Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Dei a bunda pela primeira vez para um sup | Fetiche | Acervo de Contos

Dei a bunda pela primeira vez para um sup

Sempre gostei de me travestir. Desde adolescente tenho essa curiosidade em saber o que sente uma mulher. Gostava de colocar as lingeries ousadas que minha mãe ganhava dos namorados. Gostava de penetrar tudo o que parecesse com um pau - tubo de shampoo, desodorante, escova de cabelo, pau de vassoura, pepino, banana, linguiça... Até experimentar pela primeira vez um consolo. Lembro da sensação ao vestir pela primeira vez uma cinta-liga. Amei. Mas não gosto de HOMEM. Gosto sim de sexo com Homem... Gosto de chupar uma piroca, de preferência bem grande, gosto de ser penetrada (sim, quando estou "montada" gosto de ser tratada no feminino, com "a" no final"). Mas até então não sabia disso. vou contar como fui "inaugurada" por um cacete de verdade. A primeira vez que trepei com um macho. Foi assim:

Eu já estava me travestindo e "brincando de crossdresser" na internet há alguns anos... Sou gordinha, coxuda, lisinha e tenho abunda muito, muito grande... Adoro me montar com liga, meia 7/8 e calcinhas de fio... espartilho, salto alto e sainhas ousadas e ir "pescar" os bofes no bate-papo do uol e mostrar minha bundona no Skype. 

Gosto de vê-los excitados, gosto daqueles paus gozando pra mim e das palavras safadas. Minha profissão me favorece, passo mais tempo ausente de casa, então posso me "montar" nos hotéis da vida e rebolar meu rabão enorme nas Webcams da rede... Eu me excito demais com isso, tem noites que gozo 5, 6 vezes... mas chegou um momento em que eu queria saber como era ter um macho dentro de mim, me arrombando, queria sentir um pau de verdade entre os lábios e o gosto do sêmen jorrando na minha boca, queria ser currada e ter o cu invadido por um cacete de verdade.

Na rede sempre rolam aquelas conversas mais picantes, tenho muitos amigos no sexlog, contatos no skype... Sempre tem um ou outro disposto a foder uma bunda grande e gostosa de cinta-liga, salto alto e espartilho, mas nunca dava certo - ou porque o bofe morava longe, ou então porque não me empolgava com o tipo do pretendente, ou porque eu não tinha coragem de levar a coisa mais a fundo. Mas isso mudou naquele dia... Era uma terça-feira, sozinha num quarto de hotel eu estava de cinta-liga, meia 7/8 preta e uma minúscula calcinha preta louca para mostrar a bunda na cam pra um bofe gozar quando entrei no bate papo do UOL eu uma das salas das CROSSDRESSERS. Eu já estava lá entretida em conversas com caras querendo isso ou aquilo, quando me chamou a atenção um nick que entrara na sala - NegãoGG PR - Tenho uma queda por negros principalmente pela óbvia diferença de tamanho de seus dotes... rs... Eu estava logada como CdBunduda GG - 

Passaram-se 10 segundos e ele me chamou no chat: 

- Boa noite BB, adoro um rabão... 

Senti de imediato um frio na barriga... Respondi sem hesitar: 

- Olá safado.. E eu adoro um negão...Qual sua idade?

Passaram-se alguns minutos até ele responder, devia estar falando com outras cd's e aquela espera estranhamente me fez sentir que ele não conversaria mais, quando ele respondeu:

- 36 e vc?

- 30... De onde vc é? Perguntei.

- Sou de Guarapuava - Eu tremi... Estava indo trabalhar naquela cidade e passaria lá o fim de semana sozinha, em um hotel. Perguntei:

- qual é o seu Skype? instantaneamente ele respondeu, como se já tivesse escrito a resposta:

- Me adiciona: "fulanodetal"@live.com...E eu disse: 

- O meu é sexybigbutt@outlook.com...

Nem deu tempo de abrir o SKYPE e já estava lá uma solicitação de amizade de um tal André, a foto era de um enorme caralho negro e duro, ligeiramente torto e bastante cabeçudo - grande e grosso. Pensei que já que era pra "brincar" na cam seria delicioso ver aquela pica enorme gozar. Aceitei.

Ele, se referindo á minha foto disse:

- Nossa que rabo delicioso, eu quero você... de onde vc é?

- Maringá - respondi - Amei a sua foto também.

- Rsss, tenho 24 cm de dote, aguenta? - Perguntou ele.

