Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A primeira vez com Zac | Heterosexuais | Acervo de Contos

A primeira vez com Zac

Ele era quieto, na dele, misterioso.... mas ele me queria... e como queria!









Conheci o Zac através de amigos em comum... gostávamos do mesmo som, das mesmas bandas e das mesmas baladas... Lindo, alto, cor de cenoura como costumava dizer... me respeitou até demais..... até que o quis!

Disse que pensava muito nele... meu relacionamento estava muito estranho e lembrei o quanto era legal sair com ele... a história nossa começou ali!

Após trocas de SMS e bate papo decidimos nos encontrar... ahhhh... a conversa seria em um lugar tranquilo.... paramos no Motel!

Estava curiosa em saber como ele seria porque seu beijo era o máximo.. fui! Nada provocante, ia para a faculdade, blusa preta, saia jeans e tênis....  quando o vi, sabia que o queria em mim. E como queria-o em mim.

Assim que nos vimos nos beijamos como há tempos imaginávamos... o abraço me envolveu e em seus olhos me perdi. Olhos azuis! Lindo!

Nos abraçamos como se o mundo acabasse ali! Achamos um lugar que, após alguns encontros, passamos a chamar de Nosso lugar e ali, desde a primeira vez,  já sabia o que me esperava. Assim que adentramos nos beijamos novamente e ele me deitou na cama, desenhou sua língua em mim... a cada ofegada ele me puxava pra si. Pedi para parar... Pedi arrego! Ele, maldoso, continuou descobrindo meu corpo que pulsava a caba chupada. Ele me achou! Acabou com minhas barreiras... disse o quanto era gostosa e eu o fiz repetir.... subiu em cima de mim me invadindo com a força que eu queria e sabia, desde o princípio, que iria acontecer....  Olho no olho, respiração funda e rouca nos pegamos no primeiro motel que encontramos.... cenário de lindas transas!...   o sexo era tão intenso, tão perfeito que me coloquei de quatro e pedi que ele me tomasse para si.... e ele tomou.  Entre gemidos e xingamentos nos tornamos um só considerando a perfeição do nosso encaixe. Eu, casada, com alguém que havia apenas ficado. Os céus estavam conosco!

Seu corpo em cima do meu, eu encaixada nessa oferta assombrosa, me vi  transando com o passado que se tornou presente... ele e eu, eu e ele... um só!  Zac me pegava com força, com carinho, com amor até... de baixo fiquei em cima e nossa dança era única! Nossos movimentos, nada ensaiados, sincronizados, nos levavam ao prazer. Mordia seus lábios, balbuciava xingamentos e o pedia cada vez mais dentro de mim. Mudamos de posição e eu o descobri... o chupei como ninguém havia feito e ouvi o gemido mais lindo que já ouvi. Em um 69 continuamos até ele me colocar sentada em seu membro lindo, duro e grande! Em cima dele cavalguei como há tempos não cavalgava... a cada estocada ele me mordia, me xingava, me amava. Cavalguei  como a vagabunda que ele queria e dizia... cavalguei como fugindo do mundo... cavalguei como se nunca mais fosse vê-lo!

Movimentos ligados, suor misturado, amor e raiva estavam conosco. Chupá-lo com intensidade me fez perder o que ainda restava de bom senso. Ser chupada por ele me enganava no que era certo ou errado. nosso encaixe foi perfeito! A melhor dança que tive.... o cheiro, o gosto, o corpo... ele é meu e eu sou dele! Somos um!

O tempo que ficamos longe foi posto como presente e nos acabamos em nós! Somos os malditos do outro em busca do prazer que tanto temos e queremos. Somos os malditos um do outro...  e penso que nos amamos! Porque nos desejamos tanto! e sempre!

 

Gostou? Vote no Conto:

749 visitas