Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Eu adoro comer o rabinho do meu marido | Acervo de Contos

Eu adoro comer o rabinho do meu marido

Quando completamos um ano e meio de namoro (janeiro 1997), tomei coragem e realizei um fetiche. Enfiei meu dedo médio no ânus de Jorge enquanto ele me penetrava na posição papai e mamãe. Ele ficou uma fera! Tirou seu membro de dentro de mim e me xingou bastante no quarto do motel. Falava, sem parar, que não era viado. Que eu estava louca em fazer aquilo com ele. (eu ria sem parar) Tentei argumentar dizendo-lhe que no meu ânus ele podia enfiar tudo que quisesse. (ele já tinha enfiado dedos, língua, brinquedinhos e até seu belo membro) E porque eu não poderia enfiar meu dedo no seu cuzinho? Sacanagem... Mas não teve jeito! Acabamos indo embora, mesmo sem terminar a transa. (eu já tinha gozado algumas vezes ? risos) No dia seguinte, domingo, ele ainda estava bravo. Nem foi me ver na casinha de mamãe. (nós nos víamos de sexta a domingo)
Depois de cinco dias, voltamos a falar sobre o assunto. Ele estava bem mais calmo e pude confessar-lhe que sempre fui tarada por bumbuns, principalmente o dele. (sou fascinada por bundas, tanto de homem quanto de mulher. minhas amigas que o digam ? risos) Disse-lhe que tenho minhas taras e desejos como todo ser humano. Jorge aceitava que eu passasse as mãos e lambesse seu ânus, mas enfiar dedos ou qualquer outra coisa... Não!
Meu nome é Nádia, 38 anos, pele branca, 1,58m, 61Kg, olhos verdes, quadril levemente maior que minhas costas, seios grandes, bumbum liso e durinho, coxas bem torneadas e pés macios. Jorge tem 41 anos, pele branca, 1,77m, 79Kg, olhos e cabelos castanhos escuros, ombros largos, bumbum carnudo e pernas lindas. Tanto eu quanto Jorge, depilamos a virilha, região anal, axilas e fazemos a sobrancelha. Nesta época, eu estava com 23 e Jorge com 26 anos.
Eu não o confrontei. Utilizei a tática da água, ou seja, contornei os obstáculos ao invés de bater de frente. Dei tempo ao tempo. Fui conversando com ele... Fazendo sua cabeça para liberar-me o orifício anal! (risos) Deixei claro que não queria comer o seu cuzinho. (mentira - risos)
Expliquei-lhe que, pelos conceitos modernos de psicologia, ele não é homossexual por permitir a namorada enfiar dedos ou brinquedinhos em seu ânus. Homossexual é a pessoa que troca carícias, sexuais, com uma ou mais pessoas do mesmo sexo. (ele ainda ficou ressabiado)
Nas nossas noites de amor, eu avançava um pouquinho. Um carinho com os dedos, lambidinhas e beijinhos na portinha de seu buraquinho. Eu dizia-lhe que, chegaria o dia em que ele iria me pedir para penetrá-lo. Jorge, como sempre, desdenhava!
Um ano depois, num momento íntimo, Jorge deitou-se de barriga para cima em sua cama de casal. Como de costume, ele abriu, dobrou e levantou suas pernas para eu lamber seu ânus. Eu lambi e esfreguei meus lábios da boca. Passei meus dedos... Ameaçando enfiar! (ele não resistiu) Resolvi testá-lo. Peguei meu lubrificante (à base de água) e passei no ânus dele. Depois, nos meus dedos. (fiquei excitada!) Enquanto abocanhava seu pau, introduzi meu dedo indicador no buraquinho dele. Entrou tudo. Uau... Amei! O pênis dele parecia ficar ainda mais duro e gostoso sobre minha língua. (ele demonstrou gostar do que sentia) Fiquei mexendo dentro de seu bumbum! Delícia. Foi quando me surpreendi... Jorge olhou-me e perguntou:
- Amor... Você trouxe a cinta com o brinquedinho?
Eu respondi (estranhando a pergunta):
- Sim, amor! Está dentro de meu nécessaire.
Ainda brinquei:
- Por quê!? Você quer que eu vista-a e enfie em ti? (risos)
Jorge, sem pestanejar, respondeu-me:
- Sim. Eu quero experimentar.
