Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Cunhada Gostosa 2(Presente de natal) | Diversos | Acervo de Contos

Cunhada Gostosa 2(Presente de natal)

Meu nome é Marcos ja contei um conto sobre minha cunhada e é veridico agora após seis meses que eu venho evitando ve-la foi inevitável, pois é natal e como de costume nossa familia se reune com a familia da noiva do meu irmão la na nossa fazenda onde tem uma casa enorme que abriga todos, com piscina e um barracão enorme de festas, como expliquei no começo tenho evitado ve-la pois me apaixonei por ela naquela noite alucinante e desde então nunca mais a vi,sempre estou trabalhando na fazenda e quando vou pra cidade evito chegar durante o dia ou sedo pois sei que ela esta  la com meu irmão,entao chego em casa muito tarde nos finais de semana, nesse final de semana é a festa costumeira de natal não tenho como evitar que nosso encontro seja formalizado, eu estou muito ansioso pois seis meses sem ve-la foi torturante, mas não quero magoar meu irmão,eu e meu melhor amigo Ricardo estamos a caminho da festa na caminhonete dele com algumas garotas que levamos junto, mas ela não sai da minha cabeça mal posso esperar pra ve-la,quando chegamos era muito tarde ja por volta das 23:00 horas, no baracão de festa estava escuro com um globo de luzes que ficou muito legal,havia muitos adolecentes meninas e meninos da familia da noiva do meu irmão de longe avistei meu irmão Marcio com sua namorada Fabiana ela e muito bonita tambem loira magra com um vestido branco justo, mas é metida a patricinha conversamos poucas vezes durante esse tempo em que eles namoram,eles nos comprimentaram com feliz natal e depois logo eu e o Ricardo achamos o Freezer com bebidas agora tava bom, eu segurei a tampa aberta enquanto ele pegava as latas de bebidas alcançando para as garotas eu estava so observando as bebidas quando alguem tapous meus olhos por traz eu senti imediatamente seu perfume doce frutal sua pele macia sedosa mas nao respondi quem podia ser, entao soltei a tampa segurando suas mãos sobre meus olhos tentando adivinhar senti seu corpo se encostar ao meu e seus labios se aproximaram de meu ouvido falando suavemente enquanto senti meu corpo pegar fogo com sua proximidade eu ouvi sua voz falar:_Feliz natal Marcos!!!Eu me virei tirando suas mãos dos meus olhos sorrindo pra cumprimenta-la mas quase tive um infarto ela tava usando um vestido rosa colado ao corpo com um decote nas costas profundo e na frente tambem seu cabelo solto liso sua maquiagem escura realçando aqueles olhos penetrantes ela sorriu me abraçando de repente eu beujei seu rosto me contendo o maximo entao respondi seu feliz natal e ela pegou a bebida da minha mao bebendo, me fazendo lembrar daquela noite de novo eu percebi quando Ricardo olhou com aquela carra de malicioso lembrando tambem eu olhei de volta pra ela entao ela se aproximou de novo falando em meu ouvido me devolvendo a bebida:_Estava com saudades de voce cunhado,seu irmão esta la com seus pais!!!Ela pegou uma bebida na minha frente e eu percebi aquele decote nas costas de tirar o fôlego, Ricardo chegou se abanar olhando eu fiz carreta pra ele e depois ela sorriu vontando pra pista de dança aonde eu nao tinha percebido ela no meio, eram amigas de sua subrinha e seu sobrinho ele era tao linda que se camuflou entre eles parecia uma adoldecente ela amava dançar ao contrario de meu irmão Carlos,eu me aproximei de Ricardo o reprimindo, meu irmão nos pediu pra esqucer aquela noite mas era impossivel fazer isso,durante todo o tempo eu observei ela dançando os mais velhos foram dormir e meu irmão Carlos dormiu no sofa eu o vi quando fui ao banheiro,estavam poucos dançando em uma roda grande estava muito escuro mas dava pra ver as pessoas assim eu podia observa-la ela estava falando com seu sobrinho mais velho ele tem entre dessoito e desenove anos e seus amigos tambem era cinco sentados nas