Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A amiga da minha namorada | Heterosexuais | Acervo de Contos

A amiga da minha namorada

Olá, me chamo Marcelo, sou moreno de olhos castanho-escuro, sou personal treinner em uma academia, entao ja deu pra sacar que sou bem sarado; estou sempre rodeado de garotas lá na academia, e eu sou bem safado,eu tambem provoco, mais agora que to namorando, não posso ficar dando bobeira, mais trato muito bem as minhas ''alunas''. Minha namorada malha comigo na academia, na verdade, ela tambem é professora de lá, o nome dela é Bianca; ela começou como aluna, mais ja fazia aulas de educação física por fora e acabou se tornando professora lá na academia; Fiquei louco com ela assim que ela entrou,começamos a ficar e hoje faz 9 meses que estamos juntos. Ela é loira, tem olhos verdes e um corpo que me deixa sem ar; tem tudo definido, oque toda a mulher tinha que ter, tudo no lugar, eu fico excitado só de lembrar do corpo dela, mais enfim, eu não vou ficar enrrolando vocês, eu não vim aqui pra falar da minha namorada, eu vim falar da melhor transa que tive ate hoje ,e ..não foi com a minha namorada, foi com a melhor amiga dela. A vanessa.

Ha uns três dias atrás, eu estava dando aula na academia , era umas duas e pouca da tarde, e Bianca veio ate mim,acompanhada de uma amiga, dizendo que ela queria definir mais o corpo dela, e que eu a treinaria, pois como eu era mais experiente nesse ramo de definições do corpo, eu seria o responsável por treina-la, e outra, ela queria aulas particulares, nada de aulas em grupo, achei aquilo ridículo, mais ela pagaria em dobro, então eu não discordei; Dei um beijo na Bianca e entrei com a amiguinha dela na sala de aulas particulares.

:- Então, como você se chama?- disse eu indo ate o outro lado da sala,pra pegar o colchonete.

:- Vanessa.. a Bianca nunca falou de mim ? nossa, agente vive grudada..- disse ela prendendo seu cabelo num rabo de cavalo.

Fui voltando ate o meio da sala com o colchonete na mão e a olhei :- E ela ja falou de mim?

:- Se ela ja falou de você? você é o namorado dela, acha que ela não ia falar nada?

ela se aproximou de mim e abriu um sorrisinho meio torto; olhei fixo pra boca dela e analisei seus lábios,que agora, estavam bastante umidos, parecia uma delícia; desci o meu ohar pro seu corpo e encontrei seios muito fartos, uma barriga quase definida com um piercing rosa-claro no umbigo, duas coxas muito grossas, e definidas!

Oque aquela mulher queria definir? só se fosse o meu tesão por ela né?

Subi meu olhar rapidamente para o dela novamente e disse:- é, foi uma pergunta idiota a minha..então, que área você quer definir mais ?

:-Ha, eu não sei, eu parei de malhar não faz muito tempo sabe, mais acabei dando uma relaxada, eu acho que oque mais to precisando é a da barriga e das coxas..-disse ela passando a ponta de seus dedos por cima de seu piering, e depois desceu sua mão para a coxa, onde ficou alisando,bem devagar.

Eu tentava manter o meu olhar parado na cara dela, mais estava começando a ficar inevitável não olhar pra baixo.

:- Tudo bem, então..vamo malhar a área das pernas primeiro. Eu quero que você apoie os cotovelos no chão, e os seus joelhos, eu vou te ajudar a levantar as coxas, vai ser duas séries de 10, ok?

Ela se ajoelhou encima do colchonete e se inclinou pra frente, ficando de quatro na minha frente; jogou o seu cabelo pro lado e disse:- assim?

:- é..isso, agora vou te ajudar pressionando a sua coxa com as mãos, belesa ?- disse eu enquanto me ajoelhava do lado esquerdo dela.