Eu imaginei a cena. Jorge de quatro e eu atrás dele, mandando ver no seu bumbum. Meu tesão acabou... Brochei! Parei de chupar seu pênis. Tirei o dedo do seu cu e comecei reclamar. Estressei! (quem diria... Eu que me achava moderninha) Enquanto vestia meu sutiã, calcinha e roupas, falei que ele não era viado para querer que eu comesse seu cu. Falei um monte. Perdi a cabeça. Jorge ficou calado e permaneceu deitado. Começou a rir. (fiquei ainda mais nervosa) Sorrindo-me, disse:
- Amor... Calma! Eu sei que não sou homossexual. Não sinto atração por homens. Apenas quero sentir você me penetrando o ânus. Escutei tantas histórias suas com as amigas... Quero sentir como é! Eu achei seu dedo fino... Quero algo mais encorpado! (risos)
Eu nem respondi. Enfurecida, desprezei-o. Queria sair o mais rápido possível de seu apartamento. Jorge vestiu-se e me levou para casa.
Naquela noite, eu não dormi direito. Não parava de pensar no que ele me pediu. Imagine... Vestir uma cinta com pênis e comer meu namorado? Não... Essa foi demais!
No dia seguinte, sábado, Jorge foi me ver. (eu morava com papai e mamãe) Combinamos de não falar no ocorrido na noite anterior. Não fizemos amor naquele final de semana. Eu sentia nojo dele.
Os dias foram passando. Notei que, a possibilidade de penetrá-lo, excitava-me por demais. Ao mesmo tempo, enojava-me. Não me entendia. Conflitos!
Eu me achava desencanada para com assuntos sexuais. Antes de conhecer Jorge, namorei meninos e meninas. Sempre utilizei cinta com pênis para fazer amor com elas. Gozávamos juntas. Acredito que, quando Jorge me confessou sua tara, eu me vi no espelho. (as pessoas ao nosso redor são espelhos que refletem a nossa mente ? do livro mensagens de amor e sabedoria ? Seicho Taniguchi) Minha cabeça não aceitava o que via dentro de mim. Por isso, melindrei.
Procurei uma amiga nossa. Adriane. Abri meu coração. Ela dava risadas. Falou-me que, esta decisão deveria ser só minha. Não opinou. Apenas comentou que Jorge não é homossexual.
Quinze dias depois, no apartamento dele, durante a tarde, voltamos a falar sobre o assunto. Eu sentia-me segura. Perguntei se ele ainda queria ser penetrado por mim. (risos) Jorge manteve sua posição. Explicou-me:
- Amor, eu te amo. Para você, dou até meu cu! Além do mais, eu fui a primeira pessoa a comer meu buraquinho. Algumas vezes, masturbando-me, enfiei dedos e brinquedinhos dentro de mim. Eu gostei. Não sou homossexual por sentir tesão no meu ânus. Isto é natural. Humano. Se eu fosse homossexual, qual o problema? Nenhum. Eu quero dar meu cu para você, amor. Somente você.
Eu fiquei surpresa e aliviada com as declarações dele. Demonstrou segurança e, definitivamente, conquistou meu coração. Eu falei:
- Amor... Eu também te amo. Realizarei suas taras, ou melhor, viveremos nossas taras!
Beijamo-nos. Sentia-me feliz e ainda mais apaixonada por ele! No final da tarde, Jorge me levou para casa e combinamos de jantar em seu apartamento.
Preparei um jantar a luz de velas, bem romântico. Para acompanhar o prato principal, carne vermelha e massa, saboreamos um belo vinho tinto. Após o jantar, fui me produzir para a noite de amor com o homem da minha vida. Vesti um par de meias, pretas, sete oitavos, cinta liga e uma calcinha de algodão na mesma cor. (sobre as ligas) Completei o visual com um mini corselete. Meus seios ficaram à mostra. Enquanto eu me arrumava, Jorge tomou banho. Vestiu cueca Box branca e camiseta de algodão na mesma cor, gola V. Passou seu maravilhoso perfume amadeirado. Foi para a sala me esperar. (eu ainda não estava pronta ? risos) Calcei tamancos pretos. Prendi meus cabelos lisos, loiros e compridos. Passei sombra preta, batom vermelho e blush em minhas bochechas. Unhas vermelhas e um delicioso perfume adocicado.