- Não sei... só fui penetrada por consolos e objetos... Não sei como é ter um macho de verdade.

- 30 anos e nunca deu??? Nem mamou?? Quero ser o primeiro a meter nesse bundão. posso? Eu vou devagarinho...rs

- Não, nunca dei nem mamei um pau de verdade... mas.. quem sabe não vai ser esse seu cacetão??? Respondi.

- Eu adoraria putinha! Você tem mais fotos? - ele perguntou.

- Sou Gordinha, já vou avisando para não se decepcionar... rs - 

- ADORO - foi a resposta

Comecei a enviar fotos... Cada foto que baixava era um comentário cheio de tesão que ele fazia, e mandava nudes de volta, um homem alto, um pouquinho acima do peso, mulato-quase negão, e o dote era incrível.. já conseguia me imaginar abaixando sua calça e abocanhando aquela coisa enorme e cabeçuda... Me disse que tinha 1,84, pesava 105 quilos, que trabalhava comprando e vendendo carros.. Depois de umas 20 imagens trocadas e muita sacanagem na conversa eu convidei pra uma brincadeira na WEBCAM:

- Vamos CAM?

- VAMOS!! - O safado estava só aguardando a deixa para abrir a Câmera. Pensei. Eu escrevi:

- Espere um pouco que eu vou colocar uma calcinha e pegar meu consolo, quero imaginar que é você metendo no meu cu... 

Eu tinha um vibrador de uns 20 cm, grande mas parecia ser bem menor e mais fino que aquele caralho descomunal dele...

No que ele disse:

- Não demora que eu to quase gozando e quero que você assista meu pau dando leite... 

Eu já estava montada, mas queria me produzir um pouco mais para ele... Eu sentia que podia ser pra ele que eu daria meu rabinho pela primeira vez, o que eu ansiava há algum tempo. Será que meu cuzinho virgem estava guardado para aquela jeba enorme?? Seria como um sonho, mas não sabia se aguentaria ser descabaçada por um dote tão avantajado. Será que ele ia me rasgar as preguinhas e me fazer sofrer? eu estava morta de medo... Mas estava bastante disposta a tentar...

Eu vestia uma meia 7/8 rendada preta, de cinta-liga preta e uma minúscula calcinha fio dental que se prendia com lacinhos nas laterais. Fui até a mala, coloquei uma calça jeans e uma camiseta por cima da lingerie, e fui até meu carro no estacionamento do hotel e peguei uma sacola onde estavam mais "apetrechos" e voltei ao quarto.

Vesti uma peruca longa e loira, um espartilho preto com detalhes vermelhos e uma sandália meia-pata de salto 15 preta com o salto vermelho, com tiras que se enrolam no tornozelo. Coloquei também uma máscara de renda preta, fiz uma maquiagem leve conectei minha webcam no note, posicionando-a em cima de um armário voltada para a cama do hotel... testei a posição. Ela enquadrava minha bunda de 4, as costas até a nuca e a panturrilha até os pés - eu fazia questão de mostrar minhas sandálias...rs. Isso tudo demorou uns 15 minutos, imaginei se ele ainda estava lá... Chamei pelo SKYPE:

- Vamos? - e ele:

- Bora gostosa... e já mandou a solicitação de chamada com vídeo a qual eu atendi rapidamente...

Apareceu no meu vídeo uma piroca preta gigantesca e dura com uma cabeçona enorme, roxa e melada... Com o áudio aberto eu falava com a voz afeminada:

- Estou louca de tesão seu puto safado pauzudo, cavalo... Seu pau é enorme e eu quero chupar..

- Que rabo vc tem!!! Que tesão... Quero foder essa bunda gigante... 

Ele ordenou que eu enfiasse o consolo na bunda, o que obedeci na hora, arrebitei o rabo e me arreganhei de 4, enfiei a cabeça do brinquedo na portinha do cuzinho empurrando até a base e tirando em seguida em movimentos contínuos, meu cu piscava cada vez que o consolo escapava, um tesão louco invadia meu corpo, eu estava inteira arrepiada quando ele segurou a rola na base e começou uma punheta compassada, deixando aquela chapeleta à mostra... Ele urrava de tesão enquanto eu rebolava, enfiava o vibrador no cu e dizia sacanagens entre um gemido e outro. Vi a cabeça do pau dele pulsando e logo em seguida ejaculando generosamente, ele gozou pra caralho, urrando de tesão. Quando terminou de ejacular desligou a cam. Escrevi:

- UAU seu pauzudo safado, quanto leite...

