Acervo de Contos eróticos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto
flagras ninfetas videos porno amadoras bundas safadas

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Meu cu virgem foi arrombado | Acervo de Contos

Meu cu virgem foi arrombado

Ola, tenho 40 anos, solteiro, profissionalmente bem sucedido e sexualmente realizado. Vou- lhes confidenciar algo que me ocorreu na juventude e que influencia na minha vida sexual ate hoje.
Por morar em uma area rural, tinhamos o costume de fazer "troca- troca. Eu era o mais novo dos meus primos, eles me ensinaram a bater punheta e me mostraram o caminho do sexo.
Um dos meus primos, certa vez, me disse q tinha dado o cu para um cara, e q se quisesse ele me levaria la pra o cara me comer tbm. Fiquei indeciso, pq meu cu era virgem, meus primos so encostavam a cabecinha na minha rola, e so. A gente nao passava disso.Ah, bem, antes q me esqueca, lembro- me agora q certa ocasiao, em uma roca, meu primo mais velho me pediu pra q eu ficasse d joelhos, Eu fiqei. Ele ficou de pe em minha frente esfolou a pica preta dele, com a cabeca vermelha e mandou eu chupar. Eu nao fiz isso pq fiqei com nojo.
Voltando ao assunto do cara q ia me comer, ele era mais velho q a gente, e eu nem sabia como q era, bobinho que eu era, mas eu tinha mta curiosidade pra saber. E tbm, fiquei com muita vontade de saber qal era a sensacao de chupar um um piru. eu ficava noites tentando imaginar como devia ser a sensacao de sentir aqela coisa rolissa, cabecuda, entrando e saindo da minha boca, batendo na minha garganta, me entalando. Gostava de imaginar aqelas gosmas na cabeca do piru e eu engolindo elas todas e tbm qeria mto sentir o gsto da porra na minha boca, so de pensar nisso meu cuzinho virgem chegava a latejar de tesao. Pensando em tudo isso aceitei e meu primo me levou la. O cara disse q tinha um lugar no mato q seria bom. Andamos bem, nos afastamos da estrada principal e chegamos perto d uma roca, um lugar com mtas pedras altas, excelente esconderijo. Sem nenhum perigo de sermos interrompidos.
Mas eu pedi para meu primo ficar em cima de uma das pedras vigiando ja q ele n ia dar para o cara, so eu. Ele subiu na pedra e ficou d vigia. Entao o cara de nome Vando( ficticio),falou q era pra eu ficar d quatro e baixar as calcas. Imediatamente eu o obedeci, minhas bundas sao carnudas e rolissas e minhas coxas grossas. Acho q isso deixou o Vando excitado pq ele tava com a rola dele bem dura, e mesmo de 4, olhei pra tras, e consegui ver o pau dele. Devia ter uns 17 centimetros, mas era cabecuda e grossa, eu n me assustei pq nunca tinha sentido uma rola assim em meu rabo. Ele entao cuspiu na cabeca da pica e foi enfiando com forca no meu cu virgem. Senti uma dor muito forte e recuei imediatamente,  o pau dele saiu fora do buraco. Ele percebeu q eu tinha sentido dor, entao me arrumou de novo de quatro pediu pra empinar bem a bunda, mas eu ja tava qase saidndo correndo dali. Mas dessa vez ele enfiou o dedo, devagarinho. Dessa vez nao doeu, e eu gostei, ele enfiava e tirava o dedo. Logo ja foi enfiando dois dedos e eu gstando...huummmm, mas q gstoso...cheguei ate a fechar os olhos. Quando dei por mim ele ja tava com quatro dedos todos dentro do meu cu, que estava pra ser esburacado pela pica ou pelas maos dele. Eu tava sentindo um tesao imenso, meu pau tava ate pingando d tesao e tava muito duro. Meu cuzinho tava todo molhado, e babado com as cuspidas que o Vando dava para o dedo dele entrar cada vez mais fundo.