Quando eu cheguei à sala, Jorge me olhou e ficou encantado. Mediu-me dos pés à cabeça. Levantou-se e me abraçou por trás. Acarinhou-me o pescoço. Cheirou meu corpo. Meus cabelos. Apertou-me contra ele. (excitei-me por sentir seu membro crescendo sob a cueca e cutucando-me o bumbum) Soltei-me dele. Ficamos frente a frente. Beijamo-nos. Fomos para o quarto. Ambiente à luz de TV e abajures.
Paramos na beira da cama. Eu sentia seu membro roçando-me a calcinha. Fiquei úmida! Jorge lambia-me o pescoço, passava suas mãos nos meus seios e bumbum. Abocanhou-me os dois mamilos. Desceu lambendo minha barriga e cheirando minha pele macia. Ficou agachado na minha frente e procurou aconchego no meio de minhas pernas. Cheirou-me a vagina, sobre a calcinha. Admirava-me as pernas envoltas pelas meias. Alisava-me. (meu coração estava acelerado e meu rosto esquentava cada vez mais) Puxou minha calcinha para o lado e cheirou meu sexo. (delirei) Sua respiração sobre minha vagina. Uau... Delícia! Eu fazia-lhe cafuné enquanto sua língua judiava-me o clitóris.
Apoiei uma das pernas sobre a cama e Jorge encaixou perfeitamente seus lábios macios na minha fenda. Gozei! Ele sugou meu gozo. Queria mais... Estava com sede! Continuou a lamber-me. Gozei novamente. Meu corpo amoleceu! (minhas pernas tremiam e apoiei-me na cabeceira da cama) Meu corpo queimava. Meus seios estavam pesados, mamilos duros. Vagina encharcada. (muitas contrações nas minhas entranhas) Levantei-o para beijar-me. Sentia o cheiro e sabor de meu sexo na boca dele!
Jorge passava suas mãos sobre meu bumbum frio e nossas línguas se esfregavam. Beijei-lhe o peito peludo... Fui descendo. Agachei-me. Mordi, carinhosamente, a cueca sobre seu pênis ereto. (meu batom ficou impresso ? risos) Tirei-a. Esfreguei meu rosto naquele pintão maravilhoso. Cheiroso. Abocanhei-o. O sabor de sua excitação já era marcante. Fiquei chupando e sentindo-o crescer ainda mais dentro de minha boca quente e macia. Suas veias salientes. Passava minha língua na cabeça e sugava-a. Acarinhava suas bolinhas e apertava seu bumbum frio. Enfiei-o todo dentro da boca, até encostar à garganta. Saiu lambuzado em salivas! (adoro chupar) Comecei punhetá-lo sobre meus lábios macios e carnudos. Olhava para cima e via-o fechando e abrindo seus lindos olhos. Jorge gemia. Eu enfiava dedos na minha xana molhada em gozo.
Levantei-me. Beijei-o ao sabor de esperma. Joguei-o na cama e fui para cima. Enquanto sugava sua língua, abri minhas pernas e agasalhei o viril membro. Entrou gostoso na minha vagina! Grosso... Quente! Apoiei meus pés, sobre tamancos, na cama. Cavalguei até me lambuzar. Meus seios balançavam. Segurei-os. Inclinei-me sobre seu corpo e beijei-lhe a boca. Juras de amor foram pronunciadas por nós. Levantei-me e voltei a abocanhá-lo. Lambuzado pelos meus orgasmos. (líquido branquinho cobrindo todo o pênis) Sabor? Picante... Levemente salgado!
Deixei-o sobre a cama e fui me preparar, no outro quarto, para penetrar-lhe o ânus! Escolhi uma cinta com pênis de silicone 15,5 x 3,0cm. Calcei tamancos. Vesti a cinta sobre minha calcinha. Mantive meu mini corselete. Quando voltei ao quarto, Jorge olhou-me com aquele brinquedinho pendurado no meio das pernas e meus seios balançando sobre lingerie. Olhares de desejos. Engatinhei na cama e o beijei. (ele ficou excitado) Abocanhei seu membro. Ele quase gozou!
Pedi-lhe que de quatro ficasse na beira da cama. Ofereci o brinquedinho para ele chupar. Jorge disse não. (eu amei ? risos) Eu vi seu bumbum peludo e empinado na minha frente. Seu pênis entre as pernas. Seu cuzinho depilado... Indefeso! Agachei-me e lambi. Esfreguei meus lábios. Cheirei-o. (delícia) Passei lubrificante no brinquedinho e na entrada do seu ânus. Enfiei dedos lubrificados nele.
