Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Depois da primeira dupla penetração | Heterosexuais | Acervo de Contos

Depois da primeira dupla penetração

Depois daquela aventura começamos a ver o mundo com outros olhos. Eu nunca havia transado com outro homem. Meu marido Roberto é simplesmente maravilhoso, mas eu não tinha ideia de como ficaria minha cabeça depois de dar para outro cara. O resultado foi maravilhoso porque depois de treparmos eu Roberto e seu amigo, que vou chamar de Ale, fiquei ainda mais louca pelo meu marido.

No dia seguinte recebi um e-mail engraçadinho do Ale com a foto de seu pinto gostoso e um recadinho safado: Ele agora é seu fã. Já está com saudades. Mostrei ao Roberto e ele ficou possesso de raiva. Falou: Filho da Puta! Come minha mulher e depois vem tirar onda! Abracei ele por um longo tempo, beijei seus lábios calmamente e disse: Calma meu querido, eu sou só sua! Esqueceu? E além do mais, esse e-mail me fez lembrar do meu fã número um! Num rápido movimento peguei o pinto do Roberto, ele se assustou e sorriu safadamente. Estávamos na sala e a essa altura os lap tops já estavam num canto qualquer e nem prestávamos atenção na tv. Entrei debaixo do edredon, fazia muito frio naquele dia, e fui direto com a boca no pênis do Roberto. Amo o gosto e o cheiro daquele pau. Já estava enorrrrrrme! É muito, muito gostoso mesmo!!! Só com aquela visão e sentindo ainda o tesão da noite anterior eu comecei a gozar como uma cadelinha. Ele falou: Que isso mulher! Eu nem peguei em você e já está gozando? Respondi: Seu bobo estou gozando desde ontem! E não era bem uma mentira, sonhei que os dois me comiam a noite toda (ou pelo menos no que havia sobrado da noite) e acordei diversas vezes toda molhada e muito feliz de ver Roberto deitado nú ao meu lado.

Ele então olhou para mim com um fogo tão grande que nem consegui terminar de chupá-lo. Jogou o edredon longe me deitou no chão de barriga para cima e caiu de boca na minha buceta. Aquilo foi delicioso. Meus lábios, sexuais no caso, são bem rosinha e embutidinhos, sempre que eu via filmes com as mulheres com lábios tão grandes imaginava que os homens deviam gostar muito mais daquele jeito porque parecia dar mais pega. Uma vez falei isso para o Roberto, mas já fazia tempo. Mas meu marido tem o dom de me surpreender sempre, dificilmente ele faz algo que peço no momento em que peço. Aquele gostoso espera eu me distrair e então me mata de prazer. Confesso que amo isso! Como eu dizia ele estava brincando com sua língua dentro na minha buceta. Então ele colocou o dedo indicador e médio bem fundo, tirou a língua e ainda ajoelhado me masturbou com tanta força que se tivesse espaço ele colocaria a mão inteira dentro de mim. Olhou pra mim, e beijou minha boca chupando-a, prendi os dedos dele dentro de mim de tanta excitação. Ele então falou. Sabe porque embutidinho é mais gostoso? Primeiro porque é lindinho, parece a pererequinha de uma virgenzinha safadinha. Depois porque só assim a gente mete a cara com vontade para dar prazer real. Ele abriu minhas pernas e me deu uma chupada tão forte e gostosa que nunca esquecerei. Então ele meteu a cara mesmo, parecia um bicho louco devorando a caça. Eu delirei. Ele então olhou para mim e disse: A outra vantagem é que mesmo embutidinho assim a gente pode fazer isso. Meteu a cara de novo e me mordeu chupando e puxou meus lábios para fora. Fui ao delírio. Em alguns momentos a dor pode ser extremamente deliciosa. Vi o céu na personificação do inferno. Só de lembrar e escrever aqui e agora, sinto minha buceta escorrendo!

