Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Nossas primeiras vezes | Heterosexuais | Acervo de Contos

Nossas primeiras vezes

Me chamo Luciano, sou militar do exercito moreno claro estatura media cabelo curto e corpo atletico. A alguns anos atras conheci minha ex namorada (Gabriela) uma menina linda e perfeitinha,faz o tipo minhom, magra com cabelos loiros até a cintura, um par de peitos que ao vivo nunca vi outros iguais, redondinhos com uma aoreola e biquinhos clarinhos que são uma tentação, e uma bundinha que não é grande porem bem redondinha. Karine veio de uma familia evangélica por tanto tradicional uma familia com principios mas ela me confessara que ia aos cultos pela mãe que fazia questão de levar a todos. Ela mora no litoral, nos conhecemos quando meu vizinho me convidou em um fim de semana para irmos fazer alguns reparos na casa de praia que tem no litoral para veraneio.Chegamos pela manha de sabado durante o dia fizemos alguns reparos e na noite convidei meu vizinho para um rolé pela cidade, mas ele disse estar cansado (e tambem ja conhecia a cidade) Tomei banho, troquei de roupa, e sai eu entao para uma caminhada. A casa era bem proxima ao centro entao fui curtir o centrinho. Estava eu caminhando quando avistei uma sorveteria, adentrei para comprar um sorvete e em minha frente havia tres meninas muito alegres, rizonhas e cochichavam a todo o momento. Pegaram seus sorvetes e sairam eu tambem logo que peguei o meu sai para continuar meu tur pela cidade, cheguando quase ao fim do centro quando proximo ao fim da rua e dei de cara com as tres meninas da sorveteria elas como eu estavam dando voltas no centro, mas continuei caminhando mas quando fui dobrar dei aquela olhadinha pra traz e percebi que estavam continuando a caminhar e me olhando. Senti um clima diferente mas continuei o percurso, fui fazendo a volta na quadra, dai quando eu estava novamente no meio da quadra avistei elas vindo novamente em minha direção eu fiquei cuidando as expressoes delas e tinha uma que não tirava o olho de mim.quem?? (a Karine). Passei por elas novamente e pude ter certeza que ia me dar bem. Na proxima vez que dei a volta e encontrei com elas tive que puxar um assunto. Me apresentei começamos uma conversa despretensiosa mas fui sondando elas, logo senti o interesse de uma que me fitava nos olhos e que quase não deixava as demais falarem (as outras eram a irma mais velha e a prima) logo a prima disse que ia ver uma coisa e saiu, a irmã ficou poucos instantes e tambem logo disse que iria a algum lugar e saiu ai tive certeza que me daria bem naquela noite. Entao começamos a caminhar com passos pequenos e conversando por algum tempo dai pude perceber ainda mais a sua beleza e que ela se cominicava super bem mas não tinha muita experiencia pois perguntado a ela e ela disse que nunca havia namorado apenas (ficou algumas vzs) fui conversando e sentindo mais e mais liberdade até que em um determinado momento e em um lugar mais ermo parei em sua frente fui de encontro aquela boca linda e pequeninha, comecei a beija-la e com a mão direita peguei em sua nuca e a outra acariciava sua cintura,ela tinha um beijo quente,molhado e um halito maravilhoso, sem contar o perfume que era uma delicia ela estava muito cheirosa, ficamos naquele beijo por um bom tempo,ficamos ali abraçados conversando e beijando e rolando umas maos bobas por uma meia hora enquanto eu tava no ponto de bala,o pau duro como um ferro atravessado na cueca a irmã e a prima vieram a lhe chamar pois ja estava tarde e precisavam ir, trocamos telefone e voltei pra casa do vizinho,naquela noite mesmo ficamos horas conversando por telefone e combinamos de nos encontrar na tarde de domingo brevemente pois ela tinha pouco tempo e eu ja de saida voltando pra minha cidade,marcamos proximo á sorveteria. Foi uma loucura ela stava linda, com uma baby look amarela, cabelo com rabo de cavalo e uma saia jeans clarinha até o joelho apertadinha dando enfase aquela bundinha redondinha e pude perceber uma calcinha fio que só se via o doritos encima da bundinha. Nossa, aquilo me deu um puta tesao,começamos anos beijar com uma pegada deliciosa as caricias começaram a ficar mais intenças e ela disse que precisava ir, me deixou no vaco rsrs.Voltei pra minha cidade só pensando naquele corpo maravilhoso no rosto lindo, naquelas curvas e naquele cheiro....

