Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Garotão com pinta de galã | Heterosexuais | Acervo de Contos

Garotão com pinta de galã

 Ola, leitores e leitoras, meu nome e ricardo tenho 22 anos, olhos verdes escuros herdado de minha mãe, tenho um metro e oitenta, corpo definido, porém não do tipo "bombado" desde a minha adolescência sou viciado em sexo, umas das aventuras minhas, eu tinha 17 anos, e já frequentava academia de luta muay thai e jiu jitsu, minha mãe tem um salão de beleza e um shopping famoso em curitiba, e sempre que posso vou lá pra ajudar, mas com intenção de conseguir algo com as mulheres. Minha mãe tinha várias amigas e clientes fiéis, e uma dessas amigas uma morena de 26 anos, pele bem branquinha, batonzinho rosa e dono de uma bunda que só ela tem, quando eu a vi, estava usando uma lag preta, onde a sua bunda a destacava muito bem, já de imediato veio mil, fantasias que podia fazer com ela, eu desconcertado, com aquela deusa, fiquei olhando a todo momento aquela beleza e me mordendo de vontade de pega-lá por trás, Ela muito vaidosa fez o cabelo e as unhas, eu com vergonha de chegar nela até mesmo por que sou novo, percebi por um instante, que ela se interessou por mim, quando eu a elogiou dizendo que suas unhas ficaram espetaculares, e escrevi o número do meu telefone em um papel e coloquei junto a um cartão da loja e a entreguei, ela olhou deaconfiada pensando o que esse menino quer comigo, no dia seguinte recebo uma mensagem dela, Seu nome era yassin, filha de uma médico neurologista, quando vi que ela mandou a mensagem de texto na hora já liguei pra ela, e ela atendeu e já de início me perguntou, oi Garotao na horas fiquei com o pau durinho e tirei a coeca por que estava apertando só.de pensar ela de quatro pra mim, e eu rosando o cacete na bunda dela, timidamente disse: oi como vai yasmin tudo bem, ela responde ótimo, por que me passou o seu telefone estou noiva e amiga da sua mãe, o que quer? nas hora me descupei tentando agir da maneira mais educado e cordial possível, tomei coragem e falei, vou ser sincero com você, achei você incrível e meu coração acelerou quando a vi no salão de beleza da minha mãe, viu só o que você pode causar nos homens, houve um silêncio e ela responde e qual e a sua intenção a mim, eu disse domina-lá, ela então me corta e fala olha eu te ligo depois, meu noivo está chegando. passou uma semana e não liguei mais, e nem mandei mensagem para não parecer um garoto atirado, uhasuahus. fui ao salão da minha mãe por voltas das 15:00 horas quando a vejo com um shorts de couro um salto alto e uma bolsa preta, vários objetos no corpo o que me facinava, entrou sem olhar para mim e fez uma reserva, quando saiu, eu a segui e a abordei, disse- oi tudo bem? ela retribuiu. perguntei a ela para onde estava indo com tanta pressa então ela me fala não e só costume em andar rápido, tremulo com aquela deusa na minha frente perguntei timidamente se poderia beber um suco no au au lanches, ela olhou para cima e pensou e disse vamos, chegando lá agir como um cavalheiro puxando a cadeira para ela se sentar, ela sentou-se pedi o suco ao atendente e já de início ela elogiou meu olhos disse que havia um brilho nele, isso.com certeza era o tesão que estava, disse a ela obrigadoe nada mais me fazendo um pouco duro, porém sem exageros, disse a ela o que gosta de fazer no tempo vago, me olhou com uma cara de safada, e disse passear em parques, na hora eu já sabia que ia se dar bem, o suco veio e ela bebeu rapidamente e falou que ia embora, eu disse fica mais um pouco, mas ela não quis, falei então vou acompanhar você até o carro, ela disse tudo bem, chegando na garagem do shopping onde estava seu carro ela pegou o batom rosa e passou, quando chegamos no carro ela veio me beijar no rosto eu não.aguentando mais, peguei em seu queixo e beijei profundamente sentindo o aroma de sua boca e seu perfume, agarrei com força pela.cintura e ela sentiu logo a minha ereção encostando próximo a sua virilia, comecei a aperta-lá, e ela ficou inquieta se contorcendo, olhei diretamente no olho dela e abracei fungando no pescoço foi a gota d'gua ela abriu a porta do carro entrei, continuamos boa beijando eu com.muito tesão, peguei em seus peitos e ela passando a mão em cima do meu pau, ela desabotoa minha calça e começa a me punheta bem devagar aquilo me deixava em outro mundo, fazia movimentos leves e não consegui mas beija de tanto prazer, e comecei em um gozo que sujou toda a sua mão e minha coeca, na hora já me deu aquela " lezera " e fomos para um motel, passamos sem perguntarem indentidade, e subindo as escadas a safada na minha frente  rebolando freneticamente, quando chegamos no quarto meu pinto já estava duro como rocha, tirei logo a minha roupa e a sua, deixando só com a calcinha e sutiã branco, fui até o banheiro e molhei as mão e passei por cima da calcinha onde ficou transparente mostrando aquele machado da sua xana macia, ela deixou pedi pra que ficasse parada ela safada com e ficou de ladinho, sem ela se mecher coloquei o pau na boca dela e comecei a foder como se fosse o cuzinho, e não gozei, tava na hora de deixar ela pronta pra mim penetra-lá, tirei o pau da boca dela, e com a sede que estava fazia qualquer coisa por aquela mulher, comecei a lamber ela igual um cachorro com sede, passando a língua nas suas coxas perto do seu clitoris, ela não conseguia ficar quieta, foi a hora então em que passei a língua bem de vagar por toda a sua xana, ela soltou um gemido alto de prazer, comecei a acelerar até que ela começou a ter o orgasmo, subi imediatamente e comecei a beija-la, começamos um papai e mamãe bem de vagar e aumentei o ritmos bruscamente, dava estocadas bem lá no fundo da sua buceta e parava um pouco para não gosar, sai de cima dela, peguei o travesseiro coloquei em baixo da barriga e olhei para aquela bunda grande, com curvas perfeitas e uma pele vizinha e branca, logo coloquei a língua no cuzinho ela afim de me liberar aquela bunda que tanto me masturbei pensando nela, ela aos gemidos falou suavemete mete logo aí mete tudo, sem me controlar, cuspi no meu pau e carquei a vara até a metade  ela gemia igual a uma virgem, fiquei ali por uns dez minutos a minha vara já estava dolorida e anunciei que iria gosar ela me pediu lentinho na boquinha, mandei ela se ajuelhar e ela me masturbou só em um vai e vem e Gosei no rosto da piranha, depois fomos tomar banho e saímos rapidamente, pois havia 7 chamadas perdidas do seu noivo. obrigado aos que leram a história, descupe erros gramaticais digitei no celular. meu deixem facebook pra adicionar.

 

Gostou? Vote no Conto:

6300 visitas