Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Encoxando no onibus lotado em BH. | Fetiche | Acervo de Contos

Encoxando no onibus lotado em BH.

Me arrumo para sair e a única coisa que penso é em encontrar uma mulher que possa compartilhar esta deliciosa perversão. Caminho com passos largos e sinto a excitação tomar meu corpo e algo crescendo entre minhas pernas, ao chegar no ponto de onibus a única coisa que desejo é que o mesmo venha repleto de gente para poder iniciar minha maravilhosa rotina. Com certo nervosismo busco a candidata ideal, faço uma espécie de seleção e escolho não a mais bonita, meu pau pede que escolha a que tenha a bunda mais gostosa, quem sabe ela esteja uma calça legging e uma calcinha bem sex, um jeans colado ou até moletom fininho para que eu a sinta melhor, quanto mais atrevida mais excitado fico com a meu pau super duro louco pra encoxar.



O ônibus finalmente chega, entro com dificuldade mas muito feliz, vou dando pequenas encoxadas nas candidatas, depois desta parte já estou atrás da selecionada, devo aproveitar já que o trajeto não é muito longo, assim vamos logo a obra, começo a encoxar inocentemente, acariciando sua bunda com meu pau bem devagar para vê a reação, após ela não mostrar nenhuma reação eu sei que sentiu meu pau e gostou, fui aprovado, o coração esta na boca, passo a encoxar como quem esta metendo, sinto sua respirar, afasto meu pau mas logo ela dá um jeito de sentir meu pau novamente, ela realmente esta gostando... sabemos dos riscos mas curtimos o momento, estou em êxtase, meu único desejo é penetrar essa desconhecida que esta com aliança, ela me fez perder o pudor e agora estou com o pau atolado na sua bunda com cara de inocente.



A melhor parte esta chegando, ela se abaixa para arrumar a mochila que esta no meio de suas pernas, ela esta rebolando no meu pau, isto é uma tortura, o ônibus segue cheio e a maioria das pessoas dormindo, posso sentir uma umidade na minha calça, imagino que ela também esta molhadinha, seria mto bom seca-la com a boca, conforme o ônibus balança nossos corpos parecem fuder, ficamos com uma ligeira timidez mas nem eu e nem a minha maravilhosa companheira de viagem saímos da posição, sei que sua buceta esta molhada ela coloca a mão pra trás e aperta meu pau, ela segura e o sente palpitar.



Minha viagem esta a ponto de acabar e só penso no tesão que estou sentindo relando meu pau na sua bunda,

só falta mais um ponto e nenhum dos dois chegaram ao ponto máximo, fica o desejo do encontro do próximo dia, quem será a minha próxima encoxatriz, chego ao meu destino e deixo minha desconhecida, ela dá uma ultima apertada no meu pau.



São 08:15 chego com velocidade ao meu trabalho e o primeiro que faço é masturbar imaginando a desconhecida que rebolou com força no meu pau...











Lindas leitoras, para contato, dicas e sugestões entrem em contato: felipephns@gmail.com

 

Gostou? Vote no Conto:

9022 visitas