Segurei em sua cintura. Posicionei a cabeça do pênis na portinha do cuzinho. Jorge contraiu o ânus. Mandei-lhe fazer força, como se quisesse fazer cocô. O cuzinho abriu. Forcei, carinhosamente, a passagem da cabeça do brinquedinho. (Jorge gemeu timidamente) Assim que a cabeça entrou, pedi-lhe que relaxasse a musculatura e não contraísse o ânus. Deu certo! Enfiei todo o pênis no cuzinho dele. Fiz movimentos, de entra e sai, sem tirar de dentro. Pedro gemia. Comecei a relaxar meu corpo e curtir, junto com ele, este momento íntimo. Meus seios balançavam. O movimento (atrito) de nossos corpos fez-me ter orgasmos. Jorge não gozou. Seu pau ficou meio mole e meio duro. (normal) Confesso que me deu uma sensação de posse sobre meu macho. Domínio.
Após algumas estocadas em seu buraquinho, retirei o brinquedinho e minha cinta. Lambi aquele cu delicioso. Abocanhei-o no pinto. Sentia-o crescendo novamente dentro de minha boca.
Trocamos de lugar. Jorge levantou-se e ficou em pé, sobre o chão, ao lado da cama. Fiquei de quatro e empinei a bunda. Ele me estocou bem fundo na boceta e judiou-me. Eu parecia uma cadelinha no cio de tanto gemer. Meus seios balançavam freneticamente e gemidos eram constantes entre nós. Gozei e depois saboreei meu gozo impresso no pau dele.
Jorge deitou de barriga para cima e abocanhei seu enorme membro. Chupei suas bolas e ânus. (eu adoro o cheirinho do cuzinho dele) Ele me pediu que pegasse um brinquedinho. Abri meu nécessaire e escolhi um bem gostosinho, de silicone (pênis vermelho e compridinho 15,5 x 2,7cm). Sentei-me, bem gostoso, sobre seu rosto (meia nove), empinei meu bumbum e abocanhei novamente seu pau. Jorge lambuzou-me o ânus com lubrificante. Introduziu-me o brinquedinho.
Enquanto ele enfiava a língua na minha xana e depois chupava meu clitóris, eu sentia, carinhosamente, o brinquedinho entrando e saindo do meu cu. Gozei bem gostoso chupando o pau dele. (meu corpo estava em êxtase profundo)
Levantei-me de seu rosto e mandei-lhe comer meu buraquinho. Fiquei de quatro na beira da cama, empinei meu quadril e até o abri com minhas duas mãos, afundando meu rostinho macio no belo travesseiro de penas de ganso. Jorge ficou em pé, sobre o chão e enfiou todo seu pau dentro do meu cu. Entrou gostoso. (eu adoro dar o cu) Aquele entra e sai logo me fez gozar como uma cadela. Massageei-me com um vibrador (formato de batom) sobre o grelinho. Gozei novamente. Jorge disse-me que iria gozar.
Retirou o cacete grosso de meu ânus e ofereceu-me na boca. Hum... Tinha um pouquinho de fezes! Limpei-o com lenço umedecido. Enfiei na boca. O sabor de cu sem lavar era presente. (fiquei ainda mais excitava pelo aroma que exalava) Jorge inundou-me a boca com sua porra quente e gostosa. Fartei-me em seu mel! Engoli. (eu adoro porra quente) Continuei chupando até Jorge começar a rir e seu membro diminuir de tamanho. Beijamo-nos na boca. Deitamos exaustos.
A partir daquela noite, tornou-se comum, entre nós, eu comer o cuzinho dele. Ele também o meu. Nunca dispensamos lubrificante. Temos intimidade e muito carinho!
Namoramos mais um ano e nos casamos. Em julho de 2011, completamos 12 anos de casados. Temos três filhas lindas.
Muitas vezes, recordo-me que queria apenas enfiar um dedo no cu dele. Estou enfiando pênis de silicone há 13 anos. Recentemente, durante uma noite de amor (em que eu o possuía no ânus), Jorge confessou-me que, sua tara é sentir o que as meninas, que eu comia, sentiam.
E você, que leu meu relato, qual sua tara? Abra seu coração. Passe vontade não. Comente! Vote.
Pessoal, por hoje é só! Fique em paz e obrigado pela leitura. Beijos.