Silêncio... estava online mas não respondia... será q ele só queria uma gozada mesmo? - Que pena - pensei... 

Mas 10 minutos depois ele chamou:

- Nossa, fazia tempo que eu não "esporrava" tanto... fui tomar banho. Te achei gostosa demais... quero todo dia.. rs...

- Adorei também, seu pau é uma delícia... queria chupar!!!... rs fiquei com água na boca...rs

E ele: 

- Só chupar? não ficou com vontade de sentar nele??

- Vontade eu fiquei mas não sei se aguento um pau desse tamanho!!!! Seu cavalo... rs... Mas com certeza eu gostaria de tentar...

- Só dizer quando e onde que eu vou te foder... pode ficar tranquila que eu passo lubrificante e anestésico... rs

- Vc quer mesmo? "Inaugurar" meu rabinho??

- Sim eu quero, mas estamos longe - Senti sua decepção.

- Passarei o fim de semana aí em Guarapuava... Chego na quinta e vou embora segunda ou terça... quem sabe não marcamos algo? Te garanto pelo menos que eu vou chupar essa pica grande de um jeito que vc nunca viu... Pauzudo gostoso.

Eu estava realmente decidida a chupar aquela vara enorme e pelo menos tentar dar a bunda pra ele...

- SÉRIO??? - Ele escreveu em CAPS LOCK.

- Sim, mas tem que ser do meu jeito... tenho condições...

- hummm...

- Vamos marcar no motel, eu vou do meu jeito, e vc do seu... nos encontramos no quarto...

- Tá... Só isso??

- Calma grandão... Eu quero muito te dar a bunda, mas não sei se aguento seu pau enorme no meu cuzinho virgem... Se eu não aguentar você vai parar... Além do que não quero que vc me toque na frente... Quero ser tratada como uma mulher... - Eu disse com medo dele desistir...

- Aguenta sim... Eu ponho devagar... Se vc aguentou esse consolo vc aguenta meu pau... rs... E não vou te tocar, só atrás...- ele parecia certo disso - O que mais???

- Máscaras...

- Humm????

- Sim, máscaras pros dois, vou levar duas máscaras, uma pra mim e outra pra vc... Não podem ser tiradas em momento algum...

- Sério? Mas tem que ficar a boca de fora, quero te chupar e ser chupado...

- Sim, claro... 

Ele de pronto respondeu:

- Ok, pode ser excitante...

Meu coração batia forte... eu estava marcando um programa, uma foda e verdade.

- hummmmm, eu topo... quando vai ser?

- Sábado?

- Sábado eu jogo bola, mas pode ser depois do futebol.. lá pelas 19:00.. ok?

- Perfeito. Até lá vamos conversando para acertar os detalhes.

- Isso é sério??? - ele parecia não acreditar.

- Sim, muito sério pra mim..

- To aqui de pau duro só pensando em foder esse seu rabo enorme... Me deixa ver de novo?

Abri a Cam e ele falou:

- Agora rebola essa bunda redonda que eu quero gozar de novo... sua puta safada.. Enfia esse consolo inteiro pra ir acostumando com um pau nesse seu cu virgem que eu quero te comer a noite toda de todas as formas que eu puder, até lá você vai lacear esse rabo pra eu poder te foder sem problema...

Ele começou a socar outra punheta em frente a cam. Excitadíssima, arrebitei a bunda, passei mais um pouco de lubrificante no brinquedo e o enfiei no meu cuzinho quase que de uma vez... O prazer que senti foi indescritível, o consolo me penetrou até a base, e eu sentia o vibrador tremendo dentro da minha bunda... Senti meu cu piscando incontrolavelmente de tesão...

- Aiii seu puto safado..uhnnnn. vai me fazer gozar pelo rabo!!!!... 

- Sábado eu vou enfiar meu cacete até o talo nessa bunda enorme!... Vou encher seu cuzinho de porra sua puta.!!..

Ele continuou falando sacanagens e batendo punheta e eu respondendo entre um gemido e outro, e logo ele gozou de novo, aquele caralhão jorrando gozo era um convite ao prazer. Ele me dava a sensação de que daquela vez seria real, que perderia o cabaço do meu cu do jeito que eu sempre sonhei, com um macho grande e dotado cheio de tesão, pensando nisso gozei loucamente junto com ele...

