Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
sexo anal ninfetas amadoras filmes porno filmes porno porno

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

O negão e a viúva nova | Acervo de Contos

O negão e a viúva nova

O NEGAO E A VIÚVA NOVA
Depois de muito relutar resolvi contar o que aconteceu comigo.
Sou casado e Amo minha esposa!
todo homem tem suas fantasias ou taras, sempre fui um cara muito tranqüilo e discreto. Nunca fui mulherengo, mais isto não quer dizer que não tinha vontades contidas.
Sou usuário da net desde 2003, foi quando comecei a ler contos e relatos eróticos. Passei a entrar também em salas de bate papo. Foi ai que tudo começou.
Conheci muita gente legal e interessante, mais no entanto não passava disso, nada de sair ou conhecer pessoalmente.
Entre uma conversa e outra conheci muitas mulheres e nossas conversas passavam a ser cada vez mais intimas e picantes.
A maioria eram mulheres bem casadas, mais tinham necessidades que passaram a revelar a mim. Talvez pela confiança que eu passava com minha maneira de expressar e comportar ? se.
Um dia resolvi entrar numa sala de bate papo de outro estado, escolhi o nordeste. Entrei na sala e fiz amizade com uma jovem Sra viúva, na época ela tinha 33 anos e eu também. Havia 7 anos que estava viúva, e me relatou que não tinha mais relações desde então.
Foi uma amizade muito arrebatadora logo de inicio percebi que era uma pessoa especial.
Vou aqui chamá-la de Beth, uma mulher menina, uma pessoa meiga , carinhosa, romântica e muito fogosa. Fisicamente 1,65 de altura 65 kg, seios como uma taça, pernas grossas e roliças, um bumbum tipo da Greth, linda lisinha ,lábios finos e rosados, cabelo comprido no meio das costas, negros e pele branquinha com branca de neve.
Eu um negro de 1,89 altura, 90 kg cabelos curtos ondulados e meio grisalhos, braços fortes , peito peludo e forte, charmoso e educado, uma pessoa agradável e muito fogoso .
Depois de algum tempo, teclando passamos a falar por fone também, e depois de 7 meses, ela resolveu vir a Sp. De férias . A principio fiquei preocupado, pois sou casado e não passa pela minha cabeça deixar minha esposa que amo e muito.
Mais pensei, e esse fogo todo que sentia pela Beth, temos que tirar isso a limpo.
Beth chegou e me deu o nome do hotel, onde estava hospedada. Sua vinda me deixou feliz ao mesmo tempo muito temeroso. Que situação, meu pau duro, só de imaginá-la, e minha mente me condenava. Fui ao hotel, era uma tarde de inverno e chovia muito frio. No quarto aconchegante, um clima romântico, mesa com flores, a Beth toda cheirosa estava com um vestido tipo chinesa, rosa bem clarinho , mais marcava o seu lindo corpo que me deixou muito agitado. Meu pau ficou duro na hora, fiquei doido por ela.
Uma baixinha muito atraente, senti claramente que ela estava pronta e decidida a se entregar para mim.
Abracei-a demoradamente me encostei na parede e posicionei de forma a poder sentir seu corpo no meu, passei a acariciar seu corpo e não demorou a nos beijarmos loucamente, nossa que delicia de beijo, nossa corpo era só fogo, tesão, desejo. Sentei na cama ela veio por cima de mim como mulher fatal, seu vestido levantou mostrando suas deliciosas coxas beijamo-nos novamente agora com o corpo colado como se estivéssemos nos engolindo um ao outro. Sua pele macia e cheirosa me deixava mais louco por ela . era só desejo, tesão, paixão. Ela me empurrou na cama, eu rapidamente tirei a camisa ela tirou minha calça e veio se deslizando sobre meu corpo usou meu corpo para se excitar meu pênis roçava sua coxa ela o segurou e passou a se masturbar usando meu pau como base. Deslizava sobre ele como num mastro de dança erótica.
Estávamos embriagados de tesão, uma loucura, só de pensar estou de pau duro agora.
Beth teve um orgasmo só se esfregando no meu corpo. Ficou mais louca ainda tirou sua calcinha e começou a me pedir, me possua penetra, mete gostoso, esse pau gostoso e negro na minha xana. Fui colocando devagarzinho senti que estava muito apertada, sua xaninha era apertada e pequena, eu passei um óleo para facilitar a penetração. Meu pau era grande para ela mais isso a deixava cada vez mas maluca gemia loucamente. Que delicia de tranza, meu pau era apertado pela xana de Beth de tal forma que dava calafrio na espinha.
Ela chegou a ter outro orgasmo, mais queria mais, mais , mais , gritava loucamente. Nos beijamos novamente agora eu por cima. Fui descendo passando a língua na sua barriga lisinha e branquinha. Passei a língua na virilha, Beth estava arrebatada de tesão, desejos . uivava, me apertava, gritava meu negro, meu macho gostoso, mete na sua branquinha mete meu pauzudo tesudo não resisti e meti na minha deliciosa Beth, apertadinha quente, gostosa. Ela encostou suas pernas no meu peito e me facilitou ainda mais a penetração. Num vai e vem pude agora sentir minhas bolas batendo em suas nádegas isso dava mais tesão.
Ela disse sou sua vadia, agora meu macho, coloquei ?a de 4 na cama e ameacei a penetra-la no cuzinho ela disse que ainda não estava preparada. Sem perder tempo a penetrei na xaninha deliciosa, meu corpo cobriu-a todinha. Ela estava tendo outro orgasmo tirei meu pau e gozei sobre suas costas , enchendo-a de leite branquinho.
Nosso encontro no hotel não termina no primeiro dia, pois ela ficaria por mais 5 dias .
Depois de 5 horas de amor, tive que ir embora, mais tanto eu como Beth, queríamos mais.
Então no próximo conto como foi o dia seguinte, mais agora com o cuzinho sendo liberado .

Vocês mulheres que tem algo em comum com esse conto, entre em contato, pois sei ser discreto e estou certo que suas fantasias ao menos precisam ser expressadas. Não fiquem mais entristecidas por não poderem contar a ninguém o que sentem. Vamos ser cumprisses estou disposto a ser seu amigão.
Beijos
NEGAOLOVE

will.smithbr@hotmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

18/01/2010 | 33244 visitas

 
 
 
safadas filmes porno gostosas