Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha primeira viajem sem marido | Heterosexuais | Acervo de Contos

Minha primeira viajem sem marido

...Não era a primeira vez que agente se cruzava..No dia anterior, trocamos olhares enquanto ele saia do hotel em que estava hospedado. À noite, no bar mais badalado da cidade nos encontramos novamente. Ele me olhava tanto, com tanta força que era quase inevitável não corresponder.

Charmoso, mais velho do que eu, extremamente bem vestido, sentou-se numa mesa bem próxima a nossa. Eu com alguns amigos e ele também...

Por alguns momentos cheguei a pensar que os olhares não eram pra mim, talvez pra alguma outra menina da mesa, mas logo essa dúvida passou, e no momento em que me levantei pra ir ao banheiro ele se aproximou... Apresentou-se e me fez uma única pergunta: Se a aliança que eu usava me impediria de aceitar um convite. Sem conseguir responder, eu sorri...Combinamos que pagaríamos a conta e nos encontraríamos em meia hora naquele mesmo lugar.

Tempo suficiente pra eu me organizar com o pessoal da mesa, inventar uma desculpa e ir embora mais cedo.

Entramos no carro, era tudo tão mágico, tão diferente. Ele me olhava com vontade, com desejo, com tesão...poucas palavras durante o caminho até o hotel em que ele estava hospedado. Na porta, ainda surpresa por ele ter me levado diretamente pra lá, ele me beijou (aiii que beijo...intenso,molhado, com força...)e me disse que se eu realmente quisesse subir pra suíte dele, era com a certeza de que ele só me devolveria na manhã seguinte.

Um cavalheiro, me levou até seu quarto, somente me guiando pela cintura. Eu já não me agüentava, queria que ele me agarrasse e me jogasse na cama, mas ele estava muito mais calmo do que eu...e quando me aproximei para beija-lo, ele disse que me desejava com champanhe, que eu era mulher pra ser apreciada, e comida com champanhe...(ligou na recepção e fez os pedidos.) enquanto isso explorava cada parte do meu corpo com as mãos, com beijos.

O champanhe chegou, e nós começamos a beber..obviamente que ele sabia oq a bebida faria comigo...rs..Conversamos por um tempo,som baixinho no fundo, até começarem os amassos mais fortes...ele sentou no sofá e me pediu que tirasse a roupa, mas permanece-se com as botas...puxou meu corpo pra perto do dele, e ainda sentado começou beijando as minhas mãos, chupando os meus dedos, subiu até meus seios...( indescritível a maneira deliciosa como ele fez isso..), beijava, chupava e mordia..enquanto com as mãos tocava a minha buceta molhada.. e chupava os próprios dedos pra me mostrar o prazer que ele sentia em sentir o meu gosto. Sem desgrudar da sua boca, sentei no seu colo e pude sentir seu pau duro me esperando embaixo da roupa.

Então ele me levantou, se levantou também e começou a derramar lentamente aquela taça de bebida no meu corpo..da minha boca, escorrendo pro resto do meu corpo, e com a língua ele ia tirando,e me lambendo e me chupando. Até se ajoelhar na minha frente, colocar uma das minhas pernas no sofá, e começar a beijar a parte interna das minha coxas, subindo até encontrar minha buceta babando.Me lambeu tanto, dava pra ver o prazer nos seus olhos, ele tava adorando td aquilo..ele me sentou no sofá, me deixou numa posição mais confortável, ergueu uma das minhas pernas e me chupou e me tocou até eu atingir o melhor dos orgasmos...

Sem tempo nem de me recompor, me levou até cama e começou novamente a beijar meu corpo inteiro...enquanto com os dedos me masturbava..e sem tirar os olhos dos meus, me mostrava aqueles dedos molhados, e enfiava na minha boca, na dele, me beijava, me mordia..aiiiiiiiii

Meteu na minha buceta, primeiro devagar, depois com força...sempre me beijando, falando no meu ouvido..segurando firme nas minhas coxas..até me fazer gozar mais uma vez...pra depois então gozar tmb...

Voltamos pro champanhe, conversando a se beijando. Dessa vez eu comecei com sexo oral, chupando aquele pau q momentos antes me deu tanto prazer...ele merecia o melhor sexo oral, com direito a lambidas em cada pedacinho..até ele ficar alucinado de prazer e me colocar sentada no seu pau,pedindo pra eu cavalgando sem parar, até faze-lo gozar..

Enquanto eu cavalgava, ele apertava meus seios, puxava meu cabelo..mordia a minha mão..

Gozamos mais uma vez...

Tomamos banho...o quarto tinha uma banheira pequena...

E ele me comeu na banheira outra vez...dessa vez eu não gozei..ele sim..me fodendo de quatro, ajoelhada dentro da banheira, segurando o meu cabelo molhado, mordendo as minhas costas , meu pescoço..

Conversamos muito...ele é um cara incrível, inteligente, culto, bem sucedido e mesmo assim conseguiu fazer com que eu me sentisse a mulher mais gostosa e desejada do mundo..

Transamos mais uma vez na cama, nisso o dia já estava amanhecendo...tomamos café da manhã..e eu fui pro chuveiro, tomar meu ultimo banho antes de ir embora...

Pra finalizar aquela noite incrível, ele foi me encontrar no chuveiro...me virou de costas e pela primeira vez colocou o pau sem camisinha dentro de mim, e sem saber o quanto isso me excitava, falou que queria me fuder de verdade, sentir ela molhada, gostosa pedindo pra ele gozar..

E no estilo mais selvagem que eu já conheci, ele me fudeu até eu não agüentar mais, gozei, ele tirou o pau pra fora e pediu pra gozar nos meus seios...

Terminei meu banho..e como combinado ele me levou de volta ao meu apartamento, sem trocar telefone, e-mail, contato...



A mais gostosa de todas as surpresas..meio dia o porteiro do prédio toca a campainha e me entrega uma caixa da Kopenhagen com o seguinte cartão:



















?Pra mulher que fez a minha viagem valer a pena! Beijos Lindona, um em cada pedaço desse corpo que eu tive o prazer de conhecer essa noite. ? com e-mail e telefone celular?

 

Gostou? Vote no Conto:

42701 visitas