Subitamente ele tirou todos os dedos de dentro do meu buraco, e arreganhou meu cu. Senti q tava entrando ar, entao percebi q meu cu estava ficando largo, e q ia ficar ainda mais. E eu nao enganei!
Foi qando senti aqela rola rossando entre minhas nadegas, procurando o lugar certo pra mergulhar. Eu tava com mto tesao, gente, eu tava gstando demais daqilo. Entao com o maior prazer segurei na penca dele e eu mesmo coloqei na entrada semiaberta do meu cuzinho. Ele segurou na minha cintura, pediu q eu levantasse e ficasse com as maos na pedra q meu primo tava de vigia, e d costas pra ele e com a bunda empinada.Fiqei. Ele, de pe, conseguia ver meu cu direitnho pq colocou no lugar exato e foi empurrou com forca. Huummmm...mas q maravilha, gente...confesso q cheguei a gemer. Ele segurava nas minhas ancas e metia devagar indo e vindo. Entao falei q ele podia meter forte se qisesse. Dito e feito!! O Vando segurou bem forte em mim e foi mandando ver. Eu podia sentir meu cu se contraindo na hora q o pau dele entrava e saia...forte...e as bolas batendo na minha bunda. Ele meteu tudo mesmo pq dava pra sentir q estava tudo dentro d mim, so as bolas estavam d fora e eu cheio d tesao, meu cu doia e latejava de tesao, e eu so delirando d tao gstoso q tava...huummm...
Entao o Vando parou. tirou o pau dele todo gsmento do meu cu q tva todo froxo, eu podia sentir. Ele disse q ia chupar meu pau, pq ele tva duro e ele qeria pq tbm gstava d chupar . eu disse q sim, mas q ia gozar na boca dele pq tava com muito tesao. Ele chupou meu pau, q tinha 16 cm, mas nao muito pq gozei rapidinho, mas ele n deixou eu gozar na boca dele nao, gozei na cara dele. Entao eu disse q era hora d eu chupar o dele. coloqei aqela ro,a na minha boca e tva como em meus sonhos, toda gosmenta. Chupei ate entrar na minha garganta. entao ele comecou a fazer o vaievem como se minha boca fosse meu cu.Meu primo desceu da pedra e disse q ia comer meu cu eu gostei da ideia, fiqei d qatro ele ajoelhou atras d mim e o Vando na minha frente. Grudei no pau do Vando e tome chup- chup, e meu primo la, fodendo meu rabo q ja tava todo froxo e cheio d gosmas.
So senti aqele liqido qente caindo nas minhas bochechas pelo lado d dentro, era o Vando gozando, enterrou o pau la na minha garganta, e a porra caiu no fundo da garganta nem dava pra jogar fora, tive q engolir. Mas engoli com prazer, com tesao. Ele tirou o pau dele da minha boca, e tava todo mole e babado com as minhas babas. Meu primo tbm gozou uns minutos depois dentrou do meu cu mesmo.
Foi uma experiencia maravilhoa pra mim, pq eu deria sentir tudo aqilo q eles fizeram eu sentir.
Depois daqilo, dei variaz vezes pro Vando, no mato, na casa dele, ele tocava violao e eu tbm e a gente marcava ensaios e ele me comia no qarto dele.
Passei a dar pro meu cachorro tbm pq n podia fcar mtos dias sem sentir uma pica em meu rabo, de preferencia grossa, e sempre fazia boqetes pro meu primo q gozava sempre dentro da minha boca, adorava sentir a porrra na minha boca.
Hoje, sou solteiro, nao dou mais pro Vando nem pro meu primo.
So dou para meus amigos intimos do trabalho, mas com uma diferenca, a pica deles e mto maior q a do Vando e do meu primo.

 

Gostou? Vote no Conto:

07/09/2009 | 109411 visitas

 
 
 
safadas flagras filmes porno