Delirei de prazer com aquele sexo oral! Mas era só o começo. Ele sentou no sofá, deu umas palmadinhas no colo e me chamou para sentar nele. Fui de frente estava louca para ele chupar meus mamilos e mordiscá-los também, e ele fez muito bem! Comecei a cavalga-lo devagar, ele ama essa posição, acho que a maioria os homens gosta. Ele chupava meus seios e apertava minha bunda com tanta força! Ficamos ali por alguns minutos, depois ele pediu para eu virar que ele queria me fazer gozar. Sentei no colo dele, mas agora de costas, amo essa posição! Na terceira rebolada que dei no colo dele já estava gozando. Ele agarrou meus peitos e meteu rápido, rápido, rápido. Gozei demais! E tinha certeza que ele também. Imagine a minha surpresa quando ele me deitou mole no chão e vi aquele pau durinho na minha frente! Quase morri de tanta alegria. Ele se deitou em cima de mim e meteu devagar, fazendo movimentos meio em diagonal (uma delícia). Disse: Só um carinho enquanto vc se recompõe. O resultado é que gozei naquela posição também. Achei que nunca mais conseguiria mover minhas pernas, quase desmaiei de tanto gozar, mas eu não seria boba de desmaiar e perder aquilo. Eu estava gostando demais!!! Pedi a ele para gozar senão ele ia me matar. Ele disse que só iria gozar quando ele decidisse que era para eu me preocupar em senti-lo e a sair do meu corpo. E assim fiz, nem sei por quanto tempo. Perdi a conta das vezes que gozei e estremeci o corpo todo ali. No ápice dos orgasmos eu me contorcia e acabava levantando um pouco as costas. Ele aproveitava, enfiava a mão por baixo das minhas costas e me dava estocadas fortes e profundas! Quando eu já havia perdido a noção de tempo e espaço ele perguntou: Tá gostoso? Só tive forças para dar um forte suspiro e fazer que sim com a cabeça. Ele deitou seu corpo todo sobre o meu, passou seus braços por trás nas minhas costas e segurou em meus ombros. Meteu com tanta força que eu levantava do chão. Eu nem acreditava naquilo, mas lá estava eu gozando de novo sei lá por quantas vezes e ele a primeira.

Ficamos deitados ali por uma hora, aproximadamente, tomamos um Ice e comemos uma barra de chocolate. Fomos para o banho agarradinhos. No banheiro ele me ajoelhou e pediu para eu terminar o que havia começado. Chupe, lambi, cherei e esfreguei nos meus fartos seios aquele pênis mágico. Perguntei a ele se queria gozar na minha boca. Ele respondeu: Não! Quero gozar no seu cú! Meu corpo arrepiou todo! Saímos do chuveiro e fomos para a cama.

Caímos na cama nos beijando, ele chupou meus seios mais uma vez e me virou de quatro. Enfiou os dedos na minha buceta, ela estava completamente inchada e já começava a escorrer meu mel de novo. Tirou os dedos de dentro de mim e os lambeu. Achei aquilo muito excitante. Pediu para eu colocar uma perna em cima da cama e segurar na cabeceira, veio beijando minha nuca e mordiscou minha orelha. Colou seu corpo bem junto ao meu, puxou meu cabelo para trás, beijou minha boca e disse: Vou te fazer gozar mais minha vadia safada! Abriu bem minha buceta e enfiou o pinto de uma vez! Passou o braço pela minha cintura e me comeu tão gostoso, rebolando e apertando meus seios. Gozei lentamente, perdi até a visão. Gemi gostoso e percebi que ele estava sorrindo. Então ele disse: Que mulher mais gostosa e molhadinha eu encontrei aqui! Me pôs de Quando de novo, bem na beiradinha da cama e ficou em pé, quando eu achei que ele finalmente iria comer no meu cú, ele meteu a boca na minha buceta e chupou meu gozo. Daí foi esfregando a cara e lambendo até chegar pertinho do meu cú. Então foi aí que ele fez algo divinamente ou diabolicamente delicioso, ele lambeu e chupou a entradinha dele. Beijou minha bunda e deu uma grande lambida com força da minha buceta até o meu cú. Enlouqueci de tanto prazer e pedi: Me fode com força, come sua putinha igual uma cadelinha. Vem! Nem precisamos de muita lubrificação. Ele meteu tão gostoso, num rítimo perfeito. Entrava e saia sem medo, com toda a vontade e urgência que nossos corpos pediam. Gozo muito fazendo anal e dessa vez não foi diferente. Foi o melhor em minha vida, até aquele momento.

Depois de tanto sexo caímos exausto sobre nossa cama. Eu disse para ele: Não existe homem no mundo igual a vc! Ele respondeu: É por isso que vc é só minha? E eu respondi: Não! Sou só sua porque só sei amar e me entregar de verdade para você.

No dia seguinte, segunda-feira o Roberto foi falar com o Ale sobre o e-mail. O Ale foi muito corajoso e respondeu: cara tô doido para pegar sua mulher de novo, mas sei que vc não vai deixar e sei que estou quase apanhando aqui, mas quero te propor algo que acho que vamos gostar? Que tal eu, a Bia, minha namorada, você e a jú juntos na próxima sexta? Assim poderemos ficar o sábado inteiro transando e ainda pedir para aquelas duas mulheres gostosas se chuparem e nos chuparem muito. A resposta do Roberto? Foi: Onde nos encontramos!?

Mas, isso é a próxima transa que vou contar.

Beijos,

robejul@hotmail.com



Meus outros contos:

O que uma mulher realmente QUER!

Eu e meu marido iniciando no mundo da dp.

 

Gostou? Vote no Conto:

23919 visitas