começamos entao um namoro por telefone por algumas semanas só nos falamos por telefone,até que resolvemos que em iniciar um namoro mas que eu deveria falar com seus pais, marcamos no findi sem problema algum fui até la falei com os pais dela eles deixaram numa boa me trataram super bem, foi tudo certo mas com a condição de eu começasse a frequentar a igreja.Ja havíamos conversado sobre isso sabia da imposição mas tranquilo,aceitei . Dai em diante é que começa a historia.......

Começamos a namorar e estavamos loucos um pelo outro quando tinhamos uns instantes a sós a coisa esquentava, os beijos ficavam mais quentes as minhas mãos passeavam pelo seu corpo,ela começou a ficar mais receptiva aceitava com mais tranquilidade,ela era virgem e comecei a inicia-la na arte do arreto, minhas maos começaram a adentrar a suas roupas e encontrar coisas maravilhosas.A primeira vez que chupei seus seios foi maravilhoso, estavamos na sala vendo TV e todos sairam somente sua mãe ficou na cozinha fazendo o jantar o clima esquentou coloquei minha mão por baixo de sua roupa e contrei seus seios durinhos e redondinhos por cima do sutien acariciei apertei ela chegava a estufar o peito logo coloquei minha mao por baixo e levantei o sutien tocando naquelas maravilhas pela primeira vez.Meu pau a essas horas não cabia mais dentro da cueca de tao duro, alisava aqueles peitinhos apertava passava os dedos nos biquinhos até que levantei sua blusa e pude ter aquela visao maravilhosa, sem perder tempo cai de boca neles alternava entre um e outro lambia os biquinhos sugava eles babei eles todinhos ela com uma mao segurava minha nuca e com a outra apertava a almofada sua respiração ja estava ofegante quando ouvíamos algum barulho nos recompúnhamos, a proxima etapa foi sentir sua bucetinha estavamos ja loucos de tesao quando eu comecei a acariciar sua pernas sua sainha vinha até um pouco acima do joelho coloquei minha mão por dentro da sainha acariciando suas coxas fui adentrando até que cheguei na sua calcinha ela abriu um pouquinho as pernas e pude perceber o calor e a umidade que ali estava, comei a acariciar por cima da calcinha e logo molhei meus dedos ela não falava nada estava com os olhos fechados e com a respiração ofegante apertando meu braço proximo ao cotovelo e eu beijando seu pescoço lambendo sua orelha, foi entao que coloquei meus dedos pelo lado da calcinha e pude sentir aqueles labios carnudos com os pelinhos sedosos e a vulva ensopada, comecei a acariciar seu clitoris com movimentos lentos e ela apertou meu braço com as duas mãos e respirava cada vez mais ofegante ensaiando uns gemidinhos baixinhos ela abria cada vez mais as pernas e eu sentia cada vez mais toda a extenção da sua bucetinha. minhas bolas a essa altura ja estavam duendo de tanto tesao mas tinhamos que ficar atentos para ninguem nos pegar no flagra mas isso passou a acontecer com frequencia eu acariciava ela e ela me acariciava mas nós não tinhamos momentos a sós fora dali pois os pais dela não davam chance para isso, quase sempre eu ia dormir em um quarto ao lado do quarto dos pais dela ela ia até la me desejar boa noite ela encostava a porta e nos abraçavamos valendo, o arreto era delicioso nossas mãos e bocas percorriam por todo o corpo, as vezes jogava ela na cama levantava a sainha apertada e encontava uma mini calcinha encharcada, afastava pro lado e chupava gostoso aquela bucetinha ,a bucetinha dela era linda tinha uns labios carnudos e grandes os pelinhos bem aparadinhos e aquele nectar delicioso entao?depois que colocava a boca não queria mais tirar. Mas um dia combinamos q ela me faria uma visita á noite eu não acreditei muito tanto que ja dormia quando ela entrou no quarto, ouvi barulho na porta