Desligamos a cam depois de nos despedirmos no chat e eu me sentia muito bem - sabia que ia dar pra ele!

No outro dia, trabalhei sem ver a hora passar e de noite fiquei esperando no Skype, eram quase 10 horas quando ele me chamou:

- Boa noite tesão... faltam 3 dias pra eu te enrabar... hoje não posso conversar nem brincar na cam, mas quero que você sente em cima daquele consolo pra continuar laceando esse cuzinho pra mim tá? 

- Tá bom seu safado... Vou mostrar minha bunda pra algum outro macho e enfiar o vibrador no rabinho pra fazer ele gozar tá?

- Ok puta safada... Amanhã falamos..

E fiz mesmo, estava montada e convidei alguns machos que estavam online pra uma conferência no skype, onde fiquei rebolando no consolo enquanto eles se fartavam na punheta... eu estava seguindo a risca a orientação do meu macho... se ele queria que eu laceasse o cuzinho, assim seria feito. Gozei com o vibrador enfiado na bunda e fui dormir.

Na quinta trabalhei até bem tarde e quando consegui ligar o skype já passava da maia-noite, havia um recado dele:

- Fiquei logado até 11:30 mas não pude mais esperar, amanhã tenho um compromisso muito cedo, entre amanha entre 8 e 10 da noite para combinarmos tudo para sábado... Tô de pau duro batendo uma punheta para as suas fotos gostosa.

Nem me montei, mas bati uma punhetinha com o consolo socado no cuzinho, pra não perder a sequencia...fui dormir porque estava exausta...

Na sexta eu havia chegado a Guarapuava, me instalado em um hotel no qual eu não me hospedava costumeiramente... Fui ao comércio de tarde e comprei lingeries novas: Um corset "under" preto com cadarço e vieses vermelhos, inteiro preto com detalhes em vermelho, uma calcinha fio dental pequena atrás e razoavelmente grande na frente vermelha de amarrar nas laterais, Uma cinta- liga vermelha com detalhes e ligas pretas, uma meia 7/8 arrastão vermelha, uma camisolinha preta de seda e renda... Fui a um sex shop da cidade e comprei uma máscara tipo capuz da "mulher gato" e uma outra estilo "zorro", além de luvas vermelhas que iam até acima do cotovelo... Procurei uma casa de depilação onde inventei que faria uma cirurgia, por isso não podia ter pelos no corpo, e me depilei toda. 

A noite, por volta das 8:30 entrei no skype e o safado já estava online, me esperando...

- E aí? tá tudo pronto pra amanhã? Safada.

- por mim sim, e pra vc?

- Eu tô pronto, só tenho que levar meu cacete... rs... 

- não esqueça dele! rs

- Onde vai ser? 

- Não sei.. Você é da cidade, você sugere então... Além do que quem vai pagar o motel é o sr. kkkkkk

- Claro, faço questão... Vou reservar uma suíte no Motel Luminni, fica na BR, é discreto e vc vai gostar...

- Ok, mas preciso ir antes, pra me produzir... Demoro mais ou menos uma hora...

- Vou deixar reservado a partir das 18:00 então tá bom?

- Tá... Eu vou com o meu carro, entro na garagem, ok? vc deixa seu carro fora.

- Vou de moto, aí dá pra deixar na garagem também.

- Tá, eu vou fazer o seguinte: a hora que a recepcionista ligar dizendo que vc chegou, eu abro a garagem e deixo sua máscara na soleira da porta de entrada... Você a coloca antes de entrar no quarto, ok?

- Rs... Ok..

- Comprei roupas novas para amanhã... 

- Não vamos brincar hoje... quero guardar minha porra pra vc engolir amanhã.

- Ai que delícia. Eu vou socar o consolo no meu cuzinho, que já está laceado... tá?

- Isso mesmo... enfia o vibrador no seu rabo pra não perder o laceio... Amanhã vai levar rola...

