Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Com os três melhores amigos de meu marido | Diversos | Acervo de Contos

Com os três melhores amigos de meu marido

Estou relatando o ocorrido pois tenho certeza que os amigos de meu marido lerão este conto.

Sou Lenice (Nice para os íntimos), casada, 30 anos, um filho pequeno; sou uma mulher bonita com seios fartos, bunda saliente, falsa loira, olhos cor de mel, transpiro sexualidade, mantenho sempre minhas marquinhas de biquíni, piercing no umbiguinho e uma linda tatuagem tribal acima do meu reguinho da bunda.

Walter (o corno do meu marido), depois do nascimento de nosso filho passou a chegar mais tarde do trabalho, arrumou atividade aos sábados e diminuiu muito o sexo (que já era pouco, 2 vezes na semana) chegando a ficar um mês em uma trepada. Mantive essa situação por mais de um ano, até que peguei um torpedo no celular dele com declarações de uma vagabunda.

Foi ai que decidi que iria à forra... dei um tapa no visual, fiz reflexos no cabelo, depilação completa, manicure e pedicure, vesti uma tanguinha vermelha minúscula, um vestidinho preto básico bem justo e curto, sandálias de salto alto e apareci, numa 6ª feira , no barzinho onde Walter costumava fazer hapy-hour com os amigos... chegando lá ele não estava e encontrei Bruno, Carlão e Edu (os amigos no maior bate-papo), o constrangimento deles foi total e vieram com uma história que Walter ficou no serviço por conta de alguns problemas... fiz carinha de desiludida, dizendo que vim atrás de uma carona, pois meu carro estava quebrado em casa. Carlão que sempre me comeu com os olhos, de pronto disse: - toma uma cervejinha com a gente, que eu te levo em casa mais tarde... foi a deixa; era o que eu queria... fiquei com os rapazes das 19:00h até 23:00h (meu celular não parava de tocar.... era Walter ), eles tocavam na minha perna, eu debruçava deixando meus seios à mostra, nas cruzadas de pernas eles notavam minha calcinha vermelha... contei piadas picantes, levei a conversa para o lado erótico.... percebi que meu plano estava dando certo. Ao sairmos troquei beijos com Edu e Bruno; enlaçando a cintura de Carlão (que não perdeu tempo em me abraçar) seguindo para seu carro, onde me sentei deixando minhas coxas à mostra para deleite daquele macho... no caminho veio o ataque, Carlão disse: - Como vc está bonita Nice, bonita e gostos... eu disse: - Você não provou para saber o quanto sou gostosa.... ? Mas adoraria provar, estacionando o carro ele me deu um beijo de tirar o fôlego e já foi metendo a mão por baixo de meu vestido encontrando minha calcinha molhada de tesão. Retribui o beijo e apalpei seu cacete sobre a calça, percebendo o tamanho da ferramenta. Carlão é solteiro, uns 25 anos, negro alto e musculoso... me convidou para ir ao seu apartamento e lá o bicho pegou!

No elevador foi o maior amasso, e dentro do ap nos agarramos e arrancamos as roupas... ele caiu de boca na minha xoxota peladinha e lambeu até eu gozar.... doida de tesão pedi: - Vem mete essa rola, dura (uns 20cm, grossa, com veias salientes e um saco peludo com duas bolas enormes)... me fode gostoso...me arregassa...e ele fez, me colocou deitada na mesa de jantar com as penas abertas e de pé se posicionou com a pica na entrada da minha buceta e numa única estocada, vi aquela rola entrar inteirinha na minha xoxota... ele metia de forma cadenciada, enquanto a rola entrava e saia ele dedilhava meu clitóris. Foi a melhor metida da minha vida... ele demorou o suficiente para que gozássemos juntos.... senti sua porra quente sendo despenhada no meu interior. Puxei Carlão pela pica até o quarto e lhe apliquei uma chupada geral.... lambi seu mamilos, sua barriga de tanquinho, labi seu saco, engoli suas bolas e coloquei aquele caralho na boca até minha garganta... mamei e babei naquela pica até ela ficar dura como pedra e ai sentei nela, deixando meu corpo descer e aquele mastro sumiu na minha buça....cavalguei como louca e gozei. Walter não gozou e com o cacete duro, me colocou de quatro na cama , lambeu meu cuzinho e sem dó enfiou a vara na minha bunda... me fazendo gritar: - Cachorro safada... come meu cu.... fode a mulher de seu amigo... aquele corno não dá conta do recado, você dá.... meu macho caralhudo... isso que é um pau de verdade... arromba meu rabo. Minhas palavras deixarão Carlão louco de tesão e ele esporrou forte no meu cu. Muito satisfeita, vesti minhas roupas e fui para casa de táxi. No sábado liguei para Edu, com a desculpa de ter esquecido a chave de casa na mesa do bar.... ele disse que não viu e eu pedi se ele me acompanharia até o bar para procurarmos... plano 2 em ação, encontrei Edu no bar (às 11:30h da manhã) e ele já sabia do ocorrido com Carlão....pude ver pela sua cara de safado... trocamos beijinhos e entramos no bar, com Edu perguntando ao garçom se havia encontrado alguma chave... puxei ele pelo braço e disse: - Não tem chave nenhuma... quero fazer com você o mesmo que fiz com o Carlão... fomos para um motel e lá me vi com o melhor amigo de Walter (Carlos é moreno, 1,80m, magro, usa um bigode charmoso é divorciado e tem fama de comedor)... fiquei impressionada com sua rola (não era tão grande, uns 18cm mas nunca havia visto uma pica tão grossa).... de joelhos mamei aquele caralho até receber sua porra na minha boca e engoli boa parte da porra.... ai foi sua vez, me lambeu toda, sugou meus mamilos duros, enfiou o dedo na minha xoxota, passou a língua no meu cu, elogiou minha tatuagem, brincou com meu piercing...tudo isso até sua pica ficar dura novamente.... ai no papai-mamãe introduziu aquele pau na minha buça....senti como se estivesse me rasgando, tamanho era o calibre da pica.... metia segurando minhas pernas no alto, por vezes lambendo os dedos de meus pés me enchendo de tesão.... não demorou para que eu gozasse intensamente... até tentamos um anal, mas não deu meu cuzinho não relaxava frente á grossa pica de Edu... então fui para a cavalgada enquanto ele apertava meus seios e me chamava de puta, safada, tesudão.... até que gozou na minha xoxota.... Edu me deixou na esquina de casa, sendo que chegeu antes de Walter retornar de seu suposto trabalho (tava na putaria o safado....mas tava lá com um bom para de cifres).

