda do Carlos. E ele sem parar de meter na minha amiga ficou acariciando minha perna. Luana em meu ouvido cochichou: ?iai, tá gostando de fazer sexo...?, e olhando para trás propos: ?por que vocês não trocam de lugar?.Ricardo e Carlos trocaram de lugar, e Luana de joelhos passou a mão por minha coxa enquanto Carlos se arrumava para me penetrar. Segurando firme o membro roliço dele, ela colocou a cabeçona na entradinha da minha xotinha. Luana tocando uma punhetinha devagar nele foi lhe ajudando a meter, seu pênis era mais grosso e entrou com dificuldade até meio. Luana puxando o cacete dele de dentro de mim cospiu em minha vagina e ficou esfregando sua saliva com a glande que estava inchada de tão dura. Ela cospindo outra vez espalhou sua saliva com seus dedinho de deixando com muito tesão. Nunca tinha sentido o toquei de outra mulher, a não ser eu.Carlos colocando seu membro todinho em mim passou a meter e tirar bem devagar, mais logo estava metendo com força. Luana tocava uma siririca em meu grelinho, e Ricardo lhe penetrando por trás passou a foder sua buceta apertando seus peitões. E ficando de quatro outra vez ficou rebolando enquanto ele bombava com força. Minha vagina apesar de estar bem lubrificada ainda ardia um pouco com as estocas violentas de Carlos. Mais aquilo me dava mais tesão ainda, e Luana entre gemidos e leves gritinhos sussurrava em meu ouvido: ?isso é bom, né...tá gostando de ser feita de putinha...gemi alto...?. E mandando ele deitar sentou em seu cacete enfiando todinho na buceta.Luana passou a cavalgar rebolando e gemendo gostoso, e com a mão em minha xaninha ficou fazendo uma siririca em mim. E beijando minha barriga foi com a lingua até meus seios, Luana passou a me chupar lambendo meus mamilos me deixando com mais tesão ainda. Carlos socava sua rola em mim com força, minha bucetinha pulsava de tesão por dentro. Luana deslizava sua lingua molhada de meus seios até o meu monte de vênus. Sua lingua ia pertinho do meu grelinho e voltava para meus mamilos, girando em volta deles.Os garotos nus colocando sentadas no sofá continuaram fodendo agente com muito prazer. Luana gemendo alto ao meu lado tocava em minha bucetinha, e puxando minha mão me fez fazer o mesmo nela. Uma masturbava a outra enquanto os garotos se revezavam fodendo agente. Luana gemendo em meu ouvido passou a beijar e lamber meu pescoço, quando me dei conta já estavamos nus beijando loucamente, para o delirio dos garotos. Gozamos juntas uma tocando a outra sendo fodidas sem feito duas putas, aquele foi o meu primeiro orgasmo.
Recuperando o folego do gozo ficamos nus beijando. E nossos amigos se colocando em pé na nossa frente mandaram agente chupar eles. Luana foi a primeira, toda gulosa mamava na pica do Carlos e logo também estava chupando Ricardo. Ouvido os dois gemendo de prazer olhei para o lado e vi Carlos gozar na boca da minha amiga. Seu esperma escorria por seu queixo e pingava em seus seios e ela continuou chupando o cacete dele. Ricardo fez o mesmo em mim, enchendo minha boca de gala quente. Foi meio estranho sentir o gosto do seu gozo, mais até que gostei. E Luana me agarrando pelos cabelos beijou minha boca com muito tesão.Luana me beijava bolinando minha bucetinha, e segurando minha mão me fez tocar a sua. Passei a enfiar o dedo em sua xaninha que estava muito meladinha enquanto nus beijavamos cheias de tesão. Luana puxando minha cabeça me fez chupar seus seios, e quando me dei conta os garotos já estavam com o pau na mão prontos para foder agente novamente.Ficamos transando a noite todinha, de todas as formas. Assim iniciei minha vida sexual, em uma surubinha. Nunca cheguei a transar com aquele meu namorado, e nosso relacionamento chegou ao fim algumas semanas depois.

 

Gostou? Vote no Conto:

13/01/2012 | 37917 visitas

 

Comentários

  • betão postou em 14/05/2012

    adorei o conto pena que minha mulher nem podi sonhar que fiz contato com vcs.

  • alex postou em 24/01/2012

    ola ! paras as gatas quer quer sexo virtual me add ai no msn saradoquerela@hotmail.com



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

  confirmacao * Todos os campos são obrigatórios