Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Encontro nudista | Diversos | Acervo de Contos

Encontro nudista

Fui casado duas vezes e nas vezes em que estive só sai sempre com muitas muheres pois sempre adorei uma xaninha cheirosinha e um cuzinho apertadinho. 

Depois que me separei da minha segunda mulher conheci uns sites que falavam muito de naturismo e nudismo e comecei a pesquisar a respeito e adorei a idéia de ficar nu tanto em casa como em sítios, na praia. Foram experiencias únicas sentir a liberdade despojado de roupas e passei a praticar cada vez mais principalmente em casa o nudismo.



Moro em uma casa e com seus muros altos posso ficar a vontade inclusive quando está calor brinco nu na piscina.



Um belo dia, conheci pela internet um rapaz que também adorava o nudismo indoor e começamos a conversar e depois de algum tempo ficamos de fazer uma reunião na casa dele pois morava sozinho e íamos com outros amigos comer uma pizza e jogar dominó ou baralho, sei lá, passar um tempo todos nus juntos.



Aquele dia choveu bastante e quando eu cheguei ele ainda estava sozinho e aí começamos a bater papo e aí ele me disse que se eu quisesse podia tirar a roupa e ele já começou a se despir também. Continuamos a conversar e de vez em quando eu dava uma olhada no pau dele que era bem maior que o meu e acho que ele percebeu.

Aí ele me disse: o pessoal está atrasado, acho que vou tomar um banho e já volto, mas para não ficar sozinho, falei que ia com ele, afinal já estava pelado mesmo e senti vontade de pedir para me refrescar também pois estava meio suado de tanto calor.

Ele tomou seu banho e ficou lavando seu pau que começou a crescer, o que não pude deixar de notar e o meu começou a dar o ar da graça e endurecer também. Mas como nunca tinha tido nenhuma intenção de conhecer fiquei quietinho, tomei uma ducha também e ele saiu e me deu uma tolha, nos secamos e fomos pra sala de novo.

Bem, os dois de pau duro ficou meio excitante e aí ele começou a se masturbar e eu fiz o mesmo e não deu outra, ele resolveu inverter e começou a me masturbar e eu a ele, sem nenhuma palavra, simplesmente aconteceu.



Como a dele era um pouco maior comecei a sentir um tesão muito grande e ele percebendo pediu pra eu dar uma lambida o que obedeci imediatamente, e foi quando ele empurrou minha cabeça e engoli o pau dele e comecei a chupar sem pensar o que poderia acontecer.



Pedi pra ele me chupar também e iniciamos um 69 e comecei a sentir sua mão nas minhas coxas subindo pra minha bundinha me dando umas sensações que nunca havia experimentado. Ele levantou minhas pernas e começou a lamber meu saco e chegou no meu reguinho e aí eu delirei de tesão, foi muito gostoso.



Ele percebeu eu gemer de prazer ao sentir me explorar meu cuzinho e começou a lamber e enfiar a língua e eu nem sabia mais quem eu era, pirei, fiquei em estado totalmente entregue aos carinhos dele.



Peguei novamente o pau dele que estava pra la de duro e comecei a chupar de novo, e ele pediu pra se levantar e fui até a escrivaninha e pegou uma camisinha, e um tubo de lubrificante, não falei nada mas fiquei com muito tesão pois ele me pediu pra deitar de bruços e começou a acariciar minha bunda depois foi abrindo com carinho e pingou bastante lubrificante e ficou colocando com o dedo iniciando uma  delicada massagem no meu cuzinho. Aos poucos colocou o dedo e foi me alargando um pouco, depois colocou dois e foi ficando cada vez mais gostoso, um prazer que nunca tinha tido, bem diferente.



Pegou uma almofada e colocou por baixo levantando minha bundinha e aí apontou a cabeça do seu pau pro meu buraquinho e começou a forçar a entrada. Deu uma doída quando entrou a cabeça e ele parou, deixou ele dentro mas paradinho e aí quando passou a dor ele voltou a forçar a entrada. 

Fui me acostumando com aquele volume dentro de mim e aí ele começou a tirar e colocar e aos poucos comecei a sentir prazer acabando totalmente a dor e sentir seu corpo sobre o meu, muito quente e suado e o tesão aumentou mais ainda e foi assim por um bom tempo.



Me virou de frente e me fez encarar seu rosto sorridente como que pedindo autorização para continuar, retribui o sorriso e sem palavras me levantou as pernas e foi se aproximando com o pau apontando novamente e comecei a sentir sua cabecinha de novo mas agora era só prazer e ele começou a bombar com mais força e assim me colocou de lado e depois me fez sentar e cavalgar e foi aí que gozei gostoso, pois ele começou a massagear minha próstata........Ele vendo meu gozo disse que iria gozar também e aí acelerei minha cavalgada e ele gozou loucamente no meu cu.

Depois que acabou, nem sabia como olhar pra ele. Mas ele percebeu minha timidez e vergonha e disse, fique tranquilo, tudo aconteceu naturalmente e manteremos o sigilo, nenhum de nossos amigos vão ficar sabendo.



Aí ele me tranquilizou e depois disso comemos uma pizza, batemos um papo mais tranquilos e a vontade sabendo que nasceu pra mim uma nova forma de prazer que jamais teria imaginado. Depois disso tive outros encontros que se transformaram em experiencias únicas mas deixarei para novos contos. Quem quiser entrar em contato mande e-mail .Abraço a todos.

 

Gostou? Vote no Conto:

12977 visitas