A última etapa de meu plano era com certeza a mais difícil... Bruno (tinha 30 anos,loirinho, olhos azuis, 1,75m, carinha de bom moço, tímido) era casado e pai de 2 meninas.... até onde sei fiel a sua esposa (Telma); e minha chance era nesse mesmo fim de semana, pois como era férias escolares, Telma e as crianças estavam na praia, Bruno na 6ª feira após nosso hapy também foi à praia e retornaria na noite de domingo sozinho. Eles moram numa casa no Tatuapé (bairro de São Paulo), não muito longe da casa de minha mãe, inventei uma desculpa para Bruno que iria visitar minha mãe e dormiria lá.... estacionei próximo a casas de Bruno umas 21:00h do domingo e não demorou muito vi ele chegando de carro, abrindo o portão e entrando com o carro. Eu estava bem provocante, mini saia, sem calcinha , bluzinha baby look sem sutien e rasteirinha no pé.... dei um tempinho, fui até lá e toquei a campainha.... a sorte estava de meu lado.... ele saiu do banho e enrolado numa toalha veio atender a porte... ao me ver ficou vermelho de vergonha.... fui entrando e fechei a porta atrás de mim, dizendo: - Bruno... não sei como é sua relação sexual com Telma, nem quero destruir seu casamento, mas hoje vou lhe dar uma noite de sexo selvagem.... agarrei Bruno e lhe dei um beijo sufocante, ao que foi correspondida..... arranquei sua toalha e ele já estava de pau duro (era o menos dotado dos amigos, uns 16cm, e não muito grosso, mas fez jus ao ditado que tamanho não é documento).... partimos para um 69 alí mesmo no carpete da sala e Bruno se demonstrou um hábil praticante de sexo oral...me fez gozar de forma expetacular..... com ele deitado de costas, montei em sua rola e engoli ela inteirinha com minha xoxota, movimentado os músculos da buceta mastiguei seu pau e subi e desci de forma vigorosa, até que juntos gozamos, a tirar sua rola da buceta senti a porra escorrendo dado a quantidade de esperma que ele jorrou. Bruno ainda se demonstrou o mais romântico, se deitou ao meu lado e me namorou, beijando minha orelha, pescoço, deslizando suas mão sobre meu corpo, me deixando muito excitada, me levou para seu quarto e me fez uma massagem com óleo de amêndoa, lambuzando minhas partes intimas e quando dei sinal de um tesão profundo, me colocou de bruços e meteu no meu cuzinho.... ele entrava e saia do meu rabo e dava tapas na minha bunda, até que segurando meus cabelos gemeu alto gozando dentro do meu rabo. Deixei Bruno dormindo e segui para casa de mamãe ainda de madrugada.

Vingança completa... a ?patota? como Walter chamava esse grupo de amigos... juntos há pelo menos 8 anos.... todos tinha experimentado sua mulherzinha.... eu estava satisfeita de tanta rola num único fim de semana e tinha à partir dessa data 3 machos a minha disposição era só querer fuder que os 3 estavam babando por mim.

 

Gostou? Vote no Conto:

99270 visitas