Ela riu um pouco e disse:- eu ja fiz isso antes, não se preocupa.

Abri um sorriso fraco e falei:- ta bom senhorita sabe tudo, vamo la..

Levei minhas duas mãos ate sua coxa esquerda e segurei firme; ela estava usando um shortinho branco muito curto, então, assim que eu toquei nela, deu pra perceber os pelinhos da coxa dela se eriçando, ou seja, ela tava toda arrepiada, oque me deishou mais louco ainda;

Apertei a coxa dela com as duas mãos e falei:- vamo la, um, dois...

Ela levantou a perna até o alto e foi descendo devagar, oque me fez sentir todos os musculos dela se movimentando. Continuei contando enquanto ela levantava a perna cada vez mais alto, ela tinha disposição, oque era bom pra quem malha.

Enquanto eu contava, fui caminhando com o meu olhar pelo corpo dela, quando ela mexia a coxa, a sua bunda aumentava o volume, devia ser por causa do movimento, sei la, só sei que tava começando a me excitar.

Desviei o olhar daquele lugar.

Olhei pro rosto dela, ela estava de olhos fechados e respirando pela boca, seus seios quase se encostavam no chão, e quando ela abaishava a perna, o corpo dela encostava quase todo no colchonete, fazendo os seus seios se expremerem no chão, me deishando com mais vontade ainda.

:- Marcelo? Marcelo..? oi.., ja fizemos dez nessa perna. -Disse ela me olhando de cabeça pra baisho.

:- é ? -Eu continuava a olhar pros seus seios. , nem conseguia me prender ao oque ela dizia.

:- é..da pra soltar a minha perna? -disse ela ja num tom irônico.

Foi ai que me ligue e vi,que minhas mãos estavam apertando a coxa dela com muita força; soltei rapidamente e me levantei do chão.

:- agora falta a outra perna, só não pressiona tanto quanto você fez nessa não,ta? -disse ela abaishando a perna esquerda.

:- Não eu, não vou apertar não,só fiz uma vez pra você ver como é, você tem que forçar bastante aquela parte que eu apertei , porque é ali que começa a criar forma primeiro, entende? - disse eu dando a volta na sala, em direção a porta.

:- ta mais, você vai aonde?

Abri a porta e disse:- Falar uma parada com a Bianca, quando eu voltar, quero ver você fazendo abdominal ja ein.

Ela abriu um sorriso torto e disse:- Mais é claro, professor.

Dei um sorriso desconcertado devolta e fechei porta num movimento só.

Eu não ia conseguir dar aula pra Vanessa, não sem me descontrolar; vi Bianca vindo na minha direção e a pushei pela cintura assim que ela se aproximou , fazendo os nossos corpos se pressionarem um contra o outro rapidamente.

:- Uau, que fogo é esse ? -disse ela pousando suas mão sobre o meu peitoral devagar.

Aproximei os meus lábios do dela devagar e comecei a roçar as nossas bocas num movimento constante, oque fez ela fechar os olhos e soltar um sorrisinho rapido.

Sorri um pouco e sussurrei:- é saudade da minha loira gostosa..,

Ela riu baishinho, afastou um pouco nossos lábios e disse:- aqui não bebê, deve ta todo mundo olhando.

:- Como se ninguém soubesse que somos namorados..vem ca, deisha eu te dar um beijo vai..

aproximei nossos labios novamente e abri minha boca, colocando a minha lingua pra dentro da boca dela bem devagar, iniciando um beijo lento, que aos poucos,começou a ficar bem intenso.Ela correspondeu ao meu beijo, suspirando fundo; e quando só os nossos lábios se encostavam, ela dava uma mordidinha bem fraca no meu lábio inferior, oque me excitava, e ela sabia disso.

Ela começou a me encher de selinhos, selinhos leves que me tranquilizavam, ela conseguia me deishar do jeito que ela queria, e naquele momento,ela queria me deishar calmo, dava pra perceber;

:- eu tenho uma aula pra dar agora..- disse ela numa voz baisha e calma.