Acordei e era o dia marcado, tomei só suco no café da manhã no hotel e fui ao comércio comprar uma lente de contacto colorida, um litro de Jack Daniels, uns cremes e um perfume bem marcante... Nem almocei pois não queria estragar aquela foda deliciosa que se desenhava para logo mais... no meio da tarde saí do hotel já com todos os "apetrechos" em uma sacola e fui a uma cabeleireira que eu havia marcado de manhã, com a desculpa que teria uma festa a fantasia e eu iria vestido de mulher gato... Ela arrumou a peruca na minha cabeça, fez uma maquiagem bem forte, com muita sombra nos olhos, cílios postiços e colocou unhas postiças, fez meu pé e pintou as unhas todas de vermelho, saí de lá igualzinha a uma mulher. Entrei no carro, já eram quase 18 hr, me encaminhei ao motel combinado... Chegando lá guardei o carro na garagem do quarto, tirei minha roupa "civil" e deixei no banco de trás. Levei minha sacola prá dentro da suíte, tranquei o carro e comecei a me produzir... Abri a garrafa de Whisky e servi uma generosa dose. Usei um spray de maquiagem para as pernas na região da bunda e nas pernas... deixei secar bem enquanto matava aquela primeira dose de álcool, servi outra, calcei a meia arrastão vermelha, coloquei o corset, deixando meus peitinhos gordinhos parecendo seios sustentados pelo bojo da peça. Vesti a calcinha, escondendo bem meu sexo com pedaços de micropore. Em seguida coloquei a cinta liga e travei as ligas na meia 7/8, por cima de tudo vesti a camisolinha. Subi nas minhas sandálias lindas e "voilá"... Modéstia a parte fiquei uma delícia... Uma putinha a espera de seu macho. Mais uma dose, já eram 7:30, eu estava excitadíssima, queria muito dar a bunda.

Era quase 8 horas e nada dele aparecer... Eu já estava na 4a ou 5a dose de whisky e Já pensava que ele não iria, um pouco triste pelo trabalho e gasto emocional que aquele episódio havia gerado. 7:54 tocou o telefone, era a recepcionista...

- Chegou seu acompanhante...

- Ok, estou abrindo a garagem...

Como eu tinha combinado com ele, deixei a mascara na soleira da porta do quarto, corri e abri a garagem, voltei, acendi uma luz mais intimista e calcei a sandália de salto e peguei o consolo como ele havia me pedido...  ainda deu tempo de arrumar a máscara olhando para o espelho lateral da cama, me sentia uma verdadeira puta. O whisky fez sua parte e eu não estava nervosa, estava louca para chupar e dar para aquele macho. Ouvi a moto entrando e sendo desligada, ele fechou a garagem e gritou lá de fora com uma voz um pouco arrastada: 

- Desculpe o atraso, eu estava comemorando com os amigos... 

- Vem logo... - Respondi, tentando afinar a voz, como havia feito pelo Skype.

- Estou colocando a Máscara...

Esperei ele entrar sentada em um sofá ao lado da porta, eu já estava "altinha" por causa do whisky. Ele entrou mascarado, com um shorts de futebol, sem camisa, de chinelo e foi logo dizendo:

- Que tesão de puta gostosa!!!! Preciso de um banho prá te comer, mas levanta e dá uma voltinha pra eu te ver nessa roupa de biscate...

Eu levantei e disse:

- Depois você toma... quero te chupar agora!!!... já esperei demais...

-Sua vadia deliciosa...

Ele veio pro meu lado já tirando o shorts... Senti seu hálito de álcool quando ele veio beijar minha boca safadamente, enfiando a língua, mordiscando meu pescoço, com uma das mãos apertou meus peitinhos e com a outra mão puxava minha calcinha de lado pra ter acesso ao meu cuzinho, enquanto mordia e chupava meus mamilos, apertava a minha bunda, dava tapas e dizia que me queria de quatro... fiquei louca de tesão... ele estava cheirando suor mas mesmo assim agarrei seu cacete por cima da cueca, ainda não estava duro o suficiente. fiquei alisando aquele volume enorme, enquanto ele me lambia o pescoço, orelha, peitinho... Não aguentei de vontade, sem dizer nada, tirei sua vara meio mole pra fora, o fiz sentar no sofá e me debrucei sobre ele, olhando aquela jeba enorme, quase incrédula... fiquei de quatro no assento ao lado do sofá, enquanto ele se recostava, pegou o vibrador e passou lubrificante, eu tirei a sua cueca e o pau parecia ainda maior, comecei a punhetá-lo, ele foi socando o consolo no meu cú, eu já estava gemendo de tesão e o pau dele foi ficando mais duro e todo melado, quando ele ordenou:

- Chupa puta... O que está esperando?

- Você mandar... eu disse.

Eu enfiei aquele cacete enorme na boca, comecei a lamber e chupar como dava, já estava com a boca bem aberta e não conseguia engolir tudo. Ele dizia sacanagens enfiando e tirando o vibrador da minha bunda... 

