Acervo de Contos

Escreva o seu conto

Escreva o seu próprio conto erótico e envie para o seu publico alvo.

envie-seu-conto

Assine nosso feeds

e receba os últimos contos eroticos do site

 
Recomende o site

Amizade no Chat termina em sexo | Diversos | Acervo de Contos

Amizade no Chat termina em sexo

Oi, meu nome é Bruno (fictício), mas essa história é real. Tenho 22 anos, branco, corpo esbelto e eu quero contar algo que aconteceu comigo, há 2 meses atrás.



Bem, é o seguinte, adquiri o hábito de visitar salas de bate papo, e comecei a entrar na sala do Terra >> Cidades >>Goiânia. Nessa sala, conheci uma moça, chamada Mônica, de 19 aninhos que cursava Administração na PUC-GO. Eu faço Ciência da Computação na mesma universidade. Como era amizade virtual, eu e ela falávamos muitas bobeiras um para o outro. Falávamos sobre tudo, principalmente sobre sexo. Ela tinha um namorado, há mais de dois anos e, certo dia, ela me disse que não gostava dele e que nunca tinha transado com ele. Duvidei, mas a medida que fui conhecendo ela, vi que isso era verdade.



Já tínhamos nos visto pela Web Cam no MSN, mas certo dia decidimos trocar fotos nus, ela disse que tinha vergonha de ficar pelada na câmera, mas disse que tinha coragem de mandar fotos. Gente, ela era gostosa, do jeito que eu gosto: seios grandes, barriga sarada, bumbum e quadril largos, mas a cintura era fina, corpo perfeito. Ficamos nessa algumas semanas, até que um dia ela me disse que tinha criado coragem e terminado com o namorado.



Foi assim até que um dia eu a chamei para encontrar comigo. Ela aceitou e decidimos nos encontrar no Shopping Flamboyant. Fomos ao Cinemark e assistimos a um filme, Anjos e Demônios. Ela teve medo e levou um casal de amigos dela, para acompanhá-la.  Ela estava com um vestido muito sedutor, com decote e um pouco transparente em alguns lugares. Fiquei de pau duro na hora. Entramos no cinema. No filme, eu a abracei, beijei-a no rosto, ela foi correspondendo e logo começamos a beijar com vontade na boca. Logo que o filme acabou ficamos os dois casais, namorando muito. Ela é muito gata e desejada, mas eu também não fico para trás. Sou muito desejado pelas mulheres e beijo muito bem. Conversa vai, conversa vem, fomos os quatro para o carro do namorado da amiga dela, e ele nos levou para o apartamento dele. Os pais dele moram em outra cidade e então ficamos à vontade.



Agora, o que vou contar e algo muito estranho. Quando chegamos no apê (a essa altura já estávamos todos amigos, nós quatro) fizemos um lanchinho e depois a amiga da Mônica foi para o quarto com o namorado dela. Eu e a Mônica ficamos a sós na sala, e continuamos a nos beijar, e a abraçar. Começamos a nos envolver cada vez mais, a suspirar... Louco de desejo, fechei os olhos. Ela colocou uma das mãos em meus olhos e disse: ?não abra?, com a outra mão ela desabotoou o vestido dela. Deslizou minha mão no vestido e, nessa hora, o vestido caiu. Ela ficou só de calcinha e sutiã. Ela se aproximou e sussurrou em meus ouvidos: ?Agora você vai ter que terminar o que começou?. 



Eu sou o tipo de homem romântico e respeito a mulher, não gosto de ?forçar a barra?, saca??? Mas se tem algo que aprendei é que eu nunca devo desagradar o cliente. O cliente sempre tem razão. Ouvindo isso, eu imediatamente tirei toda a minha roupa. Meu cacete estava duro como nunca. Tirei o soutien e a calcinha dela. Ela bateu uma punheta para mim e eu perguntei se ela tinha coragem de chupar, ela disse sim e chupou gostoso. Então ela me mandou levá-la nos braços para o outro quarto, eu a levei e a deitei na cama. Comecei a chupar as pernas dela e fui chupando, quando chegou perto da vagina, ela já suspirando eu parei e fui para os peitos dela, que eram bem grandes, e comecei a chupá-los e fui descendo, passando pela barriga sarada dela até chegar na virília. Ela já estava cheia de tesão, então eu abri as pernas dela e chupei a xaninha dela, que já estava toda melada. Eu fiquei louco com tanto caldinho que saiu na minha boca. Então chupei o grelinho dela. Ela começou a gemer. Parei e fui beijá-la nos lábios. E comecei a enfiar meu pau na xaninha dela, bem devagar, ela gemeu um pouco, disse que era a primeira vez, então eu fui mais devagar, minha sorte é que ela já estava bem relaxada e lubrificada. Disse que ia enfiar só um pedacinho, mas na verdade fui enfiando aos poucos, cada vez mais, ela gemendo ás vezes, até que entrou tudo e eu comecei a fazer os movimentos devagarinho de vai-e-vem. Logo, ela começou a sentir prazer e eu mais rápido e cada vez mais rápido, ela começou a ficar  louca de tesão, eu também, até que ela gozou e eu gozei também. Depois continuamos, gozamos várias vezes, até eu ejacular a terceira vez. 



Então paramos. No dia seguinte, era um sábado, eu e ela conversamos e começamos a namorar. Foi muito bom, ela não é só uma bela e gostosa mulher, ela é inteligente e muito legal também. Eu e ela nos damos muito certo. Eu e ela nos damos muito bem e somos fiéis um ao outro.



Bem gente, é isso ae, desculpa por não ter rolado suruba, talvez você que está lendo essa história imaginou que eu e a Mônica íamos fazer algo assim com a amiga dela e o namorado da amiga, mas eu e a Mônica não temos esse costume, e os amigos dela, agora meus amigos também, também não tem esses costumes.



Abraços a todos.



Kaethano_streetdance@yahoo.com.br







Goiânia-GO

 

Gostou? Vote no Conto:

15256 visitas