Suspirei fundo, abri meus olhos devagar e fixei o meu olhar no dela.

;- Desculpa é que..

:- Ei, não precisa explicar, seja oque for que aconteceu, eu amo você..- disse ela com um sorriso meigo no rosto.

Abri um sorriso fraco e disse;- vai la pra sua aula vai..

Ela sorriu e disse:- Daqui a meia hora acaba o meu horário, ai agente vai la pra casa, ta ?- disse ela mordendo seu labio inferior, sensualmente.

Desci uma de minhas mão da sua cintura ate a sua bunda, apertei com força e disse:- Mal posso esperar..

Ela sorrio e foi se afastando de mim devagar, em direção ao corredor;

Olhei pro teto e levei minhas mãos ate a minha cabeça.

Eu , definitivamente, não conseguiria dar aula pra Vanessa.



Mais ate que as coisas foram ''normais'', com o tempo, consegui me acostumar com o jeito inocente-provocante da Vanessa, ela me atiçava bastante, e eu passei a corresponder, mais agente nunca saiu do controle, não porque eu não quizesse, mais porque ela era amiga da Bianca, eu não podia passar dos limites; trocamos ate telefone, conversavamos muito quando estavamos na academia, as vezes até a Bianca conversava com agente, oque era bom, me deixava menos nervoso.

Então, pra tentar me concentrar mais na Bianca, decidi ir a uma festa com ela, mais só eu e ela, nada de amigos ou coisas parecida. No começo tava tudo bem, nós dançamos juntos, eu estava realmente curtindo a Bianca, como eu ja não curtia a um bom tempo, tinha me esquecido de como ela era gostosa e delicada ao mesmo tempo, tinha todo aquele corpão, mais era tão sutil ao mesmo tempo, cheguei a ficar bobo ao perceber com ela cosnseguia ser tão perfeita de várias maneiras. Paguei uma bebida pra Bianca e deishei ela sentava no bar, enquanto eu ia ao banheiro, derrepente, ouvi meu teleofne tocar, peguei o mesmo do meu bolso e vi o nome ''Vanessa'' na tela.

:- Vanessa ?

:- Marcelo? marcelo me ajuda! um cara ele..tentou me, me..- disse ela quase chorando.

:- oque? fala mais alto! - disse eu duas oitavas acima.

:- Eu vim a uma festa, e um cara tentou ficar comigo, mais eu nao quis e ele veio pra cima de mim, rasgou toda a minha roupa, eu to assustada, pede pra Bianca chamar alguém me buscar por favor!!

:- Vanessa, calma,eu vou ai te buscar, aonde você ta?

:- to no centro da cidade, naquela balada Wordfes..ha eu nao..-Disse ela gaguejando;

:- WordFest!, eu sei qual é..ta eu, tô indo pra ai, não sai da onde ta, se vir alguem,você entra pra dentro do bar,ok?

:- ta, vem logo...

Desliguei e guardei meu telefone novamente no bolso. Oque eu faria agora? eu não podia falar com a Bianca, quer dizer, eu podia, mais ela ia ficar toda nervosa, eu não queria estragar nada com ela. Então, decidi buscar a Vanessa, deisha-la em casa, ja que ela morava perto do bar, e voltar rapidamente pra balada, rezando pra Bianca não desconfiar de nada.Assim que sai do banheiro, olhei pra pista e vi que algumas amigas da Bianca haviam chegado, oque era ótimo,porque destraia ela por algum tempo; sai da balada, peguei meu carro e toquei pro bar onde a Vanessa estava.

Chegando ao bar a Vanessa estava em péssimo estado, com o vestido todo rasgado, cabelo um pouco bagunçado e a maquiagem toda borrada, e ainda por cima, bêbada; Coloquei ela dentro do meu carro e a levei pra casa, ela me deu a chave da casa dela pra eu abrir, e subimos as escadas rapidamente ate o quarto dela.