e acordei era ela apenas com um camisetão e calcinha nossa quase infartei!!!! eu estava de cuecas tapado com um lençol ela veio se deitou no meu lado e se tapou,me deu um longo beijo nos abraçamos e as minhas mão ja percorreram seu corpo sua bundinha só com um fiozinho estava geladinha acariciei seus peitinhos que ja estava sem sutien e começamos a nos beijar e nos chupar. Tirei sua camiseta e começei a descer chupei seus peitinhos fiquei ali como um bebezinho faminto e ela mesmo alternava entre um e outro me sinalizando qual que era pra mim chupar fui descendo pela sua barriguinha com aquela pele cheirosa e macia desci mais comecei a beijar sua calcinha que ja estava toda molhadinha,virei ela de bruços e comecei a beijar aquela bundinha redondinha só com aquele fiozinho no meio, beijei,lambi passava a lingua por toda ela, ai entao fui puxando a calcinha ela levantou o quadril facilitando a retirada, voltei a beija-la novamente abria a bundinha dela dava lambidinhas no cuzinho e ela gemendo baixinho,entao virei ela de frente novamente e enviei minha lingua naquela bucetinha quente e molhada levantei as pernas dela pra cima e comecei a lamber por toda a extençao aquela bocetinha umida e cheirosa passava a lingua de cima a baixo inclusive no cuzinho chupava o clitoris até que ela apertou forte meus braços me arranhando inclusive com a respiração totalmente ofegante e senti que sua xaninha ficara mais umida ainda, ela havia gozado na minha boca quase gozei junto. entao ela me puxou pra cima me colocou deitado e começou a chupar no meu pau uma boquinha pequena mais muito quente e habil,passava a lingua por tada a extençao engolia ele e com a mão batia uma e entao voltava a chupar não estava aguentando mais pois estava quase gozando entao coloquei ela deitada e fui pra cima na posição papai e mamae mas como ela era virgem e estava com medo nao conseguimos a penetração nessa posição ela dizia que doia um pouco foi entao que me deitei e puxei ela pra cima para ela cavalgar, ajeitei meu pau na entradinha da bucetinha dela e ela começou a descer fazendo movimentos pra cima e pra baixo,entao a cabecinha entrou ela apertava meus braços me beijava forte bagunçava meu cabelo subindo e descendo na cabecinha até que ja estava totalmente confiante e lubrificada e sentou de uma vez só até o fim enterrando tudo dentro dela ela gemia muito e baixinho sussurava coisas do tipo que estava sendo maravilhoso e queria aquilo sempre segurei ela pela sua bundinha e comecei um vai e vem devagar e ela foi cavalgando na minha rola com aquela xaninha apertada, em instantes ela estava subindo e descendo sozinha mas devagar entao tirei de dentro, puxei uma camisinha que tinha na carteira e coloquei, deitei ela e subi pra cima comecei a penetra-la devagar até mesmo por causa do barulho que não podiamos fazer ja estava quase gozando dai entao pra fechar com chave de ouro pedi pra ela ficar de 4. quase gozei soh de segurar naquela cintura coloquei ele na entradinha e puxei ela nossssa que tesao bombei por uns minutos um pouco mais rapido segurando nos seus seios puxando nos cabelos e gozei dentro da bucetinha dela tive que me conter pra não gemer alto mas foi algo incrivel gozei fartamente,ficamos ali abraçados por alguns instantes nos beijamos muito, entao ela disse que precisava sair trocamos o lençol que sujou um poquinho e saiu. desde entao todos os finais de semana que ia pra la eu me realizava, pois tinha uma namorada linda pra caramba e gostosa como ela.hoje ja não estamos mais juntos devido a incompatibilidade de ideias mas em materia de sexo nunca vou esquece-la

















Luciano,









camon_most@hotmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

42472 visitas