Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

POR ACASO ACONTECEU | Fantasias | Acervo de Contos

POR ACASO ACONTECEU

Sempre li esses contos e comparando com a realidade uns achei bem interessantes e outros de uma imaginação incrivelmente fértil e se realmente aconteceram ou não sei, acredito que sim, quem sabe, mas isso é uma opinião pessoal. Em vários contos há algo muito mágico que é o pulo de uma conquista barata para, de repente, duas pessoas estarem num Motel e aí vem aquilo que todo mundo já sabe com relação a sexo em questão de sexo: anal, oral e tudo mais. Mas hoje vou deixar um conto para você. Sou um homem muito assediado não por ser lindo e sim normal, mas acreditando que um olhar bem penetrante em direção a uma mulher, observando-a de cima para baixo pode mudar alguma coisa. Algumas não perceberão ou fingirão que não viram, outras nada sentirão, entretanto, ainda há outras que se sentirão totalmente devoradas pelo olhar. Homem que é homem tem que ter detalhes, bom papo, bem arrumado, discreto, enfim, tudo que uma mulher gosta de ter e receber. Particularmente acredito em química, encontro casual etc. Mas do virtual para o real há uma enorme diferença, uma grande distancia, bem como, do real para a conquista em si. Diariamente vemos nas ruas mulheres e homens de tudo que é de espécie: bonitas, lindas e outras mais ou menos etc. Mas há uma coisa que sempre dizem ?água mole e pedra dura tanto bate até que fura?. E quem não tem fantasias? Quantas pessoas guardam dentro de si segredos que ninguém sabe, tais como fantasias, sonhos, loucuras etc. E muitos dizem ser algo jamais possível de acontecer. Mas a mente humana pode em questão de segundos viagem em lugares nunca imagináveis. Contudo, atente bem, durante vinte horas por dia somos bombardeados por propagandas, revistas, filmes e assim vai que induzem a sensualidade, sexo, perversão, erotismos etc. O que sabemos bem é que não tem mulher difícil e sim mal cantada. Por isso vou relatar um fato. Tenho entre 43 e 48 e moro numa capital. Por um tempo visitei algumas salas de chat na tentativa de conhecer uma mulher, de preferência casada, discreta, culta e inteligente. E nisso a gente vai conhecendo também as reclamações das mulheres que relatam que alguns homens só querem sexo e não tem conteúdo nem para um bom começo ou um bom papo. Foi numa dessas que conheci uma mulher de 27 anos que tinha acabado o namoro e veio passear na sala, a qual sempre foi fazer amigas e amigos e sempre cortou o barato dos homens que se aproximavam só para aventuras. Ela era de outra capital então ficamos amigos e ela disse que amava muito o ex-namorado. Eu incentivei a voltar noivar e casar pois embora carente ela o amava. Assim, nesse meio tempo, de tanto amigo e gentil que éramos um dia na madrugada partimos para o MSN, sem câmeras, somente fotos e continuamos a nos falar quase diariamente, ela corria do trabalho para casa para poder falar comigo no MSN. Um dia pintou u m clima em nossa conversa (e você já sabe o que é isso), começamos a falar de aparência física, altura, peso, gostos, e lá pelas madrugadas, já estávamos a flor da pele e sem dizer uma só palavra de sexo, mas dando a entender bem o que cada um estava sentindo naquele momento. Eu já estava pulsando e ela molhada e chegando ao amanhecer nos despedimos e ponto final. Duas noites depois novo encontro no MSN e eu passei duas noites só pensando nela e ele em mim. Voltamos a nos falar e ambos (novamente sem falarmos nada), o papo foi esquentando e ela que era bem romântica e séria, quando o assunto de sexo esquentou ela se assustou muito não sabia explicar como isso poderia acontecer, mesmo assim gozamos ainda que distantes um do outro. Ela não teve coragem, na primeira vez de falar de sexo oral e anal nem pensar. Os encontros iam sendo mais constantes e os gozos também. E partir para uma segunda fase momento em que ela disse que gostava de sexo oral mas não bebia. Em meio a isso tudo insisti em ela voltar para o namorado e noivar e casar. E ela assim o fez, em questão de dois meses e não nos falamos mais. Dois meses depois eu voltei ao MSN e a vi online, voltamos a nos falar e ela contou as novidades e que estava com casamento marcado e não podia mais nada rolar entre nós, entretanto pensava em mim. Ao vê-la no MSN eu logo pulsei e passamos outra noite e eu jurava que jamais algo de sexo iria rolar conosco novamente, afinal eu conhecia bem ela quanto a ser séria e de família, entretanto, já íntima em conversas picantes comigo, ela não resistia , mesmo assim fui conduzindo ela e percebi que estava com ela porque passei a amá-la e ela dizia que tinha dois homens eu e o noivo dela e eu, e lá pelas altas horas da noite estávamos a gozar de novo. No dia seguinte ela retornou disposta a terminar tudo e que estava se sentindo culpada etc etc..e eu apoiei tudo que ela disse, nesas hora passamos a falar com fone de ouvido e dias depois trocamos os telefones mas só dava para falar durante o dia pois morava com os pais e o tempo de faculdade, namoro e casa a impedia de ter um horário livre para falarmos abertamente. Tínhamos nossos modos de chamar um ao outro sem ninguém perceber. Ao ouvir nossas vozes o tesão triplicou e ai os telefonemas e papos sempre terminavam em gozo. Com nossos encontros ao telefone e no MSN ela passou a confiar e sentir muito tesão comigo, principalmente anal que ela, antes, teve nojo, porque os homens, namorados do passado só queriam pensando no prazer deles e não na dor que ela poderia sentir, enfim, viciou em querer dar tudo e passou a ter orgasmos e desejo imenso de experimentar anal comigo. O tempo passou ela casou, e tudo que fazíamos ao telefone ela resolveu ensinar e fazer com o marido só que atrás ela tinha certeza que só daria certo comigo porque eu a entendia. Ela aprendeu rápido que na cama era deveria ser uma puta e fora da cama uma dama. Só que não agüentávamos mais ficarmos só telefone e tínhamos que partir para o real, o ao vivo. E a coragem agora? Já imaginou....isso eu conto outro dia. (heleganterj@hotmail.com)

 

Gostou? Vote no Conto:

26647 visitas