Bom, meu trabalho ja estava feito, levei ela ate a casa dela, o certo seria dali, ela se virar, mais ela não tinha a mínima condição de tomar um banho ou sei la, ela não conseguia andar sozinha; então, pra ela acordar um pouco, decidir ajudar ela a tomar um banho.

:- Ai..ta gelada..-dizia ela toda vez que eu tentava por a cabeça dela debaisho do chuveiro.

:- eu sei, mais tem que ser gelada mesmo, pra você acordar Vanessa.

:- ma-mais..eu não quero, eu quero durmir..

:- Vanessa para..

Comecei a pegar um pouco d'agua com a mão e passar no pescoço dela, fazendo a agua passar pelos seus seios e ir passeando pelo resto do seu corpo bem devagar; ela acabou cedendo e fechou os olhos,deishando eu dar o banho nela. Fui passando minha mão pelos seus seios devagar (que agora só se encontravam tampados pelo suthiãn), e continuei a descer pela sua barriga,passando a ponta dos meus dedos sobre a sua pele, fazendo ela ficar toda arrepiada.

Eu sabia que devia parar. Mais eu não queria parar.

Fui passando minha mão pela lateral do corpo dela, apertando a cintura dela com toda a minha força; ela soltou um gemido baisho, oque me sentir meu pau começar a latejar sobre a minha bermuda toda molhada. Olhei pro rosto dela novamente e ela ainda se encontrava de olhos fechados e suspirando fundo; Não sei porque mas, derrepente e Bianca veio na minha cabeça. Tirei minhas mãos da Vanessa.

Ela abriu os olhos devagar e seu olhar penetrou no meu de uma forma que eu não conseguia parar de olhar; é dificil explicar porque ou..a razão, eu só sei que quanto mais tempo o meu olhar se fixava ao dela, menos eu tinha vontade de solta-la, de sair dali.Eu queria mais,eu queria ela.

E ela sabia disso.

Derrepente senti a mão dela descendo pelo meu corpo, passando pelo meu peitoral e indo ate o meu abdomen, bem devagar, oque me fez arrepiar completamente; entao levei minha mão novamente ate a cintura dela e a pushei para mim com muita força, fazendo ate um barulho com os nossos corpos assim que se encontraram; aproximei nossos lábios e a beijei com vontade, encostando as nossas linguas rapidamente; ela fechou os olhos novamente e correspondeu ao meu beijo, depois de uns segundos, foi parando o beijo bem devagar e mordeu o meu lábio inferior com violencia, oque me fez excitar completamente.

Dei alguns passos com ela para trás, fazendo ela encostar na parede do box bem devagar; apertei o meu corpo no dela, pressionando ela na parede bruscamente, ela soltou um gemido mais alto , entre o beijo, deishei escapar um sorriso fraco ao ouvir aquilo; Ela foi descendo a mão dela novamente pelo meu corpo, ate chegar na minha bermuda, e apertou o meu pau por cima do tecido com toda a força; Suspirei fundo e apertei a cintura dela com as duas mãos, oque fez ela gemer novamente, e oque me fez ficar mais excitado ainda. Fui subindo as minhas duas mãos pelas costas dela ate chega na barra do suthian, e desabotuei o mesmo com um pouco de pressa; joguei o suthian della no chão aos poucos e fui descendo uma de minhas mãos pela corpo dela ate chegar na cintura, tentando abaishar o resto de vestido que ainda havia em seu corpo; ela abriu um sorriso torto entre o beijo e levou a sua mão ate o local, me ajudando a abaishar o vestido bem devagar..