cadeiras atras deles observando ela também, eu vi quando o subrinho dela falou algo apontando pra  eles e eles caminharam abraçados ate o freezer de volta, ele pegou agua dando pra ela beber eu acho que ele tava tentando faze-la parar de beber por que seus amigos estavam dando em cima dela,ela bebeu a agua sentou em uma poltrona bem perto de nos e deu uma cruzada de pernas que fez o Ricardo ficar imovel olhando pra ela eu o empurei exigindo respeito então o sobrinho dela se aproximou falando comigo:_Marcos voce viu o Carlos?Eu to tentando fazer essa louca da minha tia parar de beber mas ela nao obedece eu vou ter que acabar batendo nos meus  amigos por causa dela!!!Eu sorri achando engraçado ele tava preocupado com a tia enquanto ela não tava nem ai então eu falei pra ele relaxar que eu tomava conta dela!Ele voltou pra perto dos amigos falando algo bravo com eles entao eu me aproximei dela ,ela me olhou sorrindo e pediu pra eu tirar sua sandalia eu me abaixei segurando seu tornoselo desabotuando a presilha da sandalha depois fiz o mesmo na outra perna ela me puxou pra sentar ao lado dela encostou sua cabeça no meu braço falando:_Sabe o que eu queria agora?Eu esperei ela falar e ela continuou:_Eu queria ser livre!!!!Pra fazer o que quizer!Seu olhar me prendeu e eu fiquei imovel entao eu a puxei pra levantar eu ia levar ela pro quarto deles pra dormir mas ela se negava nao estava bebada como o subrinho achou ela ficou de pe na varanda olhando pro ceu eu esperei pacientemente até ela me abraçar me deixando louco me provocando e beijou meu rosto falando baixo:_Boa noite eu vou dormir!Eu fiquei la fora esperando por alguns minutos meu coraçao se acalmar bebi o resto da bebida e segui pra cozinha jogar a lata no lixo estava escuro mas como eu sabia como a casa era perfeitamente nao acendi a luz quando fechei o lixeiro percebi que nao estava sozinho senti que tinha alguem ali perto eu me aproximei tentando tocar pra ver quem era toquei sua mao sobre o balcão de marmore imediatamente reconhesci era ela de novo minha perdição, eu a agarrei beijando sua boca gelada de agua que ela bebia ela soltou o copo no balcão tentando me impurrar pra longe mas quando percebeu meu beijo ela se entregou,suas maos que antes me impuravam com força agora me puxavam pra si,nosso beijo foi alucinante sua boca tinha sede pela minha eu senti seu corpo se arrepiar quando minha lingua passou pela sua,eu agarrei seu corpo pela cintura erguendo ela sobre o balcão de marmore seu corpo ficou colado ao meu perfeitamente eu passei minha mão pela sua perna sentindo sua perna definida,subi pra sua bunda perfeita apertando mais ela, subi minha mao pela sua cintura passando pelas costas nuas pelo decote do vestido subi mais ate seu pescoço a apertando mais ao meu beijo sua respiraçao estava ofegante eu nao ia me controlar nao me importei com meu irmão ,com ninguem que pudesse nos pegar no flagra na cozinha puxei seu vestido pra cima e ela agarrou minha calça abrindo o ziper deixando ela cair depois a cueca percebendo como eu estava de desejo por ela,ela me apertou contra seu corpo mordendo suavemente meu pescoço aquilo me enloqueceu eu beijei sua boca de volta com vontade e puxei sua minúscula calcinha pro lado e enfiei meu pau duro e latejante de uma so vez na sua bucetinha apertadinha ainda como naquela noite,seu gemido foi abafado pela minha boca na sua eu começei a bombar forte sentindo seu corpo se contrair no meu,eu tirava tudo o meu pau e enfiava de volta ela gemia gostoso me arranhando as costas eu nao podia dar importancia era marivilhoso ela envolveu suas pernas no meu quadril me fazendo penetra-la mais fundo quando,ela gemia no meu ouvido me deixando com mais tesao ainda entao eu a virei de costas penetrando por tras foi incrivel ela rebolava no meu pau duro me deixando louco,quando agarrei seu corpo com força mordendo suavemente seu pescoço e costas ela empinou mais