Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Meu sinhozinho Malta | Diversos | Acervo de Contos

Meu sinhozinho Malta

Existem situações inusitadas quando se trata de sexo, a famosa química, as vezes pode nos colocar em verdadeiras situações inusitadas



Como já disse em um dos meus escritos, sou uma mulher madura muito comum, não sou malhada, carrego quilos a mais, porém acho que tenho a meu favor o fato de ser extrovertida , espontânea e brincalhona gosto de sexo e não me envergonho de demonstrá-lo, uma das coisas boas que a maturidade nos traz é a consciência de que não é pelo fato de determinada pessoa não me querer que sou melhor ou pior que outra, cara, isso é libertador...



Conheci Francisco em um baile de formatura de um vizinho, a mesa do formando estava um pouco tensa e resolvi que não me envolveria naquele baixo astral, caí no meio do salão e comecei a dançar, ele logo se aproximou, padrinho de um dos formandos eu o havia visto a tarde quando estávamos todos na república para nos trocarmos e maquiarmos, como veio do interior de Minas para o evento e não conhecia os demais, me confidenciou que sentia-se deslocado ,ficamos brincando e dançando , era muito engraçado se vestia como um típico homem de fazenda; usava bota, chapéu , anéis e corrente de ouro, era uma figura, eu o chamava de Sinhozinho Malta e ele a mim de moça da capital.



Ficamos na mesa do afilhado de Francisco, em uma das vezes que voltamos havia apenas uma cadeira sentou-se e me puxou para seu colo, quando sentei aquele delicioso volume me pressionou, foi aí que começou a brincadeira, fui me ajeitando até que o pau dele ficou entre minhas nádegas, como estávamos em um local bem discreto, comecei a rebolar sentia o pau cada vez maior e eu queria mais, levantei fui ao banheiro e aproveitei para tirar a calcinha, ao voltar ajeitei a saia do meu vestido de forma que sentei com a buceta nua em pelo sobre o colo dele, como usava meias 7/8 ficou tudo fácil,rsrs



Falei em seu ouvido:



Coloque a mão sob minha saia.



Quando me tocou e sentiu minha xana, até engasgou.



Francisco: Moça do céu, vc quer me fazer ter um ataque apoplético, o que é isso??



Eu: poxa com essa idade toda e você ainda não sabe do que se trata?rsrsrs



Eu estava enlouquecida, tinha colocado na cabeça que ia me divertir naquela noite, rsrs e isso incluía sexo, a principio Francisco não me havia chamado atenção, mas conforme conversamos fui notando um homem com pegada, dono da situação e adoro isso.



Ele também não era bobo, senti sua mão sobre minha saia me acariciando a vagina que a essas alturas estava completamente molhada, sentia seus dedos deslizando vagina adentro, beliscões e esfregões em toda extensão, eu me esfregava em sua coxa, praticamente me masturbando, afinal ele disse:



- Não dá mais, vamos para outro lugar, se eu não te comer logo, acho que morro ou te agarro aqui na frente de todo mundo.



Avisei a uma pessoa da minha mesa que estava de saída e havia arrumado carona , saí atrás dele, o estacionamento era bem grande e o carro dele estava bem no final, como ele veio ao jantar que houve antes do baile, foi um dos primeiros a chegar.



Quando estávamos próximos ao carro, Francisco me abraçou por trás me falou ao ouvido, vou te comer agora, não dá pra esperar mais, levantou minha saia e senti o seu pau se esfregando em mim, o homem parecia só ter mãos... virei para trás e o empurrei ao banco do carro, falei em seu ouvido;



- você está muito afoito... Mas se tiver uma camisinha...,



Não precisei falar duas vezes, puxou uma bolsa do banco de trás e me deu uma camisinha, abri a embalagem me abaixei e coloquei-a com a boca em seu pau, quando terminei o homem já urrava, virei de costas e sentei em seu pau rebolando... gozou fartamente muito rápido. Me tirou de cima dele, colocou-me no banco do passageiro e disse;



- Você não vai se arrepender, vou te dar a noite mais maravilhosa que você já teve. Sou uma mulher grande gente, muito difícil um homem que me pega no colo, mas assim que chegamos ao motel, ele desceu do carro me pegou no colo e levou-me até a cama .



Tirou meu vestido e deitou entre as minhas pernas, mamava minha buceta com fome, lambia de cima a baixo, Desde o meu ânus até o clitóris, soprava, lambia, chupava , meu sexo já estava inchado e rosa, quando largava embaixo me beijava a boca, até que parou em meus seios, ahhhhhhhhhhh caramba!!!! Os seios me fazem perder a noção amo ser mamada nos seios, enquanto isso seus dedos continuavam trabalhando, eu queria retribuir mas todas as vezes que fazia menção a tomar alguma iniciativa, era segurada....





Começou a falar coisas loucas, gritar como o meu gosto era bom, e descrevia o que faria a seguir...







Virei por sobre ele e iniciei a mamar o seu pau que já estava um rochedo, eu sentia aquele gosto de porra quente que vez por outra pingava...até que ele me pôs de 4 e falou:







- Moça vou entrar nesse rabo.





Quase não tive tempo de empinar ele já tinha posto a camisinha e estava entrando eu sentia tanto tesão que a sensação era de meu ânus engolindo o pau dele que era até grandinho e assim foi,nos engolimos nos comemos,nos satisfazemos foi uma das noites mais deliciosa que tive.....

 

Gostou? Vote no Conto:

1034 visitas