- hummmm.... mama meu cacete vagabunda.....

Quando o pau dele finalmente ficou totalmente duro na minha boca, e era realmente de impressionar. devia ter uns 25cm, e a grossura de 15cm aproximadamente.

- Viu que caralho enorme vc vai levar na bunda? tá duro né? vou te arrebentar o cu hoje safada...

Eu segurava aquele mastro com uma das mãos em sua base, lambia o cacete por baixo, desde o saco até a cabeça, ele às vezes batia com a pica no meu rosto. Eu sugava, tentava colocar tudo na boca, e as vezes só ficava lambendo e babando na extensão inteira pra descansar a boca. O pau dele era mesmo muito grande, e doía a minha boca. Enquanto eu chupava, ele ficava cadenciando o ritmo da chupeta, e fazia o consolo entrar e sair do meu cu no mesmo ritmo.

- Continua chupando meu pau enquanto eu te fodo com esse pinto de borracha. Quero deixar esse rabo laceado pra minha geba entrar...

O cara foi ficando alucinado, me puxava pela nuca, me fodendo na boca e no cú... Ele urrava, eu gemia engasgada, babava naquele cacetão, e quando eu conseguia tirar da boca ele batia aquela cabeçona na minha bochecha, queixo e lábios. Eu delirava de tesão, o que me fazia chupar com mais gosto ainda, fazendo que ele enfiasse ainda mais o vibrador no meu rabo.

Ele segurava o cacete deixando apenas a cabeça de fora pra que eu chupasse e lambesse a glande, me xingava de puta, vadia, safada e eu estava muito excitada, também falava sacanagens com a boca cheia com a sua pica, comecei a chupar mais vigorosamente ainda o pau dele apertando os lábios, babando e passando a minha língua macia num movimento de vai e vem alternando com lambidas gulosas.. Depois de uma meia hora chupando a rola e levando pinto de borracha no cú ele anunciou que ia gozar, fodendo minha boca cada vez mais rápido e urrando feito um animal até que senti aquele leite quente escorrendo pra dentro da minha boca. No reflexo, tentei cuspir sua porra que escorreu pelo canto da boca, lambuzando ainda mais minha cara, mas ele não permitiu e começou a punhetar virando a glande pros meus lábios. Abri a boca pra ele terminar de gozar dentro e senti então os jatos de porra batendo na minha língua, lábios, enchendo minha boca de gozo. Ele berrava de tesão e não parava de jorrar aquele leite grosso... Gozou prá caralho... 

? Engole toda a porra sua puta safada!!

Engoli tudo até que ele tirou sua pica já amolecendo de dentro da minha boca. Eu não parava de chupar o pau meio mole, limpando-o. 

- Agora vou tomar uma ducha pra foder o teu cú... 

Se virou e foi prá ducha, me deixando lá de quatro com o vibrador socado inteirinho no rabo...

Enquanto ele tomava banho, tirei aquele consolo da bunda... Meu cuzinho ardia, e estava todo melado de lubrificante, me limpei com uma toalha, arrumei minha máscara, retoquei o batom, espirrei mais perfume, mais uma dose de whisky. Ele saiu do banheiro com a toalha enrrolada na cintura, amarrando a máscara no rosto com um sorriso de tarado , chegou perto, me agarrando pela cintura e me beijando a boca, o pescoço e a nuca, ele me beijava com um tesão enorme, apertava minha bunda, chupava meus mamilos, me virou de costas pra ele e eu senti o pau ja meio duro de novo roçando minha bunda enquanto ele chupava meu pescoço e orelha e eu estava inteira arrepiada, ele sussurrou no meu ouvido entre um gemido e outro:

- Fica de 4 na cama que eu quero lamber essa sua bunda linda...

Eu delirava de tesão, andei rebolando até a cama, onde fiquei de quatro empinando a bunda o máximo que eu conseguia.

- Que tesão de bunda gigante... Ele mal disse isso e já foi metendo a língua no meu rabo... Ele ia enfiando a língua no buraquinho e dando mordidinhas na minha bunda, puxando minha cinta-liga, socando um dedo no meu cú, depois dois, três, quatro.... isso foi me deixando cada vez mais doida de tesão. Ele esfregava a cara e o queixo e eu podia sentir a barba mal feita me espetando o que me deixava mais excitada ainda e me fazia gemer como uma cadela no cio. Ele chupou meu cu como quem chupa uma buceta... enfiava a cara na fenda da minha bunda e esfregava... Eu o queria dentro de mim, estava explodindo em êxtase e não podia esperar mais... Queria aquele macho arrombando meu cuzinho virgem com seu cacetão:

- Fode minha bunda a-go-ra. Quero sua vara no meu cú já.... implorei.

