Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Mais uma com minha ex putinha Si | Diversos | Acervo de Contos

Mais uma com minha ex putinha Si

Oi! Vou contar, mais uma das minhas aventuras, com minha Ex: putinha Silvia.

Bem acho que não preciso me apresentar.

Vamos a historia!

Certa noite estávamos em casa, sem muita perspectiva, nada bom para aquela noite foi quando Silvia me convidou para irmos até uma locadora pegar uns filmes e comer algo fora já que ela disse não estar afim de fazer janta naquela noite, concordei tomamos banhos demos uma no banheiro, mas nada muito quente tipo aquela básica só pra não perder a pratica (rsrsrsrs), bem após termos pego alguns filmes entre eles um pornô ela me convidou para irmos tomar um sorvete, enfim ficamos por ali de bobeira como Silvia estava com uma saia pouco acima dos joelhos nada explicito eu comecei a provocar perguntando se ela era capaz de erguer mais a saia, ela pegou e ergueu até menos de dois dedos das dobras da bunda deixando assim aparecer a calcinha, alias a mini calcinha branca e semi transparente, foi ai que ela começou me provocar e me perguntou se eu teria coragem de deixar ela chupar meu pau ali na praça (Silvia era ou é tarada por chupar um pau) eu disse que sim que eu deixava ela mamar, mas teria que ser num local mais escuro, ela riu e ainda disse (claro ou você acha que sou louca?) Eu ri gostosamente e disse que achava sim, ela então pegou minha cadeira de rodas e conduziu até uma parte mais escura, mas que de forma alguma seria menos perigoso fazer algo ali, começamos a nos beijar e por em pratica nosso tesão, mas envolvidos que estávamos em nos tocar não percebemos uma Garota (mulher) que observava meio de canto, foi quando Silvia tarada começou a chupar meu pau como se estivéssemos em um quarto ou em alguma parte de nossa casa, nessa delicia de fazer tudo aquilo quando vimos a tal mulher (Fernanda) foi aproximando-se, mas não falou nada apenas olhava, Silvia com a boca toda lambuzada de saliva devido as mamadas olhou pra Fernanda e perguntou, com uma cara de puta se a Fernanda queria chupar também Fernanda olhou e disse ?aqui não! Mas se depois vocês quiserem mais eu aceito!? Silvia disse ?então espera que só quero tomar um leitinho e depois conversamos, mas você pode fazer o que quiser!?Fernanda não era do tipo bonita sinceramente pra mim era até feia, tinha uns peitões meio moles umas estrias, mas a buceta muito quente e apertada a bunda parecia uma gelatina, ela tinha, uns 28 anos, quando Silvia me fez gozar Fernanda ainda limpou meu pau com um lenço, e disse ?bem agora se vocês quiserem foder de verdade me acompanhem!?ela (Fernanda) foi na frente parou perto de um Tempra e disse ?vamos fazer festa hoje? ela disse que morava numa cidade próxima e que nos levaria pra casa dela, eu disse que então teríamos que ir até nossa casa antes, com a ajuda de Silvia, Fernanda guardou a cadeira no porta malas e nos levou até nossa casa chegando lá, Fernanda perguntou se eu queria descer do carro, eu disse que como ela havia dito que não poderia se demorar por ali que não havia necessidade, fiquei no carro ouvindo música nem vi o tempo passar, mas depois de uns 15 minutos as duas (Silvia e Fernanda) voltarão tipo assim meio desarrumadas nem dei bola, antes de Silvia entrar no carro me deu um beijo foi ai que percebi o motivo da demora, Fernanda também me deu um beijo na boca como se fosse minha mulher e me perguntou ?você gosta do gosto da bucetinha na boca de uma mulher??eu disse que gosto do gosto da buceta de minha mulher em qualquer lugar e se for na boca de outra melhor ainda. Bem Silvia sentou no banco de trás e eu fiquei com Fernanda na frente pelo retrovisor eu vi que Silvia estava sem calcinha e também que sua buceta estava brilhando ela dava um jeito de passar as mãos quando saímos da cidade Silvia tirou a mini saia (mini saia essa que ela botou naquele momento que deu umas chupadas em Fernanda) quando chegamos em um posto de combustível acho que foi ali que eu cai na realidade e perguntei a Silvia se era isso mesmo que queríamos ela me disse ?Amor você vai gostar ela não é bonita, mas te garanto que você vai gostar, e agora não temos mais o que fazer vamos ver no que dá!?eu concordei e logo Fernanda chegou trazendo umas garrafinhas de vodca ice Silvia recusou dizendo que não bebia nada vez em quando tomava um vinho, eu aceite e no caminho acho que tomei umas três garrafinhas até chegar na cidade de