Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Minha esposa , Amanda . | Heterosexuais | Acervo de Contos

Minha esposa , Amanda .

Bom ,esse e meu primeiro conto e desculpe pela falta de experiencia.

Sou casado a pouco mais de 5 meses, minha esposa Amanda tem 19 anos morena tem 1,72 de altura, cabelos longos e cachiados, pesa 60 quilos, peitos grandes, uma delicia. Me chamo Alex, sou branco tenho 169 de altura ...

Eu e minha esposa havíamos tido uma discussão em uma tarde de sábado. Estava com muita raiva, até que recebi um telefonema, meus amigos me chamando para ir ao barzinho. Salvação. Saí, sem dizer nada e deixei ela falando sozinha, ela fico puta de raiva.

Tomei todas. Cheguei em casa tarde e tomei um banho. Quando entrei para vestir a roupa no quarto, Amanda estava deitada com a bunda pra cima só de calcinha (minha esposa é malvada, quando brigamos ela sempre dorme com menos roupa só para me provocar ) e uma camiseta branca ,aquela visão, nossa!. Ela estava cochilando, eu fui em direção a bunda dela e começei a mordiscar. Ela acordou e começou a me enfiar o tapa. Segurei seus braços firmemente ela pedia pra eu parar , e aquilo me dava um tesão. Ver ela esperneando , beijei ela , ela não queria. Peguei uma meia calça que estava na cabiceira da cama e amarrei suas mãos na grade da cama. Ela gritando, pedindo pra soltar tirei sua calcinha e enfia em sua boca disse :

- Grita agora vadia ,grita .

Sua expressão era de raiva e ódio. Aquilo me fazia sentir mais tesão.

Abri as pernas dela e ela tentava fechar e quando cai de boca naquela buceta linda ,moreninha, lisinha e apertadinha, pois fui e sou o primeiro e único a socar ali, passava a palma da minha língua, ela estremeceu, chupava seu clítores com força mamando nele, minha língua descendo e subindo, ela gemendo bem baixinho, começei a beijar a testinha daquela buceta subindo pra sua barriga, enfiando meu dedo dentro dela . Rasguei aquela camiseta como se fosse papel e os peitos fartos da minha esposa ficaram amostra os bicos estão durinhos e pontudos, passei a língua ali em círculos e fui subindo até o rosto da minha esposa. Quando tirei a calcinha de sua boca ela disse com a voz tão doce :

- Tava doida pra você chegar logo. Dei um beijo nela de língua, meu pau já duro , ficava roçando na buceta dela. Desamarei ela e ela praticamente pulou em mim, ficando por cima, pegou meu pau e mirou na entradinha da sua vagina e sentou, começou a subir e descer , encharcando meu pênis .

Ela pegava minhas mãos e colocava naqueles seios , eu apertava e ela dizia :

- Como é gostoso sentar na sua vara amor .

Começei a dar palmadas em sua bunda apertando e meio que abrindo , tirei ela de cima de mim , ela deitou na cama abrindo as pernas, aquela buceta toda melhadinha arreganhadinha pra mim ela :

- Mete vai , mete gostoso. Enfiei meu pau com tudo ate o talo ,estava dando pra sentir até uma barreira , ela gritava de dor e prazer ao mesmo tempo , arranhava minha costas . Vendo aquilo me dava mais vontade de meter, já estava a ponto de explodir. Ela ficou de 4 e me disse:

- Amor , come meu cuzinho

Nossa meu sangue subiu , ela nunca deixou eu chegar perto dele

Começei a passar meu pau na buceta dela e ir deslizando pro seu cuzinho , bombei um pouco em sua buceta pra ele ficar mais molhado e fui ate a entrada daquele cu, que sempre desejei. Fui entrando devagar e ela dizendo que estava doendo, a cabecinha entrou e não aguentei , soquei com tudo , ela tentando sair agarrei seu quadril e começei a bombar com força , gozei ,quando tirei meu pau e vi minha porra descendo pelas pernas da minha mulher .

Depois tomamos um banho , e ela nem estava mais brava comigo , dormimos abraçadinhos , ela dizendo que me ama .

 

Gostou? Vote no Conto:

11766 visitas