Ele parou de chupar, se levantou, desamarrou a toalha da cintura, segurou o pau que já estava muito duro e disse:

- Eu estava esperando você pedir sua puta safada...

Pegou o lubrificante e passou na portinha do meu rabo, que já estava todo arregaçado pelo consolo, pegou a camisinha e eu pedi que ele dispensasse pois queria sentir todo seu cacete pele na pele na minha primeira vez... ele jogou a camisinha fora, passou um pouco do gel na cabeça do pau e gritou:

- Agora e abre esse cuzão que eu vou te foder de um jeito que vc não vai esquecer, piranha... Vou te arregaçar do jeito que você merece!

- Então fode.. tira o cabaço do meu cu seu negão safado... Me come o rabinho que eu quero essa rola dentro de mim...

Arrebitei a bunda, relaxei um pouco e ele posicionou aquela cabeçona na entrada do meu cú, me segurou pela cintura e começou a forçar, para meu espanto, a cabeça entrou sem bloqueio, sem dor... o prazer era indescritível, senti uma tontura louca, senti minhas pregas se abrindo, meu cuzinho tava sendo invadido e quando dei por mim percebi que ele já tinha empurrado quase metade da rola prá dentro da minha bunda... eu gemia de tesão e estava toda arrepiada, ele movimentava levemente aquela tora e me falava no ouvido: 

- Ta gostando putinha?

- hum hum... Pauzudo safado, tá arregaçando meu cuzinho... Fode...

- Relaxa que eu quero por tudo.. E geme que eu quero ouvir. 

Ele empurrava a rola prá dentro e eu gemia e tentava relaxar... não porque ele tava mandando, mas porque não tinha outro jeito, qualquer pequeno movimento daquela tora me arrancava gemidos, suspiros, quase me faltando o ar. Muito excitada, comecei a gemer e falar: 

- Me fode com esse pauzão enorme, fode. 

Ele se empolgou e forçava mais e mais, centímetro a centímetro, dizia que queria toda sua vara enterrada em meu rabo. Em um certo ponto então percebi que não era apenas ele que forçava sua pica para dentro do meu cu, mas eu também empurrava minha bunda contra aquele pau grande, senti o saco dele encostando em mim e percebi que finalmente eu estava com aquele caralho inteiro socado no meu rabo...

- Não falei que vc aguentava tudo? Com um rabão desse tamanho... Agora rebola essa bunda tesuda... Vadia.

Eu comecei a rebolar empurrando a minha bunda contra o pau dele, sem fazer vai-e-vem, prá me acostumar com tudo aquilo dentro de mim...

- Seu pau tá me arrebentando, meu cu tá todo arregaçado... 

- Que cu delicioso de puta você tem... pisca ele pra mim vai... aperta esse rabo pra eu sentir ele ordenhando meu pau....quero sentir todas as suas pregas apertando meu cacete.

Ouvindo isso comecei a contrair e relaxar o cu deixando ele com mais tesão ainda. Foi aí que ele começou a meter devagarinho, enfiando fundo e tirando quase tudo para em seguida enfiar até as bolas de novo. Ele batia na minha bunda com força e metia o pau no meu cu dizendo que estava adorando montar em mim como um cavalo cobre uma égua. A sensação das suas bolas batendo na minha bunda, ele me puxando pela cintura e enfiando com força o pau no meu rabo foi me deixando cada vez mais louca e fazendo eu rebolar cada vez mais empurrando meu traseiro contra aquela pica gostosa até que eu gozei pelo cu... gritando e gemendo e pedindo pra ele continuar me fodendo... Depois, sentindo que eu estava relaxada, começou a me comer mais com força, socando aquele pau duro no meu rabo todo melado de gel e tesão, segurava forte na minha anca, de vez em quando dava uns tapas na minha bunda e fodia... fodia e fodia. Não aguentando mais minhas pernas pedi pra ele tirar, para mudarmos de posição. Levei os dedos no meu rabinho e não acreditei o quanto estava arreganhado... Deitei de lado e ele veio por trás, já enfiando aquele pauzão de novo no meu cu... arrebitei bem a bunda, e ele novamente enterrou tudo, gemi, gritei e ele começou a socar, a bombar com violência, fazendo aquele pauzão entrar todo na minha bunda. Ele beijava meu pescoço enquanto fodia e dava os dedos pra eu chupar...

