Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

O amigo do meu ex-marido | Diversos | Acervo de Contos

O amigo do meu ex-marido

Ola, meu nome é Andréia, hj tenho 39 anos, casada pela 2° X. Meu primeiro casamento foi algo bom até certo tempo, depois as coisas mudaram muito. Meu primeiro marido foi o grande sonho da minha vida. Um tesão de homem, fazíamos amor feito loucos, ele é dono de uma pegada que deixa qualquer mulher mole, detonada. Era assim comigo, mas nosso casamento não deu certo. E depois de separada resolvi sair com alguns amigos do meu ex, na intenção de que ele ficasse sabendo e se sentisse um merda. Isso deu certo.

Depois de um ano separada, comecei a dar mole pra um ex-namorado meu, muito amigo do meu ex-marido. Papo vai, papo vem, acabei convidando-o para ir a minha casa. Ele sabia que eu tinha as piores das intenções. Eu queria mesmo era ser fudida com estilo, eu queria mesmo era sofrer em cima de um pau. E isso ele fez comigo!

Sou uma mulher fogosa, gosto de sexo e tenho muito fogo. Sou tesuda, na cama, atrevida e gosto que me tratem como puta. Eu tenho classe, não sou vagabunda, mas na cama gosto de ser levada ao delírio.

Quando meu amigo chegou, nos cumprimentamos com um beijinho de canto de boka, e demos aquele sorrisinho safado. Eu não queria perder tempo, tava num atrasado de sexo daqueles. Eu tenho uma bunda que qualquer homem, por mais santo que seja olha, então abusei de um vestido verde que tenho; alcinhas e curto. PQP,,,arrasei!!! Nós sentamos num sofá vermelho que tenho em minha sala e começamos a ver um filme: UMA ESTRANHA PERFEITA...tem uma cena de sexo nesse filme,,,eu escolhi de propósito.

Como já estávamos mais íntimos, coladinhos e trocando carinhos, quando chegou na cena, meu amigo deu um sorriso filho da puta e sacou tudo. E aí ele nem pensou, me deu logo um bj. Não paramos mais. Dei stop no filme, diminui as luzes e soltei a franga...hahaha.

Ele colocou meu seios pra fora e começou a mamar neles e ao mesmo tempo foi metendo o dedo na minha xana...aquilo foi me enlouquecendo a tal ponto que me afastei dele, encostei as costas no braço do sofá, abri as pernas e disse: CHUPA, CHUPA MINHA BUCETA PQ JÁ TO LOKA DE TESÃO...o cara desceu a boka pra minha xana e engoliu meu grelho na primeira bokada. Arreganhei as pernas, joguei meios braços para trás e deixei rolar. Ele intercalava a chupada...um pouco na buceta e um pouco no meu cú. Eu permanecia arreganhada e com os braços para trás da cabeça. De repente ele se levantou e começou a lamber minhas axilas, tentei impedi-lo mas não tive forças. Que loucura!!!

Quando levantei a cabeça pude ver o tamanho do cassete do cara, Pensei: Putz, minha buceta vai se acabar hj!!!....Qual não foi minha surpresa???? Depois de alguns minutos chupando meu sexo sem parar, ele me pegou com força, me virou de bruços e disse: Hoje Andréia, sua puta gostosa, vou compensar todas as punhetas que já bati pensando nesse rabo fudido que vc tem...Quando ouvi isso disse pra ele que eu não queria, mas de nada adiantou. Ele desceu a boka até minha bunda e meteu a língua nela com tanta força que minhas pregas se abriram. Eu podia sentir a língua do meu amigo entrando vorazmente em meu ãnus...eu sentia tesão, calafrios deliciosos, estava gostando daquilo, mas sabia que se não o parasse eu iria sofrer. E foi isso o que aconteceu. Quando ele percebeu que eu estava mole e sem forças de tanto prazer e tesão, ele colocou a cabeça do pau no meu cú. Tentei impedir mas foi inútil.

No começo ele foi carinhoso. Colocou aquela cabeça enorme no meu cú...colocava e tirava, colocava e tirava. Aquilo foi me enlouquecendo e me fazendo ferver. Mas quando ele sentiu que meu cú estava dilatado, deslizou as mãos que estavam abrindo minha bunda até minhas axilas (sovaco), enterrou o dedo debaixo de meus braços e falou: AGORA VOU BOMBAR ATÉ VC CAGAR NO MEU PAU...ele começou a socar, cada vez mais forte, cada vez mais rápido e meus gemidos começaram a ficar mais altos, comecei a gritar de dor e sei lá o que mais. Sentia medo dos meus vizinhos me ouvirem. Ele continuava a socar, e eu comecei a sentir que estava me melando toda, e ele nem aí com isso. Comecei a sentir que ele ia gozar porque se pau que já estava grande, ficou enorme, e então, senti aquele jato quente em meu ãnus. Quando o pulso do gozo chegou forte, ele enterrou tudo em meu cú e segurou firme, fazendo movimentos curtos, tentando empurrar aquele caralho cada vem mais fundo em mim. Quando ele gozou, eu estava louca de prazer e chorando ao mesmo tempo. Quando tentei sair de baixo dele, ele me segurou e disse: TENHO MUITAS PUNHETAS PRA COMPENSAR DONA ANDRÉIA...e u pedi que por favor ele parasse, mas...a foda recomeçou...

Ele deslizou do sofá com o pau ainda em meu cú e se encostou no assento do sofá, jogou minhas pernas por cima das dele, deixando seu pau caralhudo enterrado em meu rabo e, com as mãos abriu minha buceta e começou a masturbar-me. Eu não agüentando mais tanta dor e delirando com o prazer misturado, perguntei de onde vinha tanta energia pra um pau ficar duro tanto tempo...ele meteu a língua em minha orelha e sorrindo disse: Dois viágaras meu amor.....tenho a noite toda pra rasgar você, mas fique tranqüila porque nessa posição você vai cagar em meu pau. Ele com a bunda no chão e o cassete atolado em meu rabo, começou a dar soquinhos dentro do meu cú dilatado. Comecei a sentir que ele estava conseguindo o que queria...Eu estava cagando no pau dele, e quando o safado gostoso sentiu isso, acelerou os movimentos e começou a gozar de novo.

Que noite aquela, que trepada aquela. Depois de alguns meses fiquei sabendo que meu ex-marido, através de uma amiga havia ficado sabendo da minha aventura, apenas disse a aminha amiga que eu tinha uma irmã nota dez. Quase morri de ódio.

Eu e meu amigo transamos depois disso, mas essa já é uma outra história que conto de pois....



Bjs pra vcs

 

Gostou? Vote no Conto:

45859 visitas