Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Férias inesquecíveis | Fantasias | Acervo de Contos

Férias inesquecíveis

Sou novo por aqui, mas o que vou relatar realmente aconteceu comigo e minha esposa em Julho de 2010. Bem, em resumo minha esposa (Carla) tem 29 anos 1,72m cabelos e olhos castanhos, seios durinhos que encaixam perfeitamente na mão, bundinha empinadinha, um tesão de mulher. Eu (Julio) tenho 30 anos, 1,80m cabelos e olhos escuros, corpo natural (sem barriga). Somos casados a 6 anos e levamos uma vida sexual bem ativa. Adoramos ler histórias deste site, principalmente relacionados a voyeugerismo, mas não tínhamos coragem para fazer tais loucuras.Estávamos ficando loucos com a rotina de trabalho, faculdade e casa, então resolvemos fazer uma viagem em nossas férias para tirar o stress do dia a dia, resolvemos então ir a ubatuba. Onde algumas praias que fora de temporada é praticamente deserta. Estávamos curtindo muito nossas férias, durante o dia passeios pelas praias maravilhosas, cachoeiras nas regiões montanhosas e a noite muito sexo em nosso chalé. Até que em certo dia resolvemos sair pela praia durante a noite, estava uma noite maravilhosa, céu estrelado, clima agradável. Começamos nossa caminhada noturna pela orla da praia, ela com uma camiseta verde de cetim sem sutiã, uma mini saia jeans com uma calcinha socada naquela bunda que adoro, conversando sobre nosso sonhos, nossos futuros e quando passávamos por uma parte da praia onde existia uma grande quantidade de árvores, deixando assim esta área mais escura, escutamos alguns gemidos. Neste momento recordamos dos relatos lidos neste site e veio como um tsunami a vontade de observar o que estava acontecendo. Ficamos em absoluto silêncio para sabermos exatamente de onde vinham aqueles gemidos cheios de prazer e tesão. Fomos seguindo estes sons e por de traz de um quiosque, entre os bancos e mesas nos deparamos com o que já estávamos imaginando.Ali estava um casal se deliciando no sexo. Ela uma loira maravilhosa, parecendo que foi desenhada, muito gostosa e ele um moreno atlético. A cena que estávamos presenciando era fantástica, ela de quatro, com os joelhos em cima de um banco com os seios quase encostando na mesa e ele em pé alternando a velocidade. Estavam tão compenetrados no que vaziam que não repararam que estávamos ali, a menos de 6 metros.Não conseguíamos tirar os olhos deles e com isso nosso tesão foi aumentando. Eu, ali abraçando minha esposa pelas costas, comecei a beijar sua orelha e perguntei se poderíamos aproveitar o momento para colocar em prática nossos desejos. Ela não respondeu nada, apenas começou rebolar em minha pica, que nesta hora já estava dura, igual a uma rocha, uma pica de tamanhos normais 20cm. Esta foi a deixa. Beijando sua orelha, passei minha mão por entre a alça da camiseta até chegar em seus seios e ao tocar os mamilos percebi que já estavam quase furando a camiseta. Passei a beijar seu pescoço lentamente e com a outra mão fui levantando sua mini saia e chegando em sua bucetinha depilada, ao tocar a calcinha senti o tanto que estava molhada. Continuávamos a olhar o casal, que neste momento a loira já estava deitada na mesa e com as pernas abertas para cima enquanto o rapaz estava em pé na sua frente com uma estocada incrível, fazendo assim sua parceira ir aos delírios. Resolvi tirar a camiseta de Carla e ficamos de lado para o casal para não perdermos nenhum detalhe do que estava acontecendo, coloquei minha boca naquela delícia de seios, chupando, mordiscando e lambendo. Carla não aguentava mais e abaixou minha bermuda, começando assim um boquete fantástico, ela é mestre nesta arte. Lambia a cabeça, as bolas, chupava deliciosamente, eu já estava ficando louco. Então a puxei para cima retirei sua saia e calcinha de uma única vez, coloquei-a sobre a mesa e comecei a chupá-la. Ela delirava, já completamente molhada, não resistiu e gozou em minha boca, uma verdadeira delícia. Ao olhar pro casal, a loira já estava chupando o pau do cara, que era maior do que o meu. Carla ficou de quatro, assim ela também poderia ver o que estava acontecendo ali próximo de nós, e comecei com uma estocada lenta mas ritmada, Carla assim gemia baixinho, para não chamar a atenção. Aos poucos fui aumentando minha velocidade e Carla não aguentou e soltou um gemido muito alto, foi inevitável, chamamos a atenção do casal. Neste momento eles estavam de costas para nós, ele sentado e ela cavalgando maravilhosamente. Eles então viraram para traz e nos viram. Eu mantendo as estocadas e Carla gemendo cada vez mais. Eles não pararam, ela ficou de quatro também e as estocadas copiavam as minhas. Parecíamos que estávamos disputando quem gozaria primeiro. Carla então suplicou para que não parasse, pois iria gozar de novo. Obedeci minha esposa e mantive um ritmo frenético. O Casal fazia o mesmo. Até que não aguentando mais anunciei meu gozo, neste momento Carla gozou muito e tirou meu pau de dentro dela e começou a chupar meu pau com gosto, ela parou e disse que só iria gozar no cuzinho dela. Na mesma hora meu tesão aumentou mais ainda, pois sou louco por aquele rabinho delicioso. E vi o casal fazendo o mesmo, ela gemia muito alto pois o pau do seu companheiro estava entrando com tudo naquele cuzinho que parecia ser gostoso assim como o de Carla. Comecei então a colocar a cabeça em seu cuzinho, e Carla gemia e pedia mais, pedindo para colocar tudo. As estocadas continuavam parecidas e Carla pediu meu gozo. Então aumentei o ritmo, Carla gemia muito, a loira também. Não aguentava mais e gozei como um louco e dava pra ver na cara do sujeito que ele também. Ficamos ali nos recompondo por alguns minutos, nos vestimos e tomamos caminhos diferentes. O restante das férias foram maravilhosos, mas não encontramos mais ninguém naquela situação. Esperamos as próximas férias.

 

Gostou? Vote no Conto:

22659 visitas