Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

A primeira vez da minha noiva.(parte 3) | Femininos | Acervo de Contos

A primeira vez da minha noiva.(parte 3)

3ª e ultima parte



E ela chupava com vontade, nisso a Ki pegou e começou a passar a língua na boca dela e no meu pau eu não estava aguentando mais aquela situação nisso eu dei a entender que estava gostando e comecei a me mexer bem suave o que elas notaram mas a vontade delas era tanta que não se importaram nisso a minha mão pegou na cabeça da Rô e comecei a fazer os movimentos, nessa altura já a minha noiva estava passando a língua na virilha dela e ela já estava totalmente possuída de vontade, tesão e muito desejo, nessa altura ela olhou pra mim e com os olhos semi abertos eu disse continua tá muito gostoso ela abriu mais as pernas e a minha noiva começou a passar a língua no grelinho dela e a chupar ai eu disse deixa eu sentir o sabor dessa buceta, ai ela veio e fizemos um 69 bem gostoso ela não aguentou e gozou na minha boca dava pra ver o gozo dela branquinho igual leitinho a minha noiva veio e me beijou a ela me pediu para eu fuder com ela pois estava com saudades minhas e que queria que ela visse em como é bom ver uma rola entrar e sair de uma buceta , e pediu pra amiga passar a língua ao mesmo tempo, ela veio por cima de mim e sentou bem gostoso e comecei a fudder com precisão a buceta da minha noiva, dava pra ver na cara da Rô a vontade de estar no lugar da minha noiva nisso a Ki falou vai querer, ou vai correr? Nem esperou a amiga responder saiu de cima de mim e deu lugar para a nossa vizinha, a buceta dela era apertadinha e estava melada demais quando ela começou a sentir a rola entrando ao mesmo tempo que a Ki passava a língua na buceta dela ela gemia e gritava de tanto tesão antes dela sentar por completo ela já estava gozando de novo em cima do meu pau e a Ki sentindo o leitinho dela na sua boca, nisso ela sem se fazer de rogada pedir para eu fuder ela com força e com vontade, aonde eu fiz o que ela pediu, ela estava de costas pra mim deitada por cima de mim nisso ela se jogou pra frente deixando o buraco do cuzinho dela piscando nessa altura pedi á minha noiva para chupar aquele buraquinho e deixar ele todo melado ela não resistiu e falando que era muito bom e que nunca tinha sentido tanto prazer acabou que gozou de novo o meu pau estava vidrado e não dava parte de fraco com 2 belíssimas mulheres nessa altura eu não aguentei e disse que iria gozar , ela saiu de cima de mim e começaram as duas a chupar o meu pau eu gozei como nunca as duas brigavam pelo meu leitinho e se beijaram com vontade nisso eu estava doido de tesão e disse pra minha noiva que queria comer o cuzinho dela ela pediu para deixar ele bem molhadinho a nossa amiga ficou a ver eu passando a língua no cuzinho da minha noiva assim que ele ficou daquele jeitinho coloquei ela de 4 e comecei a enfiar o meu cacete bem devargar aonde a minha noiva bem safadinha disse! mete mais vai, e pra não machucar fui empurrando até ele sumir dentro do cuzinho da minha noiva, a nossa amiga ficou olhando e eu disse chupa a buceta dela chupa, ela foi por baixo dela e começou a passar a língua, a minha noiva ficou doida de tesão com aquilo tudo e não aguentou gritou para ela chupar com mais vontade que iria gozar e nisso ela gozou na boca dela nisso eu continuava fudendo o cuzinho da minha noiva e não consegui segurar a vontade de gozar puxei ele pra fora deixando a cabeça da minha rola encostada no cuzinho dela e comecei a jorrar leite da minha rola, a nossa amiga estava lambendo a buceta dela e ao mesmo tempo a lamber a minha porra nessa altura eu estava cansado e não aguentando de tanto suor agarrei e fui tomar um banho, nessa altura as 2 perguntaram se poderiam entrar e eu disse que sim só que já fui falando que ia