- fode esse cu seu gostoso... me come com essa rola enorme...

Ele parecia possuído, metia com força, segurava minha cintura, xingava de puta, vadia, cadela e eu adorava, pedia mais, já tinha gozado mas não me dava por satisfeita, implorava mais.

- Vem meu macho gostoso....fode a bunda da tua putinha...machuca o meu cuzinho...hummmm que gostoso....aiiiiii....vem , vem tesão ... mais .... ahhhhhhhummmmmm .... gostoso... deixa eu rebolar nessa pica.... ahhhhhhh.

me levante e ele se recostou na cama... aquele pau não amolecia nunca? 

- Vem sentar na minha rola...

A entrada do meu cu estava enorme...eu podia sentir e me sentia toda ardida e esfolada.... mesmo assim fui pra cima daquele cacete,  com ele recostado na cabeceira da cama comecei a sentar naquela picona. eu me apoiei nos seus ombros e fui fazendo o pau entrar, encaixei na fenda da minha bunda e fui escorregando sentando naquele pau duro. eu estava com o rabo cheio de gel, e mesmo assim tinha dificuldade de engolir tudo, gemia, sentia as lágrimas descendo pela minha face, mas ia sentando, sentindo aquele cacete enorme ir entrando inteiro; quando o pau entrou todo comecei a cavalgar, gritando, chorando, gemendo alto, ele chupava meus mamilos e beijava meu pescoço e mandava eu rebolar, e eu sentava rebolando até o talo no seu cacetão fazendo ele gemer de tesão. Ele segurava e apertava minha bunda enorme abrindo para que conseguisse enterrar ainda mais o pau no meu cu, depois de um tempo mandou eu me virar e sentar no seu pau com a bunda virada pra ele... Obedeci, ele apertava a minha bunda e urrava de tesão segurando os saltos da minha sandália... depois de uns 10 m comigo cavalgando ele disse:

- vou gozar... vou encher seu cu de porra... Ahhhhhh ....cadela....hummmmm...gostoso?estou adorando meter nesse seu rabinho gostoso ahhhhhhhhhhh.....que tesão de rabo você tem ... hummmmmmm?.rebola vai puta....rebola a bunda pro seu macho vai.... ....huummmmmm?..gostoso...

Foi aí que senti jatos quentes e frenéticos invadindo meu cuzinho arrombado enquanto ele apertava as bandas da minha bunda com força... eu tava com aquele mastro inteiro socado em meu traseiro, meu cu piscava em espasmos involuntários, aquilo era puro êxtase, mas depois de uns segundos ele disse:

- Vou tirar meu pau agora cadela...contrai esse cu que eu não quero que você deixe escapar nem uma gotinha da minha porra. Quero assistir de camarote a porra saindo do teu cu e escorrendo pelas tuas pernas de puta!!!

Devagarzinho ele foi tirando o pau e eu contraia o cu fazendo força para manter aquele leitinho quente dentro de mim. Era muito difícil e eu tinha que fazer muita força porque o meu cu estava totalmente arrombado e arregaçado. Com muito esforço consegui manter a porra dentro de mim até que ele se arrumou na cama e eu fiquei de quatro, com a bunda arrebitada... ele tinha uma visão privilegiada do meu rabinho arregaçado pela sua pica gigante.

? Solta agora putinha...deixa minha porra sair do seu rabo que eu quero ver....

Eu, que já não me aguentava mais, relaxei e soltei a porra sentindo aquele líquido quente escorrendo pelas minhas pernas me sentindo mais vadia do que nunca e muito realizada.

Depois de uns minutos ele se levantou e foi pra ducha, eu fiquei ali, com a bunda pra cima, toda gozada... ele saiu da ducha:

- Agora infelizmente eu tenho que ir, mas amanhã eu volto pra te foder mais... 

Ele vestiu o calção, agradeceu a foda e foi embora ainda mascarado, dizendo que estava atrasado, mas que voltaria prá me foder mais...



Foi assim que eu perdi o cabaço pra um macho dotado e tarado.

No próximo conto eu relato como foi minha segunda experiência com esse mesmo macho e um amigo dele do futebol.

 

Gostou? Vote no Conto:

2399 visitas