 

Gostou? Vote no Conto:

14/07/2011 | 83537 visitas

 

Comentários

  • Dzmila postou em 28/05/2014

    ? Jorge ou Pedro. Tava indo bem, mas confundiu os nomes.

  • Paulo e Julia postou em 23/03/2014

    Eu e minha mulher adoramos isso. Uso as calcinhas dela, adoro! Mulheres, casais e homens que também curtam podem nos adicionar no skype. Homens só os bi-sexuais.
    casalbeksex@hotmail.com

  • gilvan postou em 20/12/2013

    eu adora da o rabo para minha namorada se tiver alguma mulher afim me add

  • Paulo postou em 13/08/2013

    Adoraria ter o rabo bem chupado... sou branco, olhos claros, estou em SP... pkpk@zipmail.com.br

  • Melzinha postou em 11/08/2013

    Adoro chupar o cuzinho do meu gato, ele enfim deixou eu enfiar um dedinho enqto faço oral nele, agora ele só quer assim, antes ele não deixava eu enfiar, só chupar o anus, agora quer tudo, mas em relação a enfiar algum consolo,  não sei,  eu tenho receio,  de fazer isso,  kk ele nunca pediu isso tbém, por eqto, deixa quieto q. chupar e enfiar dedinho no ânus dele,  já tá delícia pra mim rrss.

  • marco antonio fornazaro postou em 15/03/2013

    eu adoro dar o cuzinho pra minha mulher

  • renato postou em 07/03/2013

    tambem dou o rabo para a minha mulher, ela chega a enfiar dois dedos e eu adoro que chego at? gemer de prazer, ? otimo gosto muito mesmo quero ver o dia que ela quizer que eu compre um pinto de silicone,, nossa q?eu vou gozar

  • adoro dar postou em 11/02/2013

    gosto muito de da para minha mulher

  • ad?o postou em 11/02/2013

    minha mulher gosta min conmer e gosto

  • Stela postou em 21/01/2013

    Esta historia faz parte de m,im eu adoro comer o cuzinmho do meu namorado, dame muita tesao. Adoro

  • Stela postou em 21/01/2013

    Esta historia faz parte de m,im eu adoro comer o cuzinmho do meu namorado, dame muita tesao. Adoro

  • alexandre donario postou em 13/12/2012

    eu adorei seu relato eu tenho uma amante que adora fazer fio tera em pricipal mente quando fasemos 69 ai goso na boca dela e repartimos minha pora    se tiver au guem afim de dividir esperiencias e so entrar em contato comigo

  • welliton postou em 13/12/2012

    eu adorei seu conto eu tenho uma amante que me chupa e pentra meu cu eu adoro quando fazemos 69 ate goso na boca dela e ele reparte meu coso comigo tauves um dia eu peça para ela usar um brinquedinho 