ficar apertado lá dentro no que elas falaram, sem problema! Confesso que meu cacete estava flácido as duas entraram se molharam e começaram a passar sabonete uma na outra e ao mesmo tempo se acariciando e meus amigos não dá para aguentar ver uma cena dessas e ficar indiferente! O meu amigo já acordou e começou a subir de novo, e tive de comentar aquela cena e falei, - assim não, isso é sacanagem aonde a nossa amiga já levou a mão no meu pau e começou a me masturbar e ainda disse pra minha noiva, - a culpa é toda tua deste corda agora quero mais mas agora quero matar a minha curiosidade de saber como é sentir um cacete no cuzinho e ser chupada ou mesmo tempo! Nisso a Ki olhou pra mim e eu disse por mim tudo bem e por você amor! Ela sorriu e disse demorou ai eu disse deixem eu terminar o meu banho que vou já já, elas saíram pois acabaram de tomar banho primeiro que eu, também as duas se lavando uma á outra (risos) quando eu terminei sai só de toalha para o quarto me deparei com uma festa a duas pois elas estavam se chupando uma á outra ainda perguntei se me cabia na festa! Sem que ninguém disse-se nada eu cheguei perto da boca da minha noiva e fiz ela me chupar bem gostoso deixando ele bem molhado de saliva nisso aproveitando que a minha noiva estava lambendo a buceta da Rô eu peguei e comecei a passar a minha língua no cuzinho dela na qual eu fiz ela trincar os lábios e dar um gemido bem prolongado aonde ela disse para eu não esperar mais para enfiar a minha rola pois ela não estava aguentando mais de tanta vontade, nessa altura encostei a cabeça da rola no cuzinho dela e fui forçando a entrada ao mesmo tempo a minha noiva passava a língua dela no cuzinho da nossa amiga não deu muito tempo para a cabeça começar a entrar ela se contorcia toda mas ela pedia para ir tentando mas para fazer de vagar pois estava doendo um pouco assim que a cabeça entrou ela deu um gritinho de dor e pediu para tirar eu tirei e dei uma cuspidela de saliva naquele cuzinho virgem, eu estava no paraíso vendo aquela mulher linda com um quadril gostoso de quatro na minha frente a Ki passava a língua na buceta dela com vontade nessa altura eu passei um pouco mais de saliva na cabeça do meu pau e forcei de novo a entrada, com tanta saliva consegui meter a cabeça da rola na hora depois foi só forçando o resto a entrar ela gemia de dor e prazer ao mesmo tempo, assim que ele entrou por completo ela rebolava já de tanto tesão nessa altura comecei a estocada com vontade ela não sabia se gritava se gemia se pedia mais e mais, ela não demorou a gozar na boquinha da minha noiva ela pedia para fuder aquele cuzão dela com força e com vontade não aguentei muito em gozar dentro do cuzinho dela, meu Deus como gozei a minha porra não parava de sair, quando tirei a rola de dentro do cuzinho dela vi uma visão dos deuses o buraco estava super aberto, tinha acabado com as pregas dela AM mesmo tempo a porra que tinha deixado dentro dela começava a sair e a escorrer pelas pernas dela, a minha noiva ainda deu umas lambidas para aproveitar aquele suco de prazer e tesão, depois disso ela se deitou na cama de barriga pra baixo e eu me deitei também no meio das duas estávamos os 3 esgotados de tanto fuder. A partir desse dia as nossas festinhas a três foram se repetindo pelo menos 2 vezes por semana ela nos procurava, tenho certa certeza de que quando eu não estava ou quando estava trabalhando á noite elas as duas se comiam uma á outra sem eu saber, a minha noiva me pediu para nunca ficar com ela sem que estejamos os três juntos, pois isso seria traição, acreditem todos eu fiz tudo para que isso nunca acontecesse mas teve um dia que aconteceu mas isso será para um próximo conto.

Espero que tenham gostado se alguém quiser o meu contato.

Safado_separado@hot...

 

Gostou? Vote no Conto:

19902 visitas