sua bunda me deixando penetrar fundo eu senti seu corpo estremesser de prazer e ela gemeu alto me deixando pavorado ouvindo se meu irmão na parde ao lado na sala não tinha ouvido eu não consegui ainda tava com uma tremenda tesão por ela eu a virei de frente de novo beijando sua boca pra não gemer alto de novo,suas maos agarraram meu corpo me arranhando de novo eu começei a passar so a cabeça do pau na sua bucetinha ela gemia na minha boca me deixando louco entao quando ela nao aguentava mais ela falou em meu ouvido ordenando:_Me penetra gostoso Cunhado!!!Eu tive serteza que ela sabia que era eu.eu enfiei tudo com força beijando sua boca eu bombei algumas vezes e explodimos de prazer juntos ela agarrou meu corpo me prendendo ao seu corpo eu sentia seu coração batendo forte no peito encostado no meu peito tambem,sua respiraçao ofegante em meu pescoço me deixou estasiado entao eu me afastei dela, ela abaixou seu vestido justo descendo do balcão eu fiquei imovel eu nao falei nada pois nao queria acabar com o momento,ela agarrou minha mao me puxando junto e disse em meu ouvido:_Vem comigo eu tenho um presente especial pra voce de natal!!!Eu nao resisti a segui sem medo,caminhamos pro quarto do lado direito da casa estava vazio era grande uma suite com banheira de hidro mas assim que entramos ela acendeu a luz me olhando fixamente nos olhos eu senti meu coraçao congelar entao ela disse me puxando pro banheiro:_Esqueça de tudo que existe la fora desse quarto!!!Eu caminhei pro banheiro a seguindo ela se virou arrancando minha camisa de mim depois minha calça eu a parei beijando sua boca eu passei muitas noites em claro na fazenda desejando aquela boca seu beijo era gostoso,era alucinante,aquela boca macia e suculenta me encheia de desejo eu agarrei seu vestido o tirando dela depois sua minuscula calcinha que estava encharcada de porra da nossa trepada na cozinha beijei seu corpo lentamente ela me impurrou pro chuveiro me abraçando sorrindo seu rosto lindo todo molhado me beijou com loucura eu nao registi agarrei seu corpo a beijando embaixo do chuveiro coloquei minha mao em sua bucetinha sentindo ela molhadinha e quente desci beijando seu corpo a encostei na parede colocando minha lingua na sua bucetinha eu a chupei gostoso deixando seu corpo todo arrepidado eu sentia seu corpo estremessendo quando meu dedo penetrava sua buceta com minha lingua ela nao aguentava mais de desejo me puxou pra ficar de pé me beijando o corpo descendo com aquela boca gostosa beijando meu abdomem chegando no meu pau ela colocou lentamente a cabeça latejando na sua boca chupando suavemente me deixando louco enquanto eu tentava me segurar o maximo que pudia ela começou de vagar ao poucos com a mão punhetando ele tambem em sua boca entao abocanhou ele todo me deixando estasiado ficamos assim por cinco minutos ate que nao aguentava mais eu a puxei agarrando seu corpo e beijando loucamente seu corpo seus seios duros de prazer,eu beijei sua boca com loucura entao senti ela pegar meu pau com força enfiando em sua buceta apertadinha eu deixei ela fazer o que quisesse ela soltou quando percebeu que a cabeça entrou agarrou forte meus braços eu bombei de novo bem gostoso fodendo aquela buceta gostosa embaixo da agua do chuveiro foi quando ela agarrou meu pescoço envolvendo seus braços me segurando forte e disse em meu ouvido:_Me leva pra cama!Eu ergui suas pernas na altura do quadril caminhando com ela no colo ate a cama ainda com meu pau dentro dela eu a soltei sobre a cama entao ela virou de lado se isinuando pra mim eu deitei agarando seu corpo com força ergui sua perna vendo meu pau entrar na sua buceta eu estocava com força e ela gemia pedindo pra eu nao parar pra eu enfiar com mais força ela rebolava como louca no meu pau entao ela pegou meu pau tirando e lambusando sua buceta passando a cabeça pra cima e pra baixo, eu de novo deixei ela fazer o que quisese me segurando