  • Gizelle postou em 12/12/2012

    Ha minha história eh um pouco parecida com a da Nádia, adoro fazer S.O. com meu namorado, e um certo dia, eu o masturbei e passei os dedos perto do anus dele. Percebi q ele amou, mas no começo tinha bastante preconceito, tbm conversei com ele e aos poucos fui descendo a mão, hj ele adora que eu chupe ele todinho, passe os dedos, soh n quer q eu o penetre. Mas mesmo assim, fico mto excitada. Quem n faz, aconselho fazer ;)

  • Cunha postou em 06/11/2012

    Eu adoro ser penetrado por mulheres tenho muito tesão no cú.
    mulheres que queiram teclar sobre essa delicia de assunto me add chefe.45@hotmai.com
    Estarei a disposição de vocês meninas bjo.

  • vicente de paula leite postou em 26/08/2012

    eu adro fazer sexo a tres qye de vcs estiverem a fim me ligam para comer sua mulher em sua frente 011980872297

  • neguinha postou em 25/08/2012

    Nossa sinto muito tesao chupando o cu do meu marido,
    Ele fala q gosta ou se gosta,mas ele fala q deixa so pra mim satisfazer
    No comeco ele queria + agora sempre q estamos fazendo
    Amor eu chupo,passo o dedo,eu so sei q ele me ama muito
    E eu tambem amo ele e sei q ele e gay,ele e muito homem,e muito gostoso!
    Quando faz uma vez vicia em pessoal + e muito bom chupar o meu marido.

  • rodrigo postou em 21/08/2012

    minha namorada já fez comigo e é uma delicia , o orgasmo e múltiplo a sensação de uma mulher te penetrar é muito bom eu recomendo vcs não vão arrepender. 

  • korman postou em 03/08/2012

    Estou a pouco tempo participando deste sait,adoro ler esses contos picantes fico muito exitado.Minha mulher como ? muito dafadinha,quis comer meu rabo,eu fiquei com muito ts?o,vesti a minisaia linda que ela tem,e ela come?ou acariciar meu c?,lanbendo muitogostoso,deu uma lubrificada e enfiou um consolo de 20 cm que comprei pra ela,come?ou a socar aquela pica em mim e n?s gozamos muito!Agora toda semana ela come meu rabo h?... que delicia!!!

  • TIAGO postou em 30/07/2012

    MINHA ESPOSA ADORA QUE USE AS CALCINHAS DELA E QUANDO CHEGO DO TRABALHO E ELA ME DA UM BEIJINHO E ME FALA NO OUVIDO HOJE QUERO COMEU MEU VIADINHO MEU PUTINHO JA FICO DOIDO PARA CHEGAR A HORA E A NOITE PEGA FOGO VAMOS SEXO E BOM DE QUAL QUER FORMA BOM DE MAIS BJS A TODOS



:D :P: :afff: :confiante: :convencido: :convite: :decepcionado: :derrota: :descrente: :encucado: :fascinado: :lagrima: :legal: :meia-boca: :no:

  confirmacao * Todos os campos são obrigatórios
 
 
Disk sexo - Tele Sexo Mulheres dispostas a realizar os seus desejos, basta ligar e pedir que a sua fantasia será realizada. www.sexopelotelefone.com
Sexo por telefone Mulheres procurando por sexo, ligue já para: 091 17 7878-0270 e encontre sexo em poucos minutos! www.sexopelotelefone.com
Disque Sexo Gatas deliciosas prontas para muita putaria no telefone, é só ligar: 091 17 7878-0270 www.sexopelotelefone.com
Faça Sexo Pelo Telefone Selecionamos as mulheres brasileiras mais gatas, gostosas e safadas estão esperando para ter sexo no telefone. www.sexopelotelefone.com
Quer fazer sexo? Ligue já para: 091 17 7878-0270 e veja perfis com vídeos de mulheres gostosas buscando um homem safado! www.sexopelotelefone.com