Eu não tava mais aguentando aquela situação, eu queria a Vanessa por completo. E eu teria;

Assim que terminamos de abaishar o vetido dela, dei uns dois passos para trás e comecei a pusha-la pela cintura , fazendo ela vir na minha direção; ela entendeu a minha intenção e começou a andar para frente, saindo do box e indo comigo rapidamente para o quarto. Empurrei ela na cama, fazendo ela deitar de imediato na mesma, e ao mesmo tempo fui me deitando por cima dela bem devagar; fui deslizando os meus lábios da boca dela ate o pescoço, roçando os meus lábios lentamente sobre sua pele e dando leves mordidinhas , bem devagar., ela soltou um gemido bem fraco e fino no meu ouvido, e foi descendo suas mãos pelas minhas costas; em seguida subiu sua mão novamente, trazendo a minha camisa junto., afastei meus labios do pescoço dela e deishei ela tirar a minha camisa; olhei fundo nos olhos dela e ela mordeu seu lábio inferior bem sensual, e depois, abriu um sorrisinho torto, oque me fez ficar ipnotizado., Sorri rapidamente e voltei a beijar o pescoço dela bem devagar, mais dessa vez,comecei a pressionar o meu pau na sua bct com força, num movimento vai e vem constante; despois de uns segundos, ela começou a soltar uns gemidos baihos e bem longos no meu ouvido, oque me fazia cada vez mais,aumentar a velocidade do movimento de nossos corpos; senti que ela começava a rebolar bem devagar, fazendo a sua buceta roçar no meu pau bem devagarinho; soltei um gemido rouco e ela sorriu., Levei uma de minhas mãos pela coxa dela devagar, e apertei com força, fazendo ela dar um gritinho bem fino no meu ouvido, fechei meus olhos e continuei a deslizar com a minha mão para dentro da calçinha dela; toquei seu grelinho com o meu dedo indicador e comecei a bolinar o mesmo bem devagar, foi ai que senti,que ela ja estava toda molhadinha, oque fez o meu pau latejar na minha cueca;

Subi com meus lábios ate o ouvido dela e disse numa voz rouca:- fica de ladinho pra mim, fica...

Ela soltou um suspiro pesado mais sorriu ao mesmo tempo., apoiou suas mão no colchão e foi e virando de lado bem devagar, impinando a bunda na minha direção; mordi meu lábio inferior e comecei a abaishar a minha bermuda, juntamente com a minha cueca ate a altura da minha canela; me deitei de lado tambem,bem atrás dela e com uma de minhas mãos, peguei uma das coxas dela e levantei no alto fazendo ela abrir as pernas completamente; fui colocando a calçinha dela pro lado e levando o meu pau ate a bct dela; passei a cabeçinha do meu pau, bem devagar no grelinho dela, fazendo um movimento de cima pra baisho e sentindo o grelo dela pulsando bem devagar no meu pau; Fechei meus olhos e ouvi ela soltar mais um gemido;

Ouvir ela gemer me deishava louco, eu desejava a Vanessa como nunca havia desejado nenhuma mulher na vida.

Fui descendo o meu pau ate a entradinha de sua bct e comecei a enfiar a cabeçinha bem devagar, e assim que a cabeçinha entrou,enfiei o resto de uma vez só; Olhei pro rosto dela, apra ver ua reação e ela mordeu seu labio inferior devagar, fechando os olhos rapidamente e soltando gemidos mais altos ainda; Abri um sorriso fraco e fechei meus olhos., comecei a tirar e botar o meu pau da bct dela; no começo eu ia devagar, porque tava um pouco apertado e duia um pouco quando eu enfiava a cabeçinha do meu pau nela, mais era uma dor que dava prazer, simplesmente ela era gostava pra caralho!

:- Ai...meter vai..- dizia ela entre gemidos bem finos e gostosos de se ouvir; Comecei a meter bem rápido na bct dela , aumentando a velocidade do movimento , socando o meu pau todinho na bct dela de uma vez só; levei meus lábios ate o ouvido dela e sussurrei;- isso, geme vai gostosa, geme pra mim..