pra nao gozar antes entao ela enfiou devagar so um pouco tirando e recolocando de novo depois soltou pegando minha mao e descendo pro sua buceta eu estimulei seu grelho devagar enquanto penetrava ela devagar, ela agarrou meu outro braço que estava em baixo do seu ombro me fazendo ficar muito proximo dela entao eu beijei suas costas subindo pro seu pescoço ela ficou toda arrepiada ainda rebolando depois de alguns minutos assim ela pegou minha mao de novo me fazendo pegar meu pau e tirar da sua bueta ela sussurrou no meu ouvido se virando:_Eu quero ser toda sua!!!Eu entendi o que ela queria me dar finalmente eu fiquei surpreso nunca havia pensado nisso ela era tao gostosa que nunca imaginei tal coisa com ela mas ela queria eu beijei sua boca ficando por cima dela abri suas pernas achando uma forma que lhe provocasse menos dor eu começei penetrar ela de frente na buceta lambusando bem meu pau deixando ele escapar pra cima e pra baixo estimulando mais ela, eu forcei um pouco seu cuzinho apertadinho mas nao entrou eu penetrei de novo sua buceta com mais força tirando e passando no seu cuzinho so a cabeça do meu pau ela gemeu gostoso mas quando forcei de novo ela agarrou com suas unhas nos meus braços eu parei entao soltei meu corpo sobre o seu ela agarrou meu corpo com força me beijou e disse pra eu continuar,depois mordeu levemente meu pescoço eu fiquei com meu corpo sobre o dela assim ela se agarrava ao meu corpo com força suportando eu enfiei de novo bombamdo na sua bucetinha depois quando ela gemia muito cum uma mao que eu segurava sua perna eu estimulei seu  grelho de novo dessa vez forcando mais seu cuzinho quando entrou ela me mordeu ombro com força eu fiquei imovel pela dor mas tambem pra ela acostumar com meu pau, senti muito prassao entao quando ela soltou seus dentes do meu ombro eu me movi pra dentro e pra fora de vegar ela gemia de dor mas nao pediu pra eu parar eu olhei em seu rosto vendo sua espressao de dor e prazer ao mesmo tempo entao enfiei meu dedo em sua buceta presionando junto com meu pau ela gemeu agora com tesao mordendo os labios eu começei a bombar forte era muito apertadinho mas gostoso logo senti meu pau inchar e pulsar forte eu ai gozar ela me agarrou com força mordendo de novo meu ombro em outro lugar eu gozei junto com ela soltando meu corpo exausto sobre o dela quando me recuperei me levantei saindo de dentro dela observando seu corpo lindo e gostoso ela me puxou pra deitar ao seu lado colocou sua perna sobre a minha agarrando meu peito e deitando com sua cabeça sobre meu peito eu abraçei seu corpo  sentindo seu corpo ao meu quente,sua respiraçao ofegante entao eu senti a dor no meu ombro de novo mas nao olhei pra ver o estrago,ela falou beijando meu pescoço:_Gostou do meu presente?Eu disse que ela era maluca mas que tinha amado o presente,ela me encarrou me beijando e perguntou se eu tinha amado so o presente entao eu me declarei falando que a amava por ironia do destino ela nao falou mais nada,levantou indo pro chuveiro de volta eu me vesti sem achar minha camisa entao fui pro outro quarto dormir axausto e arrependido pelo que fiz ela não disse sentir algo por mim,isso era loucura,eu dormi e acordei de manha sedo com meu irmao Carlos jogando minha camisa sobre meu rosto seu olhar friu me falou serio sentando na poltrona perto da cama:_Como sua camisa foi parar no quarto em que minha noiva durmiu???Eu o encarei por minutos e disse:_Eu dei pra ela se vestir ela tava com friu ontem a noite e nao queria entrar so pra pegar uma blusa depois disso eu nao a vi mais eu vim dormir!!!Ele ficou meio desconfiado mas saiu do quarto me deixando sozinho eu estava encrencado se ele soubesse a  verdade....mas eu nao posso me arrepender totalmente por que foi o natal mais maravilhoso da minha vida!!!E ainda tem a festa de fim de ano que foi de longe a mais alucinante da minha vida.....

 

Gostou? Vote no Conto:

21903 visitas