Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Fiquei assustada. | Fantasias | Acervo de Contos

Fiquei assustada.

Sou casada há 19 anos, 37 anos, morena clara e apesar da idade tenho um corpo de causar inveja, pois fiz atletismo durante muito tempo. Meu marido também e atlético, mais claro do que eu mais sempre mim deu bastante trabalho, pois as meninas não largavam dele.

Ele sempre foi muito bom de cama e anda metido nas paginas eróticas da net, o que sempre me incomodou. Ele foi o meu primeiro homem e soube me satisfazer na cama, a ponto de não prestar atenção em mais ninguém.

Mais já há alguns anos, vinha tentando botar na minha cabeça que gostaria de me ver transando com outro homem. No inicio fique muito puta de raiva, mais no meio da nossa transa, sempre que estava louca já gozando ele ficava no meu ouvido falando que gostaria de ver outro pau na minha buceta.

De vez em quando, era surpreendida com o pensamento de como seria ter outro homem.

Durante uma de nossas transas, meu marido voltou a falar e como eu estava muito louca, acabei concordando. Foi uma das mais gostosas gozadas que eu tive. Meu marido me chupou como nunca, e olha que ele é bom nisso, dei a buceta e o cú como se fosse a ultima vez.

Os dias se passaram e o assunto, achava eu , estava esquecido. Um belo dia meu marido chega em casa e diz: achei o cara certo. Vai ser este final de semana, não acreditei, as pernas tremeram, fiquei realmente assustada, meu marido disse que eu não me preocupasse que sairia tudo bem.

No dia marcado, fomos ao apartamento do rapaz, o nome dele era Paulo. Meu marido deixou claro para ele e para mim que esta seria a primeira e única vez que isto aconteceria, para não por em risco nosso casamento.

Tremia muito, o rapaz abriu uma garrafa de vodka. Tomamos uma dose e começamos a conversar. Ele se mostrou bastante simpático, tentou descontrair o ambiente colocando uma musica. Meu marido percebendo o meu nervosismo, saiu da sala, o Paulo veio até mim e começou a beijar o meu pescoço, me falava coisas linda e foi abrindo a minha blusa, alisou meu seios com carinho e depois começou a chupa-los, fique tremendo muito, mais de alguma forma aquilo parecia exitar o rapaz. Ele chupava os meus seios com muita maestria. Tirou a minha blusa e aproveitando que eu estava sentada no sofá, foi beijando minha bariga ate chegar na virilha. Ai eu tive vontade de sair correndo, fui criada no mais rígido controle por meus pais, jamais esperaria estar naquela situação. Ele abriu o botão da calça e abriu e feche, gelei, fechei os olhos e travei as mãos no encosto do safá. Ele baixou um pouco mais a minha calça, aparecendo toda a minha vagina.Desceu um pouco mais ate metade da minha coxa e começou a passar a língua na minha buceta. Estava ficando louca de tessão, mais os meus valores morais não permitia que eu me entregasse. Ele tirou a minha calça deixando a calcinha. Quando ele se levantou para jogar a calça na poltrona ele aproveitou para tirar a calça dele também, ficando só de cueca. Quando vi o pau pele querendo sair da cueca, me levantei e subi a minha calcinha, estava muito assustada. Ai meu marido apareceu e disse que eu ficasse calma e que fizesse isto por ele. Me pegou pela mão e me levou para o quarto, o rapaz veio logo atrás. Meu marido me colocou na cama, começou a me beijar, chupou meus peitos e foi descendo a até minha buceta e começou a chupar, vou à loucura e logo começa os tremores, sinais que vou gozar, nesta hora o Paulo coloca a pica dele na minha boca, foi ai que percebi o tamanho e a grossura daquilo. Fechei os olhos de vergonha e comecei a chupar aquele pau. Aquela situação me deixou mais solta, gozei intensamente, nunca tinha nem nos meus sonhos mais safados, desejado algo assim. Quando gozei, meu marido pediu para o Paulo vim e meter na minha buceta, ele veio e abriu minha pernas que eu tinha acabado de fechar, beijou meu rosto e disse para ficar calma, colocou a cabeça a entrada da minha buceta e foi entrando bem devagar. Olhei para o meu marido e ele estava estático, olhando aquele pau entrando, quando estava tudo dentro o Paulo pediu para que eu fechasse as pernas, ele ficou por cima de mim e começou a meter e tirar, a principio, devagar, depois foi acelerando os movimentos, como eu estava deitada com as pernas fechadas aquele pau grosso e comprido quando entrava roçava no meu grilo me levando a loucura, fechei os olhos o comecei a gozar, eu gozava e ele bombando, parecia que não ia parar nunca, gozei mais uma vez e ele ali. De repende parou e pediu para eu virar de costas. Pegou dois travesseiros e botou embaixo da minha barriga, fiquei com a bunda para cima. Pensei que ele iria botar na minha bunda e olhei para meu marido, ele continuava observando, só que agora nu e batendo punheta. Paulo veio e colocou na minha buceta outra vez, deitou por cima de mim e começou a beijar o meu pescoço e falar de como sou bonita e gostosa, aquilo foi me deixando no ponto e comecei a empinar a bunda, ele metia com gosto, tava gostoso. De repente ele para, olha para meu marido e pergunta se pode comer a minha bunda, meu marido olhos para mim esperando a minha resposta, por alguns segundos ficamos nos olhando, não sabia o que dizer, ai ele disse, pode. Paulo passou a cabeça do pau na entrada da minha buceta que estava encharcada de tanto gozar, lubrificou a cabeça e começou a forçar a entrada do cuzinho. Relaxei e deixei ele meter. Com a bundinha toda empinada ele socava com força, me falava coisas lindas no ouvido e me beijava o pescoço e costas. Estava muito bom. Depois de um bom tempo assim ele tirou o pau e perguntou se podia gozar na minha boca, não olhei mais para meu marido, balancei a cabeça consentindo. Ele se levantou, foi ate o banheiro, lavou o pau e voltou, deitou a meu lado e colocou na minha boca. Enquanto eu estava chupando o pau do Paulo , meu marido vei chupar a minha buceta. Quando estava começando a gozar outra vez (adoro oral), sinto o pau do rapaz aumentando de volume e percebi que iria gozar, tentei tirar mais ele pegou minha cabeça e empurrou ate a garganta. Senti uma grande quantidade de esperma e tive que engolir tudo, nunca gostei de engolir, mais não tive opção.gozamos juntos, meu marido veio por cima e bateu uma punheta gozando encima de minha bunda.

Tomamos banho no maior silêncio já na sala nos despedimos dele. Nunca mais nos vimos nem nunca soube nenhum detalhe da vida do rapaz. Meu marido no caminho para casa perguntou se gostei, disse que sim, só não disse que amei aquele pau. Meu marido é imbatível no oral mais amei o pau do rapaz, uma loucura.

 

Gostou? Vote no Conto:

115518 visitas