Ela abriu um sorriso fraco e começou a gemer cada vez mais alto; fechei meus olhos e fui metendo o meu pau na bct dela com toda a minha força., Eu sentia o meu pau latejando dentro da bucetinha dela e delirava, parecia que ele ia explodir de tanto tesão que sentia; Fui subindo a minha mão pelo seu corpo,passando da coxa dela direto pro seus seios; comecei a massagear um deles bem devagar, e apertar ele com um pouco de força; ela sussurrou ''isso'', bem baishinho enquanto eu brincava com o seio dela. subi mais a minha mão ate o pescoço dela e fechei minha mão envolta do mesmo, apertando o pescoço dela o toda a força, e comecei a meter na bct dela muito rapido, fazendo ate a cama tremer; Ela fez uma carinha de dor no começo mais logo depois gostou;

:- haaa, me enforca, iiiiiiiiisso..- disse ela aos gritos enquanto eu apertava a garganta dela com a mão;

Senti que ela começava a rebolar bem devagar no me pu, oque me fez diminuir a velocidade dos movimentos rapidamente; fechei meus olhos ao sentir o meu rodando dentro da bct dela, ela rebolava com vontade, e começou a gemer bem baishinho e sussurrar o meu nome entre os gemidos; Eu fiquei louco ao ouvir aquilo, fui descendo a minha mão do seio dela, passando pela sua barriguinha lisa, ate hegar na sua bucetinha, e comecei a massagear o grelo dela bem devagarinho com os meus dedos; Depois de uns segundos, eu senti o meu pau todo melado do gozo dela.

Levei a minha mão até a cintura dela e comecei a apertar a mesma com força, oque fez ela parar de rebolar aos poucos.., Me levantei da cama e pushei ela pra beirada da cama rapidamente; ela se sentou na mesma devagar e olhou fixo nos meus olhos., levei uma de minhas mãos ate a sua nuca, e pushei a cabeça dela devagar, levando a boquinha dela de encontro ao meu pau bem devagar; comecei a passar a cabeçinha do meu pau nos lábios dela bem devagarzinho, e ela colocou sua lingua quente pra fora, passando a mesma no meu pau de um lado pro outro, oque me fez fechar os olhos rapidamente; olhei pra baisho novamente e comecei a enfiar o meu pau todinha dentro da boa dela, e o resto, nao precisei fazer, ela começou um movimento de vai e vem com a abeça bem devagar, fazendo o meu pau entrar e sair dentro da boca dela lentamente; suspirei fundo e fiquei olhando ela fazer o trabalho, depois, comecei a alisar o rostinho dela bem devagar., Derrepente ela começou a aumentar o movimento da cabeça dela, fazendo o meu pau entrar e sair da boa dela muito mais rapido; fechei meus olhos e soltei um gemido rouco e alto; comecei a sentir uma vontade enorme de gozar, entao tirei o meu pau de dentro da boca dela devagar e fui punhetando ele com a mão mesmo; ela levou a mão dela ate o meu pau, expulsando a minha mão dali , e começou a pubnhetar o meu pau com a mãozinha dela; até que tava bem rapido e gostoso, abri um sorriso fraco e gozei rapidamente., ela, vendo o gozo saindo,começou a passar a lingua bem devagarzinho no meu pau, deishando os labios dela todo melado do meu gozo; levei a minha mão novamente ate a nuca dela e pushei-a para cima, beijando-a novamente, só que desta vez , bem devagarinho, com um pouco mai de carinho; ela sorriu entre o beijo e começo a me pushar para trás, fazendo agente se deita na cama novamente e ficar assim, a noite toda.

Depois desse dia, eu e Vanessa transavamos sempre , e eudescobri, que a Bianca mantinha relações com a Vanessa também; acabamos indo a uma festa e transamos nós três;

Ha, mais esse história, fica pra outro dia;

 

Gostou? Vote no Conto:

38313 visitas