Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Waka Waka na piscina! | Femininos | Acervo de Contos

Waka Waka na piscina!

O que me motivou a escrever meu primeiro conto foi uma noite maravilhosa que passei, vou lhes contar. Sou Jaqueline ou Jack, uma morena da cor do pecado mesmo, magra com seios médios, um pouco de coxa e um lindo rosto de menininha. Estou envolvida com Leo, um africano, negro, alto, forte com o corpo definido sem excesso, que infelizmente logo deixará o Brasil. Outra infelicidade é que atualmente me mudei para um prédio que denomino "Predinho das Virgens", pois só mora mulher e arcaicamente não pode entrar homem. No final da tarde de uma segunda-feira meu africano me convidou para tomar um sorvete com ele, em outros tempos esse convite significava sexo em casa sem dúvida, mas agora pensei que seria só o sorvete mesmo que eu chuparia. Depois da sorveteria fomos numa praça, arrumamos um banco meio afastado, mas nada era muito escondido ali, sempre que nos animávamos um pouco tínhamos que parar porque passava alguém ou tinha uma pessoa olhando. Incrível como não tinha um escurinho naquela praça! Depois de muitos amassos interrompidos o celular dele tocou, era sua chefe o convidando para o aniversário de um conhecido deles. Atualmente ele mora com a chefe, que gentilmente lhe cedeu um quarto para ele ficar antes de voltar ao seu país, achamos constrangedor usar a casa da chefe dele, mas com a repentina saída dela, ele me convidou para tomarmos banho de piscina. Claro que eu não tinha um biquini na bolsa e falei isso para ele, mas ele me falou que eu não ia usar mesmo. Depois dessa resposta excitante ao estilo ihmolhou! (como minhas amigas dizem) não tinha como eu recusar, até porque adoro transar na piscina. Quando chegamos a casa fomos logo para a piscina, ficamos com as luzes apagadas, tirei toda a minha roupa e pulei na piscina. Leo ainda quis entrar na piscina de calção, mas não deixei, queria ter a visão completa do corpo dele. Uma grande coisa que esqueci de escrever é sobre o tamanho do pau dele, é incrível, enorme, é comprido, mas o mais importante é a largura, preenchimento total. Leo entrou nu na água e já me deu um beijo de me deixar louca, aproveitei para passar a mão por todo o corpo dele, mas antes que eu me demorasse muito no pau dele, ele me levantou (como se eu fosse uma bonequinha de pano, sem peso nenhum) e me colocou sentada na borda da piscina. Aprovou a visão e foi logo beijando as minhas coxas, afastou minhas pernas, alisou a parte interna da perna e com a língua foi subindo até chegar na minha buceta, que estava depiladinha só o esperando. Ele começou a me chupar com tanta vontade, que logo tive o primeiro de meus vários orgasmos daquela noite. Ansiosa para fazer o mesmo com ele, chamei o para fora da piscina e abocanhei aquele pau maravilhoso enquanto ele apertava os biquinhos durinhos dos meus seios. Adoro aquele pau, lambi, chupei muito e suguei principalmente a cabecinha. Como não queríamos gastar toda empolgação na borda da piscina, ele colocou a camisinha (a mais larga para não apertá-lo demais) e caímos na água novamente. Envolvi a cintura dele com as minhas pernas, ele chupou meus seios sob a água e foi entrando em mim devagar, minha buceta estava molhadinha, pronta para acomodá-lo inteiramente dentro de mim. Ele foi aumentando a velocidade e o apertei bem forte quando gozei, sentindo que ele gozava junto comigo. Ficamos um tempo agarrados ali e decidimos nos trancar no quarto dele antes que a chefe chegasse. E não deu muito tempo que estávamos no quarto, ela chegou, Leo falou um pouco com ela e voltou para o quarto. Tentamos ficar quietinhos e esperar ela ir dormir, mas acabamos nos animando de estarmos perto e comecei a dar umas mordidinhas nos braços dele, naquele ombro forte, fui beijando o tórax, até chegar nos mamilos dele. Ali me demorei um pouco, beijei, lambi, mordi e o deixei louco, a ponto dele me jogar de costas na cama, segurar meus braços acima da minha cabeça e começar a maldade comigo. Passou a língua por todo o meu seio sem encostar no biquinho e mudou de seio, quando eu já estava desesperada ele deu uma lambida rápida e sugou cada um dos bicos durinhos com muito tesão. Desceu a mão para minha buceta molhadinha e se concentrou no meu clitóris, me fazendo ter espasmos durante o orgasmo. Animado com a minha excitação, colocou a camisinha e entrou com toda a força dentro de mim, me arrombando e me matando de tesão ao mesmo tempo. Coloquei ele deitado na cama e pude sentada comandar o ritmo, alternando reboladas profundas e outras só na cabecinha do pau dele. Ele me virou de lado e de conchinha penetrou minha bucetinha novamente, me apertei a ele enquanto gozava outra vez. Ficamos de frente um para o outro e ele quis me torturar um pouco mais, colocando só a cabecinha e tirando de dentro de mim, até que não aguentando mais eu puxei o corpo dele contra o meu. Leo movimentava para frente e para trás e eu rebolava um pouco, quando senti que ele ia gozar, rebolei com muito tesão e gozei também até ele cair cansado em cima de mim. Ficamos mais um pouco abraçadinhos, torcendo para não termos feito nenhum barulho suspeito. Waka Waka!

 

Gostou? Vote no Conto:

29523 visitas