Fernanda, chegando lá, ela nos levou até sua casa não era uma casa de luxo, mas era uma bela casa ela disse que morava sozinha, que era secretaria de um frigorífico na cidade e que vivia razoavelmente bem, depois das devidas apresentações ela fechou toda a casa ligou a TV botou o filme que nós tínhamos locado, foi logo tirando a roupa, (na hora confesso que achei meio digamos ?nojento? aquele corpo) ela era branca como leite um bundão judiado uns peitões uma buceta com pelos quase invisíveis, Silvia tirou a pouca roupa que ainda usava e eu ri pelo contraste uma grandona toda mole outra pequeninha com tudo durinho uma pele bronzeada, mas enfim já que estava ali que fosse que Deus quisesse também tirei a bermuda como tenho o costume de não usar cuecas tudo era mais fácil pedi que antes que as duas me deixassem ali que eu queria um trato 1° Fernanda riu e disse ?claro amorzinho? confesso que isso me dava um certo receio, as duas me botarão no tapete da sala e partirão pra cima de mim como duas piranhas me chupavam lambiam passavam as mãos as tetas, Fernanda me esfregava a buceta branca até que ficamos em posição de 69 eu chupava a buceta dela, ela e Silvia meu pau como sempre ressalto tenho um pau normal tamanho médio 18 cm elas se deliciavam e eu também com aquela buceta praticamente mijando na minha boca e rosto, foi quando Silvia deixou Fernanda me mamando e veio a meu socorro e me ajudou a lamber a buceta de Fernanda, Fernanda soltou todo seu corpo em cima de mim ela devia ter mais ou menos 1,75 uns 90 kl (era grande mesmo) e eu senti que ela ia gozar Silvia chupou com mais força e fiquei ali com a boca aberta quando senti (juro) aquele jato de um liquido semi transparente, parecia porra, só que bem clarinha engoli o que pude e Silvia Beijava-me, Fernanda levantou e ficou sentada só brincando com meu pau que estava super duro Silvia então perguntou se ela queria na buceta, (confesso que pensei que seria uma buceta gigante, me perdoem as gordinhas, mas eu nunca tinha tido nas mãos uma mulher daquele tamanho) mas pra meu engano quando ela ficou de lado comecei a botar meu pau senti até certa resistência na penetração a buceta dela era mais apertada que a da minha putinha, eu metia na bucetinha de Fernanda e chupava a linda buceta de Silvia como eu sabia Silvia gozava fácil sendo mamada eu chupava Silvia e metia um dedo no cú dela afinal o nosso trato no inicio era de ela me dar a bundinha na dita praça, perguntei se Fernanda queria que eu gozasse na bucetinha dela ou queria que eu tirasse ela me disse que se Silvia deixasse que era pra mim gozar dentro Silvia riu e disse ?a buceta é tua basta você querer? Fernanda então começou a gemer e dizer ? vai enche minha bucetinha de porra, vai goza, goza? ouvindo aquilo firmei meu pau dentro dela e fiquei imóvel e senti meu pau cuspir uns três a quatro jatos de porra dentro daquela mulher, grande em tamanho, mas com uma buceta de novinha, naquele momento nem pensei no cú dela, mas depois da foda ela chamou Silvia para tomar um banho eu já sabia o que ia acontecer voltei pra cadeira de rodas e fiquei ali fumando um cigarro devia ser por volta de umas 11 e pouco da noite pensei quanto tempo iríamos ficar ali já que o ultimo ônibus saia 15 pra meia noite, mas quanto percebi já havia passado um tempão as duas vieram de banho tomado e cada uma com uma cara de felicidade, Fernanda me disse que ela ainda não tinha jantado que se eu queria uma pizza eu disse que nós também não tínhamos jantado apesar termos saído de casa pra tal, jantamos e depois tudo começou de novo dessa vez comi o cuzinho dela (Pow foi o melhor cú que comi, apesar de ela dizer não que era mais virgem era um cú muito gostoso, mas confessou que fazia mais um ano que não dava uma boa trepada, se Ela tivesse dito isso antes de eu comer ela acho que eu iria rir e usar aquele famoso (TAMBÈM) bem depois dessa nunca mais vimos Fernanda voltamos pra casa de ônibus.

Espero que tenham gostado, achei meio longo, mas acho que ficou bom.

Abraços!



Se você mulher ou casal do Rio Grande Do Sul quiserem entrar em contato basta me Add no MSN ou e ou no Orkut, mas friso que procuro pessoas sem preconceito e normais, pra mim não importa a idade ou cor não busco dinheiro ou algo do tipo prezo só pelo prazer então pra mim não há limites



MSN



Kazablank1@hotmail.com



Orkut



kazablank@hotmail.com





PS: Também curto sexo virtual com webcam

 

Gostou? Vote no Conto:

14576 visitas