Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Cuzão arrombado e entupido da esposa | Fetiche | Acervo de Contos

Cuzão arrombado e entupido da esposa

Vou relatar um pouco de como arrombei o cuzão guloso da minha esposa e tornei-a viciada em ter o cú sempre entupido de frutas e/ou legumes.

No início do nosso namoro fomos para um motel foder gostoso e lá tinha alguns pintos de borracha para vender, um deles era um pinto bem grosso que dava quase dois do meu.

Perguntei se ela tinha vontade de sentir um troço grosso como aquele na buceta, na época ela estava com 18 anos e disse que sim.

Então, compramos o pinto de borracha e com cuidado enfiei nela, entrou com dificuldade e ela reclamou um pouco de dor, mas depois que estava dento e fui aumentando o rítimo das estocadas, ela gozou feito louca gritando para eu rasgar a sua buceta.

Depois deste dia eu sempre fodia aquela bucetinha com o pinto de borracha e também começei a tentar outras coisas como pepinos, abobrinhas, normalmente mais ou menos com a mesma espessura do pinto de borracha.

Um dia no supermercado ela me chamou e mostrou um pepino bem grosso e comprido, mais grosso que o pinto de borracha, dai falou no meu ouvido que queria sentir eu enterrando ele na buceta dela, fui uma putaria naquela noite e ela gozou feito uma vadia naquele pepinão.

A partir dai passei a enfiar de tudo naquela buceta, ela adorou o dia que tuchei uma garrafinha de água de 500 ml por causa das saliências do frasco.

Nossas brincadeiras foram evoluindo e depois de arrombar bem a xoxota dela com algum pepino, abobrinha ou berinjela, eu retirava e enfiava frutas menores como morangos ou uvas, e depois que estava bem entupida tuchava o pau com força até gozar dentro enquanto ela gritava mandando eu foder aquela buceta entupida.

Com o tempo passamos para limões, depois uma laranja ou maça pequena, dai chegou num ponto que eu enfiava uma berinjela nela e depois tuchava o pau até gozar, as vezes levava ela embora com a berinjela enfiada e mandava ela tirar só em casa para lembrar de mim.

Nisso ela estava com 20 anos e todo final de semana me fazia uma surpresa diferente, vinha me encontrar com alguma fruta ou legume enfiado na buceta.

Ela pedia para eu enfiar o pau e dizer o que ela tinha colocado na xoxota e foi de tudo, tomates, carambolas, manga e uma vez ela apareceu com 3 ovos cozidos na xereca, quando enfiei o pau senti que espremi alguma coisa dentro dela, mas não soube dizer o que seria, ela riu mandando eu foder forte e no final gritou, vai goza nessa buceta entupida de ovo cozido.

A gente já fazia sexo anal e ela gostava muito, mas o nosso tesão era arrombar aquela buceta.

Quando nos casamos ela estava com 22 anos e logo que fomos morar juntos começei a abusar do seu cuzinho também.

Primeiro eu ou ela mesma entupia a buceta com legumes e frutas, dai eu fodia o seu rabo até enchê-lo de porra.

Depois passei a masturbar o cu dela com alguns legumes mais finos, dai passei para o nosso pinto de borracha que compramos no motel e a cada dia ela mostrava ter mais tesão no rabo.

No início eu que fodia o cú dela com o pepino, depois de um tempo eu apenas segurava o pepino e ela se jogava para trás feito louca tentando receber o máximo possível dentro daquele cuzão, enquanto gozava igual uma cadela.

Num destes dias o pepino entrou quase todo naquele cu e eu falei que daria para comer a buceta dela por trás com o pepino tuchado no rabo, pois só tinha uma ponta para fora.

Ela ficou cheia de tesão e pediu para foder a buça com o pepino enterrado no cu, iniciei a foda e ela foi jogando aquele bundão para trás com o pepino encostando na minha barriga até que entrou tudo, quando ela sentiu que entrou tudo gozou feito uma vaca.

Ainda ficou um tempo com o pepino todo dentro do cu, andou pelo quarto, foi beber água na cozinha e disse que tinha adorado ficar com o cú entopido.

A partir deste dia passamos a entupir o cu dela com frutas e legumes também, as vezes enchia o cú dela de coisas e fodia a xoxota ou vice-versa, mas ela gostava mesmo de sentir meu pau empurrando as coisas para dentro dela, então, ela mesmo pedia para por exemplo, enfiar umas duas bananas descascadas no rabo e depois tuchar o pau até gozar, enquato falava "goza nesse rabo entupido de banana".

Um belo dia ela me chama no quarto, fala que está com fogo no rabo e pede para eu foder ele, quando coloco o pau sinto algo duro dentro e pergunto o que ela enfiou no rabo, ela disse que era um pepinão e estava com ele dentro desde manhã cedo, ou seja, ela levou as crianças na escola e passou na padaria com um pepino enfiado no cú.

Dai eu falei, "se você está com esse fogo todo no rabo eu vou encher ele de ovo cozido e vou empurrar tudo bem no fundo com esse pepinão, ela quase enlouqueceu me chamando de tarado safado e falando que queria comer ovo cozido pelo cú.

Eu cozinhei 6 ovos enquanto ela se masturbava com o pau de borracha na buceta e ainda com o pepino no fundo do rabo.

Quando cheguei com os ovos ela virou a bunda para cima e cagou o pepino, olhou para mim e disse, vai, enche esse cú de ovo cozido e tampa com o pepino que eu quero cavalgar o seu pau toda entupida.

Eu quase gozei na hora, coloquei um ovo cozido naquele buracão e empurrei com o pepino, quando ela sentiu ir bem no fundo já gozou pedindo para enfiar mais ovos.

Um por um eu fui enfiando e empurrando com o pepino até sumir todos eles naquele rabão, o pepino só ficou com uma ponta para fora, porque não entrava mais devido aos ovos cozidos.

Então ela sentou na cama com cuidado e foi forçando ela mesma até o pepino desaparecer, me segurei para não gozar naquele momento, então ela veio para cima de mim, encaixou o pau na buceta e desceu com tudo, estava bem apertada com tudo aquilo que tinha enfiado no cu, em poucas estocadas gazamos os dois fartamente.

Deste dia em diante ela passou a ser uma viciada em abuso anal, apesar de já ter comprado 3 Plug diferentes ela ainda prefere um bom legume, o único brinquedo que ela gosta mais é um pinto comprido de duas pontas que não é grosso, mas é bem longo.

As vezes ela enfia ele inteiro no cu até desaparecer e sai para fazer as coisas que precisa na rua, outras vezes ela liga da quitanda falando que comprou algum legume gordo para que eu enfie nela, numa destas vezes ela ficou tão exitada com uma berinjela que me ligou do estacionamento dizendo que não resistiu e enfiou uma laranja na buceta, falou que estava indo para casa com a laranja tuchada na xoxota.

Hoje praticamos até fisting anal, ela aguenta meu punho todo no rabo e se joga para trás querendo enterrar mais.

Quando está cheia de tesão ela chega na sala, levanta a saia, abre a bunda e enfia uma maçã ou laranja inteira, dai vira para mim e pede, empurra essa maçã no fundo deste cú com este pepino, mostrando um pepinão gigante, meu pau endurece na hora.

Sou apaixonado na buceta dilacerada e no cu arrombado dessa vadia.

 

Gostou? Vote no Conto:

12944 visitas